Sociedade
Européia
Medieval
FEUDALISMO
Baixa
Idade média
Alta
Idade média
Sec VI X XV
Quando?
Onde?
Europa
(mundo
conhecido)
Um mapa do mundo
conhecido (Psalter),
tendo por centro a
cidade de Jerusalém,
de um saltério inglês do
início do século XI...
“Hereford Mappa
Mundi”
O Cartografo era
Richard of Holdingham,
e ele desenhou o mapa
provavelmente entre
1276 e 1283.
Europa
No tempo da
morte de
Charles o
Grande 814 D.C
Países/
Anos
200 400 600 800 1000 1100 1200 1300 1400 1500
Alemanha 3,5 3,5 3,0 3,25 3,5 4,0 6,0 9,0 6,5 9,0
Bélgica e
Lux...
Mapa - Densidades populacionais européias em 1300 (reproduzido de
McEVEDY e JONES, p. 23)
Mapa 2. Aumentos porcentuais na população européia entre os anos 200 e
1300 (reproduzido de McEVEDY e JONES, p. 23)
SISTEMA FEUDAL
Sistema se consolidou a partir do século IX.
Castelo, manso senhorial, manso servil e terras comuns.
Taxas ...
1) Rural
2) Cristã
3) Analfabeta
4) Isolada
Hans Memling, "Advento e Triunfo de Cristo" 1480. Óleo sobre madeira,
81 x 189 cm. Alte Pinakothek, Munique.
Agricultura: cena de lavoura em janeiro, reproduzida
de um tratado astronômico do começo do século XI.
As principais produções medievais (reproduzido de H. FRANCO JÚNIOR e R. O.
ANDRADE FILHO, Atlas de História Geral, São Pau...
Cristã
Reliquary Pendant,
1173–1177
English
Gold; L. 2 in. (5.1 cm),
W. 1 1/4 in. (3.2 cm)
Cruzadas
O papa Urbano II Convoca os cristãos as cruzadas – 1095 – Primeira
Cruzada - Cruzadas começam no Século XI e prosseguem at...
A primeira cruzada (com ampla participação popular) teve sucesso e
conquistou Jerusálem em 1099. Eles buscavam o perdão do...
Analfabeta – Controle do conhecimento pela Igreja
Isolada
Três ordens – Cléricos, Cavaleiros e Servos
O pensamento social
medieval  idéia de
"corpo"
Cada parte tem uma função
Braços
Cabeça
Pernas
Clero - ORATORES
Cavaleiros - BELLATORES
Servos - LABORATORES
“Tripla é pois a casa de Deus que se crê
una: em baixo, uns ...
tained-Glass Panel, ca. 1245–1248
France, Tours, Ambulatory of the Cathedral of Saint-Gatien
Pot-metal glass and vitreous ...
Ordem universal
– cosmos –
Estabelecido por DEUS
(ORDEM NATURAL)
abrangendo o homem e as coisas
orientava todas as criatur...
The Psalterium Aureum, showing a
draco in the Francish army, c. 883.
Cavaleiros – Tapeçaria s.XI
Harold dead bayeux tapestry, 1066.
Biblia Maciejowski (aprox. 1250)
Cléricos
Monge Copista
controlando os
livros e o ensino
em geral (1375)
Biblioteca
Nacional da
França
Cléricos
Camponeses
Uma cena da tapeçaria de Bayeux: construindo uma elevação para
fortificação em Hastings.
Construindo a Torre de Babel - Biblia Maciejowski (1250)
Ferreiros na Austria – Entre (1350-1400)
A idéia de que a harmonia da sociedade
não requer a igualdade dos seus
membros ou a uniformidade das suas
funções: tal com...
MEDOS!
MEDIEVAIS
Com base no livro de
Jean Delumeau
História do medo no Ocidente
Coleção Cia de Bolso
Valor médio – entre R$23,00
e R$33,00
Mar
Abrahan Ortelius
Monstros do mar
Fome e
Violência
Vítimas agonizantes da fome: da Chronique d’Angleterre de Jean de Warrin (c.
1470-80).
Boccaccio (autor de Decamerão)
De Casibus Virorum Illustrium
Paris: 1467
Natureza
Lobos
Gaston
Phelbus
O livro da Caça
1407
Caça Medieval
ao Lobo –
século XV
Morte
Pieter Bruegel, O Velho. O triunfo da morte (1567)
A dança macabra. Xilogravura italiana de 1486. Até por volta de 1350 raramente
a morte era retratada, e quando o era trata...
