SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
Educação e Cibercultura
Primeiras Palavras
Olá colega !!!
Neste espaço daremos continuidades aos nossos estudos
sobre novas tecnologias e educação. Fique atento(a) ao
cronograma de estudos, aos conteúdos postados para sua
aprendizagem.
A partir dos textos, vídeos e slides, faça suas próprias
anotações daqueles conceitos que você considerar mais
relevantes do conteúdo estudado.
Lembre que tens o blog como canal de comunicação. Caso
tenhas alguma dúvida ou queiras dar sua contribuição, estamos
aqui para lhe ajudar. Envie-me uma mensagem (whatsap,
twitter, hangouts, facebook) com seus questionamentos e
entraremos em contato com você.
O Que Vou Aprender ?
Fique Atento aos Sinais
Avaliação dos Estudos
Para este módulo o processo avaliativo será
realizado através da participação de um Fórum de
Debates, através do qual você compartilhará com
os demais colegas de disciplina o conhecimento
obtido nos seus estudos pessoais.
Para esta disciplina preparamos vários ícones que conduzirão
você à novas oportunidades de ampliação de conhecimento.
Fique atento!! Eles aparecerão no texto.
Vídeos
Texto para estudo complementar
Site com informações complementares ao tema
- Vigotsky e seus estudos.
- A teoria de Vigotsky sobre a aprendizagem.
- Conceito de Cibercultura.
- A Cibercultura e a educação.
- A Cibercultura e a teoria histórico-cultural.
- O pensamento de Débora Duran sobre a
Cibercultura.
- A experiência educacional de Sugata Mitra e a
Cibercultura.
.
Segundo esta teoria o processo de
aprendizagem estaria associado
indelevelmente às relações entre sujeito e
objeto, mediatizadas por um componente
social.
Por esta perspectiva de análise, a cultura e
as relações sociais seriam fatores
preponderantes para a aquisição do
conhecimento e formação do sujeito.
A teoria histórico-cultural tem suas origens nos estudos de
Lev Semenovich Vygotsky (1896-1934). Este pesquisador
desenvolveu estudos que procuraram demonstrar a importância
da mediação social no desenvolvimento das funções psicológicas
superiores.
Sob a influência dos resultados das pesquisas de Vygotsky desenvolveu-se
um novo modo de se perceber o ser humano, sua produção cultural e
processos educativos.
A nova abordagem postulou que o homem não pode ser estudado
separado das condições objetivas da história e das questões socioculturais em
que vive.
Esta nova vertente do conhecimento humano foi denominada de
Psicologia Social. As marcas da existência social não estão apenas nas coisas,
mas na mente do ser humano, que elabora conceitos a partir dos signos com os
quais se relaciona.
O termo Cibercultura indica um conjunto de valores,
tecnologias, técnicas, procedimentos e pensamentos que se
organizam e interagem concomitantemente ao crescimento do
chamado ciberespaço.
Também denominado de Rede, ciberespaço é o meio de
comunicação que surgiu através da interlocução mundial de
computadores.
Por este conjunto de novas tecnologias, as informações são
compartilhas e o conhecimento se vincula às experiências e
possibilidades culturais onde os próprios usuários nutrem e
mantém essa produção voluptuosa e constante de qualquer lugar
do mundo.
A cibercultura é o mais novo desafio para os
teóricos da educação e para aqueles aqueles que têm
como objetivo desvendar os processos mentais e
