VAMOS DESCOBRIR O ACORDO ORTOGRÁFICO!<br />
VAMOS DESCOBRIR O ACORDO ORTOGRÁFICO!<br />“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades<br />(…)<br />Todo o mundo é composto...
   ÍNDICE	<br />		1. Alfabeto<br />		2. Consoantes<br />		3. Acentuação gráfica<br />		4. Maiúsculas e minúsculas <br />		...
ALFABETO<br />“É preciso que tudo mude para que tudo se mantenha.” <br />GiuseppeLampedusa<br />
Integração oficial das letras K/k, W/w e Y/y no alfabeto da língua portuguesa, que assim passa a totalizar 26 letras.<br /...
CONSOANTES<br />“A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza ...
Supressão das consoantes mudas /c/ e /p/, antes de <c>, <ç> e <t>:<br />Ex.:accionar, acção, acto » acionar, ação, ato;<br...
ACENTUAÇÃO GRÁFICA<br />“As mudanças nunca ocorrem sem inconvenientes, até mesmo do pior para o melhor.”<br />RichardHooke...
Generalização da queda do acento gráfico nas palavras graves:<br /><ul><li>terminadas em /a/, /e/, /o/:</li></ul>Ex.: pára...
Todavia, o acento mantém-se em: <br /><ul><li>pôde (pretérito perfeito, terceira pessoa singular), evitando-se assim a con...
pôr (forma verbal), evitando-se assim a confusão com por (prepo-sição).</li></ul>E é facultativo em formas como: <br /><ul...
dêmos(presente do conjuntivo, primeira pessoa plural), para se distinguir dedemos(pretérito perfeito do indicativo, primei...
MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS<br />“E amanhã não seremos o que fomos / nem o que somos.”<br />Ovídio<br />
O uso de maiúscula ou minúsculaé facultativo em:<br /><ul><li>nomes de disciplinas, cursos, ruas:</li></ul>	 Ex.: matemáti...
Usa-se a minúscula em:<br /><ul><li>meses do ano:</li></ul>	Ex.: janeiro, dezembro, etc.<br /><ul><li>estações do ano</li>...
HÍFEN <br />“O sol é novo a cada dia.”<br />Heráclito<br />
Desaparece o hífenem:<br /><ul><li>unidades que não existem sozinhas + palavra:</li></ul>	     Ex.:  antirreligioso, antir...
Desaparece o hífenem:<br /><ul><li>compostos em que se perdeu a noção de composição:</li></ul>	Ex.: mandachuva, paraquedas...
locuções de uso geral:</li></ul>	Ex.: fim de semana, casa de banho, mulher a dias, cor de laranja.<br /><ul><li>Exceções: ...
formas monossilábicas do verbo haver + de:</li></ul>	Ex.: hei de, hás de.<br />Hífen <br />
Utiliza-se o hífenem:<br /><ul><li>palavras compostas que designam espécies botânicas ou zoológicas:</li></ul>	Ex.: abóbor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vamos descobrir o acordo

1.070 visualizações

Publicada em

Apresentação preparada pelo Departamento de Línguas do Agrupamento de Escolas Venda do Pinheiro, em 2011/2012.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.070
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
417
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vamos descobrir o acordo