Hieronymus Bosch Netherlandish, c. 1450 - 1516
A morte e o avarento, c. 1485/1490
“Last Judgment”, triptych by Hans Memling, 1472
Mestre dos livros das Horas de Rohan
Aprox. 1410-1440
Apocalyse de Saint
Sever, séc XI, BNF, Paris.
Afresco da Gruta de Subiaco- Anônimo – Escola da Úmbria –
Itália - Aprox. Sec XIV
Peste
Marcello's Drawing of the
Black Death in Italy 1348
Peste na Bélgica – Imagem de 1365
Illustration of the Black Death from the Toggenburg Bible (1411)
Mestre de Westphalian
A cura de Lázaro - S. XV
Anônimo – Pintura em Igreja
– Marselha – Sec XV
Escuridão
e
Crendices
BRUXAS
Estas imagens de
bruxas cavalgando
suas vassouras (c.
1451) mostram como
esse estereótipo se
estabeleceu bem cedo.
BRUXAS
Reutilingen, Johann
Otmar, Aprox. 1489
BRUXOS
Robert de Boron –
Merlin – Imagem do
sec. XIII
Perseguição aos Judeus
Judeus eram considerados feiticeiros – Expulsos da Espanha
Na Alta idade Média –
Juízos de Deus
- Juramento
- Duelo
- Ordálio
Pequeno esboço sobre Centralização poder papal
601
Sec.
VII
Regressão ao
Paganismo –
Ressurgência
dos cultos
germânicos
10...
Centralização do poder papal tem auge no século
XI e XII
(O papa não tinha a mesma função que tem hoje) -
O cargo era apen...
Gregório VII
Henrique IV
Dictatus Papae
1) A Igreja romana foi fundada exclusivamente no
Senhor; 2) Só o bispo de roma pode ser chamado
universal d...
Recado de Henrique IV
“Henrique, rei não por usurpação mas por
sagrada ordenação de Deus, a Hidelbrando,
atualmente não pa...
Então é
Guerra!
Fanfarrão!
Gregório VII Henrique IV
Tá
Excomungado!
É Guerra!
1077
Penitência
de Canossa
Arrependimento
de...
Sec. XI e XII de 1075 a 1122  Querela das
investiduras (Guerra)
Paz em 1122 – Concordata de Worms.
Principal embate em to...
“Os senhores civis (seculares) estavam acostumados a brindar seus
fiéis vassalos ou com cargos eclesiásticos, ou com direi...
Concílios eram reuniões entre os representantes
da igreja de diversas localidades para decidir
questões pastorais. Traziam...
Concílio de LATRÃO II (Data: abril de 1139) Papa: Inocêncio II (1130-
1143) Decisões principais:- o cisma do antipapa Anac...
Concílio de LATRÃO III (Data: 05 a 19 de março de 1179) Papa:
Alexandre III ( 1159-1181) fixação da necessidade de dois te...
Concílio de LYON I (Data: 28/06 a 17/07 de 1245) Papa: Inocêncio IV (1243-1254)
Decisões principais:- excomunhão e deposiç...
Inquisição na Idade Média
Processo oficioso na área penal
Inquisição surge no século XII (1184?) (guerra
contra os cátaros...
Herética, segundo o manual dos inquisidores, é
“toda proposição que se oponha: a) a tudo que
esteja expressamente contido ...
Cataros, “Bons homens”, Albingenses
– Deus duplo (espírito e matéria),
sacerdotes sem bens materiais, sem
atividades sexua...
Como funcionava o processo
A) inquisitio generalis (visitatio)– busca de casos
B) inqusitio specialis – averiguação caso a...
- Não há limite de tempo – os mortos eram
executados pelos restos mortais ou efígies
(estátuas de corpo inteiro da pessoa)...
Tortura foi permitida em 1252, pelo papa Inocêncio
IV.
Era a tortura um meio para reconstruir a verdade
de um fato através...
PARA ENTENDER A INQUISIÇÃO
1) Manual do inquisidor – Bernardo Gui
Practica inquisitionis heretice pravitatis
(13??) – Tem ...
Origens medievais
da tortura – Na
inquisição servia
como forma de
produzir prova pois
o corpo não teria
importância se a
a...
A tortura passou
de uma busca pela
verdade para um
meio comum de
buscar a verdade.
O Estado também
começou a utilizá-
la. ...
Em geral o Estado
também usou a
tortura como meio
judicial. Até mesmo
porque em alguns
casos a heresia e a
bruxaria eram
c...
