Celebrou-se, no passa-
do dia 4 de abril, a
segunda edição do
“Dia da Escola” na EB
2+3 de Quinta da
Lomba, um evento que
...
No passado dia 1 de abril, celebrou-se o “Dia Mundial
do Livro Infanto-juvenil”. A sala amarela do Jardim de
Infância do B...
Exposição
Realizar-se-á, uma exposição alusi-
va ao 25 de abril com trabalhos dos
alunos de história do 2 e 3º ciclos
da E...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Newsletter abril 2014

257 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Newsletter abril 2014

  1. 1. Celebrou-se, no passa- do dia 4 de abril, a segunda edição do “Dia da Escola” na EB 2+3 de Quinta da Lomba, um evento que teve como protagonistas os alunos de todos os anos de escolaridade e que contou, também, com a colaboração inestimável de professores e funcioná- rios desta escola do nosso agrupamento. “Vivenciar a diferen- ça”, “Jogos da Mate- mática”,“Spelling Contest”,“Ciência ao vivo”, “Jogo do Queimado” e “Os animais vêm à escola” foram algumas das atividades que preencheram a jornada. Este evento congregou atividades de vários grupos disciplinares e o facto de não ter havido aulas possibilitou maior disponibilidade para os alunos parti- ciparem. No fim, a satisfação dos participantes era evidente e todos ficaram com a certeza de terem preenchido mais uma página a inclu- ir no seu álbum de recordações. Vítor Godinho (coordenador de escola 2+3) Abril … de “águas mil”, de manhãs brumosas ou rasgadas de luz, é tempo de celebração do 25 de abril, esse “dia inicial inteiro e limpo” (Sophia de M.B. Andersen) em que se romperam as trevas da ditadura, fazendo nascer a claridade nos olhos antes cegos. Em abril … aconteceu o primeiro dia de todas as esperanças na rota da liberdade. Agrupamento de Escolas de Santo André - Barreiro Nº 7 — abril de 2014 — Barreiro Newsletter Editorial    Neste número de abril, não pode- ria deixar de passar em revista a evolução que o sistema educativo português sofreu nos últimos 40 anos. As questões educativas ganharam espaço no debate alargado que se instalou na socie- dade portuguesa e, atualmente, ninguém ignora que, sem educa- ção e formação, dois pilares fundamentais para a evolução social, nenhum país poderá ter um bom desempenho. Temos uma população mais escolarizada, jovens aprendentes, métiers diversificados, ou seja, respiramos conhecimento numa sociedade pautada pela influência das TIC. Neste contexto, não podemos deixar de referenciar o papel que os professores têm desempenhado e o seu inesgotá- vel contributo para a sociedade do conhecimento. O ensino ampliou-se com a intro- dução de disciplinas relacionadas com as questões da cidadania, dos valores democráticos, da formação integral dos jovens e, sobretudo, com o desenvolvimen- to do espírito crítico e do livre pensamento, o que seria impen- sável há 40 anos atrás. Por isso, a julgar pelos resultados dos nossos alunos, a nível do PISA, estes revelaram um desempenho satisfatório, no quadro europeu, no que se refere ao domínio das ciências e das matemáticas, o que significa que a educação e forma- ção em Portugal têm seguido um caminho pautado pela qualidade e sucesso dos alunos. Assim, porque entendemos que o nosso agrupamento se empenha, continuamente, no trilho da sabedoria e do trabalho, reitera- mos a importância do papel de docentes e não docentes, pais e encarregados de educação para perpetuar os valores que abril nos trouxe. Concurso Pangea Realizou-se, no dia 2 de abril, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a segunda eliminatória deste concurso. O AESA participou com 31 alunos do 1ºciclo. Desporto escolar No dia 3 de abril, teve lugar um campeonato de voleibol, coordenado pelo professor António Neves, que mobilizou inúmeras equipas da ESSA. Associação de Estudantes No dia 4 de abril, a AE promo- veu um torneio de basquete- bol 3x3, para os alunos da ESSA. Estes aderiram à