SlideShare uma empresa Scribd logo
EQUAÇÕES QUÍMICAS 
10ªclasse- Química 
“Nada se ganha nada se perde, tudo se 
transforma” Lavoisier
Equações químicas 
As equações químicas servem 
para representar ou traduzir 
abreviadamente as reacções 
químicas.
Equações químicas 
As equações químicas indicam-nos: 
- As fórmulas dos reagentes e dos produtos de 
reacção; 
-A proporção molar em que os reagentes se 
combinam e se formam os produtos; 
-o estado físico dos reagentes e produtos; 
-Se a reacção é completa ou incompleta.
Equações químicas 
As equações químicas podem ser 
representadas da seguinte forma, 
para uma reação completa: 
Reagentes (estado físico) → Produtos (estado físico) 
para uma reação incompleta: 
Reagentes (estado físico)↔Produtos (estado físico)
Apresentação das Equações químicas
Lei de Lavoisier 
• Os estudos experimentais realizados por 
Lavoisier levaram-no a concluir que, 
numa reação química que se processe 
num sistema fechado, a massa permanece 
constante, ou seja, a soma das massas dos 
reagentes é igual à soma das massas dos 
produtos. 
• m(reagentes) = m(produtos)
Lei de Lavoisier 
• A conservação das massas é uma 
consequência da conservação do número de 
átomos durante uma reação química. 
• Através de seus trabalhos, pode enunciar uma 
lei que ficou conhecida como: 
lei da conservação das massas 
ou 
lei de Lavoisier
Índices nos símbolos químicos
Índices nos símbolos químicos
Estados físicos 
Os estados físicos da matéria, vêm indicados depois da 
formula molecular, tanto nos reagentes como nos 
produtos de reacção. 
As convenções utilizadas para indicar o estado físico são: 
g- gasoso 
l- líquido 
s- estado sólido 
aq- em solução aquosa
Resumindo
As Equações Químicas indicam-nos: 
- As fórmulas dos reagentes e dos 
produtos de reacção; 
-A proporção molar em que os 
reagentes se combinam e se 
formam os produtos; 
-o estado físico dos reagentes e 
produtos; 
-Se a reacção é completa ou 
incompleta.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
 
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Balanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasBalanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicas
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
4. transformações da matéria
4. transformações da matéria4. transformações da matéria
4. transformações da matéria
 
Densidade
DensidadeDensidade
Densidade
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
Notações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tiposNotações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tipos
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
 
Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Reações inorgânicas
Reações inorgânicas
 
Hidrocarbonetos
HidrocarbonetosHidrocarbonetos
Hidrocarbonetos
 
Mol a unidade da química
Mol a unidade da químicaMol a unidade da química
Mol a unidade da química
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Reacoes químicas
Reacoes químicasReacoes químicas
Reacoes químicas
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Soluções Químicas
Soluções QuímicasSoluções Químicas
Soluções Químicas
 

Semelhante a Equações químicas

Equilibrio quimico
Equilibrio quimicoEquilibrio quimico
Equilibrio quimicocaetano01
 
Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014Celestino Silva
 
Reações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisierReações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisierPiedade Alves
 
Aula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimicoAula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimicoIsabele Félix
 
CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa
CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaaCALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa
CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaaalessandraoliveira324
 
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015anabela explicaexplica
 
Representação das transformações químicas
Representação das transformações químicasRepresentação das transformações químicas
Representação das transformações químicasMaiquel Vieira
 
Quimica resumos modulo um manual 11º ano
Quimica resumos modulo um manual 11º anoQuimica resumos modulo um manual 11º ano
Quimica resumos modulo um manual 11º anoanacarol88454
 
Sqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculos
Sqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculosSqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculos
Sqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculosroberto luis
 
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercíciosadelinoqueiroz
 
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptxAULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptxcrislania1
 
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículasReações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículasaninhafq
 
Lei de Lavoisiere Estequiometriade Reações Químicas
Lei de Lavoisiere Estequiometriade Reações QuímicasLei de Lavoisiere Estequiometriade Reações Químicas
Lei de Lavoisiere Estequiometriade Reações QuímicasFabio Santos Nery
 
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor ErikEstequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor ErikEnemja
 

Semelhante a Equações químicas (20)

Equilibrio quimico
Equilibrio quimicoEquilibrio quimico
Equilibrio quimico
 
Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014
 
Reações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisierReações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisier
 
Aula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimicoAula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimico
 
Conceito de estado de equilibrio
Conceito de estado de equilibrioConceito de estado de equilibrio
Conceito de estado de equilibrio
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa
CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaaCALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa
CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa
 
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
 
Representação das transformações químicas
Representação das transformações químicasRepresentação das transformações químicas
Representação das transformações químicas
 