Até o século XVII a
inqusição não foi
contestada e a heresia,
bruxaria e outras ações
contrárias a Deus eram
vistas como c...
Escola (universidade) de Bolonha – Glosadores
Origem: Escola de Artes (municipal –
laica) – Baseada na Escolástica medieval
- Denominada Studium Civile (criada em
1088)...
Estudantes de Direito em Bolonha. Este manuscrito do século XV considera
que cada estudante possuirá um texto escrito.
Surgem várias universidades
na Europa seguindo o mesmo
modelo
Itália: Modena (1182); Pádua
(1222); Nápoles (1224)
França: ...
Questão da colonização na Inglaterra.
Inglaterra
Inicialmente a
dominação romana
até séc. V
Colonização Anglo-
saxã durant...
Batalha de
Hastings 1066 –
Invasão normanda
concretizada
(Harold II
Godwinson rei
Saxão x Guilherme
o Conquistador
“Norman...
Portugal
Portugal e Península Ibérica
* Portugal forma-se como reino no século XII
(1101...1200)
* Reconquista dos Visigod...
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Feudalismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Feudalismo

412 visualizações

Publicada em

slides sobre feudalismo, para primeiro ano do ensino médio

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
412
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Feudalismo

  1. 1. Sociedade Européia Medieval FEUDALISMO
  2. 2. Baixa Idade média Alta Idade média Sec VI X XV Quando?
  3. 3. Onde? Europa (mundo conhecido)
  4. 4. Um mapa do mundo conhecido (Psalter), tendo por centro a cidade de Jerusalém, de um saltério inglês do início do século XIII (British Library, Londres). Veja detalhes em: http://www.bl.uk/magnif icentmaps/map1.html
  5. 5. “Hereford Mappa Mundi” O Cartografo era Richard of Holdingham, e ele desenhou o mapa provavelmente entre 1276 e 1283.
  6. 6. Europa No tempo da morte de Charles o Grande 814 D.C
  7. 7. Países/ Anos 200 400 600 800 1000 1100 1200 1300 1400 1500 Alemanha 3,5 3,5 3,0 3,25 3,5 4,0 6,0 9,0 6,5 9,0 Bélgica e Luxemburgo 0,4 0,3 0,3 0,3 0,4 0,6 0,9 1,25 0,8 1,25 Espanha 5,0 4,5 3,5 3,75 4,0 4,5 5,5 7,5 5,5 6,5 França 6,5 5,0 4,5 5,0 6,5 7,75 10,5 16,0 11,0 15,0 Países Baixos 0,2 0,2 0,2 0,2 0,3 0,4 0,6 0,8 0,6 0,9 Inglaterra e Gales 0,7 0,8 0,6 0,8 1,5 1,75 2,5 3,75 2,5 3,75 Itália 7,0 5,0 3,5 4,0 5,0 5,75 7,25 10,0 7,0 10,0 Portugal 0,5 0,5 0,4 0,4 0,6 0,7 0,9 1,25 0,9 1,25 Suíça 0,3 0,3 0,3 0,3 0,3 0,4 0,5 0,8 0,6 0,8 Totais 24,1 20, 1 16, 3 18,0 22,1 25,8 5 34,6 5 50,3 5 35,4 48,4 5 Tabela 1. Evolução demográfica da Cristandade ocidental, segundo fronteiras atuais, em milhões de habitantes (McEVEDY e JONES, pp. 43,
  8. 8. Mapa - Densidades populacionais européias em 1300 (reproduzido de McEVEDY e JONES, p. 23)
  9. 9. Mapa 2. Aumentos porcentuais na população européia entre os anos 200 e 1300 (reproduzido de McEVEDY e JONES, p. 23)
  10. 10. SISTEMA FEUDAL Sistema se consolidou a partir do século IX. Castelo, manso senhorial, manso servil e terras comuns. Taxas a serem pagas: banalidade, talha, corvéia, mão morta, formariage, etc... Vassalagem – Somente entre os nobres. Homenagem – Juramento e Investiduras. Feudalismo amadureceu no final da alta idade média (Séc. V a X) – mas e consolidou e amadureceu na Baixa idade média (XI ao XV) Dois tipos de laços – Vassalagem –Servidão. Monges – Importância a partir do ano mil.
  11. 11. 1) Rural 2) Cristã 3) Analfabeta 4) Isolada
  12. 12. Hans Memling, "Advento e Triunfo de Cristo" 1480. Óleo sobre madeira, 81 x 189 cm. Alte Pinakothek, Munique.
