Curso para casais 2015

13.173 visualizações

Publicada em

cxcxc

Publicada em: Espiritual
1 comentário
24 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.173
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6.442
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
619
Comentários
1
Gostaram
24
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso para casais 2015

  1. 1. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 2 SUMÁRIO: Introdução ,08 1ª PARTE – A HISTÓRIA DO CASAMENTO. Deus prepara um jardim para a melhor de suas criaturas,12 O homem é criado do pó da terra,12 A mulher é criada a partir do homem,12. Deus apresenta a mulher ao Adão,13 A instituição do casamento,14 O plano de Deus para o casal e família, 15 Papel do marido,17 Papel da mulher,18 O papel comum do casal, 20 A liderança masculina,20 A queda, suas maldições e a promessa de um Salvador,23 Os Desvios havidos no casamento,25 Disputa pelo poder,25 Seria Deus machista e trata as mulheres com desigualdade?, 27 Alguns textos reafirmam a igualdade, 28
  2. 2. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 3 A libertação da mulher através da vinda de Cristo,30 Poligamia.,35 Homossexualismo,36 Esterilidade Provocada,38 Casamento como um contrato,40 Características de uma aliança conjugal,45 Complementaridade e não igualdade entre os sexos,48 Fidelidade e não adultério,49 Masculinidade e feminilidade,52. Durabilidade conjugal e não divórcio,55 O fim do casamento no Estado Eterno,60 2ª PARTE- AS EXPECTATIVAS PARA O CASAMENTO. O que os homens esperam encontrar no casamento,61 Sexo, bom sexo, muito sexo,62 A esposa como a sua amante,72 Uma boa e agradável companhia, 74 A esposa sendo a companheira para todas as horas,76 Alguém para partilhar seus sonhos e conquistas,76
  3. 3. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 4 A esposa presente nas lutas,78 O que ela espera encontrar no casamento,80 Carinho em todas as suas formas,80 Ternura para com ela,84 Ser encorajada para o crescimento,85 Ser amada com um amor perceptível,85 Respeitada nas coisas que ela gosta,87 Delicadeza no trato verbal,87 Como corresponder a ponto de encantar a esposa?,93 Melhore a comunicação,93 Aguce sua sensibilidade, 93 Controle sua mania de criticar,94 Sorriam mais juntos,94 Elogie quando algo foi bem feito,95 Segurança física e emocional para si e para sua prole,95 Como passar a confiança que ela precisa?, 98 Seja o herói dos filhos dela,98 Na paz seja um gatinho, mas um leão se vier a guerra,99
  4. 4. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 5 Controle sua vida financeira,99 Seja transparente, preste contas quando necessário,100 Seja gentil e delicado,100 Ela precisa se relacionar com pessoas,101 Faça amor e não apenas sexo,101 Um marido encantador é o amante de sua esposa.,108 3ª PARTE COLUNAS QUE SUSTENTAM UM CASAMENTO,109 A presença de Deus na vida do casal,111 Apreço, um amor que não tem preço,115 Fortes valores morais121 Uma comunicação saudável,132. Lealdade, companheirismo, com reciprocidade,146 Fidelidade sexual , 152. Abertura, transparência,158 Conflitos bem administrados,162 Posição social satisfatória,178. Compromisso com o relacionamento, 192.
  5. 5. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 6 Coesão, unidade, 194 Consenso, acordo,196 4ª PARTE A INTIMIDADE DO CASAL, 200 Homens fazem sexo, mulheres fazem amor,200. Preserve seus momentos de intimidade conjugal,203 Falta de interesse para o sexo, 206 Meu marido não quer sexo, 212 Manter um bom casamento é suprir as necessidades do outro,214 Como uma mulher conquista o coração do marido,215 Depois do amor ele vira e dorme,218 Um jardim fechado, exclusivo,220 Vicio ou compulsão sexual,224 Qual a quantidade de sexo é considerada normal? 226 Complicações e perigos em caso de compulsão, 226 É pecado a masturbação?, 228 E quando o solitário fantasia o próprio cônjuge, continua sendo pecado?, 228 E quando a masturbação solitária não seria pecado?, 229
  6. 6. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 7 E a masturbação feita a dois?, 230 Motel é recomendado para o cristão?, 231 Sexo Anal é pecado ?, 233 E o sexo Oral: É Permitido ou proibido?, 236 O que o cristão não deve fazer na cama com seu cônjuge? ( Pecados sexuais), 238 É pecado fazer sexo variando as posições? 239 As Zonas erógenas,239 Nas mulheres, 240 Nos homens,240 Números do prazer. Pode um homem amar a esposa e ainda assim traí-la? , 241 Aconselhamento: Meu marido prefere a pornografia, 243 Anexo I, 247 Mais forte que o adultério, 247. Dados do autor:290
  7. 7. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 8 Introdução O que esperar do casamento cristão evangélico? Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece; Provérbios 24:3 O que podemos esperar de um casamento cristão evangélico? Que seja duradouro e que nele haja muita satisfação, isso é algo que se deve esperar. Mas não é apenas isso, o casamento deve atender um propósito maior, os interesses do Reino de Deus. Dentro de uma relação conjugal, é onde o casal pode ser treinado para serem mais parecidos com Cristo e assim se multiplicar e dominar a terra como representantes do Senhor.( Gn 1.28; Sl 8). Podemos esperar que seja uma relação tão cheia de graça e luz que se perguntassem, a resposta seria essa: “Sim, eu me casaria novamente com a mesma pessoa”. No casamento evangélico, a mulher é tratada como a parte mais frágil, ela sabe o seu papel de administradora do lar, de mãe e de mulher e não tenta usurpar a liderança do seu marido. As pessoas nele envolvidas trabalham sempre com a verdade, inclusive os filhos, todos dizem sempre a verdade, nas pequenas e grandes coisas também. A mentira não tem espaço,
  8. 8. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 9 mesmo aquelas que às vezes parecem insignificantes. No casamento evangélico o homem se guarda para sua esposa, não tem olhos para outras mulheres, não as procura, e quando é por elas achado, foge rapidamente. Ele não alimenta fantasias, não dá chance para a pornografia, ele poda qualquer possibilidade de adultério acontecer. A esposa evangélica com sua postura de mulher elegante, educada, cortês, não dá asas à imaginação de outro homem. Ela não provoca, não leva ninguém a fantasiar nada, o seu amor e carinho são exclusividade de seu marido. Ela faz dele um homem honrado, respeitado no lugar. Todos que com ela tem contato sabem, sem que se diga uma palavra, que ela escolheu a pureza, a decência,....o casamento. Nesse casamento, as expectativas são satisfeitas, os planos são levados à efeito, as promessas são cumpridas e as necessidades são supridas. Eles constroem pontes que unem e não muros que separam, e isso tudo, através do diálogo tranquilo, honesto, sem ofensas. Alias, eles não esperam a crise chegar para depois conversar, estão sempre procurando dialogar para crescer e corrigir. Eles investem na relação. Para eles as pessoas são mais importantes do que as coisas. Nesse relacionamento as coisas existem para
  9. 9. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 10 serem usadas, e as pessoas para serem amadas. Para o casal evangélico, com exceção de Deus, o maior bem que eles possuem é o casamento, não são os bens, os veículos, os imóveis, o trabalho, nada disso. O casamento vem em primeiro lugar, vem antes de tudo. Para o casal evangélico, os filhos são presentes de Deus, que são bem vindos, porém, não são mais importantes que o próprio casal. Sabem que se o casal estiver bem, os filhos estarão bem. O pai sabe que o melhor presente que ele pode dar para o filho é amar a mãe dele. Casamento cristão evangélico é aquele que consegue fazer da casa um lar, um lugar seguro para os filhos, agradável para o marido e motivo de saúde emocional para a esposa. Um lar evangélico é sempre uma referência, um farol e um Oasis de paz para todos, um lugar de reencontro, de descanso e refrigério da alma, um lugar onde o amor se manifesta e a presença de Jesus é notória. Um lugar onde o mal não vence o bem nunca, onde a verdade é falada em amor, onde as dificuldades são compartilhadas e as pessoas são comprometidas com o sucesso de todos, esse é um lar evangélico. Onde ninguém torce pelo fracasso do outro, mas sim pelo seu sucesso, onde a tolerância é maior que a arrogância e o perdão é de pronto liberado. O casamento cristão evangélico é aquele que segue o evangelho.
  10. 10. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 11 Os filhos nascidos de um casamento assim são flechas certeiras que alcançarão o alvo, serão um sucesso na vida. Num lar assim sente-se a presença de Deus, sente-se o amor fluir nos encontros e a graça invadindo as mentes e corações. Esse lugar é um sonho que pode se tornar realidade, basta seguir o projeto do Criador. Essa é a proposta deste curso, dar um norte, diretrizes e princípios para que o casal alcance um casamento como esse.
  11. 11. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 12 1ª PARTE – A HISTÓRIA DO CASAMENTO. Deus prepara um jardim para a melhor de suas criaturas. O Senhor nos seus atos preparatórios para a chegada do homem que tencionava criar, foi transformando o lugar que era antes sem forma e vazia. Criou a luz, a terra, as águas, o verde, os grandes e pequenos animais, os peixes e animais marinhos.. O homem é criado do pó da terra. Então Deus cria o homem do pó da terra e junto dele fez nascer frutos e vegetais bons para alimento e agradáveis aos olhos, incumbindo-o da missão de guardar e lavrar. Gn 1:1-27 A mulher é criada a partir do homem. Mesmo estando tudo pronto, com o mineral, o vegetal e o animal já criado, Deus insatisfeito com a criação, resolve criar a mulher para que Adão não fique solitário. Foi Deus quem mostrou para Adão que ele estava só e precisava de uma companheira. Realizou um desfile e fez passar diante dele os animais, de casal em casal, como uma forma de lhe chamar a atenção. Quem sabe ele estivesse tão empolgado com o trabalho no jardim que não se apercebeu que só ele não tinha uma fêmea para partilhar a vida. Isso acontece ainda hoje, alguns homens consomem suas vidas no trabalho, e se mantém
  12. 12. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 13 desatentos com a esposa que se ressente de sua ausência e atenção. Interessante que a mulher nasceria num jardim, sugerindo o porquê até os dias de hoje as mulheres adoram flores ( Gn 2.4- 26). Deus usando seu poder criativo, ao final do dia olhava a sua criação e via que a coisa criada era “boa”, mas ao criar o homem e a mulher Deus viu que a sua criação era “muito boa”. O casal humano, homem e mulher é o melhor de Deus na sua criação, foi o coroar de toda a obra Divina.(Gn 1.31). O homem recebe a missão de proteger e de cultivar o Jardim do Eden, e ele foi preparado física, orgânica e mentalmente para poder suportar as agruras dessas atividades. Deus apresenta a mulher ao Adão. A partir da costela de Adão, Deus cria a mulher e a traz para Adão : “ Isto sim!! Exclamou Adão. Ela é parte de meus ossos e de minha carne! ( Gn 2.23). Ele ficou maravilhado com a mulher. Eram os primeiros exemplares da espécie humana, e poderíamos dizer que foram os originais, feitos pessoalmente pelo Criador, e dessa forma deveriam ser ambos de uma beleza física estonteante. Gosto também de pensar sobre a importância desse feito, pois creio que a melhor esposa para um homem deve ser aquela que foi trazida pelo próprio Deus. Salomão diz
  13. 13. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 14 que riquezas e bens, vem para vida de um homem até como herança dos pais, mas uma boa esposa vem do Senhor para vida dele (Provérbios 19:14 ) . Hoje, quando um homem, tem a graça de ter ao seu lado uma grande mulher, deve se lembrar de que foi trazida por Deus, como um presente especial, um favor divino, e que merecerá receber o melhor dos cuidados. Maltratar uma mulher assim, é desprezar a bondade de Deus. A instituição do casamento. Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. (Gênesis 2:24). Segundo Deus, o casamento é o encontro de um homem com uma mulher, que em amor se unem fisicamente através do sexo, tornando-se uma só pessoa com ela. Essa união tem a finalidade de formar uma nova família, com a possibilidade de gerar filhos para Deus. Ele não criou um homem para o homem, mas sim, uma mulher, nisso vemos a condição necessária da heterossexualidade. É importante estudar esse texto à partir de seus verbos para entendermos melhor o seu significado: Deixar: Podemos pensar nesse verbo de uma forma mais
  14. 14. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 15 ampla, devendo o homem deixar pai e mãe fisicamente, geograficamente, emocionalmente, e financeiramente. Mas lembre-se que deixar não significa abandonar. Alguém disse que para um homem se fazer homem, o melhor é cortar o cordão umbilical na hora do parto. Apegar-se: É unir-se, tornar-se uma só pessoa com a esposa. É estar ligado ao outro de forma compromissada, para toda uma vida. Não se trata de uma experiência, um teste. O casamento é então uma instituição monogâmica, heterossexual, e permanente. O plano de Deus para o casal e família. (Leia Gn 1- 3) Ao criar o homem o Senhor tinha um plano de vida para ele, de maneira que a sua existência tivesse origem e destino ( nasceram da vontade de Deus, vieram Dele e estão voltando para Ele). Também colocou na sua criatura a necessidade de dar um significado a vida, uma razão, um motivo para se viver. O propósito é de que a sua vida refletisse a glória do Criador. Hoje, cada casal deve manifestar as virtudes de Deus em seu viver.