sociais através dos quais o ser humano aprende.
Sob a perspectiva da teoria histórico-cultural, as
novas tecnologias devem ser problematizadas a partir
da ideia de que as mesmas são meios de relação,
canais de comunicação, ponte de socialização.
Sendo assim, elas são meios de aprendizagem,
caminhos através dos quais os seres humanos
aprendem e se desenvolvem como sujeitos.
Cibercultura
A partir da perspectiva de que a
cibercultura é um novo modo de ser e de
se relacionar no mundo, as interações que
surge a partir das novas tecnologias
constituem-se em meios riquíssimo para o
estabelecimento e desenvolvimento do
processo ensino-aprendizagem
Segundo o pensamento de Débora Duran,
na atual conjuntura da cibercultura o letramento
digital é mais do que ensinar sobre o que fazer
com as novas tecnologias de informação.
Na verdade é oportunizar situações de
aprendizagem significativas nas quais o aluno é
parte fundamental neste processo.
O uso das tecnologias como meio de comunicação e
conhecimento, está alinhado com as necessidades da
educação, na integração das experiências e da autonomia.
As mídias/tecnologias podem servir de suporte ao
processo ensino-aprendizagem. Para que isto ocorra o
educador deve possuir conhecimentos sobre as mesmas e
assumir o papel de mediador dos processos de Aprendizagem.
O uso das novas tecnologias na educação deve ser vista
como ação educativa que se harmoniza com a realidade
contemporânea. Essas mídias alcançam conteúdos com maior
dinamismo e constrói o conhecimento de modo interdisciplinar.
Lévy (1999, p. 28) entende que a cibercultura é
dependente da inteligência coletiva, e esta última favorece a
aprendizagem cooperativa por meio de dispositivos
informatizados que auxiliam a colaboração e a coordenação
descentralizada.
A ação do educador deve acontecer de forma desafiadora
e autônoma, sem medo de inovar, contribuindo para a criação
do pensamento crítico e criativo.
Lévy e Cibercultura
Pierre Lévy
Este pensamento crítico e criativo, segundo Sugata Mitra,
pode surgir na medida em que o professor estimule seus alunos a
aprenderem a apender sem a presença constante de um docente.
Em seu projeto chamado “School in the Clood” (Escola na
Nuvem), Mitra buscou identificar se as crianças com defasagens de
estudo conseguiriam interagir com um computador, se elas seriam
capazes de usá-lo mesmo sem saber falar inglês.
Segundo seus estudos, as crianças conseguem usar
dispositivos tecnológicos e aos poucos podem se habilitar para
navegarem por sites na internet com facilidade e ensinarem a
outras crianças.
Sugata Mitra
Furo na Parede
Grupo 4 – Turbulências
Kerster
Genilson Ferreira
Lionora Francisca
Jebberson Moura
Israel Serique
Ilter Junio Bispo
REFERÊNCIAS
LEVY, P. Cibercultura. Tradução por Carlos Irineu da Costa, 2ª ed., São Paulo: Editora
34, 2000.
CUPANI, A. A tecnologia como problema filosófico: três enfoques. Scientiae Zudia, 2004.
DURAN, Débora. Educação na cibercultura: os desafios do letramento digital. Postado
em em: https://eventos.fe.ufg.br/up/248/o/D__bora_Duran.pdf. Acessado em 14 de out
de 2016.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Coprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em CiênciaCoprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em CiênciaRoberto C. S. Pacheco
 
UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215Antonio Andrade
 
UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215Antonio Andrade
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Editora Moderna
 
ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores Samtinha
 
Sense Making - Brenda Dervin
Sense Making - Brenda DervinSense Making - Brenda Dervin
Sense Making - Brenda DervinMarcela Bassoli
 
Sense making v.2- uma abordagem atual
Sense making v.2- uma abordagem atualSense making v.2- uma abordagem atual
Sense making v.2- uma abordagem atualLuis Ferraz
 
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento” O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento” UNESP Marília
 
Tecnologias educacionais, para quem precisa se incluir
Tecnologias educacionais, para quem precisa se incluirTecnologias educacionais, para quem precisa se incluir
Tecnologias educacionais, para quem precisa se incluirElis Zampieri
 
Ba04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacaoBa04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacao Puc Rio
 
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em Portugal
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em PortugalHistórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em Portugal
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em PortugalAntonio Dias de Figueiredo
 
Ensinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino Aprendizagem
Ensinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino AprendizagemEnsinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino Aprendizagem
Ensinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino AprendizagemFabio Batalha M Barros
 
Psicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à Educação
Psicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à EducaçãoPsicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à Educação
Psicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à EducaçãoAugusto Ambrósio
 
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionaisGestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionaisRoberto C. S. Pacheco
 
3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçao3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçaoSolange Cordeiro
 

Mais procurados (20)

Corrente neocognivista
Corrente neocognivistaCorrente neocognivista
Corrente neocognivista
 
Coprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em CiênciaCoprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em Ciência
 
UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF NTEM - Informática Educativa I - Tarefa Semana 2 - Antonio José ANcon215
 
UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215
UFF - NTEM - Informática Educativa I - tarefa semana 2 - Antonio José ANcon215
 
Tarefa semana 2
Tarefa semana 2Tarefa semana 2
Tarefa semana 2
 
Conectivismo
ConectivismoConectivismo
Conectivismo
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
 
ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores ensino e aprendizagem inovadores
ensino e aprendizagem inovadores
 
A Cabeça Bem Feita
A Cabeça Bem FeitaA Cabeça Bem Feita
A Cabeça Bem Feita
 
Sense Making - Brenda Dervin
Sense Making - Brenda DervinSense Making - Brenda Dervin
Sense Making - Brenda Dervin
 
Sense making v.2- uma abordagem atual
Sense making v.2- uma abordagem atualSense making v.2- uma abordagem atual
Sense making v.2- uma abordagem atual
 
Tec na educação
Tec na educaçãoTec na educação
Tec na educação
 
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento” O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
 
Tecnologias educacionais, para quem precisa se incluir
Tecnologias educacionais, para quem precisa se incluirTecnologias educacionais, para quem precisa se incluir
Tecnologias educacionais, para quem precisa se incluir
 
Ba04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacaoBa04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacao
 
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em Portugal
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em PortugalHistórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em Portugal
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em Portugal
 
Ensinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino Aprendizagem
Ensinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino AprendizagemEnsinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino Aprendizagem
Ensinar e aprender com sentido - Metodologias Ativas de Ensino Aprendizagem
 
Psicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à Educação
Psicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à EducaçãoPsicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à Educação
Psicologia_Inteligência Múltiplas Aplicada à Educação
 
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionaisGestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
Gestão e sociedade do conhecimento: novos perfis profissionais
 
3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçao3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçao
 

Destaque (17)

Historia de melanie
Historia de melanieHistoria de melanie
Historia de melanie
 
Apostila de cipa nova ideal
Apostila de cipa nova idealApostila de cipa nova ideal
Apostila de cipa nova ideal
 
Comisión de organización y capacitación electoral
Comisión de organización y capacitación electoralComisión de organización y capacitación electoral
Comisión de organización y capacitación electoral
 
Las competencias a desarrollar en los docentes en
Las competencias a desarrollar en los docentes enLas competencias a desarrollar en los docentes en
Las competencias a desarrollar en los docentes en
 
тема 2.5. мышление
тема 2.5. мышлениетема 2.5. мышление
тема 2.5. мышление
 
Presentación2
Presentación2Presentación2
Presentación2
 
Exposición carnavales tacoronte 12 premios recorrido
Exposición carnavales tacoronte 12 premios recorridoExposición carnavales tacoronte 12 premios recorrido
Exposición carnavales tacoronte 12 premios recorrido
 
Exposición carnavales 2012 fiesta
Exposición carnavales 2012 fiestaExposición carnavales 2012 fiesta
Exposición carnavales 2012 fiesta
 
Presentación1
Presentación1Presentación1
Presentación1
 
Autoinmunes y alergias
Autoinmunes y alergiasAutoinmunes y alergias
Autoinmunes y alergias
 
hennaresume
hennaresumehennaresume
hennaresume
 
O navio negreiro
O navio negreiro  O navio negreiro
O navio negreiro
 
Hau zer da
Hau zer daHau zer da
Hau zer da
 
OpenGL Basics
OpenGL BasicsOpenGL Basics
OpenGL Basics
 
Matse 2013
Matse 2013Matse 2013
Matse 2013
 
Trabajo final tics[1]
Trabajo final tics[1]Trabajo final tics[1]
Trabajo final tics[1]
 