  13. 13. Agricultura: cena de lavoura em janeiro, reproduzida de um tratado astronômico do começo do século XI.
  14. 14. As principais produções medievais (reproduzido de H. FRANCO JÚNIOR e R. O. ANDRADE FILHO, Atlas de História Geral, São Paulo, Scipione, 1995, p. 27)
  15. 15. Cristã
  16. 16. Reliquary Pendant, 1173–1177 English Gold; L. 2 in. (5.1 cm), W. 1 1/4 in. (3.2 cm)
  17. 17. Cruzadas
  18. 18. O papa Urbano II Convoca os cristãos as cruzadas – 1095 – Primeira Cruzada - Cruzadas começam no Século XI e prosseguem até o século XIII 1291- Num total de 8 cruzadas
  19. 19. A primeira cruzada (com ampla participação popular) teve sucesso e conquistou Jerusálem em 1099. Eles buscavam o perdão dos pecados. Porém durante o século XII o controle da cidade variou de mãos até a conquista definitiva dos mulçumanos e o exército de Saladino em 1189.
  20. 20. Analfabeta – Controle do conhecimento pela Igreja
  21. 21. Isolada
  22. 22. Três ordens – Cléricos, Cavaleiros e Servos
  23. 23. O pensamento social medieval  idéia de "corpo" Cada parte tem uma função Braços Cabeça Pernas
  24. 24. Clero - ORATORES Cavaleiros - BELLATORES Servos - LABORATORES “Tripla é pois a casa de Deus que se crê una: em baixo, uns rezam (orant), outros combatem (pugnant), outros ainda trabalham (laborant); os três grupos estão juntos e não suportam ser separados; de forma que sobre a função (officium) de um repousam os trabalhos (opera) dos outros dois, todos por sua vez entreajudando-se.”
  25. 25. tained-Glass Panel, ca. 1245–1248 France, Tours, Ambulatory of the Cathedral of Saint-Gatien Pot-metal glass and vitreous paint; 21 x 13 1/2 in. (53.3 x 34.3 cm)
  26. 26. Ordem universal – cosmos – Estabelecido por DEUS (ORDEM NATURAL) abrangendo o homem e as coisas orientava todas as criaturas objetivo último o próprio criador. Cada órgão tem sua função, dentro da sociedade e portanto cada pessoa teria sua própria função dentro da sociedade.
  27. 27. The Psalterium Aureum, showing a draco in the Francish army, c. 883.
  28. 28. Cavaleiros – Tapeçaria s.XI
  29. 29. Harold dead bayeux tapestry, 1066.
  30. 30. Biblia Maciejowski (aprox. 1250)
  31. 31. Cléricos Monge Copista controlando os livros e o ensino em geral (1375) Biblioteca Nacional da França
  32. 32. Cléricos
  33. 33. Camponeses
  34. 34. Uma cena da tapeçaria de Bayeux: construindo uma elevação para fortificação em Hastings.
  35. 35. Construindo a Torre de Babel - Biblia Maciejowski (1250)
  36. 36. Ferreiros na Austria – Entre (1350-1400)
  37. 37. A idéia de que a harmonia da sociedade não requer a igualdade dos seus membros ou a uniformidade das suas funções: tal como nos organismos vivos, o equilíbrio resulta, pelo contrário, da não intermutabilidade das partes e o respeito pelos seus função e estatuto específicos; a natureza – e também a natureza da sociedade – aparece, assim, como uma "ordem de coisas díspares".
  38. 38. MEDOS! MEDIEVAIS
  39. 39. Com base no livro de Jean Delumeau História do medo no Ocidente Coleção Cia de Bolso Valor médio – entre R$23,00 e R$33,00
  40. 40. Mar
  41. 41. Abrahan Ortelius Monstros do mar
  42. 42. Fome e Violência
  43. 43. Vítimas agonizantes da fome: da Chronique d’Angleterre de Jean de Warrin (c. 1470-80).
  44. 44. Boccaccio (autor de Decamerão) De Casibus Virorum Illustrium Paris: 1467
  45. 45. Natureza Lobos
  46. 46. Gaston Phelbus O livro da Caça 1407
  47. 47. Caça Medieval ao Lobo – século XV
  48. 48. Morte
  49. 49. Pieter Bruegel, O Velho. O triunfo da morte (1567)
  50. 50. A dança macabra. Xilogravura italiana de 1486. Até por volta de 1350 raramente a morte era retratada, e quando o era tratava-se de uma mensageira do mundo divino. A partir de então, a morte tornou-se um tema recorrente na arte e na literatura, representada como uma força impessoal, com iniciativa própria, que atinge a todos, poderosos e humildes, clérigos e leigos, jovens e velhos, virtuosos e pecadores.
