Painel de tendencia de consumo - MBA Gestão empreendedora em Marketing Digital

492 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado na disciplina Netnografia do MBA Gestão Estratégica em Marketing Digital.

#ConsumerTrendCanvas #DigitalMarketing #DesignThinking

Vídeo da apresentação http://youtu.be/8hspA-l6DWY

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
492
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Painel de tendencia de consumo - MBA Gestão empreendedora em Marketing Digital

  1. 1. CONSUMER TREND CANVAS PAINEL DE TENDÊNCIA DE CONSUMO Jacqueline Castro Marília Lopes Mayra Bischof Luciana Borges Valdirene Paula Marketing Digital 4 Etnografia, Coolhunting e Netnografia
  2. 2. Procurando um problema ...
  3. 3. 1.Procurando um problema COMPORTAMENTO Revolução industrial - a saúde da população urbana começou a deteriorar devido as epidemias, as péssimas condições de habitação, deformações e estafa causadas pelo trabalho e a alimentação insuficiente e inadequada. Aumentou assim as doenças causadas pelo estresse do dia a dia e também pelas condições de vida em que a nova era oferecia. 2014 - Somos bombardeados com notícias sobre surtos de ebola, gripe suína, contaminação nuclear, intoxicação com agrotóxicos, aumento da poluição, aquecimento global. A população mundial está envelhecendo e o planeta está doente. Preocupação com a saúde - Atualmente as pessoas tem se preocupado mais com a saúde, vivemos em uma era onde tais palavras como “academia”, “dietas” e “alimentação saudável”, estão se tornando cada vez mais familiariares aos nossos ouvidos. Doenças graves podem ser evitadas se nos cuidarmos.
  4. 4. 1.Procurando um problema CÂNCER Queremos entender o que incomoda o paciente oncológico na fase de tratamento da doença. Sabemos que o paciente tem acesso a um extenso material informando sobre como detectar os sintomas e descobrir a doença (sites, aplicativos, videos, planfletos, etc) mas pouco material que o ajude a lidar com o tratamento (sintomas dos remédios, medo de morrer, fraqueza, etc. )
  5. 5. E qual tendência escolher ?
  6. 6. 2.Tendência Escolhida UBITECH - internet of things A escolha da tendência Ubitech se dá por percebemos o quanto estamos conectados nos dias de hoje e no alcance que temos ao compartilhar as informações na rede, como podemos afetar vidas e engajar pessoas a causas importantes para a humanidade. Aumento de vendas de smartphones e tablets. Expansivo uso de redes sociais Uso de aplicativos para comunicação (Whatsapp, Skype, etc) Surgimento de novas tecnologias fazendo a conexão entre pessoas e objetos. “Nunca antes estivemos tão conectados com outras pessoas, ambientes, empresas e objetos.”
  7. 7. Conectar + compartilhar + engajar (multiplicar por) poder de alcance POSSIBILIDADES
  8. 8. Entendendo mais sobre a dor ?!
  9. 9. 3.Entendendo a Dor PACIENTE Sabemos que não é fácil descobrir a doença e ter que lidar com esse turbilhão de sentimentos e informações novas é difícil e confuso. Muitas vezes o paciente não consegue compreender os motivos daquilo estar acontecendo. Os remédios enfraquecem o corpo, o medo e a insegurança passam a ser uma constante na vida do paciente e muitas vezes ele não tem com quem contar para superar essa fase da vida, levando-o a desistir de lutar. FAMÍLIA O diagnóstico afeta não apenas o paciente mas também a família. Sabemos que quando algo tão grave atinge alguém que amamos e nos preocupamos, nos sentimos impotentes e sem rumo. Queremos também entender como podemos ajudar a família, como acolher e orientar pais, mães, filhos, tios, sobrinhos, amigos. O diagnóstico de câncer já não significa mais uma sentença de morte e o apoio da família é primordial para ajudar o paciente a superar as etapas do tratamento e a acreditar na cura.
  10. 10. Mãos à obra: pesquisa de campo - entender o paciente !!
