Biografia Hiroshi
Sugimoto
Israel França
Iluminação - 2015/1
Curso Superior de Tecnologia em Fotografia / Ulbra
Professor ...
Educação e inicio da jornada
Hiroshi Sugimoto nasceu em Tóquio,
23/02/1948. Em 1970, Sugimoto estudou política e
sociologi...
Trabalho
Sugimoto fala de seu trabalho como "tempo exposto", e
que suas fotos servem como cápsula do tempo. Ele também
tem...
Dioramas
Sugimoto começou seu trabalho com Dioramas, em
1976, uma série em que ele fotografou exibida em
museus de históri...
Dioramas
Dioramas
Retratos e In Praise of
Shadows
A série Retratos, de 1999, é baseada em uma
idéia similar. Neste trabalho, Sugimoto fotogr...
Portraits
In Praise of Shadows
Teatros (Cinemas)
De 1978, a série Teatros registra velhos cinemas
americanos, com estruturas para grande publico,
geralme...
Teatros (Cinemas)
Teatros (Cinemas)
Seascapes (Marítimas)
Em 1980 ele começou a trabalhar em uma série contínua
de fotografias do mar e do seu horizonte, em d...
Seascapes (Marítimas)
Seascapes (Marítimas)
Referências
• http://www.guggenheim.org/new-york/collections/collection-
online/artists/bios/3540
• http://www.wsj.com/new...
Biografia Hiroshi Sugimoto
Biografia Hiroshi Sugimoto
Biografia Hiroshi Sugimoto
Biografia Hiroshi Sugimoto
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Biografia Hiroshi Sugimoto

474 visualizações

Publicada em

Biografia de Hiroshi Sugimoto

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
170
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biografia Hiroshi Sugimoto

  1. 1. Biografia Hiroshi Sugimoto Israel França Iluminação - 2015/1 Curso Superior de Tecnologia em Fotografia / Ulbra Professor Fernando Pires
  2. 2. Educação e inicio da jornada Hiroshi Sugimoto nasceu em Tóquio, 23/02/1948. Em 1970, Sugimoto estudou política e sociologia na Universidade Rikkyo, em Tóquio, mas em 1974, ele se recicla como artista e recebeu seu BFA em Belas Artes no Art Center College of Design, em Pasadena, Califórnia. Depois, Sugimoto se estabelece em Nova York. Logo começa a trabalhar como um negociante de antiguidades japonesas em Manhattan.
  3. 3. Trabalho Sugimoto fala de seu trabalho como "tempo exposto", e que suas fotos servem como cápsula do tempo. Ele também tem uma forte concentração no conflito entre a vida e a morte. Influenciado pelos escritos e obras de Marcel Duchamp, no dadaísmo e movimentos surrealistas como um todo. Ele também expressou interesse pela arquitetura moderna final do século 20. O uso de grande formato (8 × 10) e longas exposições, lhe renderam a reputação de um fotógrafo com grandes qualidades técnicas.
  4. 4. Dioramas Sugimoto começou seu trabalho com Dioramas, em 1976, uma série em que ele fotografou exibida em museus de história natural. (Um urso polar em um bloco de gelo falso contempla seu selo recém-morto; urubus disputam a carniça na frente do céu pintado. Macacos exóticos buzina em uma selva de plástico) Muitas fotos foram registradas no Museu de História Natural de Nova York. Ele também efetuou registros nos períodos de 1982, 1994 e 2012. Destaque para a utilização de gelatina em prata em algumas obras.
  5. 5. Dioramas
  6. 6. Dioramas
  7. 7. Retratos e In Praise of Shadows A série Retratos, de 1999, é baseada em uma idéia similar. Neste trabalho, Sugimoto fotografa figuras de cera de de grandes ícones mundiais. Concentrando-se em museus de cera Madame Tussaud, de Londres e Amsterdã, e um museu de cera em Ito, Japão. In Praise of Shadows, de 1998, é uma série de fotografias com base em pinturas de Gerhard Richter de velas acesas.
  8. 8. Portraits
  9. 9. In Praise of Shadows
  10. 10. Teatros (Cinemas) De 1978, a série Teatros registra velhos cinemas americanos, com estruturas para grande publico, geralmente os cinemas eram gigantescos, e em alguns casos, até drive-ins foram fotografados. Dessa vez, ele utiliza uma 4x5 dobrável e tripé, abrindo o obturador da câmera e de exposição do filme para a duração de todo o filme de longa-metragem, o projetor de cinema fornecendo a única iluminação. O questionamento que levou ao projeto é: "Vamos supor que você tire uma foto do filme inteiro, em um único frame?" A resposta é uma tela brilhante, e um lindo teatro iluminado.
  11. 11. Teatros (Cinemas)
  12. 12. Teatros (Cinemas)
  13. 13. Seascapes (Marítimas) Em 1980 ele começou a trabalhar em uma série contínua de fotografias do mar e do seu horizonte, em diversas partes do mundo. À moda antiga, utilizou grande formato para fazer exposições de longa duração (até três horas). Os locais variam entre o Canal Inglês e os penhascos de Moher para o Oceano Ártico, de Positano, na Itália, para o Mar da Tasmânia e do Mar da Noruega ao Mar Negro em Ozuluce na Turquia. As imagens em preto-e-branco são todas exatamente do mesmo tamanho, bifurcado exatamente ao meio pela linha do horizonte. Recentemente, ilustrou o album No Line on The Horizon, da banda de rock U2.
  14. 14. Seascapes (Marítimas)
  15. 15. Seascapes (Marítimas)
  16. 16. Referências • http://www.guggenheim.org/new-york/collections/collection- online/artists/bios/3540 • http://www.wsj.com/news/articles/SB1000142412788732459120457903702268 7412290 • http://www.washingtonpost.com/wp- dyn/content/article/2006/02/19/AR2006021901343.html • http://www.nytimes.com/2012/10/09/arts/design/hiroshi-sugimoto-at-the- american-museum-of-natural-history.html?_r=0 • https://myaccount.nytimes.com/auth/login?URI=http%3A%2F%2Fwww.nytimes. com%2F2005%2F09%2F23%2Farts%2Fdesign%2F23sugi.html&OQ=Q5fQ72Q 3dQ30

×