Arquitetura Barroca

15.357 visualizações

Publicada em

Trabalho de Monitoria da Universidade Federal Fluminense (UFF)

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.357
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
116
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
388
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arquitetura Barroca

  1. 1. BARROCOBARROCO
  2. 2. BARROCOBARROCORENASCIMENTO x BARROCORENASCIMENTO x BARROCO“O Renascimento era equilíbrio, medida, sobriedade, racionalismo, lógica. Obarroco foi movimento, ânsia de novidade, amor pelo infinito e pelo não finito,pelos contrates e pela audaciosa mistura de todas as artes. Foi dramático,exuberante, teatral tanto quanto a época anterior fora serena e comedida.”CONTI (1984: 4)“Referindo-se sempre à arte do século XVII e dos princípios do século XVIII,definiram como barrocas aquela obras em que estavam presentes determinadascaracterísticas: a procura do movimento, quer real (uma parede ondulada, umafonte, de onde a água jorra em formas sempre novas), quer sugerido (umpersonagem retratado durante uma ação violenta ou sob um esforço); atentativa de representar, ou de sugerir, o infinito (uma alameda que se perde nohorizonte, um fresco que simula a abóbada celeste, um jogo de espelhos quealtera e torna irreconhecíveis as perspectivas); a importância dada às luzes eaos efeitos luminosos na percepção final e na própria concepção da obra dearte; (...).”CONTI (1984: 8)
  3. 3. David de Michelangelo (1501-1504) David de Bernini (1623-1624)BARROCOBARROCORENASCIMENTO x BARROCORENASCIMENTO x BARROCO
  4. 4. David de Michelangelo (1501-1504) David de Bernini (1623-1624)BARROCOBARROCORENASCIMENTO x BARROCORENASCIMENTO x BARROCO
  5. 5. Il ritorno di Giuditta a Betulia & Oloferne trovato ucciso de BOTTICELLI (1472)BARROCOBARROCORENASCIMENTO x BARROCORENASCIMENTO x BARROCO
  6. 6. Giuditta de capita O lo fe rne s de CARAVAGGIO (1595-1600)BARROCOBARROCORENASCIMENTO x BARROCORENASCIMENTO x BARROCO
  7. 7. (1598-1680)BERNINIBERNINI
  8. 8. Apollo e Dafne de Bernini (1622-1625)O rapto de Proserpina de Bernini(1621-1622)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  9. 9. Baldacchino (1624-1633)Basílica de São PedroBARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINICONTI (1984: 12)/ ARGAN (2004: 43)
  10. 10. Altar (1657-1666)Basílica de São PedroBARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  11. 11. Sant’Andrea al Quirinale (1658-1678 - Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINIwww.williams.edu/art/architectureVR/santAndreaAlQuirinale/CONTI (1984: 6)
  12. 12. Sant’Andrea al Quirinale (1658-1678 - Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  13. 13. Sant’Andrea al Quirinale (1658-1678 - Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  14. 14. Sant’Andrea al Quirinale (1658-1678 - Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINIwww.williams.edu/art/architectureVR/santAndreaAlQuirinale/“As plantas, isto é, as figuras que a construção descreve sobre o terreno, que orenascimento preferia era o quadrado, o círculo, a cruz grega ( a que tem todosos braços iguais). Do barroco são características, pelo contrário, a oval, ou,frequentemente, esquemas muito mais complexos, derivados de complicadostraçados geométricos.”CONTI (1984: 11)
  15. 15. Sant’Andrea al Quirinale (1658-1678 - Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINIwww.williams.edu/art/architectureVR/santAndreaAlQuirinale/
  16. 16. (1596-1669)CORTONACORTONA
  17. 17. Santa Maria della Pace(1656-1657 - Roma)BARROCOBARROCOPietro da CORTONAPietro da CORTONACONTI (1984: 10)/ ARGAN (2004: 42)
  18. 18. (1599-1667)BORROMONIBORROMONI
  19. 19. San Carlo alle Quattro Fontane (1634-1682,Roma)BARROCOBARROCOBORROMINIBORROMINICONTI (1984: 4)Francesco Castelli,Francesco Castelli,
  20. 20. San Carlo alle QuattroFontane (1634-1682, Roma)BARROCOBARROCOhttp://www.sancarlino-borromini.it/BORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,