  11. 11. 4.Pesquisa de campo - Medo de ir ao médico descobrir o que está acontecendo - Vergonha - Diagnóstico tardio X Diagnóstico precoce - Mitos versus Verdades sobre a doença Pré- tratamento dificuldades e problemas que atrapalham
  12. 12. 4.Pesquisa de campo - Dependência do outro para fazer as coisas do dia-a-dia - Dores no corpo após tomar o remédio - Falta de apetite - Boca seca - Insônia / sono em excesso - Inchaço - Perda do cabelo - vaidade - Depressão - Fraqueza - Medo da morte - Insensibilidade de alguns profissionais envolvidos no tratamento - Falta de apoio da família - Desconhecimento das ongs que apoiam os pacientes oncológicos, oferecendo tratamento auxiliares ( psicológos, enfermeiros, etc) - O plano de saúde não cobre o tratamento - Dúvidas ( não tem para quem perguntar) - Necessidade de viajar para outra cidade para tratamento. Tratamento percepções sentimentos sintomas remédio - quimioterapia / radioterapia outros
  13. 13. acompanhamento psicológico site: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia
  14. 14. diagnóstico site: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia
  15. 15. efeito colaterais site: www.oncoguia.org.brsite: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia
  16. 16. pesquisas sobre a doença na internet site: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia
  17. 17. importância da informação durante ao tratamento site: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia
  18. 18. fé + aproveitar a vida + queda de cabelo site: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia
  19. 19. relação médico - paciente + limitações site: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia
  20. 20. a importância de tentar manter a vida “normal” 4.Pesquisa de campo - netnografia
  21. 21. Tratamento = remédio + apoio ( família, fé e psicologia) médicos, hospitais, etc
  22. 22. Tratamento = remédio + apoio ( família, fé e psicologia) ??
  23. 23. site: www.oncoguia.org.br 4.Pesquisa de campo - netnografia APOIO (família, fé, psicologia) - Oscilação dos sentimentos: raiva, depressão, medo, preocupação, angústia, agressividade - Lembrar dos sentimentos bons: felicidade, esperança, carinho, amizade, amor. - Reflexão: como posso lidar com os meus sentimentos? - Procurar o auxílio de um profissional: ajuda para entender e administrar os sentimentos, e também lidar com todas as mudanças da vida do paciente nesse momento delicado. - Uma conversa clara e franca com os familiares mais próximos pode não só lhe ajudar a desabafar sobre tudo que está acontecendo com você, como também irá permitir que sua família lhe auxilie durante todo o tratamento e se sinta importante e útil neste momento. - Trocar informações e idéias com quem já passou ou está passando pelo mesmo que você tem sido relatado e considerado pelos pacientes como uma ótima opção.
  24. 24. - Procure se distrair. - Pense positivamente. - Faça atividades que lhe dão prazer. - Converse com pessoas que estão passando pelo mesmo que você. - Não se esqueça do presente. Viva o momento e se divirta. Muitas vezes as pacientes se prendem ao passado ou à incerteza do futuro e se esquecem de viver o presente. apoio ( família, fé e psicologia) “Você não está sozinho”
  25. 25. 4.Pesquisa de campo - netnografia APOIO (família, fé, psicologia)
  26. 26. 4.Pesquisa de campo - netnografia APOIO (família, fé, psicologia)
  27. 27. 4.Pesquisa de campo - netnografia APOIO (família, fé, psicologia)
  28. 28. Definindo a inovação: primeiros insights !!
  29. 29. 1) Sabemos o quanto é importante o apoio psicológico no tratamento do paciente oncológico. Porém, nem todos os pacientes conseguem o tratamento adequado, por motivos financeiros, geográficos ou por completo desconhecimento. 2) Algumas pessoas usam a internet e as redes sociais para suprir essa lacuna. Buscam conforto em sites, grupos, fóruns. Soma-se a isso a democratização da internet e o acesso a tablets e smartphones a preços mais baixos. 5.Primeiros Insights
  30. 30. Insight nº1: Porque não juntar a necessidade dos pacientes (tratamento psicológico) com a facilidade de acesso a internet ( tablets, smartphone, computadores)? 1 + 2 = insight nº 1
  31. 31. Definindo a inovação: pesquisa de similares !!
  32. 32. 6.Procurando similares Pesquisa de produtos similares: sites, aplicativos de celular, comunicação online, consulta psicológica a distância, etc... Usando o skype e o gtalk como elo de conexão? O que os gringos estão fazendo? . . . . . . O que existe por aí ??