  51. 51. Hieronymus Bosch Netherlandish, c. 1450 - 1516 A morte e o avarento, c. 1485/1490
  52. 52. “Last Judgment”, triptych by Hans Memling, 1472
  53. 53. Mestre dos livros das Horas de Rohan Aprox. 1410-1440
  54. 54. Apocalyse de Saint Sever, séc XI, BNF, Paris.
  55. 55. Afresco da Gruta de Subiaco- Anônimo – Escola da Úmbria – Itália - Aprox. Sec XIV
  56. 56. Peste
  57. 57. Marcello's Drawing of the Black Death in Italy 1348
  58. 58. Peste na Bélgica – Imagem de 1365
  59. 59. Illustration of the Black Death from the Toggenburg Bible (1411)
  60. 60. Mestre de Westphalian A cura de Lázaro - S. XV
  61. 61. Anônimo – Pintura em Igreja – Marselha – Sec XV
  62. 62. Escuridão e Crendices
  63. 63. BRUXAS Estas imagens de bruxas cavalgando suas vassouras (c. 1451) mostram como esse estereótipo se estabeleceu bem cedo.
  64. 64. BRUXAS Reutilingen, Johann Otmar, Aprox. 1489
  65. 65. BRUXOS Robert de Boron – Merlin – Imagem do sec. XIII
  66. 66. Perseguição aos Judeus
  67. 67. Judeus eram considerados feiticeiros – Expulsos da Espanha
  68. 68. Na Alta idade Média – Juízos de Deus - Juramento - Duelo - Ordálio
  69. 69. Pequeno esboço sobre Centralização poder papal 601 Sec. VII Regressão ao Paganismo – Ressurgência dos cultos germânicos 1001 Sec XI 900 Sec IX 1075 - Dictatus Papae 1075 D.C. 1122 – Concordata de Worms 1122 D.C. Auge da Centralização do poder papal – Reforma Gregoriana 1200 Sec XII 1140 – Decreto Graciano 1140 D.C. Movimento Monástico
  70. 70. Centralização do poder papal tem auge no século XI e XII (O papa não tinha a mesma função que tem hoje) - O cargo era apenas organizativo. 1075 Dictatus papae – Reforma de Gregório VII (Hildebrando) – Queria unificar a fé cristã e marcou alguns pontos centrais de reforma
  71. 71. Gregório VII Henrique IV
  72. 72. Dictatus Papae 1) A Igreja romana foi fundada exclusivamente no Senhor; 2) Só o bispo de roma pode ser chamado universal de Direito; 3) Só ele pode depor e instalar bispos; 4) seu legado precede a todos os bispos de um concílio, mesmo se tiver um grau hierárquico inferior, e pode sentenciar qualquer um deles com a deposição; 7) Só ele pode legislar de acordo com as necessidades do tempo; 9) Só seus pés podem ser beijados pelos princípes todos; 10) Só seu nome deve ser recitado nas Igrejas; 11) Ele pode depor os imperadores; 16) Não se podem chamar sínodos gerais sem as suas ordens; 17) Nenhum capítulo ou livro pode ser considerado canônico sem a sua autoriedade; 18) Nenhum de seus julgamentos pode ser revisto, mas ele pode rever os julgamentos de todos; 21) Os caos mais importantes de todas as igrejas pode ser levados à Sé Católica; 27) A ele compete dissolver os laços de vassalagem e fidelidade para com o homem justo. Gregório VII Henrique IV
  73. 73. Recado de Henrique IV “Henrique, rei não por usurpação mas por sagrada ordenação de Deus, a Hidelbrando, atualmente não papa mas falso monge. Mereceste este tratamento por causa da confusão que levantaste, pois não deixaste intocada qualquer ordem da Igreja que pudeste transformar em fonte de confusão, não de honra, de maldição não de benção” Gregório VII Henrique IV
  74. 74. Então é Guerra! Fanfarrão! Gregório VII Henrique IV Tá Excomungado! É Guerra! 1077 Penitência de Canossa Arrependimento de Henrique IV
  75. 75. Sec. XI e XII de 1075 a 1122  Querela das investiduras (Guerra) Paz em 1122 – Concordata de Worms. Principal embate em torno do direito de nomear cargos eclesiásticos (bispos) - Benefícios Eclesiásticos (Beneficium) “O benefício é um instituto típico das relações interpessoais feudais. Entre o senhor e o vassalo estabelece-se um pacto de caráter pessoal e perpétuo em que o vassalo presta sujeição, pelo qual promete fidelidade e lhe dá um benefício, ou seja, um direito sobre determinada coisa que lhe haverá de gerar uma renda para o vassalo. Esta coisa é a Terra e além da renda o vassalo pode ter direito a determinados poderes (jurisdição)” (JRLLopes, p.71)
