Isabel Viegas
ANDAI.FORMA, Sala M3, Pinhal Novo  06 de Outubro de 2013
1
GESTÃO DE ANDAIMES EM OBRA
Módulo 2: Comunicação...
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
2
OBJECTIVOS DA SESSÃO
Objectivos Gerais:
Comunicar correctamente em ambiente f...
3
INDICE
3. COMUNICAÇÃO SEM RUIDO
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
3.2. Simulacro / Caso Prático
3.3. Métodos e ...
4
RUÍDOEOAMBIENTE
DEFINIÇÃO DE RUÍDO
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
O ruído em traços gerais é qualquer som in...
5
RUÍDOEOAMBIENTE
O RUÍDO EM AMBIENTE FABRIL
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
O ruído em ambiente fabril desenca...
‹#›
7
INDICE
3. COMUNICAÇÃO SEM RUIDO
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
3.2. Simulacro / Caso Prático
3.3. Métodos e ...
8
SIMULACRO/CASOPRÁTICO
SIMULACRO / CASO PRÁTICO
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
Dois formandos irão comunicar ...
9
INDICE
3. COMUNICAÇÃO SEM RUIDO
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
3.2. Simulacro / Caso Prático
3.3. Métodos e ...
10
MÉTODOSEESTRATÉGIAS
MÉTODOS E ESTRATÉGIAS EM COMO ULTRAPASSAR O
RUIDO EM OBRA
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obr...
11
SINTESE
PRESSUPOSTOS
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
 Definição de Ruído e Aspectos Relevantes;
 Comportam...
12
BIBLIOGRAFIA
REFERÊNCIAS BIBLIOBRÁFICAS
ANDAI.FORMA
Formamos Profissionais em Obra
Agência Portuguesa Ambiente (2013) –...
Isabel Viegas
ANDAI.FORMA, Sala M3, Pinhal Novo  06 de Outubro de 2013
13
GESTÃO DE ANDAIMES EM OBRA
Módulo 2: Comunicaçã...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comunicacao em ambiente fabril

303 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
303
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicacao em ambiente fabril