  15. 15. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 16 Quando olhamos para um casal temos que ver nele o amor, a bondade, o companheirismo, a compaixão, enfim, todas aquelas virtudes que Deus compartilha com sua criação. Pessoas que não entendem o propósito da vida são aquelas que desistem de viver e cometem suicídio por causa da falta de motivos para continuarem vivendo. Outros vivem debaixo de medicação tranquilizante e outros, uma vida vazia e infeliz. Viu o Criador a necessidade do homem e fez-lhe uma companheira, a mulher, tirada do homem, para ser uma ajudadora. Ela não seria um ser qualquer, mas alguém que lhe correspondesse, fosse capaz, competente, idônea. O homem seria a cabeça nesse relacionamento, e juntos, após unirem-se e serem uma só carne, frutificariam e se multiplicariam sobre a face da terra, gerando filhos para Deus, vivendo em família. A mulher tributaria ao homem submissão, lhe daria filhos e seria uma boa companhia e este, que por sua vez, lhe proveria suas necessidades de sobrevivência e proteção. Homem e mulher seriam iguais diante de Deus, feito a sua imagem e semelhança, porém com papéis distintos, e juntos governariam a terra. O primeiro casal e seus papéis.
  16. 16. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 17 Papel do marido. Seria provedor e protetor da família (Gn 2.15). Deveria amar e cuidar da esposa, tratando-a com respeito e dignidade, responder pelo bom andamento da família como líder principal dela. Prover o alimento, roupa, abrigo e outras necessidades. É importante afirmar que homem e mulher são iguais diante de Deus, porém, com papéis diferentes, ele lidera a família, sendo também seu sacerdote ( Ap 1.6, Ap 5.10). Eles foram dotados física, orgânica, e mentalmente para que pudessem bem desempenhar o seu papel. Ao homem deu-lhe mais força muscular para trabalhar, produzir, e colocou nele uma necessidade de ação, para que fosse sempre impulsionado para a construção da família, e a mulher deu lhe um corpo que pudesse gerar vida, e assim, criar e se relacionar com vidas humanas. Ambos, homem e mulher, foram equipados para o desempenho da missão. Interessante que Deus não faz nada por incompleto, vazio ou sem propósitos, e trabalha com a ordem em todos os seus projetos. Assim também, que tudo que ele criou tem que lhe corresponder aos seus anseios, não permitindo que a sua obra fique sem forma, vazia, inútil, ou sem sentido ( Gn 1.2). E nessa afirmativa se encontra também a família, uma ideia de Deus, com propósitos definidos, o de glorificar e gerar filhos
  17. 17. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 18 santos, povoando a terra e a dominando. Veja, Deus queria povoar a terra, alguém para governá-la em seu lugar, então, tratou de criar condições para as suas criaturas existirem. Começou da base, terra, água, luz, o verde, a energia ( petróleo, ventos, gases, etc), enfim, tudo que seria necessário, só depois colocou o homem sobre ela. Leia este texto: “Porque assim diz o SENHOR que tem criado os céus, o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmou, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o SENHOR e não há outro.” Nessa linha de raciocínio, tudo que Ele faz é perfeito e acabado (Dt 32.4), inclusive, o casamento e a família. Tudo tem um significado, origem e destino, e quando compreendemos como Deus age, fica mais fácil o nosso ajustamento aos seus planos. E os seus planos estão registrados na sua Palavra. Papel da mulher: A mulher seria a sua ajudadora adequada, competente, capaz, idônea, que “lhe corrresponda” ( Gn 2.18,20). Dessa forma, o papel da mulher é de ser companheira, gerar filhos, e administrar a vida do lar. Juntos eles deveriam frutificar e multiplicar, e por fim, governar a terra como
  18. 18. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 19 representantes de Deus( Sl 8.6-8). O fato de ser uma “ajudadora” não implica nenhum demérito para mulher, tão somente é uma questão funcional, assim como não há inferioridade alguma quando Deus se apresenta como “Ajudador” de seu povo ( Sl 30.10, Sl 54.4) , ou quando o Espírito Santo habita dentro do ser humano para ajudá-lo na condução da vida. Ser ajudadora é o motivo da existência da mulher, que foi feita para glorificar a Deus, e com relação ao casamento esse é o seu papel, ser esposa, mãe de filhos, administradora do lar, e especialmente, uma companhia para o homem. A palavra hebraica usada para ajudadora é “ezer” que trás a ideia de “cercar para proteger”. Individualmente a mulher é tão filha de Deus quanto o homem, ambos feitos a Sua imagem e semelhança ( cf.Gl 3.28: I Pe 3.7) , tão somente com papéis distintos. Seria uma ajudadora para o homem, uma administradora do lar, mãe de filhos, devendo a ele submissão e respeito (Ef 5.22) . E junto com o homem deveria gerar filhos para povoar a terra e governá-la para Deus. Dessa forma vemos a igualdade e ao mesmo tempo distinção, complementaridade e submissão, que devem estar em coexistência pacífica.
  19. 19. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 20 O papel comum do casal. Juntos, homem e mulher, receberam uma missão, que era de se multiplicar, povoar a terra e dominá-la. Seriam representantes de Deus, ministros do Senhor na terra, daí depreendemos que dentro do casamento é que o homem e mulher estariam em condições de refletirem a imagem de Deus. O casamento seria um campo de treinamento para o casal, pois nele iriam desenvolver atributos e virtudes que são encontradas no próprio Criador ( longanimidade, amor, honestidade, bondade, alegria, compaixão, e outros). A liderança masculina: Deus fez o homem do pó da terra. Em seguida fez a mulher, tirada do homem. Deus apresentou suas criaturas, os animais, a Adão e ele deu nome a todos os seres criados. Quando Deus fez a mulher, apresentou-a a Adão e este também a nomeou chamando-a de “Mulher”. Depois da aliança de uma só carne, chamou-a de Eva. O ato de dar nome implica em autoridade. Vemos Deus trocando o nome de personagens como Abrão que passou a ser chamado de Abraão, de Sarai que passou a ser Sara, de Jacó que passou a ser Israel. Quando tais pessoas entraram em aliança com Deus, houve
  20. 20. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 21 troca de nome, assim como haverá um novo nome para cada um dos filhos de Deus ( Ap 2.17). É interessante pensar que, tradicionalmente e por força de lei, a mulher quando se casava, recebia o sobrenome do marido. Hoje, isso foi mudado pela legislação, podendo a mulher escolher se quer ou não levar o nome do marido. E ainda, é possível que o homem receba o nome da mulher. A meu ver é de bom alvitre para a mulher cristã receber o sobrenome de seu marido, ainda que possa parecer algo retrógado e machista, mas basta fazer uma pesquisa etimológica e descobriremos que o primeiro nome dado a ela foi “Mulher” que é uma raiz da palavra “homem”, ou seja a palavra mulher deriva da palavra homem, o que nos permite pensar que ela recebeu o nome do marido. O movimento feminista tenta por todos os meios desacreditar a liderança masculina no relacionamento homem X mulher. Observa-se que desde a queda, o conflito entre eles sempre foi uma constante. A mulher se rebelando contra a autoridade masculina e este reagindo de forma exagerada e opressora contra a mulher. O homem tem a responsabilidade final pelo relacionamento conjugal, ele é quem deve prestar contas sobre o bem ou o mal do casamento, isso foi observado quando Eva pecou, contando,
  21. 21. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 22 com a ausência da liderança de Adão que também comeu do fruto e foi chamado por Deus para responder ao que tinham feito. Observe que Eva pecou, mas Adão é quem foi chamado primeiro por Deus (Gn 3.9), pois dele é a responsabilidade pela condução da vida conjugal. Com relação à liderança do homem, o apóstolo Paulo escrevendo aos Coríntios diz: “Porque o homem não proveio da mulher, mas a mulher do homem; nem foi o homem criado por causa da mulher, mas sim, a mulher por causa do homem ( I Co 11.8,9). Assim, a mulher deve submissão ao homem e este, por sua vez, deve sensibilidade a mulher ( cf. I Pe.3.7, Cl 3.19). A criação de Eva como ajudadora idônea não significa que ela recebera um papel secundário. Tampouco a coloca num plano inferior ao homem. Esta ideia está longe do significado bíblico. O termo ézer, é mencionado no Antigo Testamento 21 vezes. Em 15 ocasiões descreve a Deus como ajuda ou ajudador de pessoas em situações de necessidade (Salmo 115). Ézer, em Genesis 2:18, indica a relação mútua de duas pessoas que se complementam entre si. Havendo esclarecido que ézer não infere nenhuma conotação de inferioridade. Então o termo ézer nos permite concluir que Eva era o ser que Adão precisava para cumprir a missão que Deus lhe designava, de representá-Lo e governar, juntamente com Eva, este mundo. Nesse sentido, Eva
  22. 22. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 23 existia para ajudar a Adão, mas não se deve entender isso como inferioridade ou escravidão. Sua diferença nao era qualitativa, mas funcional. Isso quer dizer que desenvolvendo funções ou atividades distintas que não a tornavam inferior, ela era ajudadora idônea designada por Deus ao homem. Dessa maneira, em mutualidade e diferenças, juntos, governavam este mundo em nome de Deus. A queda, suas maldições e a promessa de um Salvador. Depois de pecarem, Deus que havia dado ordens para Adão lavrar e guardar o Jardim do Éden, agora, expulsa ambos dali, pronunciando as maldições que deveriam sofrer por causa do pecado. Sugestionada pela Serpente (Satanás) a mulher desejou uma posição que Deus não lhe havia dado, e nessa rebeldia contra Deus levou consigo o marido para o pecado. Aqui aprendemos que quando um erra o outro não deve acompanhá-lo no seu erro (pecado). Adão foi negligente e até conivente com a situação, pois ao que tudo indica estava próximo de Eva quando esta conversava com a Serpente. É possível pensar assim, pois quando ela comeu do fruto, deu ao seu marido que também o comeu. No final ele foi considerado o principal responsável pelo ato de rebeldia (Gn 3.9; cf.3.17;Rm 5.12-14).