  76. 76. “Os senhores civis (seculares) estavam acostumados a brindar seus fiéis vassalos ou com cargos eclesiásticos, ou com direitos sobre terras da Igreja (paróquias, mosteiros). Indicar alguém para um benefício era fazê-Io parte de sua esfera de poder. Se o benefício era eclesiástico. se o indicado era um clérigo, ou, sendo leigo, fosse indicado para uma função clerical, o comprometimento da Igreja era inevitável. Se os clérigos então se casassem e tivessem filhos, a hereditariedade do cargo poderia ser firmada e afirmada. Podendo casar-se, os clérigos também se uniam às famílias senhoriais, contraindo matrimônio com filhas de príncipes e proprietários etc. A imposição do celibato como regra geral era uma tentativa de impedir o compromisso com os poderes feudais. Mesmo que de fato os clérigos constituíssem famílias, o não- reconhecimento oficial dos filhos e das relações matrimoniais pelo menos dificultaria a hereditariedade. A imposição de que o bispo fosse nomeado e confirmado pelo papa e não pelo imperador era outra tentativa de romper o sistema de compadrio estabelecido. Bem se vê que a reforma gregoriana lidava diretamente com a estrutura do poder político feudal. A investidura, propriamente dita, era a cerimônia pela qual o bispo recebia do imperador as insígnias do cargo mediante as palavras "accipe ecclesiam! (recebe esta igreja!). Daí a origem da querela das investiduras. ” (JRLLopes, p.71)
  77. 77. Concílios eram reuniões entre os representantes da igreja de diversas localidades para decidir questões pastorais. Traziam perspectiva de discussão entre autoridades. Algo que perde tal característica com a centralização do poder papal. Principais concílios da Época Concílio de LATRÃO I (Data: 18/03 a 06/04 de 1123) Papa: Calixto II (1119-1124) Decisões principais:- confirmação da Concordata de Worms, que assegurava à Igreja plena liberdade na escolha e ordenação dos seus bispos.- fortalecimento da disciplina eclesiástica.- confirmação do celibato sacerdotal.
  78. 78. Concílio de LATRÃO II (Data: abril de 1139) Papa: Inocêncio II (1130- 1143) Decisões principais:- o cisma do antipapa Anacleto II.- vetou o exercício da medicina e da advocacia pelo clero.- rejeitou a usura e o lucro. Concílio de LATRÃO III (Data: 05 a 19 de março de 1179) Papa: Alexandre III ( 1159-1181) Decisões principais:- fixação da necessidade de dois terços dos votos na eleição do Papa, ficando excluído qualquer recurso às autoridades leigas para dirimir dúvidas do processo eleitoral.- rejeição do acúmulo de benefícios ou funções dentro da Igreja por parte de uma mesma pessoa.- recomendação da disciplina da Regra aos monges e cavaleiros regulares, que interferiam indevidamente no governo da Igreja.- condenação das heresias da época, de fundo dualista (catarismo) ou de pobreza mal entendida (a Pattária, o movimento dos Pobres de Lião ou Valdenses)
  79. 79. Concílio de LATRÃO III (Data: 05 a 19 de março de 1179) Papa: Alexandre III ( 1159-1181) fixação da necessidade de dois terços dos votos na eleição do Papa, ficando excluído qualquer recurso às autoridades leigas para dirimir dúvidas do processo eleitoral.- rejeição do acúmulo de benefícios ou funções dentro da Igreja por parte de uma mesma pessoa.- recomendação da disciplina da Regra aos monges e cavaleiros regulares, que interferiam indevidamente no governo da Igreja.- condenação das heresias da época, de fundo dualista (catarismo) ou de pobreza mal entendida (a Pattária, o movimento dos Pobres de Lião ou Valdenses) Concílio de LATRÃO IV (Data: 11 a 30 de novembro de 1215) Papa: Inocêncio III (1198-1216) - a condenação dos albigenses e valdenses; declaração da existência dos demônios como sendo anjos bons que abusaram do seu livre arbítrio pecando;” Com efeito, o Diabo e outros demônios foram por Deus criados bons em sua natureza, mas se tornaram maus por sua própria iniciativa” (DS 800). - a realização de mais uma cruzada para libertar o Santo Sepulcro de Cristo, em Jerusalém, que se achava nas mãos dos mulçumanos;- a profissão de fé na Eucaristia, tendo sido então usada a palavra “transubstanciação”. - a obrigação da confissão e da comunhão anuais.- fixou normas sobre a disciplina e a Liturgia da Igreja.