Marjoriecotrina
MarjoriecotrinaMarjoriecotrina
Marjoriecotrina
 

Semelhante a Novas tecnologias e educação

Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Israel serique
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICvalma fideles
 
Teoria Pedagógica x Cibercultura
Teoria Pedagógica  x CiberculturaTeoria Pedagógica  x Cibercultura
Teoria Pedagógica x Ciberculturazoraidepimenta
 
Cibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividadeCibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividadeSuzicassia Ribeiro
 
A corrente neocognitivista e a cibercultura
A corrente neocognitivista e a ciberculturaA corrente neocognitivista e a cibercultura
A corrente neocognitivista e a ciberculturaJunior Gitti
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
CiberculturaDanilamim
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Bianca Santana
 
Unirio as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio   as mídias digitais na e além da sala de aulaUnirio   as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio as mídias digitais na e além da sala de aulaTatiane Martins
 
Seminário dra.sheyla costa rodrigues
Seminário dra.sheyla costa rodriguesSeminário dra.sheyla costa rodrigues
Seminário dra.sheyla costa rodriguestvf
 
Projeto ProInfo
Projeto ProInfoProjeto ProInfo
Projeto ProInfoNilfa
 
Informatica I - Novas Tecnologias No Ensino da Matemática
Informatica I - Novas Tecnologias No Ensino da MatemáticaInformatica I - Novas Tecnologias No Ensino da Matemática
Informatica I - Novas Tecnologias No Ensino da MatemáticaMarcia Perroni
 
Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!sergiocrespo
 
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura Andressa Novaes Jardim
 
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-ProinfoEleuza Tavares
 
Tendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica NeocognitivistaTendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica NeocognitivistaSandra Azevedo
 
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Bianca Santana
 
Comunidades de aprendizagem rede
Comunidades de aprendizagem redeComunidades de aprendizagem rede
Comunidades de aprendizagem redeMarilene dos Santos
 

Semelhante a Novas tecnologias e educação (20)

Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2Educação e cibercultura 2
Educação e cibercultura 2
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
 
Teoria Pedagógica x Cibercultura
Teoria Pedagógica  x CiberculturaTeoria Pedagógica  x Cibercultura
Teoria Pedagógica x Cibercultura
 
Texto 13
Texto 13Texto 13
Texto 13
 
Tarefa semana ii jorge melo
Tarefa semana ii   jorge meloTarefa semana ii   jorge melo
Tarefa semana ii jorge melo
 
Cibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividadeCibercultura e teoria da atividade
Cibercultura e teoria da atividade
 
A corrente neocognitivista e a cibercultura
A corrente neocognitivista e a ciberculturaA corrente neocognitivista e a cibercultura
A corrente neocognitivista e a cibercultura
 
Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
 
Unirio as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio   as mídias digitais na e além da sala de aulaUnirio   as mídias digitais na e além da sala de aula
Unirio as mídias digitais na e além da sala de aula
 
Corrente neocognivista
Corrente neocognivistaCorrente neocognivista
Corrente neocognivista
 
Seminário dra.sheyla costa rodrigues
Seminário dra.sheyla costa rodriguesSeminário dra.sheyla costa rodrigues
Seminário dra.sheyla costa rodrigues
 
Projeto ProInfo
Projeto ProInfoProjeto ProInfo
Projeto ProInfo
 
Informatica I - Novas Tecnologias No Ensino da Matemática
Informatica I - Novas Tecnologias No Ensino da MatemáticaInformatica I - Novas Tecnologias No Ensino da Matemática
Informatica I - Novas Tecnologias No Ensino da Matemática
 
Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!
 