  23. 23. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 24 Um pregador disse que “Quando desejamos o que Deus não nos deu, perdemos até aquilo que Ele já nos deu. Vejamos as maldições: **Adão- A terra daria abrolhos, espinhos e cardos, e ele teria que colher do fruto da terra com sacrifício. (Gn 3.17,18). **Eva- Daria a luz com dores e o seu desejo seria para o seu marido, e ele a dominaria (Gn3.16; cf 4.7). ***Ambos morreriam ( Gn.2.19,22). Os estudiosos da língua hebraica afirmam que, ao que tudo indica, Satanás despertou no coração de Eva uma rebelião contra Deus, onde ela passou a desejar poderes iguais a Deus e ainda, nasceu no coração de Eva um desejo de controlar e de manipular o seu marido e quando da maldição proferida por Deus, este lhe diz: “ o seu desejo será para o seu marido e ele te dominará”(cf. Gn 3.16), querendo com isso dizer que aquilo que ela desejava, o controle, estaria nas mãos do marido e este lhe dominaria. Depois da queda os homens começaram a tratar as mulheres com desigualdade e por vezes, com hostilidade. Embora tenham sido expulsos, eles não foram abandonados a própria sorte, pois o próprio Criador, os vestiu, cobrindo-os com pele de carneiro e fez a promessa de um Redentor (Gn
  24. 24. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 25 3.15). O gesto de Deus cobrir os dois quando perceberam que estavam nus, fala de redenção através de um Cordeiro que haveria de vir, Jesus Cristo. Os Desvios havidos no casamento. Frase: “O silêncio de Deus não significa a sua aprovação” ( desconhecido) Depois da queda vieram os desvios de conduta do ser humano, que de alguma forma desfigurou a família e o casamento, distanciando-o do plano original de Deus. Mas como tudo que Deus faz é bom e perfeito, haverá um tempo da completa restauração da família e do casamento, e esse tempo pode ser experimentado agora, através da obediência aos princípios de Cristo que têm força para curar o seu povo. Trataremos abaixo de alguns desses desvios: Disputa pelo poder. Veja o que diz Andréas J. Kostenberg, no livro “Deus,casamento e família” ((Vida Nova). “Depois da queda, o julgamento pronunciado sobre a mulher inclui a declaração de seu desejo seria para o seu marido
  25. 25. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 26 (Gn3.16) o que, provavelmente, expressa o desejo pecaminoso da mulher de manipular e controlar o marido em vez de sujeitar-se a ele em amor. Essa ideia é sugerida pelo paralelo próximo no capitulo seguinte, onde algumas versões dizem que o desejo do pecado será para Caim, com o sentido claro de um desejo de controle ou domínio ( Gn 4.7, ARC)” . Aqui nós entendemos que a Eva desejou malignamente ter em suas mãos o poder, inicialmente de Deus quando deu ouvido a Serpente que lhe disse que se comesse do fruto seria igual a Deus e depois passou a desejar o poder do marido. E essa situação permanece até os dias de hoje, casais competindo pelo poder. A disputa pela igualdade entre os sexos tem promovido cada dia mais um distanciamento entre eles. Fiquemos com o que nos ensina a Palavra, o homem é a cabeça da mulher ( I Co 11.3,5,7) e eles vivem em complementaridade, e não em competição. A verdade bíblica é no sentido de que a mulher foi criada para o homem e lhe deve sujeição, e este, por sua vez, deve amá-la com intensidade e profundidade, sendo capaz de morrer por ela, se for necessário, à exemplo do que Cristo fez pela sua Noiva. No livro de Cantares está o vislumbre daquilo que era o Plano original, “Eu sou do meu amado e o desejo dele é por mim” ( .Ct 7.10). Penso que os casais dos dias de hoje devem vigiar no sentido de não permitir este espírito de divisão no relacionamento e sim, empenhar-se para que o
  26. 26. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 27 marido ame de forma apaixonada, de acordo com Pv 5.15-20, e a esposa lhe seja sujeita, e dessa forma eles ganharão maturidade até que experimentem um pouco daquilo que Adão e Eva tinham antes da queda. Tinham toda sorte de necessidades providas, não havia morte, Deus os visitava, andando com eles pelo Jardim. Eles não se confundiam, nem se envergonhavam e assim glorificavam a Deus com suas vidas. Seria Deus machista e trata as mulheres com desigualdade? As feministas acusam Deus de ser machista e injusto por causa de algumas diferenças no tratamento entre a mulher e o homem, mas analisado cada uma das acusações pode se verificar qual o propósito de Deus, as razões e os porquê de cada posicionamento. Desde a criação, homem e mulher receberam tratamentos iguais, ambos foram criados por Deus, ele do pó da terra, ela da costela do homem, dando uma conotação de igualdade e parceria e não de superioridade ou inferioridade. No casamento eles se tornariam um só carne, outra faceta de igualdade. Em sendo o casamento com durabilidade para toda a vida, uma conotação de segurança para ela. A questão é que o povo de Deus sofreu forte influencia de culturas do Oriente Próximo, o fato de Sara chamar Abraão de senhor é uma delas
  27. 27. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 28 A Bíblia fala disso como um exemplo positivo, mas não manda que as mulheres chamem seus maridos de senhor, o que de certa forma daria a elas uma condição de escravas de seus maridos. A queda afetou profundamente os relacionamentos humanos. Como resultado, Sara seguiu o costume do antigo Oriente Próximo chamando seu esposo de “senhor [„adon]” (Gn 18.12). Ela deu sua serva Hagar a Abraão para gerar um filho (Gn 16.3), uma prática comum no antigo Oriente Próximo. Essas coisas foram trazidas da cultura vizinha do Oriente Próximo para dentro da cultura dos Hebreus, mas não recebeu o endosso de Deus. Alguns textos reafirmam a igualdade entre homem e mulher: Gênesis 1.27: “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”. Gênesis 2.24: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”. Êxodo 20.12: “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá”. (cf. 21.15; Dt 5.16; 21.18-21; 27.16). Levítico 19.3: “Cada um temerá a sua mãe e a seu pai” (cf. 20.9).
  28. 28. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 29 Provérbios 6.20: “Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e não deixes a lei da tua mãe”. Provérbios 18.22: “Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do Senhor”. Provérbios 19.26: “O que aflige o seu pai, ou manda embora sua mãe, é filho que traz vergonha e desonra”. Provérbios 23.22: “Ouve teu pai, que te gerou, e não desprezes tua mãe, quando vier a envelhecer”. Provérbios 23.25: “Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozije-se a que te gerou”. Cantares de Salomão 6.3: “Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu” (cf. 7.10). Quando se trata de Gênesis 2.18, onde a esposa de Adão é chamada de uma “ajudadora ['ezer]”, devemos lembrar que, ao invés de sugerir inferioridade, a mesma palavra é usada para Deus em todo lugar na Escritura (Sl 10.14; 30.10; 54.4) e isso em nada diminui ao Senhor . Vemos exemplos de mulheres oprimidas no Antigo Testamento? Sim, e vemos muitos exemplos de homens oprimidos também! A questão é que o homem, não por causa de um posicionamento de Deus, da Bíblia, mas por conta de sua
  29. 29. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 30 superioridade em força, de uma liderança autoritária, por falta de amor, continuou tratando a mulher como propriedade sua, com violência em alguns casos. A libertação da mulher através da vinda de Cristo. Com a vinda de Jesus, o Senhor ratificou a validade do casamento, e trouxe mandamentos libertadores para as mulheres no que concerne ao relacionamento dispensados a elas por seus maridos, filhos e a sociedade em geral. Vemos isso nos chamados códigos domésticos de Paulo e Pedro: Colossenses 3.18-25 : “Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas.Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor. Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo. Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, Sabendo que recebereis do
  30. 30. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 31 Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis. Mas quem fizer agravo receberá o agravo que fizer; pois não há acepção de pessoas.” Efésios 5:3-33 Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual nem de qualquer espécie de impureza nem de cobiça; pois estas coisas não são próprias para os santos. Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças. Porque vocês podem estar certos disto: nenhum imoral nem impuro nem ganancioso, que é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus. Ninguém os engane com palavras tolas, pois é por causa dessas coisas que a ira de Deus vem sobre os que vivem na desobediência. Portanto, não participem com eles dessas coisas. Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz, pois o fruto da luz consiste em toda bondade, justiça e verdade; e aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor. Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz.
  31. 31. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 32 Porque aquilo que eles fazem em oculto, até mencionar é vergonhoso. Mas, tudo o que é exposto pela luz torna-se visível, pois a luz torna visíveis todas as coisas. Por isso é que foi dito: "Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti". Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor, dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos.
  32. 32. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 33 Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra, e apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável. Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja, pois somos membros do seu corpo. "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne". Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à igreja. Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito. Ef 6.1-9 Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. "Honra teu pai e tua mãe", este é o primeiro mandamento com promessa: "para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra".
