Introdução
Ernesto Rafael Guevara de la Serna, conhecido como "Che" Guevara ( 1928- 1967) foi
um político, jornalista,escr...
Biografia
Era o mais velho dos cinco filhos de Ernesto Guevara y Lynch (1901–1997) e
de Celia de la Serna y Llosa (1906–19...
Foi por causa da visão de tanta miséria e impotência e das lutas
e sofrimentos que presenciou em suas viagens que
o jovem ...
Governo cubano
•
•
•
•

•

•

de Fidel, torna-se um dos principais dirigentes do novo estado cubano:
Embaixador, President...
Retorno à guerrilha e morte
• Ele parte primeiramente para o Congo com um grupo de 100 cubanos
"internacionalistas", tendo...
Morria o homem Ernesto 'Che' Guevara.(9
de outubro de 1967) Nascia o mito Che.
• Suas ideias inspiraram vários movimentos ...
Frases de Che Guevara
• "O verdadeiro revolucionário é movido por grandes
sentimentos de amor."
• "Há que endurecer-se, ma...
O impiedoso Che Guevara
• Como todo ser humano, Che deixou-se levar pela empolgação e acabou por
SE TRANSFORMAR NO QUE MAI...
Che guevara
Che guevara
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Che guevara

1.324 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.324
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Che guevara