  21. 21. San Carlo alle Quattro Fontane (1634-1682, Roma)BARROCOBARROCOhttp://www.sancarlino-borromini.it/BORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,
  22. 22. San Carlo alle Quattro Fontane (1634-1682, Roma)BARROCOBARROCOBORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,
  23. 23. San Carlo alle Quattro Fontane (1634-1682, Roma)BARROCOBARROCOhttp://www.sancarlino-borromini.it/BORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,
  24. 24. Oratório dos Filippini (1637-1650 - Roma)BARROCOBARROCOCONTI (1984: 8)BORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,http://www.info.roma.it/monumenti_dettaglio.asp?ID_schede=140
  25. 25. Oratório dos Filippini (1637-1650 - Roma)BARROCOBARROCOBORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,http://www.info.roma.it/monumenti_dettaglio.asp?ID_schede=140http://www.vitruvio.ch/arc/baroque/barocco_i/oratoriofilippini.php
  26. 26. Sant’Ivo alla Sapienza(1642-1662 - Roma)BARROCOBARROCOCONTI (1984: 12)BORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,
  27. 27. Sant’Agnese in Agone (1653-1657, Piazza Navona - Roma)BARROCOBARROCOBORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,
  28. 28. Sant’Agnese in Agone(1653-1657, PiazzaNavona - Roma)BARROCOBARROCOBORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,
  29. 29. LONGHENALONGHENA(1598-1682)
  30. 30. Santa Maria della Salute(1631-1687 - Veneza)BARROCOBARROCOBaldassare LONGHENABaldassare LONGHENACONTI (1984: 10)
  31. 31. Santa Maria della Salute (1631-1687 - Veneza)BARROCOBARROCOBaldassare LONGHENABaldassare LONGHENA
  32. 32. Santa Maria della Salute (1631-1687 - Veneza)BARROCOBARROCOBaldassare LONGHENABaldassare LONGHENA
  33. 33. Santa Maria della Salute (1631-1687 - Veneza)BARROCOBARROCOBaldassare LONGHENABaldassare LONGHENAhttp://www.bluffton.edu/~sullivanm/salute/salute.html“(...) estiveram muito em voga, na época dobarroco, as volutas e os orelhões, ou orelhas,elementos em forma de fita encurvada eenrolada nas extremidades, que serviam paraarticular, para unir harmoniosamente, doispontos situados a alturas diferentes. (...) Afunção dos orelhões, apesar de sua formabizarra, não é meramente decorativa: é,sobretudo dinâmica, construtiva.”CONTI (1984: 13)
  34. 34. Santa Maria della Salute (1631-1687 - Veneza)BARROCOBARROCOBaldassare LONGHENABaldassare LONGHENAhttp://www.bluffton.edu/~sullivanm/salute/salute.html
  35. 35. Santa Maria della Salute (1631-1687 - Veneza)BARROCOBARROCOBaldassare LONGHENABaldassare LONGHENAhttp://www.bluffton.edu/~sullivanm/salute/salute.html
  36. 36. GUARINIGUARINI(1624-1683)
  37. 37. Proporções e ornatos da ordemcoríntiaBARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINIAs ordens “gótica” e “cariatídica”CONTI (1984: 12)
  38. 38. Estudo para construção decolunata sobre traçadosredondo e ovalBARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINISistemas geométricos pararepresentar a superfície de cortedos cones sobre o terreno“Além de arquiteto, Guarini era matemático etratadista: nas suas obras, de fato, autilização de complicados esquemasgeométricos levou a resultados fantásticos”CONTI (1984: 15)
  39. 39. Capela do Santo Sudário(1667-1690 - Turim)BARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINI“Ele (Guarini) conseguiu,melhor do que outro qualquer,tornar visível uma dasaspirações constantes da artebarroca: a sugestão de umadimensão infinita.”CONTI (1984: 15)
  40. 40. Capela do Santo Sudário (1667-1690 - Turim)BARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINI
  41. 41. Corte e planta de SãoLourenço em Turim (1666)BARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINICONTI (1984: 14)
  42. 42. Cúpula de San Lorenzo (1668-1687 - Turim)BARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINI
  43. 43. Palazzo Carignano (1679-1685 - Turim)BARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINICONTI (1984: 12)