  33. 33. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 34 Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor. Escravos, obedeçam a seus senhores terrenos com respeito e temor, com sinceridade de coração, como a Cristo. Obedeçam-lhes não apenas para agradá-los quando eles os observam, mas como escravos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus. Sirvam aos seus senhores de boa vontade, como ao Senhor, e não aos homens, porque vocês sabem que o Senhor recompensará a cada um pelo bem que praticar, seja escravo, seja livre. Vocês, senhores, tratem seus escravos da mesma forma. Não os ameacem, uma vez que vocês sabem que o Senhor deles e de vocês está nos céus, e ele não faz diferença entre as pessoas. I Pe 3.1-7 Do mesmo modo, mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês. A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e jóias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranqüilo, o que é de grande
  34. 34. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 35 valor para Deus. Pois era assim que também costumavam adornar-se as santas mulheres do passado, que colocavam a sua esperança em Deus. Elas se sujeitavam a seus maridos, como Sara, que obedecia a Abraão e lhe chamava senhor. Dela vocês serão filhas, se praticarem o bem e não derem lugar ao medo. Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações. (Texto editado a partir do texto de Paul Copan , Extraído do site arminianismo.com) (Continuando com os desvios no casamento.) Poligamia. Muitos códigos legais no antigo Oriente Próximo permitiam atividades que minavam a integridade e estabilidade da família. Por exemplo, os homens eram permitidos se envolver em relacionamentos adúlteros com escravas e prostitutas. Muito embora a monogamia descrita em Genesis capítulo 1 ao 3,
  35. 35. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 36 fosse o ideal de Deus para o seu povo, logo depois da morte de Adão, acontece o primeiro caso de poligamia registrado no Bíblia com Lameque, descendente de Caim (Gn 4.28), onde diz “ Lameque tomou para si duas mulheres” . Veja que Deus não fez duas Evas para Adão, mas sim, uma Eva e um Adão. Após isso se vê o registro de muitos casos de patriarcas, reis e outros homens influentes, alguns até heróis, como é o caso de Abraão, Davi, Salomão e muitos outros mais. Essa questão é especialmente importante nos países onde a cultura é tradicionalmente a favor da poligamia, e quando acontece a conversão ao cristianismo, advém sérios problemas para a família. Importa conhecer a vontade de Deus, o plano Dele, ao invés daquilo que vemos acontecer na face da terra. Homossexualismo. Textos bíblicos que tratam do homossexualismo: Gn 18.17_19.29; Lv 18.22; Lv 20.13; Rm 1:18-32; ICo 6.9-10; I Tm 1.9-10. Deus não fez outro homem para o homem, mas sim, uma mulher para o homem. E quando Deus criou a mulher deu ordem para que se frutificassem e se multiplicassem e assim, juntos marido e mulher deveriam povoar a terra e governá-la para o Criador. E como seria possível cumprir o propósito Dele
  36. 36. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 37 em se unindo homem com homem ou mulher com mulher. Não haveria o potencial da procriação e da complementaridade. Em todo o Velho Testamento e também no Novo, tal prática é condenada em sua forma geral, ou seja, todo tipo de conduta homossexual, seja masculino ou feminino, e não só a conduta, mas a própria orientação sexual, o simples desejo, ainda que não haja sexo, já é condenável. O que fica claro que o celibato entre homossexuais também não é aceito pela Bíblia. O fato de não haver relações sexuais não autoriza ou dignifica a relação pecaminosa. É sempre oportuno lembrar que é preciso separar o pecador do seu pecado, é preciso amar as pessoas, mas não concordar ou ser conivente com suas práticas pecaminosas, do mesmo modo que fazemos com outros tipos de pecados . Amamos as pessoas e abominamos suas escolhas agressivas a nossa fé. Os adeptos do homossexualismo estão substituindo valores inegociáveis, valores estes que deram sustentação a família e a igreja até os dias de hoje. Não resta dúvida da pecaminosidade do homossexualismo, contudo há esperança, pois em 1Jo1:19 diz “ Se confessarmos nossos pecados, ele é fiel e justo pra nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” , e ainda, Paulo diz: “ alguns de
  37. 37. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 38 vós éreis assim. Mas fostes lavados, santificados e justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus “ (ICo 6.9-11). Esterilidade Provocada. Pouca importância se tem dado a esse tema da esterilidade provocada, especialmente nos meios evangélicos, mas quem quer viver um casamento sem o risco de cometer abortos, então, terá que pensar a respeito. Outro dia uma jovem perguntou se a “pílula do dia seguinte” poderia ser usada por uma cristã. Outra queria saber se a igreja católica tem razão quando condena até mesmo o preservativo (“camisinha”),e ainda, outra tinha dúvidas se seria pecado passar por uma cirurgia de “ligadura” de trompas, ou não. Ora, voltemos às escrituras Sagradas. Deus fez do casamento um relacionamento de uma só carne ( Gn 2.24), tendo aí uma conotação sexual. Depois emana a sua primeira benção e ordem ao casal, eles devem frutificar e se multiplicar ( Gn 1:28). De fato, na Bíblia , a fertilidade é apresentada como um benção ( cf. Ex 23.265, Dt 7.14, Sl113.9, 127.4-5,128.3,4). E poderíamos ainda ver a ordem de Deus para os homens que se casavam, eles deveriam permanecer em suas casas, não poderiam ir à guerra e nem lhes ser exigido trabalhos forçados, como uma medida para que procriação acontecesse, e isso num
  38. 38. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 39 período de um ano ( Dt 24.5). Havia também a Lei do Levirato, onde o propósito era de que um irmão gerasse filho para um homem casado que morreu sem ter deixado descendência. Fica claro, que está é a vontade de Deus, a procriação, a multiplicação. A esterilidade, no Velho Testamento, era vista como uma maldição, resultante do pecado pessoal, caso de Abimeleque (Gn 20.17-18) e de Mical, mulher de Davi (2Sm 6.16-23). E em outras passagens a esterilidade é registrada como algo natural, próprio da realidade humana, como no caso de Sara, Rebeca e Raquel (Gn 11.30; Gn 25.21; Gn 30.1). Vemos também Deus respondendo orações e tornando férteis essas mulheres e outras (ver Gn 15.2-5; 20.17; Gn 25.21, Gn 30.17; 1Sm 1.9-20), deixando claro que é possível solucionar tal problema a partir da fé, porém a Bíblia não apresenta essa alternativa como uma promessa. Dessa forma, entendemos que quando o casal provoca alterações na sua condição de fertilidade, tornando-se estéril, isso se choca com os valores e princípios de Deus. É tratar com descaso aquilo que Deus nos dá como uma benção, é o mal sendo chamado de bem ( Is 5.20). Métodos contraceptivos devem ser recursos que evitam uma
  39. 39. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 40 concepção, não devendo ser abortivo como é o caso de alguns métodos como a “pílula do dia seguinte”. O que se espera dos casais cristãos evangélicos é que saibam qual é ação do método contraceptivo que estão usando e certifiquem-se de que não seja abortivo.” Aqui enumeramos métodos contraceptivos que,salvo melhor juízo, podem ser usados pelos casais cristãos: -Camisa de Vênus, camisinha. -Pílulas que não permitem a ovulação , agindo antes do encontro do espermatozoide com o óvulo, evitando assim a concepção, e não pílulas que desprendem das paredes do útero o óvulo já fecundado. -Espermicidas, -Abstinência sexual, -Tabelinha, controle dos dias férteis, e outros. Casamento como um contrato. O casamento bíblico é nos apresentado como sendo aquele que envolve um homem e uma mulher que se unem em amor numa relação com natureza de aliança, também chamado de relação pactual. O casamento como um contrato não tem respaldo
  40. 40. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 41 bíblico, pois prevê a separação, estabelece condições e prazo de validade para o casamento. Veja o conceito de John Stott sobre o casamento: “O casamento é uma aliança heterossexual exclusiva entre um homem e uma mulher, ordenada e selada por Deus, antecedida da permissão pública dos pais, consumada na união sexual, que resulta em uma parceria permanente e de apoio mútuo e que, normalmente, é coroada pela dádiva de filhos.” Há vários tipos de alianças no Velho Testamento e transmite em geral a ideia de um compromisso solene que garante promessas ou obrigações assumidas por uma ou ambas as partes envolvidas nela. A expressão aliança é costumeiramente utilizada para alguns pactos havidos entre Deus e os homens, como Noé, Abraão, Moisés, Davi e a Nova Aliança, mas também se refere a pactos havidos entre pessoas, inclusive no caso de casamentos: -Pv 2.16,17: Ela também o livrará da mulher imoral, da pervertida que seduz com suas palavras, que abandona aquele que desde a juventude foi seu companheiro e ignora a aliança que fez diante de Deus. -Ez 16.8: „Mais tarde, quando passei de novo por perto, olhei
  41. 41. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 42 para você e vi que já tinha idade suficiente para amar; então estendi a minha capa sobre você e cobri a sua nudez. Fiz um juramento e estabeleci uma aliança com você, palavra do Soberano Senhor, e você se tornou minha. -Ml 2.14. E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança. Há entendimentos diferentes à respeito da dissolubilidade ou indissolubilidade de uma aliança. Indissolubilidade: Há os que creem na sua indissolubilidade em qualquer circunstância, mesmo com adultério ( assim como os católicos creem) e, nesse caso, seus adeptos são os que não aceitam a possibilidade de haver divórcio, pois a aliança nunca pode ser anulada. Um dos argumentos seria o fato da aliança que Cristo fez com a igreja ser indissolúvel apesar da imperfeição e pecado da igreja. Dissolubilidade: Entretanto, há aqueles que creem que a aliança deve ser algo firme, para toda uma vida, como uma regra, porém, com uma exceção em casos de “pornéia” (imoralidade sexual, adultério, ou prostituição) quando, então, a aliança poderia ser rompida, não obrigatoriamente, mas a parte ofendida teria o livre arbítrio de perdoar e continuar a
  42. 42. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 43 vida juntos ou não. Nesse caso, os adeptos desse modo de crer são aqueles que entendem que Jesus teria manifestado em Mateus 19.9 e Mc 5:32 uma exceção que possibilita o divórcio quando ocorrer a “pornéia” ( imoralidade sexual, adultério, prostituição). Esses que acreditam na dissolubilidade da aliança, se respaldam no fato de haverem algumas passagens bíblicas onde houve o desfazimento de uma aliança. Casos de quebra de aliança: I Rs 15.19- Quebra de aliança Is 30.1- Alianças orientadas não pelo Espírito de Deus Is 33.8- A quebra da aliança como algo ruim. Por outro lado há textos onde a quebra da aliança, ainda que feito na desobediência, foi condenada por Deus- (IISm21) A analogia da aliança de Cristo com sua Noiva, a igreja, é um forte argumento pró indissolubilidade de uma aliança. Há severas discussões sobre o termo “pornéia”, sendo que alguns estudiosos do assunto dizem que seria mais exato traduzir “pornéia” como fornicação ( relação sexual antes do casamento) e não como adultério, porque aí a palavra que
  43. 43. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 44 deveria constar dos originais bíblicos seria “moichéa”( adultério), e não “pornéia” como consta. Para exemplificar: Nos tempos de José e Maria, pais de Jesus, o noivado era um compromisso sério e nesse caso, se houvesse relações ilícitas por parte de José ou de Maria com uma terceira pessoa, a parte ofendida poderia se divorciar e ficaria livre para se casar com quem quisesse, e o que traiu (pecou) deveria ser morto a pedradas. Isso poderia ter acontecido com Maria, caso José não fosse um homem piedoso e orientado por um anjo tomou a decisão de acolhe-lha. Somente, nesse caso, de fornicação seria possível o divórcio e novo casamento e não num casamento já consumado. Discussões à parte, a verdade é que homens de Deus, mais piedosos e sábios vêm discutindo a questão há décadas e não há consenso, o que resta buscar se aprofundar e ter o seu próprio entendimento, caso contrário, terá que seguir o modo de pensar de outra pessoa. Você leitor, fica livre para discutir, questionar, ter a sua própria forma de crer, quanto a nós, não omitimos o nosso modo de crer, entretanto, não fazemos disso um motivo de guerrear contra os que não crêem da mesma forma que nós. Opinião do autor sobre a questão:
  44. 44. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 45 Cremos que há uma exceção para o divórcio em caso de adultério ( cf. Mt 19.9 e Mc 5.32) e cremos também ser possível um novo casamento. Portanto, cremos também que uma aliança , via de regra, é indissolúvel, porém, com uma exceção, em caso de adultério. Características de uma aliança conjugal. Oséias 2.19,20: “E desposar-te-ei comigo para sempre; sim, desposar-te-ei comigo em justiça, e em juízo, e em amorável benignidade, e em misericórdias;e desposar-te-ei comigo em fidelidade, e conhecerás ao Senhor.” Uma aliança conjugal implica na vivência de suas características: Característica 01: A permanência do casamento. Uma vez estabelecida uma aliança conjugal, ela deve ser para sempre (Mt 19.6; Mc 10.9). É um compromisso que não pode ser assumido de forma leviana ou de forma impensada, pois envolve além de outra pessoa, o próprio Deus. Ele se faz
  45. 45. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 46 testemunha da aliança firmada no casamento ( cf. Pv 2.17,Ez 16.8,Ml 2.14) e deve durar até que um dos dois morra, quando então se desfará a aliança ( Mt 22:30). Ver o casamento como algo sagrado. Os cônjuges devem ter conhecimento da importância e do peso de um casamento, tratando-o de forma compromissada e não leviana, pois é projeto de Deus, e Deus nele está. Algumas vezes vejo casais que por questões menores falam em separação e divórcio, demonstrando assim falta de conhecimento quanto a sacralidade do casamento. O casamento é mais do que uma decisão humana, é firmado entre um homem e uma mulher, é algo sagrado, porém não sacramento (união mística que serviria de veículo para a salvação, conforme creem os católicos). Característica 02: A intimidade do casamento. O casamento, certamente, é o mais íntimo de todos os relacionamentos humanos. É quando um verdadeiramente entra por completo na vida do outro sem que haja nenhuma barreira impeditiva, é quando o casal se desnuda um diante do outro,
  46. 46. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 47 física e emocionalmente, e mesmo espiritualmente. E assim eles se tornam uma só carne ( Gn 2:23-25) e isso exige que deixem seus familiares e formem um novo núcleo familiar, a sua família primária. O “ser uma só carne” implica em relacionamento sexual, o mais íntimo de todos os relacionamentos íntimos. E esta intimidade deve ser preservada pelo casal, nada pode se opor a ela, sob pena de estar colocando em risco a continuidade do casamento. Tem nos chegado pedido de socorro de cônjuges cujo marido ou esposa, se negam a intimidade, ou ao menos, não valorizam esta faceta da aliança. Mas é preciso lembrar que em alguns casos específicos, um casamento pode até ser tornado nulo por falta de intimidade conjugal. Característica 04: A mutualidade do casamento. O casamento exige um nível alto de altruísmo para o seu sucesso. Quando o casal pensa em, primeiro, fazer o outro feliz, então, eles estarão no caminho certo. Mutualidade tem os dois se comprometendo em fazer do outro a sua prioridade, sofrendo juntos, rindo juntos, e sempre buscando o melhor do parceiro conjugal, em detrimento de
