PROGRAMA AVES
Relatório de avaliação dos questionários/provas da

       Escola Secundária de Lousada




                ...
Índice




           ................................................................
                                   ...
Introdução


      Apresenta-se agora o relatório correspondente aos resultados das provas de
conhecimento realizadas no i...
Um esclarecimento final: este Relatório global surge na sequência de algumas
informações por ano/turma /aluno fornecidas à...
Provas de Conhecimento


1. Língua Portuguesa 9º ano: características e resultados


       Decorrente da reorganização cu...
seleccionado será um excerto do “Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente, objecto
de dez questões, e, por fim, o texto N...
Os resultados globais revelaram-se insatisfatórios (45%), verificando-se
dificuldades várias nos questionários dos grupos ...
Língua Portuguesa 9º ano




                 100

                  90

                  80

                  70
  Esca...
2. Matemática 9º ano: características e resultados


       A prova pretende analisar os conhecimentos de Matemática ao lo...
Na análise dos resultados obtidos pelos alunos desta Escola destacam-se as seguintes
conclusões:
Foram observadas médias s...
Matemática 9º ano




                 100

                  90

                  80

                  70
  Escala 0-10...
3. Ciências Naturais 9º ano: características e resultados


    A prova de Ciências Naturais (C.N.) fornece indicações sob...
- Recursos energéticos e a importância da sua utilização pelo Homem
       Viver melhor na terra: Saúde Individual e Comun...
Ciências Naturais 9º ano




               100

                90

                80

                70
Escala 0-100

...
4. História 9º ano: características e resultados


     A prova de História de 9.º Ano foi elaborada de acordo com o estip...
Fez-se, ainda, a seguinte divisão por temas:
     No 7.º Ano de escolaridade:
     - O tema A (“Das sociedades recolectora...
Na análise dos resultados obtidos pelos alunos desta Escola destacam-se as seguintes
conclusões:
1 – As questões de avalia...
perto a maioria dos alunos que revelou melhores resultados nos temas de 9.º ano
(55%) e maiores dificuldade nos temas de 7...
História 9º ano




                 100

                  90

                  80

                  70
  Escala 0-100
...
5. Português 11º ano: características e resultados


       Com a finalidade de verificar a aquisição de competências dive...
conhecimento do tipo de texto e de alguns aspectos da sua estrutura; ao mesmo
tempo será visada a integração em todos os g...
Língua Portuguesa 11º ano




                 100

                  90

                  80

                  70
  Esc...
6. Matemática 11º: características e resultados


        A prova pretende analisar os conhecimentos de Matemática numa fa...
Não foi introduzido o tema “Sucessões” porque a realização da prova, pela

maioria das escolas, será feita na altura do in...
Os valores mínimos e máximos em cada factor foram os seguintes: Geometria no
Plano: 0,0% e 100,0%; Geometria no Espaço: 0,...
Matemática 11º ano




                 100

                  90

                  80

                  70
  Escala 0-1...
Téc
Ficha Técnica




Produção        Fundação Manuel Leão

Autores                Cien
                Equipa Científica ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Esc 55 Rel Provas Conhecimento Agosto 2008

1.317 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Esc 55 Rel Provas Conhecimento Agosto 2008

