Neste trabalho aborda-se tudo o que pode criar, por
parte de uma pessoa, uma necessidade de consumo,
que é prejudicial, qu...
São estimulantes do sistema nervoso central que provocam
excesso de actividade e desejo de estar em contínuo
movimento, di...
Os efeitos são de longa duração ( de 10 a 12 horas ) e
produzem alucinações ópticas, auditivas e mudanças de
humor, chegan...
São alucinogénios e estimulantes do sistema nervoso central. Os
seus efeitos são muito parecidos com os das anfetaminas.
P...
É um estimulante do sistema nervoso que provoca
euforia, dilatação das pupilas, irritabilidade, nervosismo,
tremores e con...
Alucinogénio, inibidor e estimulante do sistema nervoso
central. Os efeitos dividem.se em três fases :
- primeiro provoca ...
Inibe o sistema nervoso central e produz um efeito
hipnótico, do qual deriva uma contracção das pupilas, uma
diminuição do...
Os efeitos desta droga dependem do estado de espírito em
que a pessoa se encontra, se está triste e deprimida pode
sentir-...
COGUMELOS MÁGICOS;
ESTERÓIDES;
NITRATOS;
TRANQUILIZANTES;
SOLVENTES;
PÓ DE ANJO;
Quando alguém usa drogas sente-seQuando alguém usa drogas sente-se
e comporta-se de maneira diferente.e comporta-se de man...
O CONSUMO DE ÁLCOOL NA
ADOLESCÊNCIA, MAIORITARIAMENTE
EM FESTAS OU REUNIÕES DE JOVENS,
É UM FENÓMENO QUE SEREVELA
EXTENSO,...
CONSUMIR ÁLCOOL:CONSUMIR ÁLCOOL:
-PARA ACOMPANHAR OS AMIGOS;
-POR CURIOSIDADE;
-PARA ENTRAR “NUMA BOA” E
FICAR DESINIBIDO;...
O ÁLCOOL FAVORECE O
APARECIMENTO DE CANCRO DA BOCA
E DO ESÓFAGO E, SE CONSUMIDO EM
EXCESSO, PODE LEVAR AO
APARECIMENTO DE ...
Consumir álcool é muitasConsumir álcool é muitas
vezes visto pelos jovensvezes visto pelos jovens
como um meio de diversão...
FUMAR É UM HÁBITO ESSENCIALMENTE
SOCIAL E, NA MAIOR PARTE DOS CASOS, É
A INFLUÊNCIA DE AMIGOS E DE GRUPOS
QUE LEVA OS INDI...
AS CRIANÇAS E JOVENS IMITAM MUITAS
VEZES OS COMPORTAMENTOS DOS ADULTOS
QUE ADMIRAM E QUE OS ENSINAM . NESTE
GRUPO O TABACO...
BRYAN CURTIS COMEÇOU A FUMAR
AOS TREZE ANOS, NUNCA
IMAGINANDO QUE , VINTE ANOS MAIS
TARDE, ISTO IRIA MATÁ-LO, DEIXANDO
UMA...
BRYAN LEE CURTIS, 33
ANOS, APARENTEMENTE
SAUDÁVEL, EM 29 DE
MARÇO DE 1999.
BRYAN LEE CURTIS,
DOIS MESES DEPOIS,
A 3 DE JUNHO DE
1999, NO DIA DA SUA
MORTE, CAUSADA
POR CANCRO DO
PULMÃO.
DOENÇAS PROVOCADAS PELO
TABACO:
- ÚLCERA DO ESTÔMAGO;
- PROBLEMAS CARDIOVASCULARES, DIGESTIVOS E
RESPIRATÓRIOS;
- TUBERCUL...
AO CONTRÁRIO DO ÁLCOOL, O TABACO PODE
AFECTAR AS PESSOAS QUE NÃO FUMAM E DE
UMA FORMA BASTANTE MAIS GRAVE . OS
FUMADORES P...
TABACOTABACO
ÁLCOOLÁLCOOL
DROGADROGA
FAZ AS OPÇÕESFAZ AS OPÇÕES
CERTAS!CERTAS!
OPTA PELAOPTA PELA
TUATUA VIDAVIDA!!
3º G
Fabio AraújoFabio Araújo
Charles AraújoCharles Araújo
Felipe AraújoFelipe Araújo
Dependências
Dependências
Dependências
Dependências
Dependências
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dependências

981 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Dependências

  1. 1. Neste trabalho aborda-se tudo o que pode criar, por parte de uma pessoa, uma necessidade de consumo, que é prejudicial, quer fisica quer psicologicamente. Neste caso vamos abordar três dependências muito comuns entre os jovens: - droga; - álcool; - tabaco;
  2. 2. São estimulantes do sistema nervoso central que provocam excesso de actividade e desejo de estar em contínuo movimento, dilatam as pupilas, secam a boca e os lábios provocam insónias e falta de apetite. O seu consumo habitual pode provocar alucinações com comportamentos violentos.