  47. 47. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 48 seus próprios interesses. Característica 05: A exclusividade do casamento. “Eu sou do meu amado, e meu amado é meu” –Ct 6.3- esse texto nos dá a ideia de pertencimento com exclusividade, e há convicção nessas palavras, ela tem certeza que lhe pertence com exclusividade, da mesma forma que ele também é seu com exclusividade. ( continuando nossa seção sobre os desvios ). Complementaridade e não igualdade entre os sexos. Leia Gn 2.18 – O homem necessita da mulher assim como a mulher necessita do homem, eles se completam e se complementam. Aquilo que falta em Adão é encontrado em Eva, e o que falta em Eva, se encontra em Adão. As diferenças com que foram criados, homem e mulher, são essenciais para que vivam de modo a se complementarem e não independentes um do outro ( I Co 11.10) ou mesmo competindo entre si. Há um esforço no sentido de promover a ideia de igualdade entre os sexos, na sua forma geral e irrestrita, mas isso não
  48. 48. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 49 ajuda, só prejudica. Diante de Deus somos iguais, porém, em família temos papéis diferentes. É uma questão funcional. A complementaridade fala de valores iguais entre ambos, porém, com missões distintas, e que em alguns momentos, os papéis podem até se confundirem ou se misturarem, não havendo mal algum nisso. Por exemplo: O marido que dá banho no bebê, a esposa que trabalha fora, etc. Fidelidade e não adultério. Estudo de Caso: Leiam o texto abaixo e discutam o desvio havido. Vamos à Carta. “A Paz do Senhor, Pastor Ismael. Aos 16 anos, me casei com um rapaz de 19 anos, ficamos casados por 4 anos, tivemos um filho. Meu esposo trouxe um amigo para morar em nossa casa, um homem 12anos mais velho que eu. Esse homem passou a suprir a ausência do meu esposo dentro de casa. Enquanto ele jogava bola, empinava pipas na rua , o amigo me ajudava nos afazeres e embalava meu filho. Acabei me envolvendo com ele e eu mesma contei para meu esposo. Com muito sofrimento, nos separamos e fui embora com o outro, mas sem saber, carregava no ventre um
  49. 49. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 50 2°filho do meu esposo. Filho qual meu esposo desprezou por 18 anos....” Bom, este trecho de depoimento foi colocado aqui como uma motivação inicial para o nosso assunto. E lendo-o, vemos que ele ofereceria muito tópicos para uma discussão. Poderíamos falar do casamento sem estrutura, da pouca idade do casal, do viver como solteiro sendo casado, mas vamos, por ora, ficar com a questão do intruso no casamento. O casamento deve ser tratado como um clube privado, formado a dois e não a três, e o intruso causa desavenças, podendo levá- lo a falência. Então, preste atenção nisso. Sem que ao menos se perceba, casais vão acumulando coisas, atividades e pessoas com as quais têm que gastar tempo e quando vêm suas agendas estão tomadas de compromissos na mesma proporção em que aumentam os conflitos dentro de casa. A essas coisas e pessoas chamaremos aqui de “intruso”. Geralmente a culpa não está apenas no intruso, é uma consequência ou sintoma de outro problema no casamento. Às vezes, falta alguma coisa na relação, vamos exemplificar: Quando o marido é ríspido, crítico, estúpido, então, a esposa busca refúgio no trabalho e assim se enche de atividades para preencher um vazio que está dentro dela.
  50. 50. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 51 Temos aprendido que quando nos afastamos de nosso cônjuge suprimos essa falta com outras pessoas ou atividades, e assim o casal vai perdendo a cumplicidade alegria na vida a dois. As atividades, ocupações, acabam funcionando como um anestésico para as carências e a infelicidade na relação. Muitos tentam salvar a situação com programas românticos, como cruzeiros marítimos, viagens ao exterior, temporada na praia, que são ferramentas muito boas para se manter um casamento em pé. Acontece que são momentos esporádicos e se o casal não compreender o que está causando o afastamento, quais são os intrusos e porque eles estão ali, então, essas fugas românticas não poderão sustentar por muito tempo este amor. Se você perceber que isso vem acontecendo no seu casamento procure descobrir a verdadeira causa e resolver o problema. Tenho crido que pequenas atitudes, mas que acontecem com frequência, traz melhor resultado para a intimidade do casal. Um passeio de mãos dadas, que acontece toda tarde ao redor da praça do bairro, pode ter um efeito maior do que uma viagem para o exterior feita esporadicamente. Veja alguns dos intrusos mais comuns: Trabalho, filhos, festas, hobby, esporte, amigos, TV; Internet, games, parentes, dinheiro, vícios, casos amorosos, etc.
  51. 51. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 52 Frase: “Oportunidade excessiva e carência emocional, uma combinação perigosa para o casamento” ( Pr Ismael) Masculinidade e feminilidade. “E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.” (Gn 1:2) Deus nos criou como macho e fêmea, e com propósito de reprodução e também da complementaridade, onde a energia produtiva de um, somada a força do outro, os tornam mais fortes que os dois individualmente. Isso se chama sinergismo, quando , o resultado auferidos pelos dois juntos é maior do que o auferido pelos dois separadamente. Os pais cristãos não podem se furtar de criarem seus filhos deixando claro o papel de cada um, segundo o seu sexo. Menino deve ser educado para ser um homem de bem, e a menina deve ser educada para ser uma grande mulher, e não estamos aqui falando de machismo ou feminismo, mas sim, de masculinidade e feminilidade, o que é bem diferente. Desde pequeno mostrar que homens e mulheres, machos e fêmeas, não foram criados para competirem um contra o outro, mas sim, para se complementarem. E que haverá momentos em que os papéis se misturarão. Não há mal algum que a mulher ajude na renda da família trabalhando fora, assim como também, não
  52. 52. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 53 há mal algum quando o homem ajuda nos deveres domésticos, muito pelo contrário. “Para tradicionalistas bíblicos a escolha é clara. Nós entendemos que a Bíblia apresenta um bonito retrato de complementaridade entre os sexos, com tanto homens quanto mulheres, encarregados de refletir a glória de Deus de uma maneira distinta. Deste modo, existem distinções muito reais que marcam a diferença entre masculinidade e feminilidade, macho e fêmea. Firmados na autoridade bíblica, nós devemos criticar ambos, o presente e o passado, quando o padrão bíblico foi comprometido ou negado. Da mesma forma, nós devemos direcionar nós mesmos, nossas igrejas e nossos filhos para o futuro, afirmando que a glória de Deus está em risco em nossa resposta à obediência ou desobediência ao Seu intento. Por muito tempo, aqueles que se apegaram ao padrão bíblico de distinção dos sexos se permitiram ficar em silêncio, marginalizados, e embaraçados quando confrontados por novos teoristas do sexo. Agora é a hora de recapturar o momento, constranger as perguntas, e mostrar a essa geração o intento de Deus no conceito bíblico de masculinidade e feminilidade. A glória de Deus é mostrada ao mundo na complementaridade de homens e mulheres. O desvio crucial é uma convocação à ousadia cristã na hora presente.” Albert Mohler, Jr.
  53. 53. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 54 É interessante observar quando Davi foi passar o trono de Israel para seu filho Salomão e lhe recomenda: “Esforça-te e se tú um homem.” (1 Reis 2:2). O fato é que Salomão era um macho, mas foi advertido para se esforçar e desempenhar um papel próprio de homem. Acredito que ele estava falando de coragem, determinação, força, ousadia, conquistas, coisas típicas de um homem masculino. É isso que se espera de um homem. Compreender a diferença entre um ser masculino e um feminino é importante. Seria razoável se num caso de uma crise, um perigo, um homem começasse a chorar e negar-se a enfrentar o oponente? Tal atitude seria aceitável para uma mulher, mas não para um homem. Sempre digo que os pais tem que ensinar os meninos a aceitarem sua condição masculina, sabendo que há o lado bom disso e também o lado mais difícil. O lado bom é que não ficam grávidos, não tem que dar a luz, mas em contrapartida, quando a família está sob ameaça , serão eles que terão que resolver, acionando as forças amigas, o Poder Público, ou mesmo enfrentando o perigo se for o caso. É preciso ensinar a coragem, o destemor, a ousadia, o trabalho, aos meninos. Da mesma forma é necessário ensinar as meninas o valor da feminilidade, sua chamada a maternidade, o cuidado com a
  54. 54. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 55 prole dentro de casa, a construção de um lar saudável e seguro, um espaço de amor e afeto. Durabilidade conjugal e não divórcio. (Ex 20.14; Dt 5.18;Lv 20.10, cf. Num 5.11; Dt 22.22) O ideal de Deus para o casal, é que o relacionamento fosse durável, por toda uma vida, e não haveria ali divórcio ou adultério, e embora, a Bíblia relate casos de infidelidade, adultério, divórcio, poligamia, isso tudo, nunca foi escolha de Deus e nem mesmo com sua aprovação. Estudo de caso: (O texto abaixo trata de um pedido de aconselhamento, leia e discutam em classe.) “Pastor, carnalmente falando, desejo o divórcio e ela também, mas sabemos que Deus prefere nossa permanência. Agora pergunta-se: "Mas permanecer casado mesmo sem amar é melhor do que consumir o divórcio?". Não terei a ousadia em responder a tal pergunta, mas de uma coisa sabemos: que Deus, ainda, opera milagres. ; Pastores, se não for muito, gostaria de ver suas opiniões no tocante ao assunto exposto. Além disso, peço a vocês, e aos irmãos em Cristo Jesus, que orem pelo meu casamento. Sem mais, que a graça e paz de nosso Senhor Jesus
  55. 55. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 56 Cristo estejam conosco. Abraços. P.E.O.M.” Resposta por Pr Ismael: Irmão, sabemos que o querer de Deus é realmente que o casal se ame e permaneçam juntos para todo a vida. Contudo o próprio Deus deixou uma válvula de escape para aquelas situações extremas, onde realmente não há mais possibilidades de continuar. Veja que devem se constituir em exceções e não em regras, é um remédio amargo para uma doença incurável e está prevista para dois casos, primeiro, em caso de adultério e em segundo, o caso de abandono do crente pelo incrédulo. Agora, vamos considerar um caso como o seu, onde não se fala em adultério, mas no fim de um amor entre os dois. Continuar juntos, com as coisas permanecendo como estão, ao meu ver é uma só um tempo para que um ou outro caia no pecado. Se os dois são sexualmente ativos, então, a necessidade fisiológica irá empurrá-los para os braços de alguém, isso é quase certo. São duas as necessidades que vão empurrar para o adultério, a necessidade de se relacionar e de sexo, isso é inerente ao ser humano, foi projetado para que fosse assim pelo próprio Deus, não tem como contrariar isso dentro de um quadro de
  56. 56. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 57 normalidade. Alguém pode dizer, “não é bem assim, é só a pessoa se guardar e não ir para a cama com outro”, mas eu lembro: Desejar uma pessoa que não é o cônjuge é tão pecado quanto o adultério consumado. É muito comum vermos terapeutas conjugais, psicólogos dizendo que se acabou o amor não tem como restaurá-lo, e tendemos a acreditar nisso, entretanto, o evangelho é Poder de Deus para a transformação dessa situação. Ou será que não é mais? Se alguém crer, então, é poder de Deus para a transformação, se não crer, então a própria pessoa não fará nada para que o amor ressurja, e o fim estará determinado. Continuar assim, é hipocrisia, é desamor, é cruel. Mas e daí, o que fazer? Vou falar daquilo que não experimentei, mas que creio e já vi o resultado acontecer em muitas vidas. O amor , assim como o perdão, não é uma questão de sentimento, mas de escolha pessoal. Se o casal em crise escolhe reapaixonar-se, então, tomarão medidas concretas para que isso aconteça. Eles farão investimentos um no outro. Eu te pergunto: Como é que nasce um amor (amor mesmo não paixão)? Nasce de um relacionamento com cuidado recíproco, nasce ao se observar a manifestação de carinho e apreço que
  57. 57. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 58 uma pessoa tem pela outra, onde gestos de ternura e de proteção são abundantes, assim é que nasce um amor. Então, quando o amor está se apagando visto que é chama como diz o poeta, ele só precisa de mais oxigênio, um sopro de Deus no ânimo dos dois, e uma resposta positiva de cada um com relação ao outro. Com a força de Deus e a decisão de continuarem, não do jeito que estão, mas de continuar para buscar o renascimento do amor. Quando voltarem a namorar, um investirá com ternura na vida do outro, os cuidados que tinham voltarão. Ele a tratará com generosidade e suas atitudes indicarão um bem querer, ela o respeitará com alegria, com alegria fará coisas para o seu bem estar, e quando derem por conta o amor terá renascido. Acho interessante que ao longo de quinze anos ministrando para casais, nunca vi um casal que participe de seminários, palestras, que gostam de ler sobre relacionamento, enfim, que sempre valorizam o casamento, onde um faz do outro a sua prioridade, nunca os vi caminharem para uma separação. O que vejo são pessoas que no início do casamento cuidaram um do outro, mas quando o apelo sexual diminuiu, o carinho com o outro acabou também. O ser humano faz de tudo para que a sua empresa não afunde, cuida para tenha saúde financeira, busca curso de administração, de capitação de recursos, busca ajuda do governo, orientação com outros empresários, mas quando se
  58. 58. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 59 trata da família, preferem desistir porque é um caminho “mais fácil”, independente do que sofrimento que imporão para os filhos, independente das sequelas que deixarão. Então meu querido P.E.O.M, comecem a aceitar a verdade de que é melhor investir do que desistir, e voltem a namorar, passeiem juntos, conversem, sejam carinhosos, toque nela com amor, libere palavras boas de serem ouvidas, gastem tempo um com o outro, e vocês verão que em alguns meses estarão de novo apaixonados. É preciso quebrar o ciclo vicioso em que vocês se encontram, tome você a iniciativa, faça-lhe o bem, procure agradá-la, e em pouco tempo ela estará retribuindo este amor. Procurem um curso, um seminário, palestras, busquem alguém com quem se aconselhar, leiam bons livros sobre o tema, e se preparem para o renascimento do amor, porque quando o homem quer Deus é o Amém. Qual é a base com que falo? I Co 13:8-O amor jamais acaba - tradução Almeida Revisada Imprensa Bíblica. I Co 13:8-O amor nunca perece- tradução Nova Versão Internacional. I Co 13:8-O amor é eterno - - tradução Nova Linguagem de Hoje.