iniciati- va com entusiasmo. Ida ao teatro No dia 4 de abril, pelas 21ho- ras, cerca de 120 elementos da comunidade escolar, designa- damente professores e A. Operacionais, deslocaram-se a Lisboa ao teatro Politeama. Assistiram à representação da peça “Grande revista à portu- guesa” com gosto e alegria. Concurso de escrita filosófica Subordinado à temática da “Liberdade e determinação”, decorreu, na ESSA, este con- curso, tendo sido atribuídos os seguintes prémios: - 1º prémio: Carlos Correia (11º C); - 2º prémio: Ana Luísa Pereira (11º I); - 3º prémio: João Silva (11º A). Dia da escola E.B. 2+3 Breves Aconteceu... Vieira da Silva
  2. 2. No passado dia 1 de abril, celebrou-se o “Dia Mundial do Livro Infanto-juvenil”. A sala amarela do Jardim de Infância do Bairro 25 de abril contou com a colabora- ção de dois familiares dos nossos alunos. Ambas as convidadas contaram histórias muito do agrado dos pequenitos. Assim, a avó da Sofia contou a história do “Patinho feio” e a tia da Nonocas e do Simão contou a história do “Gui, dó ré, mi…”. As duas conta- doras (a tia Dinorete e a avó Joana ) foram muito aplaudidas e, no final, distribuíram um miminho comestível a cada criança. Pensamos que esta bem sucedida iniciativa certamente contribuirá para des- pertar nos mais pequenos o interesse pela leitura e, de certa forma, alimentar a imaginação fértil desta faixa etária. Educadora Graça Rodrigues Projeto Pequeno Grande C – Fundação Calouste Gulbenkian O Pequeno Grande é um projeto da autoria da AGECOP – Associação para a Gestão de Cópia Privada e da Fundação Calouste Gulbenkian, promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian, dirigido às escolas do Ensino Básico. Este projeto tem como principal obje- tivo a educação e sensibilização do público mais jovem para a criatividade e a criação artística. A participação no concurso concretiza-se através da criação de um livro de autor, assim denominado para destacar a singularidade que se pretende que expres- se. Este livro constitui um objeto único que integra três atividades criativas, que são a construção do livro propriamente dito, a criação de uma única nar- rativa e a respetiva ilustração. Aqui fica o resultado final dos trabalhos elaborados por três turmas da nossa escola Pré-escolar O meu percurso na ESSA começou no curso que estou a terminar neste momento, o Curso Profissional de Técni- co de Receção. Apesar de já estar na reta final, este curso teve um começo, como é óbvio! Não foi a minha primeira escolha!... Embora tenha tido sempre como objetivo um curso profissional, devido às saídas profis- sionais que apresentam e, para mim, ser a opção mais fiável, primeiramente tive a ideia de entrar no curso Profissional de Informática de Gestão. Mas, muito perto da entrega da matrícula, pensei melhor e acabei por escolher o de Técnico de Receção, pois, após uma boa análise, pareceu-me ser o curso que mais se identificava comigo. A nível global, este foi um curso que me surpreendeu pela positiva, foi um curso onde fiz novas amizades, onde aprendi a resolver conflitos, onde … Enfim, ajudou -me a crescer, pois neste curso não aprendi apenas como estudante, mas também como pessoa, com todos os professores e colegas que me acompanharam ao longo destes três anos. Ao longo de todo este tempo, adquiri muitos conheci- mentos que certamente me irão ajudar na minha carrei- ra profissional. Nem tudo correu bem. Houve também maus momentos no curso e coisas que não me agrada- ram, mas com o tempo e com a aprendizagem foram-se resolvendo… Aliás, como rececionistas, temos de estar preparados para estas situações! A nível da turma, e na opinião global do 12ºJ, em relação ao curso, de uma forma geral, todos ficaram positiva- mente surpreendidos com o curso, tal como eu. Foi um curso interessante, mas que exige também um grande esforço, devido ao horário “apertado”. Por outro lado, o gosto