  3. 3. Os efeitos são de longa duração ( de 10 a 12 horas ) e produzem alucinações ópticas, auditivas e mudanças de humor, chegando em alguns casos a reacções paranóicas. Além disso, provocam uma dilatação das pupilas, descoordenação e palpitações. A ressaca produz um estado de tensão e fadiga. O consumo habitual desta droga pode provocar lesões cerebrais irreversíveis.
  4. 4. São alucinogénios e estimulantes do sistema nervoso central. Os seus efeitos são muito parecidos com os das anfetaminas. Provocam ansiedade, hiperactividade, aumento da temperatura, dilatação das pupilas e em algumas ocasiões alterações visuais. O seu consumo habitual pode levar à hepatite, à psicose e provocar lesões cerebrais irreversíveis.
  5. 5. É um estimulante do sistema nervoso que provoca euforia, dilatação das pupilas, irritabilidade, nervosismo, tremores e convulsões. Também cria ansiedade e tendência para a violência, quando snifada pode perfurar as paredes nasais e provocar rouquidão crónica. O consumo habitual aumenta o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea e produz uma destruição dos neurónios que é irreversível.
  6. 6. Alucinogénio, inibidor e estimulante do sistema nervoso central. Os efeitos dividem.se em três fases : - primeiro provoca um riso compulsivo, desinibição e transtornos da percepção; - depois, passa-se para uma fase de sobrexcitação da imaginação e comportamento psicótico. - finalmente, surge uma fase de relaxamento que pode derivar em depressão e sonolência.
  7. 7. Inibe o sistema nervoso central e produz um efeito hipnótico, do qual deriva uma contracção das pupilas, uma diminuição do ritmo respiratório e tendência para o distanciamento. Pode provocar cólicas, perda de visão e, em circunstâncias pouco higiénicas, hepatite e sida.
  8. 8. Os efeitos desta droga dependem do estado de espírito em que a pessoa se encontra, se está triste e deprimida pode sentir-se muito pior depois de a consumir. Sobre o seu efeito não se sente qualquer tipo de dor, sendo possível magoar-se sem dar conta. O aumento do ritmo cardíaco e da tensão arterial, o começar a “ arrastar ” as palavras e até a incapacidade de controlar os movimentos são alguns dos efeitos físicos desta droga. Quando o efeito passa, o corpo fica esgotado e a pessoa sente-se deprimida, é como se estivesse num corpo que não lhe pertencesse.
  9. 9. COGUMELOS MÁGICOS; ESTERÓIDES; NITRATOS; TRANQUILIZANTES; SOLVENTES; PÓ DE ANJO;
  10. 10. Quando alguém usa drogas sente-seQuando alguém usa drogas sente-se e comporta-se de maneira diferente.e comporta-se de maneira diferente. Pode até fazer coisas que no seuPode até fazer coisas que no seu estado normal nunca pensariaestado normal nunca pensaria fazer... E muitas vezes aquilo que éfazer... E muitas vezes aquilo que é uma aventura transforma-se numuma aventura transforma-se num pesadelo que parece interminável!!!pesadelo que parece interminável!!!
  11. 11. O CONSUMO DE ÁLCOOL NA ADOLESCÊNCIA, MAIORITARIAMENTE EM FESTAS OU REUNIÕES DE JOVENS, É UM FENÓMENO QUE SEREVELA EXTENSO, POSSIVELMENTE EM EXPANSÃO E COM UM PADRÃO DEINGESTÃO, EM MUITOS ASPECTOS, DISTINTO DO CONSUMO ADULTO.
  12. 12. CONSUMIR ÁLCOOL:CONSUMIR ÁLCOOL: -PARA ACOMPANHAR OS AMIGOS; -POR CURIOSIDADE; -PARA ENTRAR “NUMA BOA” E FICAR DESINIBIDO; -DESCONTRAIR-SE; -FICAR MODERADAMENTE ALEGRE;
  13. 13. O ÁLCOOL FAVORECE O APARECIMENTO DE CANCRO DA BOCA E DO ESÓFAGO E, SE CONSUMIDO EM EXCESSO, PODE LEVAR AO APARECIMENTO DE CANCRO DO FÍGADO. EM PORTUGAL FUNCIONAM VÁRIAS CLÍNICAS E CENTROS QUE PROCURAM TRATAR A DEPENDÊNCIA ALCÓOLICA, SENDO A MAIS CONHECIDA OS “ALCOÓLICOS ANÓNIMOS”.