Quimica resumos modulo um manual 11º ano
Quimica resumos modulo um manual 11º anoQuimica resumos modulo um manual 11º ano
Quimica resumos modulo um manual 11º ano
 
Sqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculos
Sqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculosSqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculos
Sqm466 profa janete_2_introducao_estequiometriacalculos
 
5 equilíbrio químico
5   equilíbrio químico5   equilíbrio químico
5 equilíbrio químico
 
Equilíbrio dinâmico
Equilíbrio dinâmicoEquilíbrio dinâmico
Equilíbrio dinâmico
 
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios
 
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptxAULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículasReações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
 
Lei de Lavoisiere Estequiometriade Reações Químicas
Lei de Lavoisiere Estequiometriade Reações QuímicasLei de Lavoisiere Estequiometriade Reações Químicas
Lei de Lavoisiere Estequiometriade Reações Químicas
 
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor ErikEstequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
 
Cinetica quimica trabalho
Cinetica quimica trabalhoCinetica quimica trabalho
Cinetica quimica trabalho
 

Mais de Isadora Girio

Aula 16 transferências de energia
Aula 16 transferências de energiaAula 16 transferências de energia
Aula 16 transferências de energiaIsadora Girio
 
Aula 12 como analisar os componentes e temperatura de uma estrela
Aula 12   como analisar os componentes e temperatura de uma estrelaAula 12   como analisar os componentes e temperatura de uma estrela
Aula 12 como analisar os componentes e temperatura de uma estrelaIsadora Girio
 
Metais e seus comportamentos
Metais e seus comportamentosMetais e seus comportamentos
Metais e seus comportamentosIsadora Girio
 
Grupos tabela periódica
Grupos tabela periódicaGrupos tabela periódica
Grupos tabela periódicaIsadora Girio
 
Historia tabela periódica
Historia tabela periódicaHistoria tabela periódica
Historia tabela periódicaIsadora Girio
 
áTomos e sua representação final
áTomos e sua representação finaláTomos e sua representação final
áTomos e sua representação finalIsadora Girio
 
Estado gasoso pressão de um gás
Estado gasoso  pressão de um gásEstado gasoso  pressão de um gás
Estado gasoso pressão de um gásIsadora Girio
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matériaIsadora Girio
 
Cinética corpuscular da matéria
Cinética corpuscular da matériaCinética corpuscular da matéria
Cinética corpuscular da matériaIsadora Girio
 
Velocidade de uma reacção química
Velocidade de uma reacção químicaVelocidade de uma reacção química
Velocidade de uma reacção químicaIsadora Girio
 
Vários tipos de reacções químicas completas
Vários tipos de reacções químicas completasVários tipos de reacções químicas completas
Vários tipos de reacções químicas completasIsadora Girio
 
Cálculo do rendimento
Cálculo do rendimentoCálculo do rendimento
Cálculo do rendimentoIsadora Girio
 
Reacções quimicas parte b
Reacções quimicas  parte bReacções quimicas  parte b
Reacções quimicas parte bIsadora Girio
 
Dispersões, o que são
Dispersões, o que sãoDispersões, o que são
Dispersões, o que sãoIsadora Girio
 
Classificação dos materiais_aula 2
Classificação dos materiais_aula 2Classificação dos materiais_aula 2
Classificação dos materiais_aula 2Isadora Girio
 
Substâncias e misturas de substâncias
Substâncias e misturas de substânciasSubstâncias e misturas de substâncias
Substâncias e misturas de substânciasIsadora Girio
 

Mais de Isadora Girio (20)

Aula 16 transferências de energia
Aula 16 transferências de energiaAula 16 transferências de energia
Aula 16 transferências de energia
 
Aula 12 como analisar os componentes e temperatura de uma estrela
Aula 12   como analisar os componentes e temperatura de uma estrelaAula 12   como analisar os componentes e temperatura de uma estrela
Aula 12 como analisar os componentes e temperatura de uma estrela
 
Metais e seus comportamentos
Metais e seus comportamentosMetais e seus comportamentos
Metais e seus comportamentos
 
Grupos tabela periódica
Grupos tabela periódicaGrupos tabela periódica
Grupos tabela periódica
 
Historia tabela periódica
Historia tabela periódicaHistoria tabela periódica
Historia tabela periódica
 
Iões final
Iões finalIões final
Iões final
 
áTomos e sua representação final
áTomos e sua representação finaláTomos e sua representação final
áTomos e sua representação final
 
Estado gasoso pressão de um gás
Estado gasoso  pressão de um gásEstado gasoso  pressão de um gás
Estado gasoso pressão de um gás
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matéria
 
Cinética corpuscular da matéria
Cinética corpuscular da matériaCinética corpuscular da matéria
Cinética corpuscular da matéria
 