  59. 59. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 60 O efeito da fé: Quando cremos que Deus é capaz de fazer algo a nosso respeito, o efeito é o mesmo que houve com dois cegos que pediram a cura para Jesus: “Entrando ele em casa, os cegos se aproximaram, e ele lhes perguntou: "Vocês crêem que eu sou capaz de fazer isso? " Eles responderam: "Sim, Senhor! " , Jesus então, disse:lhes: Que seja feito conforme vocês creem.” ( Mt 9.27-30) O fim do casamento no Estado Eterno. O casamento terá o seu fim enquanto relacionamento afetivo sexual, quando da partida da igreja para o céu, na volta de Cristo, quando seremos como os anjos , não haverá mais vínculos conjugais, seremos assexuados. ( Mt 22.30) “Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu.”
  60. 60. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 61 2ª PARTE As expectativas para o casamento. .O que os homens esperam encontrar no casamento. Embora o casamento tenha muitos adversários, ele continua sendo muito desejado, tanto é assim que aqueles que tiveram uma experiência de divórcio voltam a se casar novamente como que ainda a buscar a realização de um sonho. Creio que na, verdade, todos anseiam por um casamento onde o amor seja perceptível, o cuidado seja mútuo, e a vida a dois uma alegria. A questão é que muitos se casam sem uma boa reflexão sobre o que querem, casam-se em razão de um sentimento de amor ou paixão, não se permitindo fazer um juízo mais detalhado, buscando imaginar as coisas que anseiam encontrar no matrimônio. Outros nem se casam, à medida que se enamoram passam a viver juntos e depois é que vão tentar fazer os ajustes, e isso, às vezes, em meio a muita angústia e dor. Também é certo que em alguns casos, nem procuram se certificar se o pretenso cônjuge estaria em condições de satisfazer as necessidades e desejos próprios de um casamento. Daí é quando surgem desencontros e acaba se perdendo algo que poderia ser muito bonito. Há um momento no
  61. 61. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 62 relacionamento em que os futuros cônjuges não se permitem pensar de forma diferente que não seja o sucesso da união, eles estão apaixonados e isso, aos seus olhos, basta. Nem consideram que é para toda uma vida e, portanto vai exigir uma dose maior de zelo e compromisso. Dizem que as mulheres mesmo sabendo das deficiências do homem, elas esperam que com o casamento ele mude, mas isso nem sempre acontece, às vezes até piora. Tem uma frase muito popular que diz: “A mulher espera que com o casamento o homem mude, e os homem espera que ela nunca mude.”, e parece-me muito verdadeira. É óbvio que há aqueles que vão para o casamento com certa maturidade e sabem exatamente o que querem encontrar, porém não todos. A proposta deste livro é oferecer uma luz de como ser a pessoa certa para o cônjuge, quem sabe ser uma mulher desejável ou um marido encantador. Costumam dizer que os homens são simples demais e as mulheres complicadas, mas penso que é só uma questão de se conhecerem e terem a disposição de oferecer ao outro aquilo que deseja sua alma. Tornar-se desejável aos olhos de um homem é uma busca dela e uma oferta de amor a ele. O segredo é amar o outro do modo que o outro precisa ser amado, é estar disposto a isso. Sexo, bom sexo, muito sexo.
  62. 62. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 63 Os homens, de um modo geral, esperam encontrar sexo no casamento. É por isso que eles e casam, ao menos inicialmente. Quanto mais sexo, melhor e quanto melhor, melhor, esse é o pensamento masculino. Porém, com o passar dos tempos eles acabam se dando conta que mesmo gostando muito de sexo, também há outras coisas que são importantes para a alegria não apenas dele, mas do casal. Li em algum lugar que se não fosse por causa de sexo, os homens se casariam com seu melhor amigo com quem já tem bastante afinidade, e não com uma mulher que lhe é uma incógnita. Brincadeira à parte, o interessante é que os homens gostam de sexo tanto em qualidade como em quantidade, e qualquer dessas duas situações que faltar, já é um bom motivo para conflitos. Homens e mulheres são bastante diferentes no tocante ao sexo. Eles estão sempre prontos para o sexo, enquanto ela vai precisar de um romance, algumas palavras bem colocadas, um carinho, um olhar, enfim, algo que mexa com seu lado afetivo sexual. Em nossas palestras brinco que um homem só precisa de uma mulher e um cantinho para o sexo acontecer. Se ele tiver pulsação, batimento cardíaco é o primeiro sinal de que está pronto para um encontro sexual. Um homem jovem, com 17 anos, pouco mais ou pouco menos, está com a sua libido a flor da pele, e não pode ver nem perna
  63. 63. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 64 de mesa que já fica assanhado, e é por aí mesmo, ele pensa umas 400 vezes em sexo durante um dia, a figura feminina permeia sua mente a todo instante. Os homens tem o seu ápice sexual aos 16 a 20 anos. Depois disso, inicia-se um lento processo de queda da libido. Mas não se preocupem porque ainda vai longe, até pelo menos aos 80 anos. E ainda tem uma “muletinha” que pode ser usada que são os remedinhos milagrosos que vão dar sustentação quando for preciso ( viagra, cialis, e outros). Entre os 35 a 45 anos, as mulheres estão com mais sede de sexo que os homens da mesma faixa etária, é quando então se interessam por homens mais jovens, pois estão, digamos, no mesmo pique sexual. Segundo dados estatísticos mais de 43% dos cristãos evangélicos praticam sexo três vezes por semana, e 30% deles uma vez por semana, depois vêm os que praticam quinzenalmente, 6%, e aí vai caindo até os que não mais praticam que são em torno de 1%. Isso representa uma média de 3 a 4 relações sexuais por semana. É um número bom, e mostra os estudos que os evangélicos fazem mais sexo que os não evangélicos, que estão com a média em torno de 2,14 por semana.
  64. 64. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 65 Esses números são interessantes, pois o homem evangélico costuma ser alvo de chacota entre os seus colegas de trabalho e escola, que dizem que o crente não gosta de mulher, não gosta de sexo, e agora, fica aí a informação que gosta sim, e como gosta. Essas gozações são por conta de que os cristãos não são dados a piadas, a pornografia, as conversas sobre a mulher do outro. A reclamação dos homens é que as esposas não valorizam sua sede de sexo, principalmente quando vêm os filhos. Um marido cristão queixou-se assim: “ Pastor sou grato a Deus, estou feliz, ganhei um filho, porém, perdi a esposa.” Esse é o cuidado que a esposa cristão tem que tomar, pois veja, as “periguetes” estão por todo lado, tem sempre uma delas se oferecendo a esses homens, não se pode vacilar. Olha o conselho da Bíblia: “Quem está satisfeito despreza o mel, mas para quem tem fome até o amargo é saboroso. Como ave vagando longe do ninho, assim é o homem perambulando longe do lar!…” Pv 27:7,8. Entendeu direitinho, você esposa, pegue seu homem e ofereça a ele o que ele mais quer, sexo. Costumo sugerir as irmãs que leiam o texto de Provérbios 7, onde fala de uma prostituta que aprisiona os homens e depois os conduz para seu leito como ovelhas que vão para o matadouro, e sem forças para reagir a tentação vão para a morte que é o adultério. Aqui o que se
  65. 65. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 66 destaca nesse texto são as ações dessa mulher vil, mas que pode ensinar a muitas como se comportarem com seus maridos. Vamos dar uma olhadinha no texto e você já vai entender as ações dela: “E eis que uma mulher lhe saiu ao encontro ( proativa) com enfeites de prostituta (vestida para seduzir) , e astúcia de coração. Estava alvoroçada e irrequieta; não paravam em sua casa os seus pés ( ansiosa pelo homem). Foi para fora, depois pelas ruas, e ia espreitando por todos os cantos; E chegou-se para ele e o beijou ( iniciativa para o sexo). Com face impudente lhe disse: Sacrifícios pacíficos tenho comigo; hoje paguei os meus votos. Por isto saí ao teu encontro a buscar diligentemente a tua face, e te achei. Já cobri a minha cama com cobertas de tapeçaria, com obras lavradas, com linho fino do Egito. Já perfumei o meu leito com mirra, aloés e canela ( preparou o cenário do sexo). Vem, saciemo-nos de amores até à manhã; alegremo-nos com amores...( provocante). Assim, o seduziu com palavras muito suaves e o persuadiu com as lisonjas dos seus lábios. E ele logo a segue, como o boi que vai para o matadouro ( torna-se vitima dela), e como vai o insensato para o castigo das prisões; Provérbios 7:10-22.” A mulher tem o direito e o dever de estar bonita para o seu homem, e por isso é preciso investir algum dinheiro com uma
  66. 66. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 67 roupinha apropriada, alguns perfumes, óleos, lubrificantes se for o caso de falta de lubrificação vaginal, um quarto cheiroso, com lençóis novos, etc. Sexo não é apenas o encontro do pênis com a vagina, envolve os cinco sentidos, os cheiros, o visual, os toques, sabores e os sons agradáveis, tudo isso importa e valoriza o momento. Corre uma história entre os evangélicos a respeito do marido que estava sedento de amor, ligou para a esposa e avisou: “Meu bem, me espere que eu estou chegando, manda as crianças para a casa da sua mãe, faz uma sopinha rala, desliga o telefone da tomada, fecha as janelas, e esteja bonita para mim”. Quando ele chegou em casa, estava quase tudo pronto, a sopinha rala estava na mesa e ela estava no banho, então ele tomou a sopa e foi para a sala ver um pouco de TV, e dali a pouco ela o chama e ele vai. Na sua mente ela iria estar sexy, com um baby doll, uma roupinha transparente ou algo assim, mas quando olhou não acreditou no que viu. Ela estava vestindo uma camiseta amarela, de campanha política, com a foto de um homem moreno, com um enorme bigode, bem no peito. E ainda por cima, tinha uma essa inscrição: “Venha ser feliz, com fulano de tal.” Ele quando viu desanimou e disse: “ Meu bem, não estou muito legal , vamos deixar para amanhã, quem sabe até lá estarei melhor.”