  33. 33. Sites de apoio ao emagrecimento - apoio profissional (nutricionista, psicólogo, etc), apoio entre os usuários, blog diário (sentimentos, sucesso, fracasso, etc), registro da alimentação (comida, consumo de água, etc) e do processo de emagrecimento ( fotos, peso, anotação dos exercícios feitos), matérias sobre assuntos relevantes. 6.Procurando similares
  34. 34. Sites de apoio ao emagrecimento 6.Procurando similares
  35. 35. Hangout - possibilidade de várias pessoas conversarem entre si, por meio de audio, voz e texto. O professor fica no vídeo interagindo com os alunos, que podem mostrar o rosto se quiserem. Esse tipo de aula permite a interação entre os alunos, que podem ajudar os outros alunos presentes na aula virtual. Outra ferramenta neste tipo de aula é o bate-papo, que permite que os mais tímidos participem da aula, escrevendo no chat caso tenham vergonha de responder em voz alta. Aulas temáticas, em grupo ou individual. 6.Procurando similares
  36. 36. Uso de audio e vídeo - Aulas temáticas, em grupo ou individual. 6.Procurando similares
  37. 37. Consulta psicológica a distância - Uso do skype, gtalk, etc. Permite que o paciente possa se tratar sem precisar se locomover na cidade. Permite a compra de pacotes com as consultas. O paciente pode usar a camera ou não. Maior flexibilidade. 6.Procurando similares
  38. 38. Grupos de apoio a distância - ferramenta para criar grupos de apoio. 6.Procurando similares
  39. 39. Fórum - espaço criado para interagir, dividir, apoiar e conversar. As pessoas podem postar no próprio perfil, contar como está se sentindo, como está o tratamento, etc. Podem se adicionar a grupos de interesse em comum e compartilhar opiniões. 6.Procurando similares
  40. 40. 6.Procurando similares Sites gringos
  41. 41. 6.Procurando similares Sites gringos
  42. 42. 6.Procurando similares Sites gringos
  43. 43. Sites gringos 6.Procurando similares
  44. 44. Sites gringos - Fórum gringo. Espaço criado para interagir, dividir, apoiar e conversar 6.Procurando similares
  45. 45. Sites gringos - apoio online para os pacientes. 6.Procurando similares
  46. 46. Sites gringos - tipos de grupos de apoio online para os pacientes. 6.Procurando similares
  47. 47. Sites gringos - Plataforma para pacientes registrarem o sintomas e progresso do tratamento e compartilhar com a família. Forma de envolver a família no processo. 6.Procurando similares
  48. 48. Sites gringos - Reunião de comunidades online de grupos de apoio ao câncer. Cobre todos os tipos de câncer. 6.Procurando similares
  49. 49. Sites gringos - Aplicativos para tablets e celulares 6.Procurando similares
  50. 50. Definindo a inovação: análise da informações !!
  51. 51. 7.Análise das informações - O Brasil apresenta poucas opções de apoio online aos pacientes oncológico - Existe psicológos online mas o tratamento é caro - Não se utiliza de todo o potencial que a tecnologia oferece - uso de vídeo e audio para tratar os pacientes. - Grupos de apoio online - são mais iniciativas de pessoas com o mesmo problema que se juntam nas redes sociais, whatsapps, skype, etc. - Percebe-se que existe inúmeras opções de apoio ao paciente oncológico - plataformas, aplicativos de celulares, fóruns, grupos do skype, etc, tudo isso sendo oferecido por instituições que tratam o câncer. - A maior parte é gratuita. Englobam voluntários na manutenção desses canais de comunicação. Estado da arte Brasil Mundo
  52. 52. Definindo a inovação: proposta !!
  53. 53. 8.Proposta de inovação Personas Paulo Antunes Mora em São Paulo Empresário 55 anos - Está sentindo dores ao urinar / Percebeu alterações nos testículos - Tem vergonha de ir ao médico / Não quer homem o tocando - Não tem plano de saúde - Não tem tempo para ir ao médico - Bebe regularmente, fuma, não se preocupa com a alimentação (adora fritura e acúcar) - Tem 2 filhos adultos - É divorciado - Tem medo de descobrir algo errado se for ao médico
  54. 54. 8.Proposta de inovação Personas Joana M. Rodrigues Mora em Baependi - MG Dona de casa 45 anos - Tem câncer de mama - Já completou 6 meses de tratamento - Tem 3 filhos pequenos - É casada - Se preocupa com a saúde da família, tem uma horta em casa - É religiosa, vai a missa toda semana, ajuda no sopão da igreja - Plano de saúde não cobre o tratamento psicológico. - Faz tratamento em outra cidade. - Sente muitas dores depois que toma os remédios da quimioterapia. - Tem medo de morrer e deixar os filhos pequenos sozinhos.