Velocidade de uma reacção química
Velocidade de uma reacção químicaVelocidade de uma reacção química
Velocidade de uma reacção química
 
Vários tipos de reacções químicas completas
Vários tipos de reacções químicas completasVários tipos de reacções químicas completas
Vários tipos de reacções químicas completas
 
Cálculo do rendimento
Cálculo do rendimentoCálculo do rendimento
Cálculo do rendimento
 
Reacções quimicas parte b
Reacções quimicas  parte bReacções quimicas  parte b
Reacções quimicas parte b
 
Dispersões, o que são
Dispersões, o que sãoDispersões, o que são
Dispersões, o que são
 
Classificação dos materiais_aula 2
Classificação dos materiais_aula 2Classificação dos materiais_aula 2
Classificação dos materiais_aula 2
 
Substâncias e misturas de substâncias
Substâncias e misturas de substânciasSubstâncias e misturas de substâncias
Substâncias e misturas de substâncias
 
2ª lei de newton
2ª lei de newton2ª lei de newton
2ª lei de newton
 
3ª lei de newton
3ª lei de newton3ª lei de newton
3ª lei de newton
 
1ª lei de newton
1ª lei de newton1ª lei de newton
1ª lei de newton
 

Último

AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfemeio123
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoPedroFerreira53928
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosbiancaborges0906
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 

Último (20)

AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 

Equações químicas

  • 1. EQUAÇÕES QUÍMICAS 10ªclasse- Química “Nada se ganha nada se perde, tudo se transforma” Lavoisier
  • 2. Equações químicas As equações químicas servem para representar ou traduzir abreviadamente as reacções químicas.
  • 3. Equações químicas As equações químicas indicam-nos: - As fórmulas dos reagentes e dos produtos de reacção; -A proporção molar em que os reagentes se combinam e se formam os produtos; -o estado físico dos reagentes e produtos; -Se a reacção é completa ou incompleta.
  • 4. Equações químicas As equações químicas podem ser representadas da seguinte forma, para uma reação completa: Reagentes (estado físico) → Produtos (estado físico) para uma reação incompleta: Reagentes (estado físico)↔Produtos (estado físico)
  • 6. Lei de Lavoisier • Os estudos experimentais realizados por Lavoisier levaram-no a concluir que, numa reação química que se processe num sistema fechado, a massa permanece constante, ou seja, a soma das massas dos reagentes é igual à soma das massas dos produtos. • m(reagentes) = m(produtos)
  • 7. Lei de Lavoisier • A conservação das massas é uma consequência da conservação do número de átomos durante uma reação química. • Através de seus trabalhos, pode enunciar uma lei que ficou conhecida como: lei da conservação das massas ou lei de Lavoisier
  • 10. Estados físicos Os estados físicos da matéria, vêm indicados depois da formula molecular, tanto nos reagentes como nos produtos de reacção. As convenções utilizadas para indicar o estado físico são: g- gasoso l- líquido s- estado sólido aq- em solução aquosa
  • 12. As Equações Químicas indicam-nos: - As fórmulas dos reagentes e dos produtos de reacção; -A proporção molar em que os reagentes se combinam e se formam os produtos; -o estado físico dos reagentes e produtos; -Se a reacção é completa ou incompleta.

Notas do Editor

  1. Este modelo pode ser utilizado como um ficheiro de iniciação para apresentar os materiais de formação num ambiente de grupo. Secções Clique com o botão direito do rato num diapositivo para adicionar secções. As secções podem ajudar a organizar os diapositivos ou facilitar a colaboração entre vários autores. Notas Utilize a secção Notas para notas de entrega ou para fornecer detalhes adicionais à audiência. Visualizar estas notas na Vista de Apresentação durante a apresentação. Tenha em consideração o tamanho do tipo de letra (importante para acessibilidade, visibilidade, gravação de vídeo e produção online) Cores coordenadas Preste especial atenção aos gráficos e caixas de texto. Tenha em consideração que os participantes serão impressos em preto e branco ou tons de cinzento. Executar um teste de impressão para garantir que as cores funcionam quando impresso a preto e branco puro e tons de cinzento. Gráficos e tabelas Mantenha a simplicidade: se possível, utilize cores e estilos consistentes e que não desconcentrem. Identifique todos os gráficos e tabelas.
  2. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  3. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  4. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  5. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  6. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  7. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  8. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  9. Forneça uma breve descrição geral da apresentação. Descreve o enfoque principal da apresentação e porque é importante. Apresentar cada um dos tópicos principais. Para fornecer informações gerais à audiência, pode repetir este diapositivo com a Descrição Geral ao longo da apresentação, realçando o tópico específico que irá explicar a seguir.
  10. Esta é outra opção para uma Visão Geral, diapositivos utilizando transições.