Aula promotores de crescimento wide screen

2.656 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.656
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula promotores de crescimento wide screen

  1. 1. Microrganismos Promotores docrescimento vegetal Jadson Belém de Moura
  2. 2. Breve histórico da microbiologiado solo 1590- Zacharias Janssen: invenção do microscópio. 1676-Anton van Leeuwenhoek: construção de microscópio rudimentar capaz de observar os “animálculos” em placa bacteriana dentária Pasteur (segunda metade do século XIX): pai da microbiologia. Lachman (1858): observação de bactérias nos nódulos e sugestão de que estavam associadas à nutrição de leguminosas.
  3. 3. Breve histórico da microbiologia do solo Hellriegel e Wilfarth (1886): comprovação da FBN Beijerinck (1888): isolamento de bactérias fixadoras de N de nódulos Sergei Winogradsky (1890): pai da microbiologia do solo > descoberta da autotrofia microbiana e nitrificação Século XIX: descoberta das micorrizas, fixação assimbiótica de N2, desnitrificação, produção do primeiro inoculante “Nitragin” Século XX: microbiologia agrícola torna-se ciência autônoma. Primeiros livros. Brasil: criação do 1º lab. Microbiologia Agrícola no IAC. Alemanha: Hiltner > definição do termo rizosfera
  4. 4. Solo vivo• Maior reservatório de microrganismos do planeta;• Com grande abundância e diversidade de microrganismos;• Um hectare de solo pode conter até 4 Mg de microrganismos;• Macro, meso e microfauna.
  5. 5. O solo como hábitat microbianoPrincipais fatores que afetam a atividade:- Umidade;- Status nutricional.
  6. 6. Anelídeos 12%Mesofauna 8% Bactérias 40% Fungos e algas 40%
  7. 7.  Bactérias: ◦ Grupo mais numeroso e mais diversificado;  limitações impostas pelas discrepâncias entre técnicas;  heterotróficos são mais facilmente detectados. Gêneros mais frequentes:  Bacillus, Clostridium, Arthrobacter, Pseudomonas, Nocardia, St reptomyces, Micromonospora, Rizóbios;  Cianobactérias: pioneiras, fixação de N2. Streptomyces
  8. 8.  Fungos: ◦ Limitados à superfície do solo; ◦ Favorecidos em solos ácidos; ◦ Ativos decompositores de tecidos vegetais; ◦ Melhoram a estrutura física do solo. Gêneros mais frequentes:  Penicillium, Mucor, Rhizopus, Fusarium, Aspergillus, Trichoderma.
  9. 9.  Algas: ◦ Abundantes na superfície; ◦ Acumulação de matéria orgânica: solos nus, erodidos.• Protozoários e vírus: - Equilíbrio das populações; - Predadores de bactérias; - Parasitas de bactérias, fungos, plantas, ...
  10. 10. Presença de microrganismos nas várias profundidades do soloProfundidade Umidade M.O. (%) Bactérias Fungos (cm) (%) (m/g) Aeróbia Anaeróbia s s 0–8 18,2 4,4 24 2,7 280 8 – 20 10,0 1,5 3,1 0,4 43 20 – 40 11,5 0,5 1,9 0,4 0 40 – 60 13,5 0,6 0,9 0,04 0 60 – 80 7,0 0,4 0,7 0,03 0 80 – 100 5,3 0,4 0,15 0,01 0
  11. 11. RIZOSFERA
  12. 12. Rizosfera: É a região onde o solo e as raízes das plantas entram em contato; Maior presença de microrganismos; Tipos de microrganismos diferentes no solo livre e no rizosférico; Rizoplano.
  13. 13. Correo del Maestro, 200
  14. 14. Gray &
  15. 15. Paul & Clark, 1996.
  16. 16. Classes de Microrganismosedáficos benéficos aocrescimento vegetal: Fungos micorrizicos; Fixadores de Nitrogênio; Solubilizadores de fosfato; Rizobactérias promotoras do crescimento vegetal.
  17. 17. FUNGOS MICORRIZICOS
