Fogueiras e cozinha ao ar livre

1.155 visualizações

Publicada em

Fogueiras e cozinha ao ar livre

Publicada em: Direito
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.155
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fogueiras e cozinha ao ar livre

  1. 1. FOGOS E FOGUEIRAS Existem vários tipos de fogo e fogueira. Veja alguns deles: 1
  2. 2. O que é uma fogueira? a) É uma atividade mais recriativa do que recreativa. b) É uma emoção sentida no coração e refletida no rosto. c) É um lugar onde o fogo, o círculo de amigos, o incentivo do programa dos dirigentes, juntam-se causando um indelével impacto sobre o coração dos acampantes. d) É a hora, quando as "gerações" se encontram num mesmo solo e o passado vive no presente e orienta os sonhos do futuro. e) É um momento solene do dia do acampante, cujo menor detalhe, deixa duradouras impressões. Fogo do Conselho A reunião à noite, após as horas de atividades e trabalho do dia, ao redor do Fogo do Conselho, constitui um dos mais encantadores atrativos do acampamento. Como muitos outros, é um hábito tirado dos índios, que ao redor do fogo formavam os seus grupos, onde os velhos chefes, cheios de nobreza, cobertos de cicatrizes ganhas nas grandes lutas da tribo, faziam ouvir os seus conselhos. Também ao redor do fogo reuniam-se para folgar e dançar, para ouvir as histórias das longas viagens, de sóis a sóis, através da matas acompanhando o serpentear dos rios, e para escutar e contar as façanhas realizadas nas guerras à caçadas. Pois é idêntico o fogo do conselho dos acampantes desbravadores. Em frente ao mastro no meio do largo círculo das barracas, ergue-se, a fogueira preparada. O trabalho do dia terminou, o espírito está vivo alegre pelas novas impressões recebidas durante as horas de atividades do acampamento. Todos anseiam pela hora do conselho. Faz-se então ouvir o sinal. Todos correm, sentando-se no chão, formando um grande círculo. As unidades estão agrupadas, com os bandeirins. O líder da ao guarda do fogo o sinal de acender. As chamas começam a crepitar, a princípio fracas, depois mais e mais fortes, até se erguerem bem altas, iluminando alegremente, com tons avermelhados, as carinhas felizes dos Desbravadores que sorriem. As fagulhas correm, tocadas pelo vento, e deixam no ar uma poeira de fogo. No fogo do conselho combinam o programa d o dia seguinte, se houver necessidade de alguma alteração, regulamentam jogos, organizam as normas para exploração e trabalhos. E seguem-se os cânticos, as representações, as histórias, as anedotas, todos se alternando com espírito, revestindo àquela hora ao redor do fogo. As unidades preparam de antemão cenas improvisadas para representar. Lançam desafios as violão, mas os cânticos tolos, sem sentido são banidos do fogo do conselho. No fogo do conselho não se cozinha, é um fogo simbólico, é fogo da paz , é o fogo da amizade. Abertura da Fogueira Há várias maneiras de iniciar uma fogueira. Vamos pensar em algumas maneiras, pois tais ocasiões requerem algo especial. Ao lado do círculo da fogueira coloca-se um grande cartaz de fogo juntamente pouco antes da hora da fogueira. As letras são feitas de sarrafos finos de madeira macias cobertos com tiras de pano que foram previamente embebidas em cera líquida de parafina. O tamanho das letras pode ser de 60 a 80 cm, colocadas na distância certa e amarradas firmemente em cima e embaixo sobre fios (arame).Deve colocar dois postes altos bem fincados no chão para que o letreiro fique preso nele. O letreiro pode ser coberto com um pano ou plástico escuro, para que ninguém leia o que está escrito antes da hora. Não conte a ninguém sobr4e a surpresa. Quando já estiver escuro, o pano 2
  3. 3. poderá ser removido. Na hora de acender o letreiro deverá ser tocado em vários lugares pela chama de uma vela ou fósforo bem comprido. Obs: Pessoas adultas que devem ser indicadas para acender o letreiro. No letreiro estará escrito "BOAS VINDAS". As letras chamejantes contra a escuridão da noite será uma boa hora de começar a acender a fogueira. Fogos Coloridos e Mágicos Fogos coloridos são bonitos, fáceis de fazer e servem para uso ocasional. Há vários pós e grânulos químicos, os quais produzem fogos multicoloridos quando colocados sobre a tora principal do fogo ou salpicados no fogo quando está queimando. Cores produzidas por compostos: • Vermelho - Cloreto de estrôncio; • Alaranjado - Cloreto de cálcio; • Amarelado - Cloreto de sódio; • Azul - Óxido de cobre; • Verde - Cloreto de cobre ou cloreto de bórax ou ácido bórico; • Verde mar ou púrpura - Sulfato de cobre ou cloreto de cobre; • Roxo - Cloreto de potássio; • Carmesim - Cloreto de lítio Misturado - Sal (peter). Encerramento da Fogueira: Ao contrário da abertura alegre da fogueira, o encerramento deve ser tão tranqüilo quanto possível. Não é necessário que o programa inteiro da fogueira seja de cunho religioso, mas convém guardar os últimos momentos para uma comunhão tranqüila e meditativa. Cuidemos para não desconsiderar o valor de um pequeno grupo ocasional de acampantes, podemos fazer muito para trazer uns mais perto de outros e todos mais perto de Deus. Antes de terminar o programa regular da fogueira divida os desbravadores em pequenos grupos, para juntos considerar seus ideais, alvos, ambições, esperança e orarem juntos. Coletado da Internet: www.advir.com.br/desbravadores 3

×