  1. 1. Introdução Ernesto Rafael Guevara de la Serna, conhecido como "Che" Guevara ( 1928- 1967) foi um político, jornalista,escritor e médico argentino-cubano. Guevara foi um dos ideólogos e comandantes que lideraram a Revolução Cubana que levou a um novo regime político em Cuba. Ele participou desde então, até1965, da reorganização do Estado cubano, desempenhando vários altos cargos da sua administração e de seu governo, principalmente na área econômica, como presidente do Banco Nacional e como Ministro da Indústria, e também na área diplomática, encarregado de várias missões internacionais. Convencido da necessidade de estender a luta armada revolucionária a todo o Terceiro Mundo, Che Guevara impulsionou a instalação de grupos guerrilheiros em vários países daAmérica Latina. Entre 1965 e 1967, lutou no Congo e na Bolívia, onde foi capturado e assassinado de maneira clandestina e sumária pelo exército boliviano , em colaboração com a CIA, em 9 de outubro de 1967. A sua figura desperta grandes paixões, a favor e contra, na opinião pública, e converteu-se em um símbolo de importância mundial. Foi considerado pela revista norteamericanaTime uma das cem personalidades mais importantes do século XX.Para muitos dos seus partidários, representa a rebeldia, a luta contra a injustiça social e o espírito incorruptível. Em contrapartida, muitos dos seus detratores o consideram como um criminoso, responsável por assassinatos em massa, e acusam-no de má gestão como ministro da Indústria.
  2. 2. Biografia Era o mais velho dos cinco filhos de Ernesto Guevara y Lynch (1901–1997) e de Celia de la Serna y Llosa (1906–1965), ambos pertencentes a famílias da classe alta argentina Em 1944, os negócios da família de Che vão mal e Ernesto emprega-se como funcionário da Câmara de uma vila, nos arredores de Córdoba, para ajudar as finanças em casa, sem deixar, contudo, de estudar. Em 1946, terminou o liceu. Os Guevara mudaram-se para Buenos Aires e Ernesto ingressou nauniversidade, estudando medicina. Continuando a situação econômica a deteriorar-se, foram obrigados a vender com prejuízo a plantação de mate que tinham desenvolvido. Na capital, Ernesto empregou-se outra vez como funcionário municipal e mais tarde numa tipografia, continuando, não obstante, o curso de medicina. Houve um período durante o qual trabalhou como voluntário num instituto de pesquisas sexuais, então mantido pelo partido comunista. Nesse mesmo ano de 1946, foi chamado ao serviço militar, que, ironicamente, o recusou por inaptidão física
  3. 3. Foi por causa da visão de tanta miséria e impotência e das lutas e sofrimentos que presenciou em suas viagens que o jovem médicoErnesto Guevara concluiu que a única maneira de acabar com todas as desigualdades sociais era promovendo mudanças na política administrativa mundial. Em 1954, no México através de Ñico López, um amigo das lutas na Guatemala, ele conhece Raúl Castro que logo o apresentaria a seu irmão mais velho, Fidel Castro. Esse organiza e lidera o movimento guerrilheiro 26 de Julho, ou M26, em referência ao assalto ao Quartel Moncada, onde em 26 de julho de 1953, Fidel Castro liderou uma ação militar na qual tentava tomar a principal prisão de presos políticos em Santiago. Guevara faz parte dos 72 homens que partem para Cuba em 1956 com Fidel Castro e dos quais só 12 sobreviveriam. É durante esse ataque que Che, após ser duramente espancado pelos rebeldes, larga a maleta médica por uma caixa de munição de um companheiro abatido, um momento que tempos depois ele iria definir como o marco divisor na sua transição de doutor a revolucionário.
  4. 4. Governo cubano • • • • • • de Fidel, torna-se um dos principais dirigentes do novo estado cubano: Embaixador, Presidente do Banco Nacional, Ministro da Indústria. Che esteve oficialmente no Brasil em agosto de 1961 , quando foi condecorado pelo então presidente, Jânio Quadros,solicitando a ajuda do governo do Brasil para fazer cessar a perseguição movida contra a Igreja Católica em Cuba Em 8 de agostode 1961, Che discursou numa reunião da OEA em Punta del Este. Em 1964 Ernesto Che Guevara representou oficialmente Cuba nas Nações Unidas, tendo pronunciado um discurso em francês por ocasião da sua 19ª Assembleia Geral, em 11 de dezembro de 1964. Participou do Seminário Econômico de Solidariedade Afro-asiática entre 22 e 27 de fevereiro de 1965 em Alger, quando criticou publicamente, pela primeira vez, a política externa da União Soviética. Nesse mesmo ano, Guevara, deixa Cuba para propagar os ideais da revolução cubana pelo mundo com ajuda de voluntários de vários países latino americanos, contra os conselhos dos soviéticos mas com o apoio de Fidel Castro. Em 4 de outubro de 1965 Fidel Castro anunciou que Ernesto Che Guevara deixara a ilha para lutar contra o imperialismo.
  5. 5. Retorno à guerrilha e morte • Ele parte primeiramente para o Congo com um grupo de 100 cubanos "internacionalistas", tendo chegado em abril de 1965. Comandante supremo da operação, atuou com o codinome Tatu ,e encontrou-se com Kabila. Por seu total desconhecimento da região, dos seus costumes, das suas crenças religiosas, das relações inter-tribais e da psicologia de seus habitantes, o "delírio africano" de Che resultou numa total decepção. • Em seguida parte para a Bolívia onde tenta estabelecer uma base guerrilheira para lutar pela unificação dos países da América Latina e de onde pretendia invadir a Argentina. Enfrenta dificuldades com o terreno desconhecido, não recebe o apoio do partido comunista boliviano e não consegue conquistar a confiança dos poucos camponeses que moravam na região que escolheu para suas operações, quase desabitada. Nem Che nem nenhum de seus companheiros falavam a língua indígena local. • É cercado e capturado em 8 de outubro de 1967 e executado no dia seguinte pelo soldado boliviano Mario Terán, a mando do Coronel Zenteno Anayae também do vice-presidente René Barrientos, na aldeia de La Higuera. Os boatos que cercaram a execução de Che Guevara levantaram dúvidas sobre a identidade real do guerrilheiro,que se utilizou de uma miríade de documentos falsos, de vários países, para entrar e viver na Bolívia.
  6. 6. Morria o homem Ernesto 'Che' Guevara.(9 de outubro de 1967) Nascia o mito Che. • Suas ideias inspiraram vários movimentos de esquerda em vários países depois de sua morte. • Na França contra o conservador Charles De Gaulle, nos EUA contra a participação norte americana na Guerra do Vietnam, no México quando aconteceram as primeiras manifestações contra o Partido Institucional Revolucionário. • Na África, eclodiu a guerra de guerrilha em quase todos os países nos vinte anos seguintes à morte de Guevara. • Em todos esses movimentos Che estava presente em bandeiras, faixas, camisas e, principalmente, nas mentes e nos corações dos revolucionários.
  7. 7. Frases de Che Guevara • "O verdadeiro revolucionário é movido por grandes sentimentos de amor." • "Há que endurecer-se, mas sem jamais perder a ternura." • "A reforma agrária radical é a única forma de dar a terra ao camponês." • "A revolução acontece através do homem, mas o homem tem de forjar, dia a dia, o seu espírito revolucionário." • "A argila principal de nossa obra é a juventude. Nela depositamos todas as nossas esperanças e a preparamos para receber ideias para moldar o futuro." • "Se você treme de indignação perante a uma injustiça cometida a qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo, então somos companheiros"
  8. 8. O impiedoso Che Guevara • Como todo ser humano, Che deixou-se levar pela empolgação e acabou por SE TRANSFORMAR NO QUE MAIS ODIAVA. Ele sempre foi contra figuras opressoras e lutava a favor da liberdade, porem ele acabou - em nome da revolução - tornando-se um ditador. Sempre que desconfiava de alguém MATAVA, SENDO ELE O ADVOGADO, JUIZ E EXECUTOR da pena. Nisso ele matou mais de 200 pessoas nos primeiros meses pós revolução cubana. Acostumou-se e perdeu seu rumo... • Como ADMINISTRADOR FOI UM FRACASSO TOTAL, ele recebeu de Fidel a incumbência de cuidar das finanças de Cuba e arrebentou-a devido a mal planejamentos e cuba ficou dependente da mesada da URSS até a década de 90. • Ainda por cima tem o fator de que ele acabou se enfiando em tudo que é revolução, e todas demais foram fracassadas, inclusive, em sua ultima na Bolívia ELE FOI ENTREGUE PELOS PROPRIOS COMPANHEIROS, visto que eles não gostavam do jeito autoritário de Che, assim o entregaram ao exercito inimigo, pelos qual foi morto. Ele se perdeu no sentido de o que é uma revolução.

×