FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS   ESTUDO ECOLÓGICO              Jequié – BA                10/2011
ENFERMAGEM Discentes: Andréa Santana; Caroline Oliveira;Cintia Alves; Cristiane Teixeira; Ivana Ferraz; Lorena Freitas; L...
INTRODUÇÃO       Nos estudos ecológicos, compara-se a ocorrênciada doença/condição relacionada à saúde e a exposiçãode int...
Objetivos:Identificar associação entre exposição e desfecho com unidade de           análise representada por grupos popul...
Tipo de EstudoMétodo de medição da        Método de agregação dos     exposição                     indivíduos  Exploratór...
A área estudada foi o município de Vitória, ES, cujaárea territorial é de 93.381 km². Divide-se em uma parteinsular, berço...
Foi realizado estudo do tipo ecológico. As informaçõespopulacionais e socioeconômicas foram fornecidas pelaSecretaria Muni...
Para o georreferenciamentodas informações e análise espacialfoi utilizada a malha digital domunicípio de Vitória, dividida...
Importante limitação desses estudos é que arelação entre as duas variáveis não refletenecessariamente a situação dos indiví...
A Figura 1 mostra a distribuição espacial dos homicídios esuicídios ocorridos nas regiões administrativas. Dos 597homicídi...
Tabela 1. Distribuição de óbitos devidos a causa externa inicial e final segundo oresultado da investigação do óbito. Vitór...
• O suicídio mostrou uma distribuição diferente do homicídio, com maiornúmero de ocorrências na Praia doCanto, Santo Antôn...
Para análise de cluster foram utilizadas as regiõesadministrativas classificadas segundo o IQU.Observou-se a desigualdade n...
Tabela 2. Distribuição dos óbitos segundo regiões administrativas e tipo de causa.Vitória, ES, 2000 a 2003.    Região     ...
• A distribuição de homens e mulheres por regiãoadministrativa foi semelhante à distribuição geral dos   sexos no municípi...
A abordagem ecológica utilizada no presenteestudo visou à análise dos dados de homicídio,suicídio e acidentes de trânsito ...
Análise ecológica dos acidentes e da violência letal emVitória,           ES.            Disponível        em:http://www.s...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estudo Ecológico

