Técnica do Passe

14.332 visualizações

Publicada em

Técnicas do Passe

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Oi Ítalo. Obrigado por incluir citação do meu livrinho no slide 9. Aproveito para informar que publiquei o site http://opasse.com.br com o conteúdo do livrinho, para a troca de ideias entre os interessados no tema 'passe espírita'. Abraço fraterno! Eugenio
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
73
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
597
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • O apóstolo citado é Paulo.
  • Técnica do Passe

    1. 1. 1.Todas as pessoas podem aplicar passe? Explique1. Sim, se estiver em bom estado de saúde física e mental. Se evitar tudo quanto importa no desgaste ou perda de energia, se mantém em equilíbrio as emoções, estuda e promove a sua a reforma moral. FEEGS
    2. 2. 9. Quais são as qualidades necessárias ao médium passista?
    3. 3.  Boa vontade: a tarefa é uma oportunidade de servir.  Equilíbrio físico, psíquico e emocional. Priorizar a sua reforma moral para que as suas obras se elevem no mesmo ritmo.  Aquisição conhecimentos para agir com acerto.  Considerar que o êxito do trabalho reclama experiência, horário, segurança e responsabilidade do servidor fiel aos compromissos assumidos. André Luiz: Nos Domínios da Mediunidade; Missionários da Luz e Os Mensageiros.Hermínio Miranda: Diálogos com as Sombras. Suely Caldas Schubert: Obsessão/desobsessão Manoel P. de Miranda: Terapia pelos Passes. 9. Qualidades básicas
    4. 4. 4 - Agiria com maior eficácia aquele que, tendo a força magnética, acreditasse na intervenção dos Espíritos? — Faria coisas que consideraríeis milagre. 5 - Há pessoas que verdadeiramente possuem o dom de curar pelo simples contato, sem o emprego dos passes magnéticos? — Certamente; não tens disso múltiplos exemplos? Livro dos Médiuns – Parágrafo 176 QUESTÕESQUESTÕES
    5. 5. 7. É recomendável a aplicação de passe em todos os participantes da reunião mediúnica, antes ou após a realização dos trabalhos ? -Fora dos momentos normais, os médiuns passistas atenderão aos companheiros necessitados de auxílio tão-só nos casos de exceção, respeitando com austeridade disposições estabelecidas, de modo a não favorecerem caprichos e indisciplinas. André Luiz: Desobsessão, cap. 52, p184 .
    6. 6. 2. Tocar ou segurar a pessoa que recebe passe é um inconveniente? Por quê? 2. Os recursos magnéticos aplicados a reduzida distância, penetram o “halo vital” ou “aura” dos doentes, provocando modificações subitâneas” André Luiz: Nos Domínios da Mediunidade, cap. 17, p.164. Por quê? 2. O passe é a transmissão de força psíquica e espiritual, dispensando qualquer contato físico na sua aplicação. Emamnuel: O Consolador, questão 99.
    7. 7. TÉCNICASTÉCNICAS • Como deve ser recebido e dado o passe? — O passe poderá obedecer à fórmula que forneça maior percentagem de confiança, não só a quem o dá, como também a quem o recebe. Devemos esclarecer, todavia, que o passe é a transmissão de uma força psíquica e espiritual, dispensando qualquer contato físico na sua aplicação. • A chamada ‘benzedura’, conhecida nos meios populares, será uma modalidade de passe? — A prática do bem pode assumir as fórmulas mais diversas, porém, é sempre a mesma diante do Senhor. O Consolador – Emmnuel – Perguntas 99 e 100 Emmanuel
    8. 8. 6. O que é passe à distância? 6. É uma irradiação mental. Pode ser aplicado [...]desde que haja sintonia entre aquele que administra e aquele que recebe. Nesse caso, diversos companheiros espirituais se ajustam no trabalho do auxílio, favorecendo a realização, e a prece silenciosa será o veiculo de força curadora. André Luiz: Nos Domínios da Mediunidade, 17/170
    9. 9. • O que o passista deve pensar na hora do passe? — O passista deverá orar continuamente durante a tarefa. O pensamento bem direcionado é essencial para o desempenho da tarefa. Assim, quanto mais se estuda os mecanismos do passe, maior capacidade de orientação de sua força mental terá o passista. TÉCNICASTÉCNICAS • Embora não haja regra sobre ‘o que pensar’, observamos que muitos companheiros mais afinizados com o estudo imaginam correntes magnéticas luminosas entrando e saindo pelos centros vitais do paciente, outros projetam na tela mental a figura de Jesus, e ainda outros imaginam descargas enormes de fluidos saindo das pontas de seus dedos, dos olhos, ou de todo o corpo. • Seja qual for a ideação, esta sempre deverá ser nobre, além de ser alimentada pela crença profunda do passista na eficácia da aplicação, embora, como já dissemos, o passista não tenha autoridade suficiente para garantir cura a qualquer pessoa. O Passe – Eugênio Lysei Jr