  67. 67. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 68 Depois dos 45 anos e um bom tempo de casamento, quando as novidades já são tão novas assim, uma ereção peniana já não é mais obrigação do homem, mas também um merecimento da mulher e da ocasião. Deixe-me explicar melhor, tem situações que merecem uma ereção e situações que prejudicam uma ereção ainda que se queira. É desde há muito sabido que os homens são atraídos sexualmente por aquilo que veem, enquanto a mulher é atraída por aquilo que ouve. Se elas são provocadas por um carinho, um elogio, uma conversinha de “pé de orelha”, eles, os maridos, por sua vez, querem ver e querem ser elogiados pelo seu desempenho. Outro dia uma esposa disse estar feliz e despreocupada porque agora que seu marido “virou crente” ele não terá olhos para outras mulheres e com isso, o adultério não seria mais um fantasma em sua vida. Ponderei e disse: “Cuidado minha querida, os filhos das trevas parecem realmente ser mais sábios que os filhos da luz. Sugiro que você dobre a sua preocupação, pois seu marido poderá ser ainda mais tentado.” Há um provérbio muito conhecido entre os evangélicos, “A mulher sábia edifica sua casa”, pois é, penso que essa sabedoria deve ser bastante abrangente, sabedoria emocional, sabedoria financeira, sabedoria na educação dos filhos, sabedoria sexual,
  68. 68. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 69 e outras mais. Dizem que um adultério vem precedido de tendências, motivos e oportunidades. Tendência tem a ver com o histórico familiar, a cultura, o aprendizado. Motivos são razões que expõe uma pessoa para o adultério, como a falta de um bom sexo, por exemplo. E oportunidades são situações onde alguém permanece por tempo demais perto do abismo. A mulher sábia é previdente, ora a Deus para proteger seu casamento, mas também toma suas providências para não facilitar as coisas para o mal, pois é assim que a Bíblia nos ensina. Ela diz que “se o Senhor não guardar a casa, em vão vigia a sentinela”, entretanto, não diz que podemos tirar a sentinela, pois é através dela, sentinela, que o Senhor guardará a casa, entendeu? Um marido não espera que a esposa seja uma miss mundo, uma modelo, não, mas espera que demonstre desejo por ele, e se mostre a ele da melhor maneira, que o procure para o sexo, que tome a inciativa de vez em quando, isso faz bem ao ego masculino, ser desejado. Uma esposa preocupada com a falta de sexo reclamou com o marido: “Meu bem, o que está acontecendo, você não me procura mais?”, ao que ele lhe respondeu: “Sabe o que é, você se esconde tanto que não consigo achá-la”. O marido quer ter bons motivos para ir para cama logo.
  69. 69. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 70 Um dos maiores erros que um casal comete é trazer o filho para dormir na cama do casal, isso atrapalha a intimidade, dificulta o sexo. E quando eu falo de intimidade, falo mais do que o sexo, falo de momentos de boa conversa, de toques e carícias, falo de conhecimento mútuo e de momentos de desabafo, e isso tem que ser preservado, protegido a sete chaves no casamento. Quando eu estava ativo no serviço policial, fizemos uma “blitz” contra a prostituição no centro de uma determinada cidade, e na ocasião prendemos uma prostituta que nos confidenciou que tinha um “cliente” que toda semana a procurava, eles iam ao motel e lá permaneciam por duas horas e não faziam sexo, apenas conversavam. Ele pagava a ela para ser uma boa ouvinte, e desabafava com ela sobre seus problemas na empresa, na família, no casamento. Ter alguém para compartilhar nossos dilemas, nosso dia, ansiedades, vitórias e fracassos. No livro de Cantares a esposa sulamita diz: “ Eu sou do meu amado e ele tem saudades de mim.” , esse é o segredo, a mulher tem que fazer por onde o seu marido sinta saudades dela. Ela, sulamita, e seu marido Salomão tinham sabedoria sexual e se comunicavam de um modo a despertar a libido do outro, veja como eles se falam: “Eis que és formosa, ó meu amor, eis que és formosa; os teus olhos são como os das pombas. Eis que és formoso, ó amado meu, e
  70. 70. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 71 também amável; o nosso leito é verde. As traves da nossa casa são de cedro, as nossas varandas de cipreste.”-Cânticos 1:15- 17. Aqui estão dizendo que a casa deles não cai, pois os esteios são de madeira nobre, entretanto, eles não estão falando propriamente da madeira usada na construção da casa e sim, da forma como se amam, como se cuidam e dos sentimentos comuns que nutrem, e que isso tudo redunda na solidez da relação. Ela afirma na cama dela eles se realizam, não falta vigor e o amor se renova. Essas recomendações estão dentro da ideia de I Co 7:3-5, “O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher. Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência 1 Coríntios 7:3- 5. A falta de sexo, expõe o casamento a perigo. Pesquisas mostraram que as pessoas se envolvem com outros, adulteram porque estavam em busca de sexo e não de um divórcio, importa não dar motivos para o cônjuge tenha que recorrer a
  71. 71. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 72 isso. Geralmente os homens adulteram porque são estimulados a isso por um comportamento social que só falta aplaudi-lo quando ele traí, por falta de um bom sexo dentro de casa, por falta de um relacionamento verdadeiro com Deus, por falha no caráter, busca de aventura e novidades. As mulheres traem por causa de abandono emocional, curiosidades, excesso de oportunidade, falha no caráter e também por falta de um bom sexo dentro de casa. A esposa como a sua amante. Querendo a mulher ser uma grande esposa, comece por um bom sexo dentro de casa. O sexo exige variação, quebra de rotina, mudança de ambiente, roupas apropriadas, cheirosas, gostosas ao toque. Ele deseja o teu desejo, adora quando você diz que ele é demais, um garanhão ou coisa assim. Envaidece quando sua esposa lhe diz que ele a faz ir às nuvens durante o amor. Não é preciso se envergonhar, faz parte do jogo sexual, a sulamita de Salomão fala assim: “ ...não há ninguém que se compare a ele, as palavras dele são sempre doces e cheias de amor.” –Ct 5.15b-16. Ele replica: “Você conquistou meu coração, minha bela noiva, você me venceu com um simples olhar, só com um enfeite de seu colar. Minha querida, como é doce o seu amor. É
  72. 72. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 73 melhor que o vinho; o perfume do seu amor é melhor que o das mais finas colônias, seus lábios são feitos de mel”. O sexo não é só para o prazer dele, é deleite de ambos, um buscando oferecer gozo ao outro antes mesmo de pensar em si. Quem busca o seu próprio prazer pode encontrá-lo, porém, se não oferecer prazer ao outro, essa relação será doentia e egoística. Quando o sexo está meio morno, é preciso voltar a namorar, nesse tempo é preciso deixar um pouco o foco no papel de dona de casa, mãe de filhos, e ser namorada. Estar descansada, disposta e bem humorada e se apaixonar novamente. Outro dia me contaram a história de uma criança que falou à sua mãe: “Mãe, você não tem namorado. Sua mãe a repreendeu por isso. Mas ela insistiu com essa conversa e sua mãe lhe disse que seu namorado era o seu pai. Então, a menina falou: Eu não vejo o pai trazendo flores, não vejo vocês se abraçando. Você não se arruma quando ele está para chegar e também não saem para passear, então, o papai é só um marido e não um namorado.” Não é necessário estar impecável sempre, mas também não se pode ficar “malacafenta” o tempo todo. Os olhos se acostumam com aquilo que estamos vendo sempre igual, e chega a ponto de a gente não enxergar mais, é como se não
  73. 73. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 74 estivesse ali. Assim são as pessoas que estão sempre com a mesma roupa, mesmo cabelo, mesma conversa. Elas passam despercebidas. Não se transforme em mulher invisível para o seu marido. Faça algumas mudanças no visual. E não se esqueça de colocar um pouquinho de docilidade no seu falar, meiguice também não faz mal a ninguém. Pode ser que seu marido não fale nada, mas experimente se arrumar para ele, sem que se tenha motivos especiais, ele vai adorar. Nenhum marido não gosta de ver a mulher quando vai sair, corre toma um banho, fica cheirosa, põe uma lingerie nova, uma roupa bonita, passa uns cremes, uns produtos de cheiro bom (Hum, só de ter que pensar nisso já estou ficando com ciúmes...e com raiva também.), e ele fica só olhando e pensando, “eu que sou marido fico com a malacafenta e outros ficam com o “mulherão”. Uma boa e agradável companhia. Deus deu a Adão algumas tarefas como dar nomes aos animais, e exercer um trabalho agrário no Eden, e ele ficou tão empenhado com o trabalho que não notou que estava só. Ele não se deu conta que os animais tinham suas parceiras, até que Deus o avisou de sua necessidade. Então disse Deus: “Não é bom que esteja só, far-lhe-ei uma ajudadora (“Ezer” no Hebraico) idônea para ele.” Preste atenção na palavra
  74. 74. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 75 ajudadora, ela significa “Ezer” no Hebraico e tem o sentido de “alguém que cerca a vida de outro para protegê-lo”, pois esta é a função da mulher, da esposa com relação ao seu marido, cercar a vida dele para que ele não se perca, para que consiga cumprir com sua missão na terra. E desde então, todos os homens são carentes de ter ao seu lado uma “ezer” para o aconselhá-lo, para dar a ele o que falta nele, para ser para ele não alguém para com ele competir, mas sim, alguém para complementá-lo. Agora, um homem não precisa de uma mulher qualquer , ele precisa de uma mulher que tenha vindo de Deus, pois “ quem encontra uma boa esposa, encontrou o favor do Senhor” ( Pv 18.22 ), e mais, “Riquezas e bens um homem recebe até como herança de seus pais, mas uma boa esposa vem do Senhor para Ele (Pv 19.14 ), então perceba, não serve qualquer mulher, tem que ser a mulher, alguém que venha para somar com ele, levando ele a vitórias maiores. Uma mulher como a mulher de Salomão quando diz algo assim: “ Eu sou para o meu marido como um muro, meus dois seios são suas torres, eu sou para ele um muro, eu sou aquela que lhe inspira paz.” ( cf Ct 8:10). Penso que as jovens cristãs devem se preparar para ser uma “ezer”, uma mulher competente, capaz , em condições de ser uma benção na vida de seu marido. E que seja um muro de proteção contra o mal, uma auxiliadora na missão dele, alguém que com zelo cuide dele e receba em
