Memorial_descritivo

1.165 visualizações

Publicada em

memorial descritivo para entrada de energia

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.165
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Memorial_descritivo

  1. 1. Memorial Descritivo Instalação de posto de transformação particular de 150 kVA – 13,8kV – 220/380V, para atender Laudir Luiz Camini Cia e LTDA.
  2. 2. Memorial descritivo REFERÊNCIA: Instalação de posto de transformação particular com potência de 150 kVA, tensão primária 13,8 kV e tensão secundária 380/220V PRETENDENTE: LOCALIDADE: 1. Página 2 de 6 Laudir Luiz Camini e Cia LTDA. Guarapuava - PR INFORMAÇÕES GERAIS PROPRIEDADE: Laudir Luiz Camini e Cia LTDA. CNPJ: 09.666.458/0001-59 I.E.: 90445368-43 ATIVIDADE: Comércio atacadista de madeira e produtos derivados. MUNICÍPIO-ESTADO: Guarapuava - PR DATA DO PROJETO: JUL/2013 DATA PARA LIGAÇÃO: AGO/2013 PROJETO ELÉTRICO: Instalação de posto de transformação particular 150 kVA – 13,8 kV – 380/220V 2. OBJETIVO O projeto compreende a instalação de um posto de transformação, com atendimento de entrada de serviço em alta tensão “ES/A.T.”, através de ramal aéreo, trifásico, tensão nominal 13,8KV, potência do transformador de 150kVA 380/220V. As pranchas de desenho de projeto elétrico da entrada de serviço para aprovação da CFLO e execução da obra estão em três pranchas, com as devidas referências indicadas, sendo: Folha 01: Situação Folha 02: Detalhe do posto de transformação/medição/proteção geral, quadro de cargas, aterramento e diagrama unifilar. Engª Eletricista Jacqueline S. Tsuji CREA PR 116.198/D (42) 9950-4998 jacquesatiko@hotmail.com
  3. 3. Memorial descritivo 3. Página 3 de 6 ENTRADA DE ENERGIA A entrada geral de energia será aérea, em alta tensão 13,8kV, vinda da derivação a ser construída pela CFLO, em frente ao terreno do pretendente. O ramal de entrada será composto de cabos de alumínio nu de bitola 02 AWG para as 3 fases, com aproximadamente 08m até o poste tipo Duplo-T B-600-10,5m, fixados por isoladores de ancoragem polimérico classe 15kV, passam pelo transformador trifásico de 150kVA – 13,8kV – 380/220V, derivam para os pára-raios poliméricos classe 15kV/10kA e seguem para a mureta de medição através de cabos 2X(3#50(25))mm² em 2 eletrodutos de PVC rígido de 2.1/2” (cada eletroduto contém um circuito completo). 4. MEDIÇÃO DE ENERGIA A medição de energia elétrica é de forma indireta, montada junto à base do posto de transformação, onde serão instaladas as caixas do tipo GN alongada para alojar o disjuntor geral, a caixa FN para os transformadores de corrente (TC’s) a serem a ser instalados pela CFLO, e o medidor tipo EN conforme prancha 02. A descida dos cabos será realizada através de 2 eletrodutos de PVC rígido de 2.1/2”, por onde passarão os cabos até a alimentação da caixa FN dos transformadores de corrente, que serão 2x50mm² para as 3 fases (RST) e 2x25mm² para o neutro, ambos com isolação 750V. A partir da caixa FN será alimentado o disjuntor geral de 250A, alojado em uma caixa GN alongada que alimentará o quadro de distribuição geral (QDG) desta unidade. Os cabos que alimentarão o QDG serão de 2x70mm² para as três fases (RST) e 2x35mm² para o neutro (N), ambos com isolação 750V, protegidos por eletroduto de PVC 2.1/2” embutido, passando pela caixa de passagem e seguindo via subterrânea para o QDG. Os condutores deverão ser identificados no início e no fim de cada seção com as seguintes cores: fase A – Amarelo, fase B – Branco, fase C – Vermelho, Neutro N – Azul Claro. O ramal de ligação será fornecido pela concessionária e fará a conexão entre a derivação e o ponto de entrega. O mesmo terá um lance de 08m, formado por condutores de alumínio nú, bitola 02 AWG. Engª Eletricista Jacqueline S. Tsuji CREA PR 116.198/D (42) 9950-4998 jacquesatiko@hotmail.com