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
Teorias pedagógicas no conceito da cibercultura
 
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
4º Encontro - Redes de Aprendizagem - e-Proinfo
 
Tendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica NeocognitivistaTendencia Pedagogica Neocognitivista
Tendencia Pedagogica Neocognitivista
 
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Encontro 1: Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
 
Comunidades de aprendizagem rede
Comunidades de aprendizagem redeComunidades de aprendizagem rede
Comunidades de aprendizagem rede
 

Mais de Israel serique

Políticas públicas - EJA
Políticas públicas - EJAPolíticas públicas - EJA
Políticas públicas - EJAIsrael serique
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicasIsrael serique
 
Psicogênese da Língua Escrita 2
Psicogênese da Língua Escrita 2Psicogênese da Língua Escrita 2
Psicogênese da Língua Escrita 2Israel serique
 
Psicogênese da língua escrita 1
Psicogênese da língua escrita  1Psicogênese da língua escrita  1
Psicogênese da língua escrita 1Israel serique
 
Alfabetização e letramento 04
Alfabetização e letramento 04Alfabetização e letramento 04
Alfabetização e letramento 04Israel serique
 
Alfabetização e letramento 02
Alfabetização e letramento 02Alfabetização e letramento 02
Alfabetização e letramento 02Israel serique
 
Alfabetização e letramento 01
Alfabetização e letramento 01Alfabetização e letramento 01
Alfabetização e letramento 01Israel serique
 
Novas tecnologias cap 3 slide
Novas tecnologias cap 3 slideNovas tecnologias cap 3 slide
Novas tecnologias cap 3 slideIsrael serique
 
Novas tecnologias cap 2 final slide
Novas tecnologias cap 2 final slideNovas tecnologias cap 2 final slide
Novas tecnologias cap 2 final slideIsrael serique
 
Assistivos slide cap 2
Assistivos slide cap 2Assistivos slide cap 2
Assistivos slide cap 2Israel serique
 
Novas tecnologias slide cap 1
Novas tecnologias slide cap 1Novas tecnologias slide cap 1
Novas tecnologias slide cap 1Israel serique
 
Aula 04: equipamentos e materiais didáticos
Aula 04: equipamentos e materiais didáticosAula 04: equipamentos e materiais didáticos
Aula 04: equipamentos e materiais didáticosIsrael serique
 
tecnologias assistivas e educação
tecnologias assistivas e educaçãotecnologias assistivas e educação
tecnologias assistivas e educaçãoIsrael serique
 
Aula 03: equipamentos didáticos
Aula 03: equipamentos didáticosAula 03: equipamentos didáticos
Aula 03: equipamentos didáticosIsrael serique
 

Mais de Israel serique (20)

UA 02.pdf
UA 02.pdfUA 02.pdf
UA 02.pdf
 
Políticas públicas - EJA
Políticas públicas - EJAPolíticas públicas - EJA
Políticas públicas - EJA
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Psicogênese da Língua Escrita 2
Psicogênese da Língua Escrita 2Psicogênese da Língua Escrita 2
Psicogênese da Língua Escrita 2
 
Psicogênese da língua escrita 1
Psicogênese da língua escrita  1Psicogênese da língua escrita  1
Psicogênese da língua escrita 1
 
Alfabetização e letramento 04
Alfabetização e letramento 04Alfabetização e letramento 04
Alfabetização e letramento 04
 
Edu básica 04
Edu básica 04Edu básica 04
Edu básica 04
 
Edu básica 03
Edu básica 03Edu básica 03
Edu básica 03
 
Edu básica 01
Edu básica 01Edu básica 01
Edu básica 01
 
Edu básica 02:
Edu básica 02: Edu básica 02:
Edu básica 02:
 
Desenv e linguagem
Desenv e linguagemDesenv e linguagem
Desenv e linguagem
 
Alfabetização e letramento 02
Alfabetização e letramento 02Alfabetização e letramento 02
Alfabetização e letramento 02
 