  1. 1. PROGRAMA AVES Relatório de avaliação dos questionários/provas da Escola Secundária de Lousada Agosto • 2008 2008
  2. 2. Índice ................................................................ ...................................................... Introdução ...................................................................................... 3 Provas de Conhecimento ano: 1. Língua Portuguesa 9º ano: características e resultados ................... 5 2. Matemática 9º ano: características e resultados ............................ 9 3. Ciências Naturais 9º ano: características e resultados .................. 12 ano: 4. História 9º ano: características e resultados ................................ 15 5. Português 11º ano: características e resultados ........................... 20 6. Matemática 11º: características e resultados ............................... 23 resultados............................... 2
  3. 3. Introdução Apresenta-se agora o relatório correspondente aos resultados das provas de conhecimento realizadas no início do 3º período, do último ano lectivo em Português, História, Matemática e Ciências de 9º ano e Português, Matemática do 11º ano. Explica-se, em primeiro lugar, a matriz de cada uma das provas, sobretudo para os professores das respectivas disciplinas, entenderem, por um lado, as opções que foram tomadas na construção destes instrumentos e, por outro, complementarem a informação de que já dispõem relativamente aos alunos. Seguem-se os resultados de cada um dos factores, sempre comparados numa perspectiva específica, de cada escola, mas também contextual, tanto relativamente às escolas do mesmo contexto sociocultural, como em relação à totalidade de escolas que se encontram no Programa, e que já ultrapassam as quatro dezenas de estabelecimentos de ensino. Os dados agora fornecidos e assim considerados, podem ser rentabilizados de várias formas embora sempre de acordo com a reflexão específica da Escola: no caso dos alunos que permanecem no estabelecimento de ensino, desde que preservada a identidade e composição das turmas, é possível desde já enriquecer o dossier a entregar aos professores do próximo ano lectivo dessa turma; no caso de estarmos perante resultados de 11º ano, alguns indicadores podem ajudar à planificação e preparação de um diagnóstico mais criterioso em relação a determinada disciplina, procurando assim reunir dados que ajudem a trabalhar no 12º ano: em qualquer dos casos, eles são sempre comparáveis com aqueles de que já dispõem, permitindo assim uma melhor caracterização dos alunos em causa. Esperamos, sobretudo, que a informação agora fornecida possa contribuir para intensificar o diálogo entre a comunidade escolar, para credibilizar o espaço da avaliação diagnóstica e formativa no contexto da aprendizagem e contribuindo assim para um “cultura de escola” que garanta uma melhoria da qualidade do seu papel na formação dos alunos. 3
  4. 4. Um esclarecimento final: este Relatório global surge na sequência de algumas informações por ano/turma /aluno fornecidas às Escolas. Votos sinceros de um bom trabalho. 4
  5. 5. Provas de Conhecimento 1. Língua Portuguesa 9º ano: características e resultados Decorrente da reorganização curricular do Ensino Básico, a nova prova de Língua Portuguesa do 9º ano de Escolaridade versará a avaliação de diversas competências específicas que se supõem adquiridas no final do Terceiro Ciclo, articuladas com os objectivos essenciais do Programa Aves, nomeadamente a necessidade de conhecer os processos educativos de cada escola, de forma a possibilitar uma maior eficácia no que diz respeito ao processo de ensino- aprendizagem. De entre as diferentes competências específicas, o questionário terá em conta os diferentes domínios do processo de aprendizagem nesta área curricular (considerando os domínios da compreensão/expressão oral, a leitura, a expressão escrita e o conhecimento explícito), serão sobretudo avaliadas a capacidade de conhecer estratégias linguísticas e não linguísticas utilizadas explícita e implicitamente para realizar diferentes objectivos comunicativos, a capacidade para reconstruir mentalmente o significado de um texto (literário e não literário) em função da