  44. 44. Palazzo Carignano (1679-1685 - Turim)BARROCOBARROCOGuarino GUARINIGuarino GUARINI“A forma canônica dosfrontões, a que foiestabelecida por regras, eratriangular ou em arco decírculo. Na época do barroco,encontramo-los quebrados (ouseja, como que cortados econtinuados mais acima), emquartela, uma mistura de retase volutas fantasiosos, quasecomo cortinados enrolados àvolta de portas e janelas.”CONTI (1984: 21)
  45. 45. ESCADASESCADAS
  46. 46. Palazzo Madama(1718-1721 - Turim)BARROCOBARROCOFilippo JUVARAFilippo JUVARACONTI (1984: 28)
  47. 47. Palazzo Barberini (1625-1633 - Roma)BARROCOBARROCOBORROMINIBORROMINIFrancesco Castelli,Francesco Castelli,Foto: Wikipedia
  48. 48. ESPAÇO URBANOESPAÇO URBANO
  49. 49. Piazza San Pietro de Bernini (1657-1659 - Vaticano)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINISUMMERSON (1999: 68)/ CONTI (1984: 24)/ ARGAN (2004: 41)
  50. 50. Piazza San Pietro de Bernini (1657-1659 - Vaticano)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  51. 51. BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINIPiazza San Pietro de Bernini (1657-1659 - Vaticano)
  52. 52. Piazza San Pietro de Bernini (1657-1659 - Vaticano)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  53. 53. BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINIPiazza San Pietro de Bernini (1657-1659 - Vaticano)
  54. 54. Piazza San Pietro de Bernini (1657-1659 - Vaticano)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  55. 55. Piazza San Pietro de Bernini (1657-1659 - Vaticano)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  56. 56. BARROCOBARROCOFONTESFONTES“As grandes fontes, pontos focais de jardins e praças, exprimem o gostopelo movimento e pela cenografia próprio do barroco, onde, muitas vezes,se assiste à fusão da pintura e da escultura com a arquitetura.”CONTI (1984: 5)
  57. 57. Fontana dei Fiumi (1651 - Piazza Navona em Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINICONTI (1984: 26)
  58. 58. Fontana dei Fiumi (1651-PiazzaNavona em Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  59. 59. Fontana dei Fiumi (1651-Piazza Navona em Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  60. 60. Fontana dei Fiumi (1651-Piazza Navona em Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  61. 61. Fontana dei Fiumi (1651-Piazza Navona em Roma)BARROCOBARROCOGian Lorenzo BERNINIGian Lorenzo BERNINI
  62. 62. Fontana di Trevi(1732-1762 - Roma)BARROCOBARROCONicola SALVINicola SALVI
  63. 63. Fontana di Trevi (1732-1762 - Roma)BARROCOBARROCONicola SALVINicola SALVI
  64. 64. Fontana di Trevi (1732-1762 - Roma)BARROCOBARROCONicola SALVINicola SALVI
  65. 65. Fontana di Trevi (1732-1762 - Roma)BARROCOBARROCONicola SALVINicola SALVI
  66. 66. BARROCO FRANCÊSBARROCO FRANCÊS
  67. 67. BARROCOBARROCOBARROCO FRANCÊSBARROCO FRANCÊS“A arte criada na França, com o seu equilíbrio entre as tendências barrocas e astradições clássicas, é de uma severa imponência. E viria a tornar-se, a pouco epouco, no modelo cultural mais avançado do continente, aquele em que seinspirariam os outros países.”CONTI (1984: 29)
  68. 68. Palácio de Versalhes de Louis le Vau e Jules Mansart (1661-1698 - França)BARROCOBARROCOBARROCO FRANCÊSBARROCO FRANCÊSCONTI (1984: 16)http://www.prism.uvsq.fr/conferences/2005/epew2005/IMAGES/versailles3.jpg
  69. 69. Jardim do Palácio de Versalhes de Le Notre (cerca de 1660 - França)BARROCOBARROCOBARROCO FRANCÊSBARROCO FRANCÊShttp://www.panoramio.com/photo/159082
  70. 70. Galeria dos Espelhos do Palácio de Versalhes de Jules Hardouin-Mansart(França)BARROCOBARROCOBARROCO FRANCÊSBARROCO FRANCÊSCONTI (1984: 32)
  71. 71. Igreja dos Inválidos de Jules Hardouin-Mansart (1693-1706, Paris)BARROCOBARROCOBARROCO FRANCÊSBARROCO FRANCÊS
  72. 72. BARROCO INGLÊSBARROCO INGLÊS
  73. 73. Catedral de São Paulo deChristopher Wren (1675-1710- Londres)BARROCOBARROCOBARROCO INGLÊSBARROCO INGLÊS
  74. 74. Fachada do Palácio de Hampton Court de Christopher Wren(1689 – Londres)BARROCOBARROCOBARROCO INGLÊSBARROCO INGLÊS