  18. 18. Fungos micorrizicos Primeira associação simbiótica entre um microrganismo e um vegetal; Aumento da área radicular; Disponibilização de nutriente; Absorção de água e sais minerais;
  19. 19.  Estresse hídrico; Regiões secas; Porosidade; Aumento da área de exploração da raiz.
  20. 20. Micorrizosféra Fungos Micorrízicos; É a região onde o solo e as micorrizas dos fungos entram em contato; Maior presença de microrganismos; Tipos de microrganismos diferentes no solo livre e no rizosférico; Rizoplano.
  21. 21. Glomalina:  Proteína excretada por fungos micorrizicos;  Uma espécie de cola, atua na formação do agregado.
  22. 22. FIXAÇÃO BIOLÓGICA DENITROGÊNIO
  23. 23. Fixação Biológica deNitrogênio: Nutriente mais limitante; Simbióticas e vida livre.
  24. 24. FBN • Fixação do nitrogênio atmosférico N2 NH3 aminoácidos Fixação simbiótica: 60-600 Kg/ha .ano; 90% pelas leguminosas; Economia em fertilizantes nitrogenados; Associações simbióticas fixadoras: ◦ Anabaena – Azolla; ◦ Azospirillum – Cana-de-açúcar; ◦ Rizóbios – Leguminosas.
  25. 25. Associação simbiótica rizóbios-leguminosas
  26. 26. Número de nódulos nas raízes, produção de grãosem nitrogênio acumulado na soja com e seminoculação: Fonte: Zilli et al.
  27. 27. Fixação em não leguminosas: Ciclo da cultura; Disponibilidade de água; Nitrogênio no solo; Genético.
  28. 28. SOLUBILIZADORES DEFOSFATO
  29. 29. Fósforo : Microrganismos solubilizadores de fosfato; Bactérias (Pseudomonas, Enterobacter); Fungos (Penicillium, Aspergillus); Adsorção.
  30. 30. PGPR - RIZOBACTÉRIASPROMOTORAS DOCRESCIMENTO VEGETAL
  31. 31. Rizobactérias promotoras docrescimento vegetal: Residentes epifíticas ou endofíticas; Não patogênicas; Atuam diretamente ou indiretamente no crescimento vegetal; Plant growth promoting rhizobacteria (PGPR); 2 tipos: (Indireto e Direto).
  32. 32. Influência indireta: Atua em mecanismos que interferem indiretamente no crescimento e sanidade vegetal; (doenças, parasitas, pragas).
  33. 33. Biocontrole: Atuam indiretamente no crescimento vegetal; Controle de doenças e pragas; Trichoderma spp.
  34. 34.  Parasitas de doenças de plantas; Promove o crescimento indireto.
  35. 35.  Bacillus subtilis (contra doenças fúngicas do milho e trigo); Pseudomonas spp é antagonista a Rhizoctonia solani (causador de tombamento em Fabaceaes); Controle de murcha bacteriana com Actinomicetos; podridão mole do pimentão controlada com P.
  36. 36. Produção de Antibióticos A antibiose é a produção de compostos bactericidas, fungicidas ou micostáticos e nematicidas; Substâncias produzidas pelos microrganismos já foram isoladas e algumas identificadas; São compostos orgânicos de baixo peso molecular que, em baixas concentrações, são deletérios ao crescimento ou à atividades metabólicas de outros organismos.
  37. 37. Concorrência por substrato: Alguns microrganismos concorrem entre si por substrato; Pseudomonas spp. e Fusarium oxysporum; Concorrência por Fe.
  38. 38. Indução de Resistência: Promovem Indução de resistência em plantas a alguns agentes patogênicos; A presença desses microrganismos reduz a severidade do ataque de outros microrganismos nocivos; Pseudomonas putida e Colletotrichum orbiculare (Antracnose).
  39. 39. Influência Direta: Atua diretamente no crescimento e na sanidade vegetal; Absorção de nutrientes; Estrutura do solo; Produção de fitormônios; Antibióticos. Pseudomonas fluorescens
  40. 40. Conclusão
  41. 41. Obrigado

×