  75. 75. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 76 troca, amor e proteção, e que juntos sejam felizes. Nenhum homem quer se casar com uma “confusão ambulante”, “uma jararaca vigilante”, não é disso que ele precisa. Mulher barraqueira, ciumenta , controladora, usurpadora de sua autoridade enquanto cabeça do lar, definitivamente, estará trazendo angústias e dores para o homem, leia isso: “Uma mulher virtuosa é uma mulher nobre, graciosa, diligente e amorosa. Ela agrada e honra o seu marido fielmente. Ele é grato e se regozija na bondade de Deus para com ele através dela. Mas uma mulher odiosa envergonha o seu marido, e lentamente o mata de dentro para fora pela sua estupidez, egoísmo, teimosia ou infidelidade.” A esposa sendo a companheira para todas as horas. Mulher, procure ser uma companhia agradável, que ele sinta prazer ao seu lado. Marido tem que ver na esposa a sua principal conquista. Um boa companhia é aquela mulher cujo valor deve exceder o de finas joias, e estar em público abraçado com ela é como estar em posse da taça de campeão, uma situação de triunfo. É a pessoa do tipo “conte comigo sempre” que ele precisa. Conte comigo quando tudo vai bem, e conte comigo quando a coisa der errado. Quando um casal vive o “companheirismo conjugal” é quando eles vivem a
  76. 76. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 77 mutualidade, que é uma das características da aliança conjugal. Na mutualidade é assim, “eu cuido bem de você e você cuida bem de mim, e assim, ambos sobrevivemos as agruras da vida, nos complementamos e nos realizamos enquanto pessoa.”( o autor).A Bíblia não manda que uma mulher ame o seu marido, pois isso lhe é muito natural, mas manda que respeite, pois respeitar tem a ver com aceitar sua posição de líder, e demanda uma atitude de entrega, renúncia e confiança. Vigie para ser uma companhia agradável, ser mais parceira do que rival, deve se posicionar como aquela que o complementa e não a que compete. Muitas vezes um homem tem coisas em sua cabeça mas não tem com quem contar, e a mulher é a pessoa mais indicada para saber o que se passa dentro dele. Ser companhia é ser, segundo a etimologia da palavra “cum panis”, “aquela que come o pão comigo”. E num relacionamento conjugal é aquela que come o pão comigo, mesmo nos dias em que o pão falta. Alguém para partilhar seus sonhos e conquistas. Um homem procura alguém para partilhar seus sonhos e planos, suas alegrias e conquistas. Quer uma mulher para com ela se tornar uma só pessoa, alguém que tenha tanto dele dentro de si, que fique difícil divisar quem é um e quem é o outro. Que sejam parecidos, se não no físico, mas nos ideais, nos
  77. 77. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 78 propósitos e sentidos da vida, que adorem o mesmo Deus, que O sirvam juntos, e que seja para ele como um “Jardim fechado és tu, minha irmã, esposa minha, manancial fechado, fonte selada( Cânticos 4:12), uma fonte de alegria e prazer exclusivamente dele e para ele. E quando um homem ama uma mulher, ele faz de tudo para sua felicidade. Ele a ouvi e considera seus pedidos, cede quando é preciso, e é honesto em tudo. Sem máscaras se revela, pois não tem nada a esconder dela. Este homem divide com ela os pesos e fardos que ela teria que carregar e dá passos concretos para a realização dos sonhos de casal. Um marido que assume responsabilidade completa e total pela família e toma a iniciativa em transmitir seu amor pela esposa e filhos, é o marido que irá experimentar recompensas incríveis: uma esposa amorosa, apreciativa, disposta a ajudar, mostrando seu lado melhor para ele; filhos satisfeitos e seguros, desenvolvendo-se da melhor forma possível. Eu pessoalmente jamais vi um casamento falhar quando estas prioridades são satisfeitas”. ( Dr. Ross Campbel, psiquiatra, escritor evangélico) A esposa presente em suas lutas. Os sonhos representam os desejos de um homem e as
  78. 78. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 79 conquistas são suas vitórias. Um homem quando sonha um sonho bonito e este se torna realidade, ele precisa partilhar essa conquista , e quando não tem com quem fazê-lo, seu sonho se torna incompleto, e o coração não se alegra. Todo homem precisa ter com quem dividir suas glórias, ele quer ter o prazer de dizer “meu bem, olha o que eu trouxe para nós!” É por isso que, muitas vezes, um homem parece perdido e somente se encontra quando se casa. Antes ele não tinha motivos para sonhar, não tinha a quem agradar, mas uma vez casado, ele quer agradar a esposa, repartir com ela o que trouxer para casa. A presença dela, a sua existência dá motivos para um homem viver e lutar. É tudo que um homem quer, uma companheira exclusiva e fiel, um bom sexo, o seu respeito e admiração, e filhos bem cuidados dentro de um lar que ele construiu com a ajuda dela. Enquanto a mulher se realiza quando é notada pelo relacionamento que cultivou com marido, pelos filhos lindos que tem, pela casa que mantém arrumada e bem ornamentada, pelo ambiente gostoso que há no seu lar quando a família se reúne, e também pela sua beleza de mulher, valorizando estar bonita fisicamente, com um corte novo de cabelo uma roupa que lhe caia bem, já o marido gosta dos desafios, uma oportunidade para exibir suas habilidades, coragem, e ousadia.
  79. 79. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 80 Um marido precisa ser admirado pela sua competência, inteligência, por suas conquistas e realizações. Ele quer receber dela o reconhecimento que quem lutou e venceu na vida. Maridos estão sempre em lutas, combates e disputas, ora ganhando, ora perdendo e ser uma companhia agradável, uma mulher interessante para ele é reconhecê-lo diante disso, é acreditar nele, na sua força, competência, astúcia, e isso é tudo que um homem quer, é ter alguém que lhe diga, ainda que sem palavras, “Ei querido, estou contigo, conte comigo”, ou ainda “pense bem, isso pode dar errado e o prejuízo será grande.”. Ele precisa de alguém para incendiá-lo ou mesmo para o refrear, mas sempre no tempo oportuno e no modo correto de se fazer. O que ela espera encontrar no casamento. Para encantar o amor deve ir além do esperado, o amor deve exceder. Carinho em todas as suas formas. A mulher é um ser emocional e que precisa ser reconhecido no seu valor enquanto fêmea, esposa, mãe, mulher. Fizemos uma enquete no blog Casados em Cristo perguntando as leitoras quais eram as três maiores reclamações que elas tinham com
  80. 80. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 81 seu relação ao casamento, e a resposta foi esta: Falta de carinho, grosseria no falar e infidelidade. A resposta era mais ou menos esperada, vez que carinho é exatamente o que elas esperam encontrar no casamento, e na sua falta, surgem as queixas. Carinho é palavra que vem do Latim CARUS, que significa “precioso, de alto custo, caro”. Quando temos “carinho” alguém, é porque lhe colocamos um alto preço e temos para com esse alguém atitudes correspondentes de amor. Olha só a importância, o valor, o peso de um afeto, um toque, veja o que ele significa para ela. Um toque afetuoso no rosto é como uma declaração pública de que ela é amada, é querida, reconhecida, alguém que se traz em alta conta. Uma das maneiras de se expressar carinho é através do toque físico, toque esse diferente do toque de cunho sexual. É um toque carregado de ternura, podendo ser um abraço, um aperto de mão, um toque nos cabelos, o certo é que o toque físico é uma das maneiras como as pessoas expressam amor e gostam de serem amadas através dele, conforme ensina Gary Chapman, uma das linguagens de amor. A mulher de maneira muito mais acentuada que os homens gostam muito de um carinho em forma de toque terno. Não que
  81. 81. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 82 os homens não gostem, mas eles têm a pele mais grossa e, portanto, menos sensível ao toque, e talvez até por isso não o valorizem muito. Estivemos fazendo um seminário para casais em uma cidade e ao final de três dias de encontro uma senhorinha nos procurou e com lágrimas nos olhos pediu para conversar e foi assim nossa conversa: -Pastor, faz 20 anos que eu não recebo um abraço de meu marido. Eu e o pastor local ficamos assim sem saber de pronto o que dizer-lhe, cheguei a pensar em dar-lhe um abraço, mas logo entendi que queria um abraço de seu amado. Então respondi: -Irmã, fica firme com Deus, logo o Senhor vai trazê-lo para cá e vocês estarão juntos nessa igreja e tudo vai se resolver, ele se converterá e será um homem amável. Ao que ela me respondeu: -Não pastor, o senhor não está entendendo, meu marido é aquele lá na porta, ele é diácono. Fiquei estarrecido, aí que já não sabia mais o que falar àquela pobre mulher. Ouvi um pregador dizer que uma mulher precisa ser abraçada ao menos seis vezes ao dia para que se sinta amada pelo seu homem. Aquele diácono tinha uma dívida grande com a
  82. 82. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 83 esposa. Aconteceu também em nossos atendimentos pelo internet quando recebi um email de uma esposa residente em São Paulo que contava assim: Pastor, somos um casal de classe média alta, meu marido é industrial, moramos em São Paulo. Temos um pequeno sítio há uns 100 km daqui, próximo de Sorocaba, e nos finais de semana a gente vai para lá e só retorna na segunda feira de manhã. Numa dessas idas ao sitio, uma sexta feira, paramos na estrada onde tem um shopping rural e lá meu marido comprou algumas coisas próprias para os animais. Pensei comigo, hoje estamos cansados, mas amanhã de manhã quero acordar bem cedinho e vou pegar ele de jeito e a gente vai fazer amor. Quando amanhecia o dia, o procurei na cama e não o encontrei, fique decepcionada e já cheia de coisas na cabeça. Olhei pela janela e vi que ele puxava uma égua pelo cabresto até um local onde havia um bico de água. Lá ele passou a dar banho na égua, e alisada de alto a baixo, passava shampoo, e um outro produto, depois enxaguava e vinha com outro tipo de escova, sei que ele gastou mais de uma hora alisando aquele animal. E eu, já com ciúmes, não aguentei e gritei com ele: Ei, amor bom dia! Ele respondeu: Bom dia, tudo bem? Eu retruquei: Tudo bem, a única coisa é que eu gostaria de ser essa égua pelo menos uma vez por mês.
  83. 83. Pastor Ismael Roselei de Carvalho 84 Fiquei pensando em mim mesmo como marido, pensei também em alguns que conheço que passa a manhã inteira de um sábado esfregando a lataria e polindo rodas; pensei naqueles jogam futebol, e ainda, naqueles que tem “hobbys” solitários e egoístas. Meu Deus! Que falha nossa enquanto maridos. Para refletir: Que tipo de marido sou eu? O quanto tenho investido na vida de minha esposa? Será que faço parte do processo de crescimento dela? Como estou contribuindo para sua promoção? Qual a imagem que meus filhos fazem de mim? Sou o herói deles ou a sua vergonha? Quais seriam as expectativas de Deus com relação a mim? Quando as pessoas me olham, qual seria o juízo que fazem? Quais são minhas melhores virtudes? E os meus vícios, quando vou deixa-los? Eu sou um macho, eu sei...mas seria eu um homem? (Quando Salomão foi assumir o trono de seu pai, Davi lhe disse: Esforça te e se tú um homem” (II Rs 2,2), ser homem é muito mais do que ser macho, ser pai é muito mais gerar filho.

×