Juliana e emanuelle 701

546 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
546
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Juliana e emanuelle 701

  1. 1. Trabalho de Ciências Equipe: Juliana Fazollo e Emanuelle Garcia Profª. : Jamille Muniz Rodrigues Escola : CIEP Brizolão 468 Olga Thurller Mendonça da Fonseca 
  2. 2. • Introdução Porífera é um filo (filos são os agrupamentos mais elevados em cada um dos reinos em que os seres vivos foram divididos ) do reino Animália (também chamado de Reino Animal ou Metazoa, é composto por seres vivos multicelulares cujas células formem tecidos biológicos, com capacidade responder ao ambiente que os envolve), sub-reino Parazoa, onde se enquadram os animais conhecidos como esponjas .
  3. 3. • O nome do filo vem do Latim porus “poro”e ferre “carregar”.  Estes organismos são primitivos e sésseis (não se deslocam voluntariamente do seu local de fixação). Sua maior parte é marinha, estes seres alimentam-se por filtração, bombeando a água através das paredes do corpo e retendo as partículas de água através das paredes do corpo e retendo as partículas de alimento nas suas células. As esponjas estão entre os animais mais simples, com tecidos parcialmente diferenciados (parazoas), porém sem músculos, sistema nervoso, nem órgãos internos. Eles são muito próximos a uma colônia celular de coanoflagelados, (o que mostra o provável salto evolutivo de unicelulares para pluricelulares) pois cada célula alimenta-se por si própria. Existem mais de 15.000 espécies modernas de esponjas conhecidas, que podem ser encontradas desde a superfície da água até mais de 8.000 metros de profundidade, e muitas outras são descobertas a cada dia.
  4. 4. Reprodução assexuada podendo ocorrer através de gemulação ou gemiparidade (processo de reprodução no qual ocorre a formação de gemas ou gomos no progenitor, após se separarem deste, desenvolvem-se dando origem a novos indivíduos), e também por fragmentação (processo no qual o corpo do progenitor é quebrado em vários pedaços, onde cada uma destas partes é capaz de se regenerar individualmente até assumir forma semelhante de seu progenitor).
  5. 5. Curiosidade  O registro fóssil data as esponjas desde a era Pré- Cambriana (ou Pré- Câmbrico ou Neoproterozóico).
  6. 6. Caderno do Futuro- Ciências 6° série 7º Ano Editora: IBEP Alguns sites da Internet.

×