O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Futurismos

2.219 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Futurismos

  1. 1. Século XX: primeira metade (II) Outras tendências
  2. 2. <ul><li>FUTURISMO </li></ul>Valorização da velocidade produzida pela mecanização do mundo contemporâneo.
  3. 3. <ul><li>Procura-se neste estilo expressar o movimento atual, registrando a velocidade descrita pelas figuras em movimento no espaço. </li></ul><ul><li>O artista futurista não está interessado em pintar um automóvel, mas captar a forma plástica a velocidade descrita por ele no espaço. </li></ul>
  4. 4. Características do Futurismo <ul><li>-A Dinamicidade -Aspectos mecânicos -O uso de elementos geométricos </li></ul>
  5. 5. Velocidade abstrata – o carro passou – Giacomo Balla.
  6. 6. Formas únicas de continuidade no espaço Bronze – Umberto Boccioni
  7. 7. Retrato de Leopold Zborowska Retrato de Jeanne Hébuterne, sentada Modigliani Modigliani
  8. 8. <ul><li>Embora a palavra dada em francês signifique cavalo de brinquedo, para reforçar esta idéia foi criado o mito de que o nome foi escolhido aleatoriamente, abrindo-se uma página de um dicionário e inserindo-se um estilete sobre a mesma. Isso foi feito para simbolizar o caráter anti-racional do movimento, claramente contrário à Primeira Guerra Mundial . </li></ul>Dadaísmo
  9. 9. <ul><li>Ready-Made significa confeccionado, pronto. Expressão criada em 1913 pelo artista francês Marcel Duchamp para designar qualquer objeto manufaturado de consumo popular, tratado como objeto de arte por opção do artista. </li></ul>
  10. 10. Marcel Duchamp <ul><li>(1887-1968), pintor e escultor francês, sua arte abriu caminho para movimentos como a pop art e a op art das décadas de 1950 e 1960. Reinterpretou o cubismo a sua maneira, interessando-se pelo movimento das formas. O experimentalismo e a provocação o conduziram a idéias radicais em arte, antes do surgimento do grupo Dada (Zurique, 1916). </li></ul><ul><li>Criou os ready-mades, objetos escolhidos ao acaso, e que, após leve intervenção e receberem um título, adquiriam a condição de objeto de arte. </li></ul><ul><li>Em 1917 foi rejeitado ao enviar a uma mostra um urinol de louça que chamou de &quot;Fonte&quot;. Depois fez interferências (pintou bigodes na Mona Lisa, para demonstrar seu desprezo pela arte tradicional), inventou mecanismos ópticos. </li></ul>
  11. 13. OP - ART Op art é um termo usado para descrever a arte que explora a falibilidade do olho e pelo uso de ilusões ópticas. A expressão “op-art” vem do inglês (optical art) e significa “arte óptica”. Defendia para arte &quot;menos expressão e mais visualização&quot;. Apesar do rigor com que é construída, simboliza um mundo mutável e instável, que não se mantém nunca o mesmo. Os trabalhos de op art são em geral abstratos, e muitas das peças mais conhecidas usam apenas o preto e o branco. Quando são observados, dão a impressão de movimento, clarões ou vibração, ou por vezes parecem inchar ou deformar-se.
  12. 18. POP-ART <ul><li>Em meados da década de 60 os artistas, por sua vez, defendem uma moderna, irreal, que se comunique diretamente com o público por meio de signos e símbolos retirados do imaginário que cerca a cultura de massas e a vida cotidiana. </li></ul>
  13. 19. <ul><li>Assim, surge a Pop Art, na Inglaterra, através de um grupo de artistas intitulados Independent Group . A primeira obra considerada Pop é o que exatamente torna os lares de hoje tão diferentes, tão atraentes. </li></ul>
  14. 20. <ul><li>Os artistas e críticos integrantes do Independent Group lançam em primeira mão as bases da nova forma de expressão artística, que se beneficia das mudanças tecnológicas e da ampla gama de possibilidades colocada pela visualidade moderna, que está no mundo - ruas e casas - e não apenas em museus e galerias. </li></ul>
  15. 21. Roy Lichtenstein foi o mestre do estereotipo, e o mais sofisticado dos artistas pop, quer pela capacidade de análise visual, quer pela a ironia da exploração dos estilos passados.   Assim que aderiu à nova onda - como os demais artistas do movimento - Lichtenstein privilegiou as cores primárias (azul, amarelo e vermelho), usou o recurso dos pontinhos, das linhas paralelas e a vantagem do baixo custo de impressão gráfica.
  16. 22. O objetivo de Lichtenstein foi oferecer uma reflexão sobre a linguagem e as formas artísticas. Seus quadros, desvinculados do contexto de uma história, aparecem como imagens frias, intelectuais, símbolos ambíguos do mundo moderno. O resultado é a combinação de arte comercial e abstração.
  17. 23. <ul><li>Nasceu a 6 de Agosto de 1928 em Pittsburgh. Foi um impulsionador da arte pop, cineasta e pintor. </li></ul><ul><li>Ficou conhecido por pintar produtos americanos famosos, como latas de sopa Campbells's ou celebridades como Marilyn Monroe. A célebre frase &quot; Um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama.&quot; é da sua autoria. Faleceu em 1987 no dia seguinte a ter sido submetido a uma operação à vesícula biliar com sucesso. </li></ul>
  18. 25. Marilyn (1967) Andy warhol
  19. 27. <ul><li>Nascido no estado de Pensilvânia cedo mostrou interesse pelas artes plásticas. De 1976 até 1978 estudou design gráfico numa escola de arte em Pittsburgh. Antes de acabar o curso, transfere-se para Nova Iorque, onde seria grandemente influenciado pelos graffitis, inscrevendo-se na School of Visual Arts . Homossexual assumido, o seu trabalho reflete também um conjunto de temas homo-eróticos. </li></ul><ul><li>Keith Haring começou a ganhar notoriedade ao desenhar a giz nas estações de metro de Nova Iorque. As suas primeiras exposições formais acontecem a partir de 1980 no Club 57, que se torna um ponto de encontro da elite vanguardista. </li></ul><ul><li>Na mesma década, participou em diversas bienais e pintou diversos murais pelo mundo - de Sydney a Amsterdão e mesmo no Muro de Berlim. Amigo pessoal de Grace Jones, foi ele quem lhe pintou o corpo para o videoclip &quot;I'm Not Perfect&quot;. </li></ul><ul><li>Em 1988, abre um Pop Shop em Tóquio. Na ocasião, afirma: </li></ul><ul><li>&quot; Em minha vida fiz muitas coisa, ganhei muito dinheiro e me diverti muito. Mas também vivi em Nova Iorque nos anos do ápice da promiscuidade sexual. Se eu não pegar AIDS, ninguém mais pegará. &quot; </li></ul><ul><li>Meses depois declara em entrevista à revista Rolling Stone que tem o vírus HIV. Em seguida, cria a Keith Haring Foundation , em favor das crianças vítimas da AIDS. </li></ul><ul><li>Em 1989, perto da igreja de Sant'Antonio Abate , em Pisa , Itália, executa a sua última obra pública - o grande mural intitulado Tuttomondo [1], dedicado à paz universal. </li></ul><ul><li>Haring morreu aos 31 anos de idade, vítima de AIDS, tendo sido um forte activista contra a doença, que abordou mais que uma vez em suas pinturas. </li></ul>

×