Aula divisão celular

45 visualizações

Publicada em

Aula preparada para o Ensino Médio do CTUR-UFRRJ.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
45
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula divisão celular

  1. 1. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro IE – Instituto de Educação Depto.: Teoria e Planejamento de Ensino Docente: Benjamin Carvalho Teixeira Pinto Disciplina: Ensino de Biologia II DIVISÃO CELULAR Discentes: Isis Campos Gonçalves – 201017514-8 Renata Kelly dos Santos – 201017024-3
  2. 2. Tipos celulares:
  3. 3. Célula vegetal:
  4. 4. Divisão Celular é dividida em:  Interfase  Período de intensa atividade metabólica  Fase mais longa dividida em:  G1, S, G2.
  5. 5. Fases da mitose:  Prófase:  Fase mais longa;  Início da mitose.  Metáfase  Cromossomos mais condensados;  Cariótipo.  Anáfase  Início da migração dos cromossomos irmãos para os pólos.  Télofose  Fim da mitose;  Citocinese.
  6. 6. Citocinese vegetal e citocinese animal:
  7. 7. Célula procarionte - Bactéria
  8. 8. Divisão celular das Bactérias:  Divisão binária:  Alongamento da célula  Duplicação do DNA circular  Cada molécula de DNA vai para um polo da célula  Invaginação da membrana plasmática separando duas células –filhas
  9. 9. Vídeo: Conjugação Bacteriana
  10. 10. Questão: (FUVEST) Em um organismo, células musculares e células nervosas diferem principalmente, por: a) Possuírem genes diferentes. b) Possuírem ribossomos diferentes. c) Possuírem cromossomos diferentes. d) Expressarem genes diferentes. e) Utilizarem código genético diferente.
  11. 11. Meiose:  Meiose I – Reducional  Meiose II - Equacional
  12. 12. Células gaméticas  Onde estão:  Testículos;  Ovários.
  13. 13. Crossing-over e quiasma
  14. 14. Vídeo: Meiose
  15. 15. Questão: (FUVEST) Em determinada espécie animal, o número diplóide de cromossomos é 22. Nos espermatozóides , nos ovócitos e nas células epidérmicas dessa espécie serão encontrados, respectivamente: a) 22, 22 e 44 cromossomos. b) 22, 22 e 22 cromossomos. c) 11, 11 e 22 cromossomos. d) 44, 44 e 22 cromossomos. e) 11, 22 e 22 cromossomos.
  16. 16. Corpúsculo de Barr Lei da compensação das doses: 1. Em células somáticas apenas 1 cromossomo x está ativo, o outro fica inativo e permanece como cromatina sexual (Corpúsculo de Barr); 2. A inativação ocorre no início da vida embrionária. 3. Em qualquer célula somática feminina, o X inativo pode ser o paterno ou o materno. Mary Frances Lyon
  17. 17.  Mosaicismo, onde as fêmeas possuem duas populações de células, nas quais um ou o outro cromossomo X é o ativo. Por que alguns gatos têm três cores?
  18. 18. Questão: (FUVEST) Podemos observar fases da divisão meiótica em: a) Esfregaço de mucosa da boca. b) Esfregaço de sangue. c) Esfregaço de mucosa vaginal. d) Corte de raiz de cebola. e) Biópsia de testículo.
  19. 19. Biotecnologia
  20. 20. Clonagem:
  21. 21. Conceitos: 1. Célula Diferenciada: Célula que desempenha uma FUNÇÃO dentro de um determinado programa no organismo. 2. Célula estaminal MULTIPOTENTE: Pode originar determinados tipos celulares como: glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas. 3. Célula Totipotente: Pode GERAR um organismo inteiro, ou seja, TODOS os tipos de células. 4. Célula estaminal Pluripotente: Pode CONTRIBUIR para todos os tecidos incluindo todos os tipos celulares que compõem os 3 folhetos embrionários (ectoderme, endoderme, mesoderme). 5. Desdiferenciação/Reprogramação: Processo pelo qual uma célula DIFERENCIADA READQUIRE características de seu estágio inicial INDIFERENCIADA.
  22. 22. Vídeo: iPS
  23. 23. http://www.lance-ufrj.org/
  24. 24. Bibliografia:  Paulino, W. R. Biologia. São Paulo, Editora Ática, 8º Edição – 2003.  Linhares, Sérgio & I. Gewandsznajder, Fernando. Biologia (volume único) Ensino Médio. São Paulo, Editora Ática, 2005.  http://www.nature.com/scitable/content/chromosomes- exchange-genetic-material-during-meiosis-in-/6494197 acesso em 07/12/2013  http://200.145.142.234/embriologia-antigo/D- Gametogenese_feminina/4_8.htm acesso em 07/12/2013  http://dc3/96.4shared.com/doc/Zq0lYQXQ/preview.html acesso em 08/12/2013  http://adorobiologia.blogspot.com.br/2009_06_01_archive.html acesso em 08/12/2013

×