Símbolo e tipo vos

1.381 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.381
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
574
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Símbolo e tipo vos

  1. 1. Bí SíTeologia Bíblica do AT: Símbolo e Tipo (Geerhardus Vos)(2010, p. 179-184)
  2. 2. 1. SÍMBOLOS E TIPOS1.1 SIMBOLOS Um símbolo é algo que retrata profundamente certo fato (o sangue nas obreiras dasportas), princípio (animais puros e impuros, o sangue) ou relacionamento de natureza espiritual(circunsisão) numa forma visível. As coisas que ele ilustra são de existência presente e deaplicação presente. Essas coisas estão em vigor no tempo em que o símbolo está em operação.1.1.1 O símbolo comunica conceitos: o símbolo não somente toca os sentimentos e asubjetividade humana, ele traz consigo conceitos teológicos e princípios espirituais. Lepra = pecado Porco = impureza Cortina do tabernáculo = santidade de hw"ïhy> Circuncisão = pacto1.1.2 O símbolo é polissêmico: Um único símbolo, em contextos diferentes, pode possuir mais deum significado. Sangue // vida [Gn 9:4,5 ] // impureza [Lv 12:2]. Serpente // tentação // cura1.1.3 O símbolo não é a realidade: Os símbolos pertencem à esfera da representação, elesapontam para questões que estão para além de si mesmos. O óleo da unção = Espírito Santo cadáver = Impureza Sangue = vida
  3. 3. 1. SÍMBOLOS E TIPOS1.2 TIPOS Seu sentido primário e físico é aquele de uma marca ou impressão feita sobre algumasubstância macia por meio de pressão ou golpe (tupto, “golpear”). Um tipo se relaciona com o que virá a ser real ou aplicável no futuro (Adão [Rm 5:12],o cordeiro sem defeito e sem mácula, o sumo sacerdote, Josué, sábado, Canaã etc.).Rm 5:14 avlla. evbasi,leusen o` qa,natoj avpo. VAda.m me,cri Mwu?se,wj kai. evpi. tou.j mh. a`marth,santaj evpi. tw/|o`moiw,mati th/j paraba,sewj VAda.m o[j evstin tu,poj tou/ me,llontojÅ O “antítipo” indica a cópia tirada do tipo técnico. Pedro encontra o tipo técnico nahistória do Antigo Testamento. A água do batismo, para ele, é o antítipo daquela do dilúvio.1Pe 3:21o] kai. u`ma/j avnti,tupon nu/n sw,|zei ba,ptisma( ouv sarko.j avpo,qesij r`u,pou avlla. suneidh,sewj avgaqh/jevperw,thma eivj qeo,n( diV avnasta,sewj VIhsou/ Cristou/( O escritor de Hebreus encontra o tipo, o modelo, no mundo celestial. Para ele,portanto, as mesmas coisas do Antigo Testamento que Pedro chamaria de tipos já são antítiposHb 9:24ouv ga.r eivj ceiropoi,hta eivsh/lqen a[gia Cristo,j( avnti,tupa tw/n avlhqinw/n( avllV eivj auvto.n to.nouvrano,n( nu/n evmfanisqh/nai tw/| prosw,pw| tou/ qeou/ u`pe.r h`mw/n
  4. 4. 1. SÍMBOLOS E TIPOS1.3 A RELAÇÃO ENTRE SÍMBOLOS E TIPOS Como o mesmo sistema de representação pode ser usado ao mesmo tempo nascapacidades simbólicas e típicas? As coisas simbolizadas e as coisas tipificadas não são diferentes arranjos de coisas.Elas são as mesmas coisas, diferentes somente em que elas vêm primeiro num período maisinicial do desenvolvimento da redenção e, então, mais uma vez, num período posterior, maisavançado. Assim, o que é simbólico quanto à edição já existente do fato ou verdade se tornatípico, profético, da edição posterior. Um tipo nunca pode ser um tipo independente deprimeiro ser um símbolo. Somente depois de ter descoberto o que uma coisa simboliza é que podemoslegitimamente perguntar o que ela tipifica, pois a última não pode ser outra coisa que não aprimeira colocada num plano mais elevado. O laço que une tipo e antítipo juntos deve ser de continuidade vital no progresso daredenção. Onde isso é ignorado e no lugar desse laço são colocadas semelhanças acidentais,acontece toda sorte de absurdos.
  5. 5. 1. SÍMBOLOS E TIPOS1.4 Símbolos e Tipos: lentes Interpretativas do Antigo Testamento Nós temos o encorajamento direto do Novo Testamento para prestar atenção aoaspecto típico das Escrituras do Antigo Testamento. Na estrada de Emaús, nosso Senhor,começando por Moisés, passando pelos profetas, interpretou para os discípulos as coisasconcernentes a si mesmo em toda a Escritura.Lc 2427 kai. avrxa,menoj avpo. Mwu?se,wj kai. avpo. pa,ntwn tw/n profhtw/n diermh,neusen auvtoi/j evn pa,saijtai/j grafai/j ta. peri. e`autou/ O escritor de Hebreus notifica que, quanto ao tabernáculo, havia muito maisimportância típica nisso do que ele gostaria de expor [Hb 5:9]. Ele diz o mesmo a respeito deMelquisedeque como uma figura típica que seus leitores haviam falhado em apreciar [5:11ss]. No tempo de Moisés, um sistema de tipos é estabelecido, de modo que todoorganismo do mundo da redenção, por assim dizer, encontra uma materialização típica na terra.Os tipos são sombras de um corpo que Cristo [Cl 2:16,17].Cl 216 Mh. ou=n tij u`ma/j krine,tw evn brw,sei kai. evn po,sei h evn me,rei e`orth/j h neomhni,aj hsabba,twn 17 a[ evstin skia. tw/n mello,ntwn to. de. sw/ma tou/ Cristou/
  6. 6. Observação: O texto em negrito foi retirado da obra Teologia Bíblica do Antigo e Novo Testamentos (VOS, Geerhardus. Teologia Bíblica do Antigo e Novo Testamentos. São Paulo: CEP, 2010). As partes que estão em azul não fazem parte do texto original deste livro, elas são anotações para exposição e debates em sala de aula.Formatação: Israel Serique dos Santos [Mestrado em Ciências da Religião PUC-Goiás; Bacharelado em Teologia (FACETEN-Roraima); Licenciatura em Pedagogia (UVA- Ceará) e Complementação Pedagógica em História (UVA-Ceará)]. e-mail: israelserique@gmail.com blog: www.reflexoes-para-vida.blogspot.com www.teologiabiblicadoantigotestamento.blogspot.com
  7. 7. Bí SíTeologia Bíblica do AT: Símbolo e Tipo (Geerhardus Vos)(2010, p. 179-184)

×