  14. 14. Consumir álcool é muitasConsumir álcool é muitas vezes visto pelos jovensvezes visto pelos jovens como um meio de diversão ecomo um meio de diversão e brincadeira, mas do quebrincadeira, mas do que muitos se esquecem é quemuitos se esquecem é que esta “brincadeira” podeesta “brincadeira” pode tornar-se um vício e destruirtornar-se um vício e destruir uma vida.uma vida.
  15. 15. FUMAR É UM HÁBITO ESSENCIALMENTE SOCIAL E, NA MAIOR PARTE DOS CASOS, É A INFLUÊNCIA DE AMIGOS E DE GRUPOS QUE LEVA OS INDIVÍDUOS A COMEÇAR . AS DOENÇAS ASSOCIADAS AO CONSUMO DESTA SUBSTÂNCIA SÃO VÁRIAS E PODEM MESMO LEVAR A RISCO DE VIDA . A CURA DESSAS DOENÇAS PASSA MUITAS VEZES POR ALGO TÃO SIMPLES COMO DEIXAR DE FUMAR . APESAR DE NÃO SER ASSIM TÃO SIMPLES, POIS MUITAS VEZES A DEPENDÊNCIA JÁ É GRANDE, COM FORÇA DE VONTADE CONSEGUE-SE RESISTIR.
  16. 16. AS CRIANÇAS E JOVENS IMITAM MUITAS VEZES OS COMPORTAMENTOS DOS ADULTOS QUE ADMIRAM E QUE OS ENSINAM . NESTE GRUPO O TABACO PODE TER GRAVES CONSEQUÊNCIAS POIS PARA ALÉM DOS SEUS ORGANISMOS ESTAREM MENOS DESENVOLVIDOS, UM HÁBITO QUE COMEÇA MAIS CEDO PODE TER CONSEQUÊNCIAS AINDA MAIS GRAVES AO LONGO DO TEMPO!
  17. 17. BRYAN CURTIS COMEÇOU A FUMAR AOS TREZE ANOS, NUNCA IMAGINANDO QUE , VINTE ANOS MAIS TARDE, ISTO IRIA MATÁ-LO, DEIXANDO UMA ESPOSA E UMA CRIANÇA SOZINHAS. NAS SUAS ÚLTIMAS SEMANAS DE VIDA,ELE EXPÔS-SE COMO UMA MENSAGEM PARA OS JOVENS, INTITULADA”ELE QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE”!
  18. 18. BRYAN LEE CURTIS, 33 ANOS, APARENTEMENTE SAUDÁVEL, EM 29 DE MARÇO DE 1999.
  19. 19. BRYAN LEE CURTIS, DOIS MESES DEPOIS, A 3 DE JUNHO DE 1999, NO DIA DA SUA MORTE, CAUSADA POR CANCRO DO PULMÃO.
  20. 20. DOENÇAS PROVOCADAS PELO TABACO: - ÚLCERA DO ESTÔMAGO; - PROBLEMAS CARDIOVASCULARES, DIGESTIVOS E RESPIRATÓRIOS; - TUBERCULOSE; - ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL, - CANCRO (PULMÃO, ESÓFAGO, BEXIGA, ESTÔMAGO, PÂNCREAS, FARINGE, PRÓSTATA, RIM, INTESTINO,....);
  21. 21. AO CONTRÁRIO DO ÁLCOOL, O TABACO PODE AFECTAR AS PESSOAS QUE NÃO FUMAM E DE UMA FORMA BASTANTE MAIS GRAVE . OS FUMADORES PASSIVOS, AQUELES QUE INALAM OS FUMOS DOS CIGARROS DE OUTRAS PESSOAS , ESTÃO TÃO OU MAIS SUJEITOS A DESENVOLVER DOENÇAS RELACIONADAS COM O TABACO COMO OS FUMADORES ACTIVOS . O TABACO É UMA SUBSTÂNCIA QUE AFECTA A VIDA DE MUITAS PESSOAS . E PARA GARANTIR A QUALIDADE DE VIDA É NECESSÁRIO QUE SEJAM FEITAS ESCOLHAS CONSCIENTES E RESPEITADORAS DOS DIREITOS DE CADA UM .
  22. 22. TABACOTABACO ÁLCOOLÁLCOOL DROGADROGA FAZ AS OPÇÕESFAZ AS OPÇÕES CERTAS!CERTAS! OPTA PELAOPTA PELA TUATUA VIDAVIDA!!
  23. 23. 3º G Fabio AraújoFabio Araújo Charles AraújoCharles Araújo Felipe AraújoFelipe Araújo

×