Alfabetização e letramento 01
Alfabetização e letramento 01Alfabetização e letramento 01
Alfabetização e letramento 01
 
Novas tecnologias cap 3 slide
Novas tecnologias cap 3 slideNovas tecnologias cap 3 slide
Novas tecnologias cap 3 slide
 
Novas tecnologias cap 2 final slide
Novas tecnologias cap 2 final slideNovas tecnologias cap 2 final slide
Novas tecnologias cap 2 final slide
 
Assistivos slide cap 2
Assistivos slide cap 2Assistivos slide cap 2
Assistivos slide cap 2
 
Novas tecnologias slide cap 1
Novas tecnologias slide cap 1Novas tecnologias slide cap 1
Novas tecnologias slide cap 1
 
Aula 04: equipamentos e materiais didáticos
Aula 04: equipamentos e materiais didáticosAula 04: equipamentos e materiais didáticos
Aula 04: equipamentos e materiais didáticos
 
tecnologias assistivas e educação
tecnologias assistivas e educaçãotecnologias assistivas e educação
tecnologias assistivas e educação
 
Aula 03: equipamentos didáticos
Aula 03: equipamentos didáticosAula 03: equipamentos didáticos
Aula 03: equipamentos didáticos
 

Último

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasdiegosouzalira10
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxMartin M Flynn
 

Último (20)