relevância e a hierarquização das unidades informativas deste, o conhecimento das chaves linguísticas e textuais que permitem desfazer ambiguidades, deduzir sentidos implícitos e reconhecer usos figurativos, o conhecimento dos géneros textuais e da correcção e aperfeiçoamento dos produtos do processo de escrita e o conhecimento sistematizado dos aspectos fundamentais da estrutura e do uso do Português padrão. Neste contexto, optou-se na elaboração da prova pela sua estruturação de acordo com as tipologias textuais abordadas ao longo desses três anos lectivos, procedendo-se a um aumento no número de questões (cinquenta). Assim, e retomando o peso inegável que o tratamento do texto Narrativo continua a ocupar nas aulas de Língua Portuguesa, estarão para este domínio reservadas quinze questões, a distribuir entre a análise de excertos de “Os Lusíadas” e de um conto de autor; quanto ao texto Lírico, que ocupará 20% da prova, com nove questões, será objecto de análise um poema de um autor do século XX. No que diz respeito ao texto Dramático, o texto 5
  6. 6. seleccionado será um excerto do “Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente, objecto de dez questões, e, por fim, o texto Não Literário, com seis questões, cujo questionário versará na análise de uma notícia, de um anúncio publicitário ou de uma BD. Importa referir que a selecção do excerto do conto a analisar no grupo relacionado com o texto Narrativo, assim como os textos que dizem respeito aos grupos do texto Lírico e Não Literário, não são necessariamente coincidentes com os textos habitualmente leccionados no 9º ano de escolaridade, na medida em que, como atrás ficou referido, se pretendem avaliar competências supostamente interiorizadas ao longo de todo o Terceiro Ciclo do Ensino Básico. Em relação ao domínio do conhecimento explícito, e relembrando o carácter globalizante desta prova, serão incluídos em cada grupo questões diversificadas, relativas ao léxico, à morfologia, à sintaxe, à semântica e à História da Língua Portuguesa. Dado que as características físicas da prova continuam a ter como base um questionário de escolha múltipla, tornou-se desde logo evidente a quase impossibilidade de poder tentar a componente escrita em qualquer uma das suas dimensões, optando-se por um questionário baseado na avaliação das competências interpretativa e de aplicação de conhecimentos, ocupando a primeira 40% do questionário da prova e a segunda, 60%. Tal como a anterior, a presente prova de Língua Portuguesa pretenderá fornecer a cada escola e, sobretudo, a cada professor, elementos concretos de análise das competências adquiridas pelos alunos, procurando incentivar o estímulo e o desenvolvimento de uma cultura de auto-avaliação, de forma a poder contribuir proficuamente para a prevenção de situações graves de insucesso escolar e na definição de novas estratégias que visem o seu combate. 6
  7. 7. Os resultados globais revelaram-se insatisfatórios (45%), verificando-se dificuldades várias nos questionários dos grupos relacionados com os textos Épico e Dramático (48% e 38%, respectivamente), destacando-se neste contexto os resultados obtidos em relação ao texto Narrativo (40%), facto que deverá merecer uma séria reflexão. Apenas se verificou uma percentagem positiva, esta no grupo relativo ao texto Não Literário (54%). Tanto os domínios da Interpretação como o da Aplicação de Conhecimentos evidenciaram resultados insatisfatórios (respectivamente 45% e 33%). O domínio do Conhecimento Explícito obteve também uma percentagem negativa, com 48%. 7
  8. 8. Língua Portuguesa 9º ano 100 90 80 70 Escala 0-100 60 50 40 30 20 10 0 Tex Tex Conheciment Tex Literário Tex Épico Nota Interpretação Aplicação Narrativo Dramático o escola 55 54 40 48 38 45 45 33 48 contexto 3 51 42 48 41 46 47 38 46 total 53 43 51 43 48 49 40 48 FACTORES Provas de Conhecimento - Agosto 2008