    10. 10. • Quanto ao tempo de duração do passe, compreende-se que não seja fixo. Cabe ao passista usar o bom senso e a inspiração do momento. Demorar muito, principalmente em crianças, não é confortável e causa irritação. Não é aconselhável também acumular fluidos só numa parte do corpo, a cabeça, por exemplo. Nos Domínios da Mediunidade – André Luiz – Cap. 17 TÉCNICASTÉCNICAS
    11. 11. • Os olhos devem ficar abertos ou fechados? — Em geral, abertos. Particularmente os passistas que se servem de movimentos para a aplicação do passe não poderão agir de olhos fechados, sob pena de virem a colidir com outro passista também em movimento, ou até mesmo com o próprio paciente. Além, é claro, dos inconvenientes trazidos pelo toque indesejado. TÉCNICASTÉCNICAS O Passe – Eugênio Lysei Jr
    12. 12. • O que é passe de dispersão? — O passe de dispersão é técnica destinada a retirar os fluidos deletérios que possam estar vinculados ao paciente, pela ocasião das ocorrências do dia a dia, ou de causas específicas, tais como processos obsessivos. É comumente ministrado aos médiuns, nas reuniões mediúnicas, após manifestação de entidade perturbada. A função básica dessa técnica é propiciar alívio ao paciente, assim como desobstrução de sua capacidade intelectiva, e de vinculação com os benfeitores espirituais. • Como aplicar o passe de dispersão? — O passe de dispersão é realizado pela movimentação dos braços de cima para baixo, e não de baixo para cima, ao longo do corpo do paciente. As palmas das mãos devem estar direcionadas para baixo, de forma a se pensar que algo está sendo retirado do paciente. Os passistas não necessitam fazer qualquer tipo de movimento com as mãos com o objetivo de livrarem-se dos fluidos retirados do paciente, pois tais fluidos não ficam agregados no passista. TÉCNICASTÉCNICAS • Lembramos, mais uma vez, que os movimentos aqui descritos funcionam apenas como sugestão mental tanto para o passista, como para o paciente. O Passe – Eugênio Lysei Jr
    13. 13. • O que é passe de energização? — O passe de energização é técnica que objetiva principalmente o fortalecimento energético do indivíduo. Com base nesse fortalecimento, o paciente pode reorganizar seus mecanismos de defesa contra investidas espirituais e encontrar motivação com base nas novas reservas de energia, dentre outros. • Como aplicar o passe de energização? — O passe de energização é realizado pela imposição de mãos, que são movimentadas vagarosamente, desde a cabeça até às pernas do paciente, podendo ser repetido várias vezes tal movimento. É comum o passista, conforme sua intuição, fixar as mãos por algum tempo em determinada parte do corpo do paciente, com o objetivo de fornecer maior parcela de fluidos aos órgãos daquela área. Durante tais movimentos, o passista deverá imaginar a transferência de fluidos luminosos de si para o paciente, tendo a plena convicção de que tais fluidos estão repletos de boas energias. Ao final do passe, que geralmente começou pela técnica de dispersão, caso o passista deseje comunicar mentalmente votos de confiança, esperança e paz ao paciente, é comum o posicionamento das mãos acima da cabeça (centro coronário) e na direção dos olhos (centro frontal). TÉCNICASTÉCNICAS O Passe – Eugênio Lysei Jr
    14. 14. • Quando o passe deve ser em equipe? — Nos casos em que o coordenador da tarefa, pela sua experiência, julgar conveniente. Freqüentemente, tais passes são aplicados em companheiros que estejam vivenciando processos obsessivos ou em casos que o paciente necessite de tipos de fluidos diferentes. Nesses casos, a aplicação do passe em equipe tanto fornece mais vasta gama de elementos para o trabalho da Espiritualidade, como proporciona a todos maior segurança, em virtude da possibilidade de haver manifestação mediúnica sem controle por parte do paciente. TÉCNICASTÉCNICAS O Passe – Eugênio Lysei Jr
    15. 15. • Ao doarmos as nossas próprias energias somos ‘magnetizadores’, mas podemos ao mesmo tempo ser médiuns, quando nossos recursos são aumentados e enriquecidos pelos Espíritos. O que importa é ser bom, é amar o próximo como ensinou Jesus. • Para lograr bom resultado, todo trabalho espiritual necessita de preparo. Essa ‘limpeza’ deve ser obtida por seus esforços em seguir a Lei do Amor, Justiça e Caridade. Não é submetendo-se a uma operação momentânea que poderá tornar-se instrumento dócil e puro dos Espíritos Superiores. A APLICAÇÃO DO PASSEA APLICAÇÃO DO PASSE • O ideal seria que toda aplicação de passe fosse precedida de esclarecimento doutrinário sobre os fluidos, a fé, a oração, etc. Por meio dessas atividades preparatórias, quem vai receber o passe aprende a buscar sua melhoria não somente pelo passe, mas pela eliminação de suas imperfeições morais, causa última dos seus males

    ×