  1. 1. VAMOS DESCOBRIR O ACORDO ORTOGRÁFICO!<br />
  2. 2. VAMOS DESCOBRIR O ACORDO ORTOGRÁFICO!<br />“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades<br />(…)<br />Todo o mundo é composto de mudança.”<br />Luís Vaz de Camões<br />
  3. 3. ÍNDICE <br /> 1. Alfabeto<br /> 2. Consoantes<br /> 3. Acentuação gráfica<br /> 4. Maiúsculas e minúsculas <br /> 5. Hífen <br /> 6. Translineação<br />
  4. 4. ALFABETO<br />“É preciso que tudo mude para que tudo se mantenha.” <br />GiuseppeLampedusa<br />
  5. 5. Integração oficial das letras K/k, W/w e Y/y no alfabeto da língua portuguesa, que assim passa a totalizar 26 letras.<br />Usam-se em:<br /><ul><li>antropónimos e topónimos de origem estrangeira e seus derivados:</li></ul> Ex.: Kant, kantiano, Kuwait, Yorkshire.<br /><ul><li>estrangeirismos:</li></ul> Ex.: kart, wikipedia, yoga.<br /><ul><li>siglas, símbolos e unidades de medidas internacionais:</li></ul>Ex.: kg (quilograma), watt, yd (yard ou jarda = 0,91444m).<br />alfabeto<br />
  6. 6. CONSOANTES<br />“A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro.” <br /> John Kennedy<br />
  7. 7. Supressão das consoantes mudas /c/ e /p/, antes de <c>, <ç> e <t>:<br />Ex.:accionar, acção, acto » acionar, ação, ato;<br /> excepcional, excepção, excepto » excecional, exceção, exceto.<br />Mas, mantêm-se em palavras como friccionar, ficção, facto e egípcio, interrupção e adepto, porque são consoantes articuladas. <br />Há, no entanto, palavras que admitem dupla grafia; são os casos de: característica / caraterística; sector / setor, porque há mais do que uma variante aceitável. <br />consoantes<br />
  8. 8. ACENTUAÇÃO GRÁFICA<br />“As mudanças nunca ocorrem sem inconvenientes, até mesmo do pior para o melhor.”<br />RichardHooker<br />
  9. 9. Generalização da queda do acento gráfico nas palavras graves:<br /><ul><li>terminadas em /a/, /e/, /o/:</li></ul>Ex.: pára » para; pêlo » pelo; pêra, péra » pera.<br /><ul><li>cuja sílaba tónica é o ditongo oi:</li></ul>Ex.: asteróide » asteroide; jóia » joia.<br /><ul><li>de formas verbais terminadas em –eem:</li></ul>Ex.: vêem » veem; crêem » creem.<br /><ul><li>de formas verbais terminadas em –gue(s), -que(s), -gui(s), -qui(s):</li></ul>Ex.: averigúes » averigues; argúi » argui.<br />Acentuação gráfica<br />
  10. 10. Todavia, o acento mantém-se em: <br /><ul><li>pôde (pretérito perfeito, terceira pessoa singular), evitando-se assim a confusão com pode (presente, terceira pessoa singular).
  11. 11. pôr (forma verbal), evitando-se assim a confusão com por (prepo-sição).</li></ul>E é facultativo em formas como: <br /><ul><li>lavámos(pretérito perfeito, primeira pessoa do plural), no sentido de se distinguir de lavamos(presente, primeira pessoa do plural).
  12. 12. dêmos(presente do conjuntivo, primeira pessoa plural), para se distinguir dedemos(pretérito perfeito do indicativo, primeira pessoa plural).</li></ul>Acentuação gráfica<br />
  13. 13. MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS<br />“E amanhã não seremos o que fomos / nem o que somos.”<br />Ovídio<br />
  14. 14. O uso de maiúscula ou minúsculaé facultativo em:<br /><ul><li>nomes de disciplinas, cursos, ruas:</li></ul> Ex.: matemática ou Matemática, rua do Mucharro ou Rua do Mucharro, curso de estudos portugueses ou curso de Estudos Portugueses.<br /><ul><li>formas de tratamento:</li></ul> Ex.: senhor doutor ou Senhor Doutor, santa Rita ou Santa Rita.<br /><ul><li>títulos de obras, excepto o primeiro elemento ou nomes próprios:</li></ul> Ex.: Viagens na minha terra ou Viagens na Minha Terra.<br />Maiúscula e minúscula<br />
