18.ago ouro i 14.00_298_rge

335 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
335
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

18.ago ouro i 14.00_298_rge

  1. 1. Sistema Autônomo para Medida de Flecha, Corrente e Temperatura de Linhas de Transmissão
  2. 2. <ul><li>Especificar e desenvolver dispositivos que permitam executar, em tempo real, uma medição direta de parâmetros da linha visando otimizar a sua utilização sem perda de sua confiabilidade operacional. </li></ul><ul><ul><li>Maior proveito possível de sua ampacidade, ou seja sua capacidade de transporte de energia </li></ul></ul><ul><ul><li>Postergando, e até mesmo eliminando, a necessidade de investimentos com sua reestruturação ou construção de novas linhas </li></ul></ul>Motivação
  3. 3. <ul><li>Executoras </li></ul><ul><ul><li>FITec </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Coordenação geral do projeto </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desenvolvimento do sensor de flecha </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desenvolvimento do sistema de coleta e gerenciamento </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sistema de fixação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Integração das soluções </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>COPPE/LIF (Laboratório de Instrumentação & Fotônica) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desenvolvimento do sensor de temperatura e corrente </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Optolink </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desenvolvimento da Engenharia de produto </li></ul></ul></ul><ul><li>Financiadoras </li></ul><ul><ul><li>CPFL </li></ul></ul><ul><ul><li>RGE </li></ul></ul>Instituições Envolvidas
  4. 4. Ti = temperatura de lançamento do condutor sem circulação de corrente Tn = temperatura de projeto, que deve ser próxima da condição normal de operação Tmax = temperatura limite máxima de operação Di = flecha estimada sem circulação de corrente Dn = flecha estimada em condição normal de operação Dmax = flecha limite Contextualização do Problema Neste caso, objetivo é entender como é flecha é afetada por outras variáveis climáticas de onde ela esta localizada: temperatura ambiente, temperatura e corrente no condutor.
  5. 5. Diagramas em Blocos da Solução <ul><li>Módulos: </li></ul><ul><li>Sistema de Alimentação </li></ul><ul><li>Câmera (captura de imagens) </li></ul><ul><li>Sensores (temperatura e corrente) </li></ul><ul><li>Concentrador de dados </li></ul><ul><li>Solução de fixação </li></ul><ul><li>Software de coleta e gerência </li></ul>
  6. 6. Solução do Sensor de Temperatura e Corrente
  7. 7. Solução do Sensor de Flecha Obtenção de imagens utilizando um alvo (esfera de sinalização). E posterior processamento da imagem para cálculo da flecha, através de algoritmos de reconhecimento de objetos e de cálculo de deslocamento do alvo.
  8. 8. Realização dos testes
  9. 9. <ul><li>Em um período de ~24 horas: </li></ul><ul><ul><li>Variação máxima de 38 centímetros </li></ul></ul>Medição da Flecha
  10. 10. <ul><li>Em um período de ~50 dias: </li></ul><ul><ul><li>Variação máxima de ~120 centímetros </li></ul></ul>Medição da Flecha
  11. 11. <ul><li>Ao seu final, o projeto mostrou que: </li></ul><ul><ul><li>Consegue-se medir a flecha de forma direta usando as tecnologias propostas </li></ul></ul><ul><ul><li>Os sensores de medição de corrente e temperatura são capazes de medir de forma confiável tais grandezas </li></ul></ul><ul><li>Os dados coletados nos testes em campo, podem ser utilizados como parâmetros para validação de um modelo matemático para cálculo da ampacidade e da flecha dos condutores </li></ul>Resultado Final
  12. 12. <ul><li>Muito Obrigado!!! </li></ul><ul><li>Rodrigo Netto Lacerda </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×