  9. 9. 2. Matemática 9º ano: características e resultados A prova pretende analisar os conhecimentos de Matemática ao longo do 3º ciclo, assim como as ideias e conceitos adquiridos e a capacidade de utilização dos saberes para a resolução de problemas do dia-a-dia. A estrutura da prova resulta da relação dos temas definidos pelo programa do Ministério da Educação com o quot;pesoquot; aproximado definido para cada tema ao longo dos três anos do 3º ciclo. 1. Caracterização da prova • A prova é constituída por itens fechados (escolha múltipla). • Em cada item o aluno deve assinalar uma alternativa, de entre as quatro que lhe são apresentadas. • Alguns itens baseiam-se em informações fornecidas em diferentes suportes (figuras, tabelas, gráficos, etc.) e pode reportar-se a mais de um domínio temático. • O enunciado não é acompanhado por qualquer formulário ou tabela, por se considerar que os alunos devem saber utilizar os conhecimentos necessários à realização da prova sem qualquer suporte de apoio. • A prova é classificada na escala de 0% a 100%. • O peso relativo de cada domínio temático é o seguinte: Números e Cálculo:· cerca de 20%; Geometria:· cerca de 36%; Estatística e Probabilidades: cerca de 14%; Álgebra e Funções: cerca de 30%. 2. Critérios de Avaliação O critério de avaliação é certo/errado. 9
  10. 10. Na análise dos resultados obtidos pelos alunos desta Escola destacam-se as seguintes conclusões: Foram observadas médias superiores a 50% nos factores: Álgebra(56,2%), Estatística(66,8%), Aquisição de Conhecimentos(70,9%) e Compreensão de Conhecimentos(53,2%). Os factores que se aproximaram dos 50% foram: Números(46,2%) e Geometria(43,2%). As médias obtidas nos factores foram, com excepção de Números, superiores às médias das Escolas do Contexto e, maioritariamente, superiores às médias totais. Foram observadas médias próximas ou superiores a 50% nos subtemas: • Funções: 58,0%; • Gráficos: 61,0%; • Equações: 53,4%; • Inequações: 43,3%; • Estatística: 65,0%; • Probabilidades: 69,6%; • Figuras Geométricas: 44,2%; • Áreas: 45,4%. O subtema com a média mais baixa foi Trigonometria: 34,3%. Em 100% das respostas dos subtemas foi atingido o valor total por um ou mais alunos. A variação das médias dos saberes matemáticos foi de 23,6%. A variação dos valores mínimos e máximos em cada factor foram os seguintes: Números: 0,0% a 100,0%, Álgebra: 9,1% a 95,5%, Estatística: 0,0% a 100,0% e Geometria: 0,0% a 78,6%. A média da nota da escola foi de 10,6 valores sendo a nota mais elevada de 17,1 e a nota mais baixa de 2,3 valores. 39 alunos tiveram a nota até 8,0 valores, 39 alunos de 8,0 a 10,9 valores, 39 alunos de 10,9 a 13,0 valores e 39 alunos de 13,0 a 17,1 valores. Houve 92 notas positivas (59,0%) e 64 notas negativas (41,0%). A nota foi superior à nota das Escolas do Contexto e superior à nota total. 10
  11. 11. Matemática 9º ano 100 90 80 70 Escala 0-100 60 50 40 30 20 10 0 Números Álgebra Estatística Geometria Nota Aquisição Compreensão Resolução escola 55 46 56 67 43 53 71 53 39 contexto 3 46 50 60 41 49 64 48 37 total 48 52 63 42 50 65 50 39 FACTORES Provas de Conhecimento - Agosto 2008
  12. 12. 3. Ciências Naturais 9º ano: características e resultados A prova de Ciências Naturais (C.N.) fornece indicações sobre um conjunto de competências adquiridas ao longo do 3º ciclo, passíveis de serem avaliadas através de uma prova escrita. A prova inclui itens baseados em informações fornecidas sob a forma de textos, figuras, tabelas, gráficos, entre outros, de forma a avaliar competências de Conhecimento (Definição de termos científicos; Identificação de factos científicos numa dada situação; Informação sobre fenómenos ou acontecimentos científicos importantes; ...) e de Raciocínio (Interpretação de dados/ resultados /representações gráficas; Previsão de resultados; Formulação de hipóteses / conclusões / resolução de problemas ambientais; Realização de inferências, generalização e dedução). Estas competências, supostamente desenvolvidas em experiências educativas diferenciadas, são as operacionalizadas nos conteúdos procedimentais enunciados nos diferentes Temas do Programa. Os Temas/conteúdos avaliados são os seguintes: Terra no espaço: Terra um planeta com vida - Condições da Terra que permitem a existência de vida Terra em transformação: Dinâmica externa da Terra - Rochas testemunho da actividade da Terra - Rochas Magmáticas,... – ciclo das rochas - Paisagens geológicas Sustentabilidade na Terra: Dinâmica dos Ecossistemas - Seres vivos e ambiente - Fluxos de energia e ciclos de matéria - Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas (impacto da intervenção humana na biosfera) - Gestão sustentável dos recursos - Recursos naturais – utilização e consequências - Água: um recurso frágil e vital 12