  1. 1. Isabel Viegas ANDAI.FORMA, Sala M3, Pinhal Novo  06 de Outubro de 2013 1 GESTÃO DE ANDAIMES EM OBRA Módulo 2: Comunicação em Ambiente Fabril Sessão 3: Comunicar sem Ruído ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra
  2. 2. ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra 2 OBJECTIVOS DA SESSÃO Objectivos Gerais: Comunicar correctamente em ambiente fabril. Objectivos Específicos: No final da sessão os formandos estarão aptos a: • Indicar através de caso prático 3 formas de como ultrapassar ruído fabril, de forma a cumprir cronograma da obra.
  3. 3. 3 INDICE 3. COMUNICAÇÃO SEM RUIDO ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra 3.2. Simulacro / Caso Prático 3.3. Métodos e Estratégias em como ultrapassar o ruído em obra 3.1. Ruído e o Ambiente
  4. 4. 4 RUÍDOEOAMBIENTE DEFINIÇÃO DE RUÍDO ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra O ruído em traços gerais é qualquer som indesejável, desagradável e que perturba, tanto de forma física como psicológica todo o individuo que está exposto ao mesmo.  É medido em decibéis (dB) e quantificado através da forma menor de incomodo até à forma dolorosa.  A capacidade de realizar danos auditivos está dependente do tempo a que um individuo está sujeito ao mesmo. “Fonte: Agência Portuguesa do Ambiente, 2013” A Eurostat (2004) considera que um em cada cinco trabalhadores europeus tem de falar alto durante pelo menos metade das suas horas de trabalho e 7% sofre de problemas auditivos relacionados com o trabalho.
  5. 5. 5 RUÍDOEOAMBIENTE O RUÍDO EM AMBIENTE FABRIL ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra O ruído em ambiente fabril desencadeia comportamentos que afectam directa e indirectamente a obra a realizar. AO NIVEL DA COMUNICAÇÃO:  Não existe ligação verbal entre quem transmite as ordens de trabalho e quem as executa;  Inexistência de teamwork e de relacionamento interpessoal. AO NIVEL PSICOLÓGICO:  Dificuldade no relacionamento profissional;  Incapacidade em realizar as tarefas de forma concentrada. AO NIVEL DA GESTÃO DE OBRAS:  O cronograma programado para a obra não é cumprido;  O orçamento estipulado torna-se obsoleto e é necessário reajustá-lo implicando novos custos não programados.
  6. 6. ‹#›
  7. 7. 7 INDICE 3. COMUNICAÇÃO SEM RUIDO ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra 3.2. Simulacro / Caso Prático 3.3. Métodos e Estratégias em como ultrapassar o ruído em obra 3.1. Ruído e o Ambiente
  8. 8. 8 SIMULACRO/CASOPRÁTICO SIMULACRO / CASO PRÁTICO ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra Dois formandos irão comunicar as ordens de trabalho abaixo indicadas, usando auriculares e estando expostos a uma ferramenta simuladora de ruido: FORMANDO EMISSOR:  “Tem que se montar um andaime apoiado no patim do gradil do digestor LS-360A (o da direita) com 3,00 x 0,70 x 7,00 mth e depois monte uma bancada com rodas para acesso à válvula branqueamento PJ-499, com 2,50 x 2,50 x 4,00 mth.” FORMADOR RECEPTOR:  Após receber as ordens de trabalho, em ambiente de ruído, o formando irá transcrever verbalmente o que entendeu. CONCLUSÕES Os formandos participantes e restante grupo discutem entre si a comunicação realizada e a forma como a mesma foi afectada pelo ruído, sugerindo métodos mais eficazes.
  9. 9. 9 INDICE 3. COMUNICAÇÃO SEM RUIDO ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra 3.2. Simulacro / Caso Prático 3.3. Métodos e Estratégias em como ultrapassar o ruído em obra 3.1. Ruído e o Ambiente
  10. 10. 10 MÉTODOSEESTRATÉGIAS MÉTODOS E ESTRATÉGIAS EM COMO ULTRAPASSAR O RUIDO EM OBRA ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra  Avalie o local de obra e os respectivos equipamentos fabris em funcionamento;  Defina, se possível, trabalhos a realizar antes do funcionamento dos equipamentos;  Implemente em obra locais próprios para comunicar;  Caso não consiga comunicar via rádio, desloque-se ao local;  Não comunique através de gritos ou assobios;  Opte por um quadro A4 para escrever informação em locais com comunicação nula;  Linguagem gestual poderá funcionar desde que o funcionário a entenda;  Realize reuniões diários e confirme ordens de trabalho;  Use os EPI’s (auriculares) e seja um exemplo em obra.
  11. 11. 11 SINTESE PRESSUPOSTOS ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra  Definição de Ruído e Aspectos Relevantes;  Comportamentos afectados pelo ruído ao: . Nível da comunicação / psicológico / gestão de obra;  Avaliar como o ruído implica a distorção da comunicação;  Definir estratégias funcionais para gerir o ruído em obra;  Cumprimento do cronograma de obra e orçamento estipulado versus ruído.
  12. 12. 12 BIBLIOGRAFIA REFERÊNCIAS BIBLIOBRÁFICAS ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra Agência Portuguesa Ambiente (2013) – Som, Ruido e Incomodidade (http://www.apambiente.pt/index.php?ref=16&subref=86&sub2ref=529) Eurostat (2004),Work and health in the EU: a statistical portrait (https://osha.europa.eu/pt/topics/noise)
  13. 13. Isabel Viegas ANDAI.FORMA, Sala M3, Pinhal Novo  06 de Outubro de 2013 13 GESTÃO DE ANDAIMES EM OBRA Módulo 2: Comunicação em Ambiente Fabril Sessão 3: Comunicar sem Ruído ANDAI.FORMA Formamos Profissionais em Obra

×