  15. 15. Usa-se a minúscula em:<br /><ul><li>meses do ano:</li></ul> Ex.: janeiro, dezembro, etc.<br /><ul><li>estações do ano</li></ul> Ex.: primavera, verão, etc.<br /><ul><li>pontos cardeais</li></ul> Ex.: norte, sudeste, etc.<br /><ul><li>Atenção: se forem nomes próprios (de pontos cardeais) escrevem-se com maiúscula e a abreviatura também.</li></ul> Ex.: Vivo no Norte; N, S, E.<br />Maiúscula e minúscula<br />
  16. 16. HÍFEN <br />“O sol é novo a cada dia.”<br />Heráclito<br />
  17. 17. Desaparece o hífenem:<br /><ul><li>unidades que não existem sozinhas + palavra:</li></ul> Ex.: antirreligioso, antirrugas, contrarregra<br /> ( vogal+r – duplica o r)<br />minissaia, contrassenso<br />( vogal+s– duplica o s)<br />autoestrada, extraescolar, <br />( vogal+vogaldiferente-junta-se)<br />coorrência, coprodutor, coadministração<br />( co+palavra-junta-se)<br />Hífen <br />
  18. 18. Desaparece o hífenem:<br /><ul><li>compostos em que se perdeu a noção de composição:</li></ul> Ex.: mandachuva, paraquedas.<br /><ul><li>Atenção: a regra continua a determinar que palavra formada por verbo + nome tem hífen (Ex.: guarda-chuva).
  19. 19. locuções de uso geral:</li></ul> Ex.: fim de semana, casa de banho, mulher a dias, cor de laranja.<br /><ul><li>Exceções: água-de-colónia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia, deus-dará, à queima-roupa.
  20. 20. formas monossilábicas do verbo haver + de:</li></ul> Ex.: hei de, hás de.<br />Hífen <br />
  21. 21. Utiliza-se o hífenem:<br /><ul><li>palavras compostas que designam espécies botânicas ou zoológicas:</li></ul> Ex.: abóbora-menina, feijão-verde, ganso-patola.<br /><ul><li>Palavras formadas com os prefixos circum e pan, quando o segundo elemento começa por vogal, h, m ou n:</li></ul> Ex.: circum-navegação, pan-brasileiro.<br /><ul><li>Palavras formadas com os prefixos hiper, inter e super, quando o segundo elemento começa por r:</li></ul> Ex.: hiper-realista, super-resistente, inter-regional.<br />Hífen <br />
  22. 22. Utiliza-se o hífenem:<br /><ul><li>Palavras formadas com prefixos acentuados graficamente e com o prefixo sem:</li></ul> Ex.: pós-graduação, sem-vergonha, pró-europeu, além-mar. <br /><ul><li>Palavras formadas com prefixos que se juntam a palavras começadas com h:</li></ul> Ex.: anti-histamínico, contra-harmónico.<br /><ul><li>Palavras formadas com prefixos que se juntam a palavras que são nomes próprios, siglas ou estrangeirismos:</li></ul> Ex.: anti-Europa, mini-GPS, anti-apartheid.<br />Hífen <br />
  23. 23. Utiliza-se o hífenem:<br /><ul><li>Palavras formadas com prefixos que terminam com a mesma vogal que inicia a palavra a que se juntam:</li></ul> Ex.: auto-observação, micro-ondas, semi-interno.<br /><ul><li>Palavras formadas com os prefixos ex e vice:</li></ul> Ex.: ex-namorado, vice-reitor, vice-presidente.<br />Hífen <br />
  24. 24. TRANSLINEAÇÃO <br />"O progresso é impossível sem mudança. Aqueles que não conseguem mudar as suas mentes não conseguem mudar nada."<br />BernardShaw<br />
  25. 25. A obrigatoriedade da repetição do hífen na linha seguinte quando a partição coincide com o fim de um dos elementos.<br /> “A norma exige agora a repetição do hífen na outra linha (ex.: escreve-||-se). Anteriormente a norma não obrigava (pode), agora obriga mesmo (deve). Assim, todas as vezes que o segundo hífen não for grafado, passaremos a ter taxativamente um erro ortográfico, segundo o novo acordo.”<br />Inhttp://www.ciberduvidas.com(consultado em 26 de Maio de 2011)<br />TRANSLINEAÇÃO<br />

×