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 

Novas tecnologias e educação

  • 2. Primeiras Palavras Olá colega !!! Neste espaço daremos continuidades aos nossos estudos sobre novas tecnologias e educação. Fique atento(a) ao cronograma de estudos, aos conteúdos postados para sua aprendizagem. A partir dos textos, vídeos e slides, faça suas próprias anotações daqueles conceitos que você considerar mais relevantes do conteúdo estudado. Lembre que tens o blog como canal de comunicação. Caso tenhas alguma dúvida ou queiras dar sua contribuição, estamos aqui para lhe ajudar. Envie-me uma mensagem (whatsap, twitter, hangouts, facebook) com seus questionamentos e entraremos em contato com você. O Que Vou Aprender ? Fique Atento aos Sinais Avaliação dos Estudos Para este módulo o processo avaliativo será realizado através da participação de um Fórum de Debates, através do qual você compartilhará com os demais colegas de disciplina o conhecimento obtido nos seus estudos pessoais. Para esta disciplina preparamos vários ícones que conduzirão você à novas oportunidades de ampliação de conhecimento. Fique atento!! Eles aparecerão no texto. Vídeos Texto para estudo complementar Site com informações complementares ao tema - Vigotsky e seus estudos. - A teoria de Vigotsky sobre a aprendizagem. - Conceito de Cibercultura. - A Cibercultura e a educação. - A Cibercultura e a teoria histórico-cultural. - O pensamento de Débora Duran sobre a Cibercultura. - A experiência educacional de Sugata Mitra e a Cibercultura.
  • 3. . Segundo esta teoria o processo de aprendizagem estaria associado indelevelmente às relações entre sujeito e objeto, mediatizadas por um componente social. Por esta perspectiva de análise, a cultura e as relações sociais seriam fatores preponderantes para a aquisição do conhecimento e formação do sujeito. A teoria histórico-cultural tem suas origens nos estudos de Lev Semenovich Vygotsky (1896-1934). Este pesquisador desenvolveu estudos que procuraram demonstrar a importância da mediação social no desenvolvimento das funções psicológicas superiores.
  • 4. Sob a influência dos resultados das pesquisas de Vygotsky desenvolveu-se um novo modo de se perceber o ser humano, sua produção cultural e processos educativos. A nova abordagem postulou que o homem não pode ser estudado separado das condições objetivas da história e das questões socioculturais em que vive. Esta nova vertente do conhecimento humano foi denominada de Psicologia Social. As marcas da existência social não estão apenas nas coisas, mas na mente do ser humano, que elabora conceitos a partir dos signos com os quais se relaciona.
  • 5. O termo Cibercultura indica um conjunto de valores, tecnologias, técnicas, procedimentos e pensamentos que se organizam e interagem concomitantemente ao crescimento do chamado ciberespaço. Também denominado de Rede, ciberespaço é o meio de comunicação que surgiu através da interlocução mundial de computadores. Por este conjunto de novas tecnologias, as informações são compartilhas e o conhecimento se vincula às experiências e possibilidades culturais onde os próprios usuários nutrem e mantém essa produção voluptuosa e constante de qualquer lugar do mundo.
  • 6. A cibercultura é o mais novo desafio para os teóricos da educação e para aqueles aqueles que têm como objetivo desvendar os processos mentais e sociais através dos quais o ser humano aprende. Sob a perspectiva da teoria histórico-cultural, as novas tecnologias devem ser problematizadas a partir da ideia de que as mesmas são meios de relação, canais de comunicação, ponte de socialização. Sendo assim, elas são meios de aprendizagem, caminhos através dos quais os seres humanos aprendem e se desenvolvem como sujeitos. Cibercultura
  • 7. A partir da perspectiva de que a cibercultura é um novo modo de ser e de se relacionar no mundo, as interações que surge a partir das novas tecnologias constituem-se em meios riquíssimo para o estabelecimento e desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem Segundo o pensamento de Débora Duran, na atual conjuntura da cibercultura o letramento digital é mais do que ensinar sobre o que fazer com as novas tecnologias de informação. Na verdade é oportunizar situações de aprendizagem significativas nas quais o aluno é parte fundamental neste processo.
  • 8. O uso das tecnologias como meio de comunicação e conhecimento, está alinhado com as necessidades da educação, na integração das experiências e da autonomia. As mídias/tecnologias podem servir de suporte ao processo ensino-aprendizagem. Para que isto ocorra o educador deve possuir conhecimentos sobre as mesmas e assumir o papel de mediador dos processos de Aprendizagem. O uso das novas tecnologias na educação deve ser vista como ação educativa que se harmoniza com a realidade contemporânea. Essas mídias alcançam conteúdos com maior dinamismo e constrói o conhecimento de modo interdisciplinar. Lévy (1999, p. 28) entende que a cibercultura é dependente da inteligência coletiva, e esta última favorece a aprendizagem cooperativa por meio de dispositivos informatizados que auxiliam a colaboração e a coordenação descentralizada. A ação do educador deve acontecer de forma desafiadora e autônoma, sem medo de inovar, contribuindo para a criação do pensamento crítico e criativo. Lévy e Cibercultura Pierre Lévy
  • 9. Este pensamento crítico e criativo, segundo Sugata Mitra, pode surgir na medida em que o professor estimule seus alunos a aprenderem a apender sem a presença constante de um docente. Em seu projeto chamado “School in the Clood” (Escola na Nuvem), Mitra buscou identificar se as crianças com defasagens de estudo conseguiriam interagir com um computador, se elas seriam capazes de usá-lo mesmo sem saber falar inglês. Segundo seus estudos, as crianças conseguem usar dispositivos tecnológicos e aos poucos podem se habilitar para navegarem por sites na internet com facilidade e ensinarem a outras crianças. Sugata Mitra Furo na Parede
  • 10. Grupo 4 – Turbulências Kerster Genilson Ferreira Lionora Francisca Jebberson Moura Israel Serique Ilter Junio Bispo
  • 11. REFERÊNCIAS LEVY, P. Cibercultura. Tradução por Carlos Irineu da Costa, 2ª ed., São Paulo: Editora 34, 2000. CUPANI, A. A tecnologia como problema filosófico: três enfoques. Scientiae Zudia, 2004. DURAN, Débora. Educação na cibercultura: os desafios do letramento digital. Postado em em: https://eventos.fe.ufg.br/up/248/o/D__bora_Duran.pdf. Acessado em 14 de out de 2016.