  75. 75. Greenwich Hospital de Christopher Wren (1695- Londres)BARROCOBARROCOBARROCO INGLÊSBARROCO INGLÊS
  76. 76. Palácio de Blenheim de Vanbrugh e Hawksmoor (1705-1724 – perto de Oxford)BARROCOBARROCOBARROCO INGLÊSBARROCO INGLÊSSUMMERSON (1999: 68)Foto: Wikipediahttp://www.blenheimpalace.com/
  77. 77. Palácio de Blenheim de Vanbrugh e Hawksmoor (1705-1724 – perto de Oxford)BARROCOBARROCOBARROCO INGLÊSBARROCO INGLÊShttp://www.blenheimpalace.com/
  78. 78. BARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  79. 79. BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO“O barroco criado por eles (alemães e austríacos) – e que também se espalhariapela Polônia, estados bálticos e Rússia – possui quase todas as característicasacima enumeradas e que o aproximam muito do barroco italiano. Encontram-se-lhe depois duas outras, que são exclusivamente suas: uma maior tendência paraexuberância decorativa, sobretudos nos interiores, e uma tendência para evitarbruscas mudanças de luz, em favor de uma luminosidade mais difusa e serena”CONTI (1984: 31)
  80. 80. Estudo das ordens por Vredeman de Vries (Antuérpia, 1577)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICOSUMERSON (1999: 66)
  81. 81. Estudo das ordens por Vredeman de Vries (Antuérpia, 1577)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  82. 82. Estudo das ordens por Wendel Dietterlin (Nuremberg, 1594-1598)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICOSUMERSON (1999: 66)
  83. 83. Estudo das ordens por Wendel Dietterlin (Nuremberg, 1598)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  84. 84. Palácio do Belvedere de Johann Lukas von Hildebrandt (1721-1722 - Viena)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICOCONTI (1984: 18)
  85. 85. Palácio do Belvedere de Johann Lukas von Hildebrandt (1721-1722 - Viena)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICOCONTI (1984: 34)
  86. 86. Palácio do Príncipe Eugênio de Johann Berhard Fischervon Erlach (1696 - Viena)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  87. 87. Palácio de Schonbrunn de Johann Berhard Fischer vonErlach (1696 - Viena)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICOCONTI (1984: 19)Foto: Wikipedia
  88. 88. Karlskirche de Johann Bernhard Fischer von Erlach (1715-1737 - Viena)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO“Do ponto de vistafuncional, os doiscampanários sãocompletamentesupérfluos. A suapresençatransforma umesquema central,dominado pelacúpula, numconjunto empirâmide, onde ascoberturas doscampanárioscontrabalançam aprópria cúpula.”CONTI (1984: 20)
  89. 89. Karlskirche de Johann Bernhard Fischer von Erlach (1715-1737 - Viena)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  90. 90. Abadia de Melk de Jacob Prandtauer (1702 -1738)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICOCONTI (1984: 21)
  91. 91. Abadia de Melk de Jacob Prandtauer (1702 -1738)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  92. 92. Castelo de Augustusburg de Balthasar Neumann (1741 -1744)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  93. 93. Igreja da Abadia de Ottobeuren deJohann Michael Fischer (1748-1767, Baviera)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  94. 94. Igreja de Wies de DominikusZimmermann (1745 -1754)BARROCOBARROCOBARROCO GERMÂNICOBARROCO GERMÂNICO
  95. 95. BARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  96. 96. BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL“Enquanto se difundia para além dos Alpes, o barroco italiano afirmou-setambém em Espanha e Portugal. Se bem que não existissem obstáculos àdifusão, foi aqui criada uma versão absolutamente particular. A sua característicamais saliente, na realidade a única, é a exuberância da ornamentação. (...)Foram muitos os fatores que contribuíram para isto: a tradição mourisca, aindaviva na Península Ibérica, e as influências das artes pré-colombianas daAmérica, com o seu fantástico universo ornamental, estão entre os principais. Averdade é que este estilo particular, conhecido como churrigueresco, do nome dadinastia dos arquitetos Churriguera que esteve no seu centro, dominou durantedois séculos a Espanha e Portugal e foi por estes exportados para as suascolônias da América Latina (...)”CONTI (1984: 32)