  13. 13. - Recursos energéticos e a importância da sua utilização pelo Homem Viver melhor na terra: Saúde Individual e Comunitária; Transmissão da vida; terra Organismo humano em equilíbrio. Os resultados estão organizados, percentualmente, pelos diferentes Temas e pelas competências de Conhecimento e de Raciocínio. Os resultados médios de respostas correctas obtidos pelos alunos da escola são, ainda, comparados com as médias obtidas pelos alunos das escolas do mesmo contexto em que está inserida e com a totalidade dos alunos que participaram neste estudo. Os resultados globais obtidos neste estabelecimento de ensino revelaram-se negativos (46%), iguais aos do contexto e inferiores aos do total de escolas do AVES. O tema com a média mais baixa foi, Terra em transformação, com 44%, inferior às escolas do seu contexto e aos resultados do total de Escolas do AVES. Os alunos desta Escola atingiram os 49% nos resultados no domínio da avaliação das competências do conhecimento. Em termos da avaliação das competências de Raciocínio, a média dos resultados foi inferior – 41%. Em síntese, o desempenho médio dos alunos desta Escola evidencia um insuficiente domínio da maioria dos conteúdos avaliados, com excepção para o tema “Gestão de Recursos” onde obtiveram 61%. 13
  14. 14. Ciências Naturais 9º ano 100 90 80 70 Escala 0-100 60 50 40 30 20 10 0 Terra Dinâmica Terra Espaço Gestão Recursos Viver Melhor Conhecimento Racicínio Nota Transformação Ecossitemas escola 55 48 44 49 61 39 49 41 46 contexto 3 44 45 46 60 42 49 42 46 total 41 47 49 60 43 50 44 48 FACTORES Provas de Conhecimento - Agosto 2008
  15. 15. 4. História 9º ano: características e resultados A prova de História de 9.º Ano foi elaborada de acordo com o estipulado pelo currículo oficial do Ensino Básico, aprovado pelo Ministério da Educação. Importa, antes de mais, salientar que, na elaboração desta Prova, foram tidos em linha de conta os seguintes aspectos: 1 – As questões da Prova referem-se a elementos nucleares do currículo proposto pelo Ministério da Educação. Todavia, alguns conteúdos seleccionados poderão ainda não ter sido leccionados por todos os estabelecimentos de ensino que participam neste estudo, à data de realização da Prova. 2 – Esta Prova é semelhante às utilizadas habitualmente nos estudos internacionais sobre a avaliação do aproveitamento. O tipo de questões nela formuladas visam analisar as competências gerais a todas as disciplinas, mas, sobretudo, as específicas da História. 3 – Esta Prova abrange diferentes conteúdos relativos a acontecimentos, palavras-chave/conceitos, contextos e processos históricos. 4 – Procurou-se estabelecer uma distribuição de questões por todos os temas definidos pelo currículo proposto pelo Ministério da Educação, de forma a que todos apresentassem um peso proporcional, embora, por razões que se prendem com a calendarização do AVES, não tenha sido incluído o tema K (“Do segundo após-guerra aos desafios do nosso tempo”). 5 – Procurou-se, igualmente, estipular uma distribuição equitativa entre questões relacionadas com o conhecimento de factos e palavras-chave, bem como as que constam dos diferentes processos e contextos políticos, económicos, sociais, demográficos, culturais, artísticos, temporais e espaciais. A Prova é composta por 40 questões, distribuídas da seguinte forma: - 13 questões relativas aos temas A, B, C e D, leccionadas no 7.º Ano de escolaridade, correspondendo a 32,5% da totalidade das questões da Prova; - 13 questões relacionam-se com os temas E, F, G e H, trabalhados no 8.º Ano de escolaridade, correspondendo a 32,5% da totalidade das questões da Prova; - 14 questões relacionadas com os temas I e J, estudados no 9.º Ano de escolaridade, correspondendo a 35% da totalidade das questões da Prova. 15