  80. 80. Concílio de LYON I (Data: 28/06 a 17/07 de 1245) Papa: Inocêncio IV (1243-1254) Decisões principais:- excomunhão e deposição do imperador Frederico II da Alemanha. Concílio de LYON II (Data: 07/05 a 17/07 de 1274) Papa: Gregório X (1271-1276) Decisões principais:- procedimentos referentes ao conclave, eleição do Papa em recinto fechado;- união da Igreja latina com a Igreja grega (Constantinopla) Concílio de VIENA - FRANÇA (Data: 16/10 de 1311 a 06/05 de 1312) Papa: Clemente V (1305-1314) Decisões principais:- Supressão da Ordem dos Templários;- contra o modo de viver a pobreza dos franciscanos, chamados “Espirituais”, que adotavam idéias heréticas sobre a pobreza;- condenação do franciscano Pedro Olivi, que admitia no ser humano elementos intermediários entre a alma e o corpo. Concílio de CONSTANÇA (Data: 05/11 de 1414 a 22/04 de 1418) Papas: situação de vários antipapas: Decisões principais:- resignação do Papa romano, Gregório XII (1405-1415)- deposição do anti-Papa , João XXIII (1410-1415) em 29/05/1415- deposição do anti-Papa avinhense, Benedito XIII (1394-1415) em 26/07/1417- eleição de Martinho V em 11/11/1417- extinção do Grande Cisma do Ocidente (1305-1378); - condenação da doutrina de João Hus, João Wiclef e Jerônimo de Praga, precursores de Lutero. - decreto relativo à periodicidade dos Concílios; - rejeição do conciliarismo (prevalência da autoridade dos concílios sobre o Papa).
  81. 81. Inquisição na Idade Média Processo oficioso na área penal Inquisição surge no século XII (1184?) (guerra contra os cátaros e albigenses – principal motivo)... alguns apontam inicio efetivo em 1232 – perseguição aos hereges por Frederico II (Imperador do Sacro Imp. Romano Germanico), atitude tomada oficialmente pela igreja (Bula excommunicanibus (1231)) para combater as heresias, julgamento organizado pelos dominicanos. O que é heresia?
  82. 82. Herética, segundo o manual dos inquisidores, é “toda proposição que se oponha: a) a tudo que esteja expressamente contido nas escrituras; b) a tudo que decorra necessariamente do sentido das Escrituras; c) ao conteúdo das palavras de Cristo, transmitidas aos apóstolos, que, por sua vez, as transmitiram à Igreja; d) a tudo o que tenha sido objeto de uma definição em algum dos concílios ecumênicos; e) a tudo o que a Igreja tenha proposto à fé dos fiéis; f) a tudo que tenha sido proclamado, por unanimidade, pelos padres da Igreja, no que diz respeito à reputação de heresia; g) a tudo que decorra, necessariamente, dos princípios estabelecidos nos itens c, d, e f,
  83. 83. Cataros, “Bons homens”, Albingenses – Deus duplo (espírito e matéria), sacerdotes sem bens materiais, sem atividades sexuais ou ingestão de carne – castidade absoluta Valdenses, pobres de Lião ou enchinelados Nome vem do criador Valdo – os mais perfeitos usam um simbolo no calçado (chinelo) – Não prestam juramento – Só usam o pai nosso – Comem carne todo dia – preferem passar humilhações do que ficar tentados interiormente – só obedecem o seu lider – voltam as mãos aos céus para falar com Deus * também era heresia! - Duvidar que a Terra era achatada ou ainda traduzir a bíblia para língua profana
  84. 84. Como funcionava o processo A) inquisitio generalis (visitatio)– busca de casos B) inqusitio specialis – averiguação caso a caso C) Processo – Havia defesa (advogado), em especial para aquele que não confessa, mas em geral os acusados eram pré-condenados. - Intimação de todas as autoridades civis, familiares e conhecidos (prestar assistência a herege também era heresia) - Inquisidor não pode prometer perdoar a heresia, porém se o fizer e descontar, por mínima que seja, a medida da pena não estaria mentindo
  85. 85. - Não há limite de tempo – os mortos eram executados pelos restos mortais ou efígies (estátuas de corpo inteiro da pessoa) - Em alguns casos executava- se os filhos e descendentes do herege. - Hereges tentam usar “truques” para fingir diante do inquisidor – viram o olho para o lado, pensam em algo e falam outro. - A confissão espiará a alma do acusado – fundamenta como prova mas a verdade já foi “previamente” descoberta na investigação
  86. 86. Tortura foi permitida em 1252, pelo papa Inocêncio IV. Era a tortura um meio para reconstruir a verdade de um fato através da confissão ou a verdade independia do resultado da tortura? Afirma que não era uma forma de buscar a verdade... ... mas salvar a alma mesmo em detrimento do corpo.