  97. 97. Casa da Padaria na Plaza Mayor de Madrid (1672 – José Ximénez Donoso)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  98. 98. Casa da Padaria na Plaza Mayor de Madrid (1672 – José Ximénez Donoso)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  99. 99. Plaza Mayor de Salamanca (1729-1755 – Alberto de Churriguera)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  100. 100. Plaza Mayor de Salamanca (1729-1755 – Alberto de Churriguera)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  101. 101. Convento de San Esteban (1524-1630 – Juan de Alava, Juan Rivero Rada,Pedro Gutierrez e Diego Salcedo)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  102. 102. Retábulo do Convento de SanEsteban (1692 – José Benito deCHURRIGUERA)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  103. 103. O Transparente, Catedral deToledo (1720-1732 – Antonio eNarciso Tomé)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  104. 104. BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOLFachada da Catedral de Múrcia deJaime Bort y Mellitá (1736-1754)
  105. 105. BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOLFachada da Catedral de Santiago deCompostela (1738-1749 – FernandoCasas y Novoa)CONTI (1984: 23)
  106. 106. Fachada da Catedral de Santiago deCompostela (1738-1749 – Fernando Casas yNovoa)BARROCOBARROCOBARROCO ESPANHOLBARROCO ESPANHOL
  107. 107. BARROCO PORTUGUÊSBARROCO PORTUGUÊS
  108. 108. Bom Jesus do Monte emBraga (1784-1811)BARROCOBARROCOBARROCO PORTUGUÊSBARROCO PORTUGUÊS
  109. 109. Santuário de Nossa Senhorados Remédios em Lamego(1750-1761 – Nicola Nasoni eAndré Soares)BARROCOBARROCOBARROCO PORTUGUÊSBARROCO PORTUGUÊS
  110. 110. BARROCO NABARROCO NAAMÉRICA LATINAAMÉRICA LATINA
  111. 111. Fachada do Sacrário, Catedraldo México de LorenzoRodríguez (1755-1783)BARROCOBARROCOBARROCO NO MÉXICOBARROCO NO MÉXICOCONTI (1984: 22)
  112. 112. Igreja de São Francisco deAssis de Aleijadinho (1766,Ouro Preto)BARROCOBARROCOBARROCO NO BRASILBARROCO NO BRASILhttp://www.descubraminas.com.br/destinosturisticos/hpg_pagina.asp?id_pagina=1331Foto: Wikipedia
  113. 113. Igreja de São Francisco deAssis de Aleijadinho (1766,Ouro Preto)BARROCOBARROCOBARROCO NO BRASILBARROCO NO BRASILhttp://www.descubraminas.com.br/destinosturisticos/hpg_pagina.asp?id_pagina=1331
  114. 114. Igreja Nossa Senhora doRosário (1785, Ouro Preto)BARROCOBARROCOBARROCO NO BRASILBARROCO NO BRASILhttp://www.descubraminas.com.br/destinosturisticos/hpg_pagina.asp?id_pagina=1331
  115. 115. Igreja de São Francisco (1703,Salvador)BARROCOBARROCOBARROCO NO BRASILBARROCO NO BRASIL
  116. 116. BARROCOBARROCOBARROCO NO BRASILBARROCO NO BRASIL
  117. 117. Mosteiro de São Bento (1633-1671, Rio de Janeiro)BARROCOBARROCOBARROCO NO BRASILBARROCO NO BRASILhttp://nr1a.com/rio-de-janeiro-fotos-7.htm
  118. 118. FONTES DAS ILUSTRAÇÕESFONTES DAS ILUSTRAÇÕES• História Geral da Arte: Arquitetura IV e V.História Geral da Arte: Arquitetura IV e V. Edìciones del Prado: 1995.Edìciones del Prado: 1995.• Roma: from its origins to the present time.Roma: from its origins to the present time. Ed. Lozzi Roma: Roma.Ed. Lozzi Roma: Roma.• Teoria da arquitectura: do Renascimento aos nossos dias.Teoria da arquitectura: do Renascimento aos nossos dias. Ed. Taschen: 2003Ed. Taschen: 2003.• GLANCEY, Jonathan. A História da Arquitetura. Edições Loyola: São Paulo, 2001.• LOTZ, Wolfgang. Arquitetura na Itália 1500-1600. Cosac & Naify Edições: São Paulo,1998.• PRINA, Francesca; DEMARTINI, Elena. Grande Atlante dell’Architettura dal Mile alDuemila. Electa: Milão, 2005.Arquivo PessoalBARROCOBARROCO

×