pelos conhecimentos adquiridos foi sempre uma mais-valia e as expetativas iniciais foram atingidas. Este é um curso “virado” também para as línguas e para a variante de hoteleira. E para quem acha que um curso profissional é mais fácil que um curso científico- humanístico, está enganado, pois um curso profissional é sinónimo de muito trabalho e esforço e não é permitido haver negativas em qualquer módulo, ou seja, terá de ser tudo positivo para poder haver aproveitamento no final do curso. Em suma, e falando de saídas profissionais, este curso tem um vasto leque de saídas, devido ao facto de, em quase todo os lugares, haver um balcão de receção, mas também devido a este curso estar ligado ao turismo, um mercado em crescimento, a nível nacional e internacio- nal, o que acaba por ser um fator muito benéfico. Finalmente, não posso esquecer que, sem este grupo de trabalho, de alunos e professores, não tinha chegado até aqui. Afinal, foi para mim um grande orgulho pertencer ao 12º J e representá-lo! Leandro Camarão (aluno do 12ºJ) A UNESCO elegeu o ano de 2014 como Ano Internacio- nal da Cristalografia. Mas afinal, o que é a Crista- lografia? Esta é … … um ramo da ciência que sustenta a maior parte dos desen- volvimentos tecnológi- cos da sociedade moder- na; … a área da Ciência que deu origem à atribuição de mais Prémios Nobel (29 prémios, nas áreas da Fisiologia, Medicina, Química e Física), pois todos os laureados usaram a Cristalo- grafia e os seus métodos e técnicas como ciência bási- ca. Dito desta forma, parece ser impor- tante mas, realmente, não é habitual ouvirmos falar de Cristalografia e esta acaba por permanecer um mis- tério para muitos de nós. Se não ouvimos falar dela, será que é assim tão importante? Vejamos então: a Cristalografia estu- da o arranjo das partículas aos mais diversos níveis e, portanto, o papel da simetria na matéria. É de crucial importância para as Geociências e nelas teve a sua origem, mas atual- mente tem aplicações em todas as áreas que envolvem o conhecimento da estrutura dos materiais a nível atómico. A Cristalografia é um mundo que podes começar a descobrir em http://www.iycr2014.org/, onde podes ver o vídeo “What cristallo- graphy can do for you” (disponível com legendas em português). Profª Preciosa Abrantes TestemunhoDivulgação científica 1º /2º ciclos
  3. 3. Exposição Realizar-se-á, uma exposição alusi- va ao 25 de abril com trabalhos dos alunos de história do 2 e 3º ciclos da E.B 2+ 3 . Teste de inglês Key for schools A 30 de abril, serão testadas as competências de “Reading, writing and listening”, nas instalações da escola-sede. A componente oral da prova tem vindo a ser realizada por fases. Colóquio No dia 6 de maio, realizar-se-á, no âmbito das comemorações os 40 anos do 25 de Abril, um colóquio, tendo como orador o Dr. Viriato Soromenho. Esta atividade será promovida pelo grupo de Filosofia. Aula de Zumba A Associação dos Antigos Alunos da ESSA dinamiza uma aula de zumba, a 17 de maio, pelas 16 horas, no pavilhão desportivo. Apela-se à participação da comuni- dade escolar neste divertido e enérgico evento. Contador de histórias Numa iniciativa conjunta da Biblio- teca e dos professores de Portu- guês de 11º ano, no dia 23 de maio, será a vez de Serafim Jorge visitar a escola secundária, para um encontro com os estudantes do 11º ano. Virá recordar, de forma humorista, conteúdos deste nível de escolaridade. Breves Vai Acontecer… Ficha Técnica Propriedade: Agrupamento de Escolas de Santo André Redação e edição: Arlete Cruz, Gracinda Dias, Fernanda Afonso, Fátima Correia e Dulce Ferreira. Apanhados !!! Biblioteca ESSA No dia 2 de abril, a BE da ESSA recebeu a visita do escritor e músico Richard Towers, que veio divulgar o seu trabalho, cuja originali- dade consiste em explorar o livro como objeto, já que este pode ser também um relógio, um espelho ou um jogo de xadrez, num concei- to