  4. 4. Memorial descritivo 5. Página 4 de 6 ATERRAMENTO Nas proximidades do novo posto de transformação deverão ser cravadas hastes de terra do tipo Copperweld de 2,4m x 5/8”, distanciadas uma das outras em aproximadamente 5,0m, interligadas através de condutores de cobre de 25mm² de diâmetro, cuja resistência de aterramento em qualquer época do ano não poderá ultrapassar a 10 (dez) Ohms. Será construída uma caixa de aterramento de (0,3x0,3x0,3)m sem fundos e com tampa de sobrepor para que haja a possibilidade de funcionários da CFLO efetuarem a medição/inspeção neste aterramento. Os pára-raios e todas as partes metálicas sem tensão deverão ser conectadas por condutores de cobre 25mm² e abrigadas em um eletroduto de 1/2” que, por sua vez, estará conectado ao sistema de aterramento geral da medição. As caixas de medição deverão ser interligadas com o aterramento através de cabo de cobre nu 35mm² protegido por eletroduto de PVC rígido de 3/4”. 6. CÁLCULO DA DEMANDA Para o cálculo da corrente foi considerado um fator de diversidade de 1,1 sobre o total da carga instalada resultando em um valor de 121,82kW e um fator de simultaneidade de 0,8, chegando a uma corrente de 185,30A. 7. CÁLCULO DE QUEDA TENSÃO Partindo das seguintes considerações: O cabo utilizado do transformador, até a medição possui bitola 2X(50(25))mm2 750V e o cabo utilizado da medição até o quadro de distribuição geral (QDG) é de 2X(70(35))mm² 1kV;  A distância do transformador até o QDG é de 25m ou 0,025kM;  A corrente é de 185,30A;  A tensão de alimentação é de 380V;  A impedância do cabo utilizado no trecho trafo - medição é de 0,75V/A.km.  A impedância do cabo utilizado no trecho medição – QDG é de 0,56V/A.km. Engª Eletricista Jacqueline S. Tsuji CREA PR 116.198/D (42) 9950-4998 jacquesatiko@hotmail.com
  5. 5. Memorial descritivo Página 5 de 6 A queda de tensão de cada trecho foi calculada segundo a fórmula a seguir: 𝑍 𝑐𝑎𝑏𝑜 × 𝐼 × ℓ × 100 𝑉𝑓 𝑄𝑢𝑒𝑑𝑎 𝑑𝑒 𝑡𝑒𝑛𝑠ã𝑜 (%) = Onde: Zcabo – Impedância do cabo I – Corrente de projeto (185,30A) l – Comprimento do trecho Vf – Tensão fase-neutro Trecho Queda de Tensão ( % ) TRAFO - Medição 0,507 Medição - QDG Queda de Tensão Total (%) 1,182 8. 1,689 CONSIDERAÇÕES FINAIS: Todas os motores de potência superior a 5,0 CV deverão ter partida indireta através de chaves estrela/triângulo ou compensadoras com tensão de operação igual a 380/220V. A elaboração do projeto foi com base em levantamento no local, projetos de implantação e lay-out com as cargas fornecidas, conforme as normas: Referentes à CFLO:  Montagem de Redes de Distribuição Aérea – NTD-003;  Projeto de Rede de Distribuição Urbana;  Norma Geral de Desenho Técnico;  Fornecimento em Tensão Primária de Distribuição - NTD – 011 Referentes à ABNT:  NBR–5410: Instalações elétricas de baixa tensão – 2004;  NBR–14039: Instalações Dezembro/1997. Engª Eletricista Jacqueline S. Tsuji CREA PR 116.198/D elétricas de média tensão – (42) 9950-4998 jacquesatiko@hotmail.com
  6. 6. Memorial descritivo Página 6 de 6 Guarapuava - PR, 29 de Junho de 2013. Atenciosamente, De acordo, Engª Eletricista Jacqueline S. Tsuji CREA PR 116.198/D (42) 9950-4998 (42) 3035-1093 jacquesatiko@hotmail.com Proprietário: Laudir Luiz Camini Laudir Luiz Camini e Cia LTDA. CNPJ: 09.666.458/0001-59 (42) 9112-4080 Engª Eletricista Jacqueline S. Tsuji CREA PR 116.198/D (42) 9950-4998 jacquesatiko@hotmail.com

×