O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Hormônios e movimentos vegetais profo james martins

4.453 visualizações

Publicada em

Hormônios vegetais e os movimentos vegetais.

Publicada em: Educação

Hormônios e movimentos vegetais profo james martins

  1. 1. Fitormônios Hormônios Vegetais = Fitormônios Células Produtoras - Os fitormônios são reguladores do crescimento e desenvolvimento Transporte das plantas. - A palavra hormônio vem do grego “horman” que significa excitar. - Os fitormônios são efetivos em Células-alvo pequenas quantidades James Martins
  2. 2. Fitormônios Hormônios Vegetais agem em diversos fenômenos vegetais: FLORAÇÃO DIVISÃO CELULAR CRESCIMENTO VEGETAL DORMÊNCIA DE GEMAS AMADURECIMENTO DE FRUTOS James Martins
  3. 3. Fitormônios A uxina Quem são os Fitormônios? C itocina E tileno G iberelina Á cido Abscísico James Martins
  4. 4. Fitormônios 1. Auxinas O primeiro hormônio vegetal descoberto foi o AIA AIA = Ácido indolilacético = auxina natural Principal ação: CRESCIMENTO através do alongamento celular Produção ocorre em: - Ponta de caule(gema apical) - Folhas (jovens e adultas) - Ponta de raiz - Embriões nas sementes - Frutos James Martins
  5. 5. Fitormônios 1. Auxinas Como as auxinas foram descobertas? James Martins
  6. 6. Fitormônios Charles Darwin 1. Auxinas Histórico - O primeiro a falar sobre auxinas foi Charles Darwin e seu filho Francis Darwin no livro O poder do movimento das plantas. - Os Darwins acharam curioso como as plantas cresciam e curvavam-se sempre em direção a luz. - Utilizaram plantas de alpiste (Phalaris canariensis) e aveia (Avena Sativa) para Francis Darwin fazer testes James Martins
  7. 7. Fitormônios 1. Auxinas Histórico - Para seus experimentos os Darwins observaram o coleóptilo de aveia e alpiste. Coleóptilo: primeira porção da planta a emergir do solo e cuja função é proteger as primeiras folhas. James Martins
  8. 8. Fitormônios 1. Auxinas Histórico-Darwin cobriu a porção LUZ LUZ LUZsuperior do coleóptilo com umcilindro de metal ou um tubode vidro escuro e percebeuque a curvatura não ocorria.-Boysen utilizou um mineral LUZchamado mica e ágar que LUZuma gelatina de açúcar LUZextraído de algas. James Martins
  9. 9. Fitormônios 1. Auxinas Histórico- Paál concluiu que oestímulo produzido no ápicedo coleóptile era denatureza química-Em 1926 o fisiologistavegetal Frits W. Wentdescobriu uma substânciaque controlava ocrescimento/curvatura.- A substância recebeu onome de Auxina (do gregoAuxein= crescer) James Martins
  10. 10. Fitormônios 1. Auxinas Histórico James Martins
  11. 11. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação - O deslocamento das auxinas pelo caule, folha e fruto é SEMPRE polarizado, ou seja, desloca-se do ápice para a base da planta. James Martins
  12. 12. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação As auxinas estimulam a síntese de enzimas que promovem o amolecimento da parede celular, possibilitando a distensão das células James Martins
  13. 13. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Raiz: [ ] AIA = crescimento radicular e [ ] AIA = crescimento radicular Caule: [ ] AIA = crescimento caulinar e [ ] AIA = crescimento caulinar James Martins
  14. 14. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação C R E A gema apical produz S auxinas que inibem C as gemas laterais I M E N T O James Martins
  15. 15. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Resumindo A auxina é: Fotossensível, Fotossensível deslocando-se para o lado não iluminado do vegetal e sendo fotodestruído no lado iluminado; Tem deslocamento polarizado sempre do ápice polarizado, do caule para a raiz; Age em diferentes concentrações com efeitos ora estimulantes, ora inibidores, dependendo da sensibilidade do tecido afetado. James Martins
  16. 16. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Raízes- A aplicação de auxinas naparte inferior do caule COM AUXINAcortado(estaca) estimula a SEM AUXINAprodução de raízesadventícias RÁIZES ADVENTÍCIAS Aspecto da parte aérea e sistema radicular de mudas de erva-mate (Ilex paraguariensis) com quatro meses de idade, produzidas via estaquia James Martins
  17. 17. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Frutos partenocárpicos- A aplicação de auxinas emflores não fecundadasestimulam o desenvolvimentode fruto partenocárpicos- A diminuição das taxas deauxina no fruto causam a suaabscisão, ou seja, sua queda James Martins
  18. 18. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Herbicida- A aplicação de auxinas comoherbicida é usada para atacaralgumas plantas e outras não.Ex: uma lavoura demonocotiledôneas(milho) não sofreos efeitos da auxina. Já plantasinvasoras(dicotiledôneas) morremdevido à auxina. A auxina chamadade ácido 2-4-diclorofenoxiacético(2,4-D) é umasdas mais utilizadas. James Martins
  19. 19. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Tropismos Tropismo: crescer em direção a ... Ao nome do movimento acrescentamos prefixos que indicam o agente que estimula o processo Exs.: Foto...= luz Geo... = gravidade. A orientação do crescimento/curvatura dependem da direção do estímulo Podem ser: a) Positivos: quando o movimento ocorre no sentido de se aproximar do estímulo. b) Negativos: quando o movimento ocorre no sentido de se afastar do estímulo. James Martins
  20. 20. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Tropismos Fototropismo Na raiz No caule James Martins
  21. 21. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Tropismos Fototropismo Fototropismo exagerado James Martins
  22. 22. Fitormônios 1. Auxinas Histórico AIA em ação Tropismos Geotropismo No caule Na raiz James Martins
  23. 23. Fitormônios James Martins
  24. 24. Fitormônios James Martins
  25. 25. Fitormônios James Martins
  26. 26. Fitormônios James Martins
  27. 27. Fitormônios James Martins
  28. 28. Fitormônios James Martins
  29. 29. Fitormônios James Martins
  30. 30. Fitormônios James Martins
  31. 31. Fitormônios James Martins
  32. 32. Fitormônios RESUMINDO James Martins
  33. 33. Fitormônios Giberelinas: Citocininas: - Estimula o alongamento e divisão - Estimula a divisão celular celular - Estimula a diferenciação - Indução da floração celular - Quebra de dormência das sementes Gás etileno: Ácido abscísico: - Maturação de frutos - Inibe o crescimento e divisão (amadurecimento) celular - Estimula a abcisão de folhas, - Indução da queda de folhas e flores e frutos frutos - Quebra de dormência das - Provoca dormência das gemas e sementes sementes James Martins

×