que já foi reconhecido pela SIC Notícias, pelo Diário de Notícias e pelo Jornal de Notícias como uma das cinco melhores ideias nacionais no campo da inovação e que distinguiu Towers como um dos mil portugueses mais promissores e engenhosos da atualidade. Esta atividade de promoção da leitura realizou-se em articu- lação com as turmas de artes do 10º e 11º anos e do curso profissional de Técnico de Apoio à Infância. Nes- te encontro, o autor partilhou um pouco da sua histó- ria de vida (percurso profissional, a escolha do pseudó- nimo) e do seu processo de criatividade. Por outro lado, os alunos leram textos do autor, tiveram oportu- nidade de o questionar sobre várias matérias e tam- bém de adquirir as suas obras. No âmbito da disciplina de Portu- guês, mais precisamente do estudo das obras de Fernando Pessoa e Camões, as turmas dos cursos cien- tífico-humanísticos realizaram, no dia 1 de abril, uma visita de estudo à Quinta da Regaleira, em Sintra, e ao Palácio Nacional de Mafra. A boa disposição de alunos e professores superou a chuva persis- tente que os acompa- nhou, numa atividade que todos consideraram rele- vante para a consolidação de aprendizagens e muito agradável. Fátima Correia Assinalando a francofonia e a importância da língua e cultura fran- cesa, no dia 2 abril, os professores de francês do agrupamento promoveram na ESSA (escola sede) diversas atividades que reuni- ram cerca de 300 alunos e professores. O evento, que se enquadra no âmbito da “Festa Internacional da Francofonia”, contou com um programa cultural rico e diversificado que incluiu uma exposição de trabalhos dos alunos de francês do agrupamento e um espetáculo no auditório intitulado “Notre show français”. Os “artistas” intervenientes foram os nossos alunos do 3º ciclo e do secundário que deram provas do seu talento e da sua competência linguística. O momento foi pautado pelo dinamismo, boa disposição, humor e, obviamente pela língua francesa. Incentivando a articulação entre ciclos, os alunos da ESSA recebe- ram os colegas do 3º ciclo, proporcionando-lhes uma visita guiada à escola e algumas atividades interativas sobre cultura francesa. Seguiu-se o espetáculo em que a língua francesa foi festejada com uma mostra do trabalho desenvolvido na disciplina de francês e também no âmbito do Projeto Europeu Grundtvig de prevenção da violência. A saber: curtas metragens de animação para miúdos e graúdos, momento musical pelo clube de música, que entre outras músicas nos surpreendeu com o hino francês, declamação coreogra- fada de poemas, intervenção musical dos alunos da EB 2/3, que cantaram canções francesas da atualidade, encenação de uma “Entrevista ao Presidente Francês François Hollande” e por último a dança Hip-Hop com os “Exclusive Dancers”, muito do agrado de todos os presentes. Em suma, uma festa onde variadas expressões artísticas dos países francófonos tiveram lugar de honra. A apresentação do espetáculo esteve a cargo da professora estagiária Sandrina Raminhos que manteve sempre animada a assistência e muito contribuiu para a organização deste even- to. Encerrando a atividade, a Presidente da CAP, doutora Arlete Cruz, surpreendeu os presentes discursando em francês. Uma palavra muito especial de apreço ao clube de música da ESSA e ao seu mentor, o professor Carlos Andrade, pela sua colaboração que muito enriqueceu esta atividade e muitas outras que se têm vindo a realizar na ESSA. Os professores de francês agradecem a todos os que participaram e contribuíram para a realização desta festa. Conscientes da impor- tância do francês no futuro profissional dos nossos jovens e contan- do com a colaboração de todos, prometemos voltar no próximo ano, fazendo ainda mais e melhor. lara Barbosa/Cristina Neves/Dina Sousa/ Fortunata Beatriz/ Gracinda Dias/Sandrina Raminhos Comunidade escolar Quem são os aventureiros? Visita de estudo et francofolie

×