3.951 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Estudo Ecológico

  1. 1. FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ESTUDO ECOLÓGICO Jequié – BA 10/2011
  2. 2. ENFERMAGEM Discentes: Andréa Santana; Caroline Oliveira;Cintia Alves; Cristiane Teixeira; Ivana Ferraz; Lorena Freitas; Luciane Barbosa;Magali Pereira; Manuele Silva; Martha Brito; Murilo Leite; Vanildo Araújo. Docente: Adriana Galdino Jequié – BA 10/2011
  3. 3. INTRODUÇÃO Nos estudos ecológicos, compara-se a ocorrênciada doença/condição relacionada à saúde e a exposiçãode interesse entre agregados de indivíduos (populaçõesde países, regiões ou municípios) para verificar a possívelexistência de associação entre elas. O artigo visou à análise dos dados de homicídio,suicídio e acidentes de trânsito em conglomerados porbairros. Nos estudos ecológicos, a unidade de análise é apopulação e não o indivíduo. Dentre as causasexternas, os homicídios, suicídios e acidentes de trânsitosão os que lideram os indicies de mortalidade no EspiritoSanto.
  4. 4. Objetivos:Identificar associação entre exposição e desfecho com unidade de análise representada por grupos populacionais. Avaliar efetividade de intervenções/ações coletivas o Dados coletivos e não individuais o Fonte de informação: Dados secundários Tipos de medidas: - agregadas - ambientais - globais
  5. 5. Tipo de EstudoMétodo de medição da Método de agregação dos exposição indivíduos Exploratórios Múltiplos grupos Analíticos Séries temporais Desenho misto
  6. 6. A área estudada foi o município de Vitória, ES, cujaárea territorial é de 93.381 km². Divide-se em uma parteinsular, berço da cidade, e uma parte continental, de recentecrescimento. Administrativamente, a cidade divide-se emsete Regiões (Região I – Centro; Região II – Santo Antônio;Região III – Bento Ferreira; Região IV – Maruípe; Região V –Praia do Canto; Região VI – Continente e Região VII – SãoPedro). A região VI (Continente) é mais populosa, apesar dasua ocupação ter sido mais recente. Entre 1980 e 2004, acidade teve um crescimento populacional de 50%; eram207.515 habitantes em 1980 e 253.758 habitantes em 1990.Para o ano de 2004, Vitória tinha 305.898 habitantes, sendo144.349 homens e 161.549 mulheres.
  7. 7. Foi realizado estudo do tipo ecológico. As informaçõespopulacionais e socioeconômicas foram fornecidas pelaSecretaria Municipal de Fazenda do Município de Vitória(SEMFA) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), a partir do censo de 2000, projetados ou não para operíodo de análise. Os dados sobre mortalidade foramfornecidos pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade(SIM) e a Secretaria Municipal de Saúde de Vitória (SEMUS)forneceu os dados sobre mortalidade específica e total, quedesde o ano de 2000 monitora acidentes e violência com ainvestigação de todos os óbitos ocorridos na cidade.
  8. 8. Para o georreferenciamentodas informações e análise espacialfoi utilizada a malha digital domunicípio de Vitória, dividida emregiões administrativas. A médiaespacial foi realizada utilizando-seos pontos das coordenadas delatitude/longitude dos bairros, ecalculada as médias simples e aponderada, pela ocorrência dosseguintes agravos: homicídio,acidente de trânsito, suicídio e avariável raça/cor, para verificardiferenças na sua distribuição.
  9. 9. Importante limitação desses estudos é que arelação entre as duas variáveis não refletenecessariamente a situação dos indivíduos. Além disso,esse delineamento pode incorrer na chamada falênciaecológica (indevida generalização das característicasde um agregado, tal como um distrito, para as unidadesque o compõem, tais como seus habitantes, bairros ouunidades de saúde). Além disso, as regiõesadministrativas podem ter ocasionado graus deheterogeneidade decorrentes de característicasespecíficas de cada bairro. No entanto, esta opção foiadotada uma vez que a administração a utiliza para aimplementação de suas políticas.
  10. 10. A Figura 1 mostra a distribuição espacial dos homicídios esuicídios ocorridos nas regiões administrativas. Dos 597homicídios, 62% concentraram-se em três regiõesadministrativas: São Pedro, Maruípe e Bento Ferreira.
  11. 11. Tabela 1. Distribuição de óbitos devidos a causa externa inicial e final segundo oresultado da investigação do óbito. Vitória, ES, 2000 a 2003. Óbito por Final Causa externa Inicial Acidente Homicídio Suicídio Total Acidente 56 0 1 57 Acidente de moto 6 0 0 6 Acidente de trânsito 16 0 0 16 Acidente de transporte 29 0 0 29Acidente não especificado 43 0 0 43 Afogamento 0 0 2 2 Atropelamento 18 0 0 18 Intenção indeterminada 13 88 26 127 Homicídio 0 509 0 509 Suicídio 0 0 21 21 Total 181 597 50 828Fonte: Secretária Municipal de Saúde de Vitória
  12. 12. • O suicídio mostrou uma distribuição diferente do homicídio, com maiornúmero de ocorrências na Praia doCanto, Santo Antônio e Continental.
  13. 13. Para análise de cluster foram utilizadas as regiõesadministrativas classificadas segundo o IQU.Observou-se a desigualdade na Ilha de Vitória comáreas de IQU elevado muito próximas a áreas debaixo IQU, como as Regiões da Praia do Canto eBento Ferreira, localizados mais ao sul da ilha. A áreanorte da ilha mostrou um padrão de IQU baixo, compresença de áreas de muito baixo índice de qualidadede vida, como São Pedro e parte de Santo Antônio. Aregião continental foi mais homogênea, predominandoíndices médio a alto.
  14. 14. Tabela 2. Distribuição dos óbitos segundo regiões administrativas e tipo de causa.Vitória, ES, 2000 a 2003. Região Acidentes de Acidentes de Atropelamento Homicídios Suicídios Total administrativa motos trânsito n % n % n % n % n % n % Centro 4 3,92 11 10,78 23 22,55 60 58,82 4 3,92 102 12,31 Santo Antônio 1 0,91 2 1,82 8 7,27 89 80,91 10 9,09 110 13,28 Bento Ferreira 2 1,59 3 2,38 12 9,52 107 84,92 2 1,59 126 15,21 Maruípe 3 2,17 4 2,9 10 7,25 119 86,23 2 1,45 138 16,7 Praia do Canto 4 7,27 7 12,73 15 27,27 14 25,54 15 27,27 55 6,64 Continental 5 4,95 17 16,83 19 18,81 51 50,5 9 8,91 101 12,19 São Pedro 0 0 4 2,48 3 1,86 149 92,55 5 3,1 161 19,45 Região de 2 14,28 7 20 12 34,28 8 22,85 3 8,57 35 4,22 ocorrência não identificada Total 24 2,9 55 6,65 102 12,31 597 72,1 50 6,03 828 100Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Vitória
  15. 15. • A distribuição de homens e mulheres por regiãoadministrativa foi semelhante à distribuição geral dos sexos no município, sendo 52% mulheres e 48% homens. A distribuição dos óbitos por mortes violentas segundo o sexo mostrou que 87,8% das vítimas foram homens e 12,2% foram mulheres, a Figura 3A evidencia a predominância de disparidade entre os sexos nas regiões de mais baixo IQU.
  16. 16. A abordagem ecológica utilizada no presenteestudo visou à análise dos dados de homicídio,suicídio e acidentes de trânsito em conglomeradospor bairros, e possui algumas limitações inerentesao método. A presente pesquisa, além de analisaros dados da violência letal em Vitória, criou umbanco de dados georreferenciado, integrado eunificado entre quatro secretarias: saúde, transporte,segurança pública e cidadania. Possibilitou tambéma reorientação de políticas públicas, como a “Vitóriada Paz”, que possui ações preventivas no trânsitonos locais de maior risco identificados pelo estudo,ações da guarda municipal em escolas na região deSão Pedro e realocação do policiamento na cidade.
  17. 17. Análise ecológica dos acidentes e da violência letal emVitória, ES. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/rsp/v43n1/7295.pdf. Acesso em:13/10/2011 às 00h46min.http://stat2.med.up.pt/cursop/print_script.php3?capitulo=desenhos_estudo&numero=8&titulo=Desenhos%20de%20estudo

×