  87. 87. PARA ENTENDER A INQUISIÇÃO 1) Manual do inquisidor – Bernardo Gui Practica inquisitionis heretice pravitatis (13??) – Tem no Google livros 2) Manual do Inquisidor – Nicolau Eymerich – Directorium Inquisitorum (1376) 3) O Martelo das Bruxas – Kramer e Sprenger - The malles maleficarum (1486) Ou ainda 4) Peters Edward – Textos que analisam a inquisição e tortura.
  88. 88. Origens medievais da tortura – Na inquisição servia como forma de produzir prova pois o corpo não teria importância se a alma estivesse perdida. Na imagem a Tortura da Roda
  89. 89. A tortura passou de uma busca pela verdade para um meio comum de buscar a verdade. O Estado também começou a utilizá- la. Importante destacar que o Estado e a religião mantinham laços muito fortes. Na imagem totura Potre
  90. 90. Em geral o Estado também usou a tortura como meio judicial. Até mesmo porque em alguns casos a heresia e a bruxaria eram crimes também processados pelo Estado. Ver Ordenações Filipinas (Livro V) Imagem Tortura do Pêndulo
  91. 91. Até o século XVII a inqusição não foi contestada e a heresia, bruxaria e outras ações contrárias a Deus eram vistas como crimes contra a sociedade apenados com a morte. Já no fim do século XVII e início do XVIII ocorrem algumas mudanças em viturde do racionalismo. Imagem: Tortura d’agua
  92. 92. Escola (universidade) de Bolonha – Glosadores
  93. 93. Origem: Escola de Artes (municipal – laica) – Baseada na Escolástica medieval - Denominada Studium Civile (criada em 1088) – Hoje conhecida como Alma Mater Studiorum Universidade Laica, profana – (na idade média quase todas eram ligadas a igreja) Universitas  Conjunto de Bens e pessoas unidos por um objetivo comum Professores eram remunerados diretamente pelos alunos
  94. 94. Estudantes de Direito em Bolonha. Este manuscrito do século XV considera que cada estudante possuirá um texto escrito.
  95. 95. Surgem várias universidades na Europa seguindo o mesmo modelo Itália: Modena (1182); Pádua (1222); Nápoles (1224) França: Paris (séc. XII); Montpellier (fim do séc. XII); Toulousse (1228); Orleães (início do séc. XIII) Inglaterra: Oxford Espanha: Salamanca (1215); Valladolid (1260) Portugal: Coimbra (1290) (insignia ao lado)
  96. 96. Questão da colonização na Inglaterra. Inglaterra Inicialmente a dominação romana até séc. V Colonização Anglo- saxã durante os séculos VI em diante – Invasão normanda no século XI
  97. 97. Batalha de Hastings 1066 – Invasão normanda concretizada (Harold II Godwinson rei Saxão x Guilherme o Conquistador “Normando”)
  98. 98. Portugal Portugal e Península Ibérica * Portugal forma-se como reino no século XII (1101...1200) * Reconquista dos Visigodos – 1096 – D. Henriques (morreu em 1112) * Afonso Henriques que consolidou a independência contra Leão e Castela – Paz só acontece em 1139 * Torna-se D. Afonso I - Só a 5 de Outubro de 1143 é reconhecida a independência de Portugal * Concessão de Forais - Não houve um modelo feudal mas senhorial (intervenção do rei – cultura dos visigodos)

×