18.ago esmeralda 15.45_376_aeselpa

327 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

18.ago esmeralda 15.45_376_aeselpa

  1. 1. Sistema de Monitoramento em Tempo Real para Prevenção de Vazamento e Qualidade do SF6 em uma subestação Isolada a gás
  2. 2. AES Brasil Outros INVESTIMENTOS 1998-2010: R$ 6,9 bilhões PARTICIPAÇÃO DE MERCADO Distribuidoras (Energia distribuída) Geradoras (Capacidade instalada) 13% 87% 97,7% 2,3% Distribuição Geração Comercialização Telecomunicação 7 MILHÕES DE CLIENTES 7,6 MIL COLABORADORES AES NO BRASIL
  3. 3. Objetivos <ul><li>SE Paula Souza </li></ul><ul><li>GIS 88 kV </li></ul><ul><li>15 bay´s </li></ul><ul><li>Ano 1974 </li></ul><ul><li>Interligação de fontes (CTEEP) </li></ul><ul><li>Sistema de distribuição (região central de São Paulo) </li></ul>
  4. 4. Objetivos <ul><li>Diagnóstico das condições operativas de uma blindada SF 6 </li></ul><ul><ul><li>Controle da qualidade do gás </li></ul></ul><ul><ul><li>Critérios de manutenção preditiva </li></ul></ul><ul><li>Controle de perda de gás SF 6 </li></ul><ul><ul><li>Controle de vazamentos </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução de emissões </li></ul></ul>
  5. 5. Metodologia <ul><li>Diagnóstico das condições operativas </li></ul><ul><ul><li>Avaliação periódica dos subprodutos de decomposição do gás SF 6 </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Menos indicado devido a estabilidade e capacidade de regeneração do gás </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Controle de processo (tratamento/manutenção) </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Monitoramento em tempo real </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mais indicado para análise e acompanhamento das condições operativas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Descargas parciais: Acústico/VHF/UHF </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Característica física: Teor de umidade/pureza/SO 2 /Densidade </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Metodologia <ul><li>Controle de perda do gás </li></ul><ul><ul><li>Avaliação periódica </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sensores de gases halógenos (Sniffer): 3 – 15 gr/ano </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Câmara infravermelha com filtro para SF 6 : 500 gr/ano </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Monitoramento em tempo real </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Controle manométrico por patamares (pressostatos com contatos elétricos) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Controle por sensores eletrônicos de densidade (pressão e temperatura) </li></ul></ul></ul>
  7. 7. Conclusões <ul><li>Controle periódico pode não perceber o comportamento do gás – alto poder de regeneração </li></ul><ul><li>Defeitos incipientes não alteram as características – alta estabilidade </li></ul><ul><li>Vazamentos são difíceis de serem detectados </li></ul><ul><li>Pequenas variações de densidade total do gás podem indicar pequenos vazamentos </li></ul><ul><li>Situação mais adequada: sistema de monitoramento tempo real + análise de histórico de comportamento do gás </li></ul>
  8. 8. Aplicação <ul><li>Sistema de monitoramento em tempo real (3 bay´s) </li></ul><ul><ul><li>Teor de umidade: Condições operativas </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sensores Michell SF 52 </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Densidade: Controle de vazamento </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sensores Wika GD-10 </li></ul></ul></ul>
  9. 9. Aplicação <ul><li>Compartimentos </li></ul><ul><ul><li>Alta Pressão (disjuntor) </li></ul></ul><ul><ul><li>Baixa pressão (barramento e demais equipamentos) </li></ul></ul>Disjuntor
  10. 10. Aplicação <ul><li>Arquitetura hardware </li></ul><ul><li>Arquitetura software </li></ul>
  11. 11. Aplicação
  12. 12. Aplicação <ul><li>Resultados esperados </li></ul><ul><ul><li>Mitigar ocorrência de falha </li></ul></ul><ul><ul><li>Agilidade na detecção de problemas </li></ul></ul><ul><ul><li>Previsão de comportamento futuro </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução de manutenção preventiva </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução na emissão de SF 6 </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>Grupo de Pesquisa: </li></ul><ul><ul><li>Luis Carlos Magrini - FDTE </li></ul></ul><ul><ul><li>Luciano Ogiboski - FDTE </li></ul></ul><ul><ul><li>Ferdinando Crispino - FDTE </li></ul></ul><ul><ul><li>Paula Suemi Dantas Kayano – FDTE </li></ul></ul><ul><ul><li>Jose Guilherme Rodrigues - Itaipu </li></ul></ul><ul><ul><li>Anderson Cunha – AES Eletropaulo – </li></ul></ul><ul><ul><li>Carlos Ossamu Kajikawa – AES Eletropaulo </li></ul></ul><ul><ul><li>[email_address] </li></ul></ul><ul><ul><li>OBRIGADO </li></ul></ul>

×