  55. 55. 8.Proposta de inovação Personas Maria de Jesus Maciel Mora em Belo Horizonte Professora 47 anos - O filho está doente com Leucemia - Está a procura de um doador para o filho. - Tem mais 1 filha ( pequena), sente-se mal por não conseguir cuidar dela como deveria. - Chora escondida quando todos estão dormindo - Tem medo da morte do filho - Sente-se culpada por não ter demorado a levar o filho ao médico - O marido está sempre fora da cidade a trabalho - Sente-se esgotada físicamente e mentalmente - O chefe não entende suas ausências no trabalho.
  56. 56. 8.Proposta de inovação A fim de ajudar o maior número de pessoas nesse processo, queremos criar um plataforma que ofereça atendimento psicológico aos pacientes oncológicos e seus familiares. Queremos ser uma ferramenta que ajude o pacientes: - no diagnóstico, apoiando para que não tenha medo de descobrir o que há de errado, pois quanto antes descobrir, menos agressivo é o tratamento e mais rápido se cura. - no durante, mostrando que estamos aqui se quiser chorar, se quiser rir, se quiser dançar, se quiser desabafar. Não importa a hora, se precisar, terá sempre alguém para ajudá-lo, seja um profissional treinado ou um voluntário ( paciente ou não). O importante é nunca desistir. - no depois, quando tudo estiver terminado. Estamos aqui se precisar, se quiser ajudar outro alguém que precisa de apoio, que está desanimado, que perdeu as esperanças. Seja um exemplo de que é possível superar essa pequena pedra no caminho.
  57. 57. insights - Oferecer salas temáticas 24 horas - poderá ser dividido por tipo de câncer, temas (culinária, sentimentos, apoio para a família), palestras, etc - Oferecer chats ao vivo, seja por vídeo ou texto - Todas as sessões serão intermediadas por profissionais crendenciados. - Concentrar informações sobre os hospitais, casas de apoio, centro de tratamento, ongs. Permitir filtrar por doença e/ou cidade - Para atendimento individual: venda de pacotes com atendimento. - Atrair voluntários para o projeto. Esses voluntários poderam atuar tanto no apoio online como em instituições físicas que precisem de ajuda. 8.Proposta de inovação
  58. 58. insights - O site oferecerá informações para facilitar o diagnóstico precoce. Muitas vezes, o paciente tem medo de falar sobre o que está sentindo e não consegue ir ao médico por vergonha. A ideia é permitir que ele procure ajuda sem precisar se identificar, explicar o que está sentindo, procurar mais informações sobre onde poderá se tratar. - Criação de perfil - blog, agenda do tratamento, como estou me sentindo, medos, aflições. - Grupos para encontro presencial - Combinar encontros entre os pacientes para que possam se conhecer e compartilhar uma tarde agradável fazendo algo diferente. O grupo pode se propor a aprender algo novo ou ensinar algo para alguém. A ideia é estimular a vida!! - Criar um aplicativos para tablets e smartphones que se conecte a plataforma e que facilite o registro do dia-a-dia. O paciente também poderá conversar via chat de texto com outras pessoas caso sinta vontade. 8.Proposta de inovação
  59. 59. insights - Queremos oferecer o maior número de coisas gratuitas, porém precisamos ganhar dinheiro para pagar a hospedagem e a equipe ( funcionários fixos - psicólogos, médicos, jornalistas, etc. + equipe técnica de Web). Como monetizar? Freemium!! O paciente terá acesso a ajuda profissional individual caso necessite, a um preço mais acessível. - Trabalho voluntário + Freemium = atrair profissionais que queiram participar do projeto, oferecendo a oportunidade de ganhar pelo trabalho ( consultas individuais ) e estimular a doação de tempo livre para ajudar nas sessões de grupo. A cada 10 consultas pagas, o profissional doa 2 para o programa. - Procurar marcas que querem se associar ao projeto em troca de apoio financeiro. Exemplo: teremos um espaço para culinário, procurar alguma marca que possa oferecer os produtos, dinheiro, etc para a produção de conteúdo desse espaço 8.Proposta de inovação
  60. 60. 8.Proposta de inovação Monetizar - Exemplo de ite para cadastro de voluntários
  61. 61. 8.Proposta de inovação Monetizar - Exemplo de doação. Em São Paulo é possível doar a nota fiscal para que quem precise de ajuda ( ongs, instituições de apoio, etc) possam receber o dinheiro em troca.

×