  16. 16. Fez-se, ainda, a seguinte divisão por temas: No 7.º Ano de escolaridade: - O tema A (“Das sociedades recolectoras às primeiras civilizações” está avaliado através de 3 questões (7,5% da totalidade das questões); - O tema B (“A herança do Mediterrâneo Antigo”), através de 4 questões (10%); - O tema C (“A formação da cristandade ocidental e a expansão islâmica”), através de 3 questões (7,5%); - O tema D (“Portugal no contexto europeu dos séculos XII a XIV”), através de 3 questões (7,5%). No 8.º Ano de escolaridade: - O tema E (“Expansão e mudança nos séculos XV e XVI”) está avaliado através de 3 questões (7,5%); - O tema F (“Portugal no contexto europeu dos séculos XVII e XVIII”), através de 4 questões (10%); - O tema G (“O arranque da Revolução Industrial e o triunfo das revoluções liberais”), através de 3 questões (7,5%); - O tema H (“A civilização industrial no século XIX”), através de 3 questões (7,5%). No 9.º Ano de escolaridade: - O tema I (“A Europa e o mundo no limiar do século XX”) está avaliado através de 7 questões (17,5%); - O tema J (“Da Grande Depressão à II Guerra Mundial”, através de 7 questões (17,5%). Assim, os conteúdos relativos aos 7.º e 8.º Anos de escolaridade estão representados em 65% das questões da Prova (32,5% cada Ano) e os conteúdos relativos ao 9.º Ano em 35%. Nas questões apresentadas procurou-se, pela natureza da prova, privilegiar as competências específicas relacionadas com a compreensão histórica: temporalidade, espacialidade e contextualização. O “tratamento da informação/utilização de fontes”, bem como a “Comunicação em História” estiveram presentes na selecção dos recursos da prova. 16
  17. 17. Na análise dos resultados obtidos pelos alunos desta Escola destacam-se as seguintes conclusões: 1 – As questões de avaliação da competência Tratamento apresentaram-se como as de maior dificuldade para estes discentes ao terem obtido 43% de respostas certas, aquela é paradigmática da observada no contexto (42%) e no total de discentes envolvidos no Programa (45%). Nas de exercício da Comunicação patentearam o profícuo desempenho de 53%, acima do observado no contexto (51%) e igual ao da maioria de alunos (53%). Nas de avaliação da Temporalidade obtiveram 51 valores percentuais, que se aproximaram dos observados no contexto (50%) e no total (53%). As questões relacionadas com a Espacialidade juntamente com as de Comunicação, Espacialidade, evidenciaram-se pelo desempenho positivo de 53%, acima do verificado no contexto (50%), mas idêntico ao total (53%). Finalmente nas questões de exercício da Contextualização alcançaram 47% de respostas certas, enquanto no contexto e total verificaram-se 43% e 46%, respectivamente. 2 - Os discentes obtiveram, no exercício das questões relacionadas com competências, uma média total sensivelmente abaixo dos 50% (49%), acima da observada no contexto (47%), mas abaixo da do total (50%). 3 – Os alunos manifestaram um desempenho acima dos 50% na maioria das questões relativas a competências, alcançando, entretanto a sua melhor performance nos exercícios relacionados com a Comunicação e Espacialidade e a sua menor eficiência nas de avaliação do Tratamento e Contextualização. 4 - No que concerne aos resultados obtidos por tema estes discentes revelaram uma média positiva em três dos dez temas em análise. Tal como na maioria dos alunos que realizaram a prova, salientaram-se os temas D (91%), G (60%) e I (62%) como os de melhor performance; enquanto os B (36%), C (39%) e H (35%) se apresentaram como os de menor eficiência, sendo os da maioria os A (37%), B (42%) e H (28%). 5 – Os 159 alunos desta escola obtiveram resultados médios abaixo dos 50% na maioria das questões dos anos lectivos em análise, sendo os temas de 9.º ano os de melhor desempenho e os de 7.º e 8.º anos os de menor eficiência. Assim nos de avaliação do 7.º ano apresentaram 47% de respostas correctas, nos de 8.º ano 47% e, por fim, nos de 9.º ano 54%. Neste aspecto, estes discentes acompanharam de 17
  18. 18. perto a maioria dos alunos que revelou melhores resultados nos temas de 9.º ano (55%) e maiores dificuldade nos temas de 7.º (48%) e 8.º (45%) anos. 6 – Em síntese, os resultados obtidos indicam que os alunos desta escola na sua maioria apresentaram algumas dificuldades na concretização dos objectivos da prova, uma vez que dos 159 alunos que a realizaram 80 obtiveram resultados negativos e 79 positivos. Numa perspectiva complementar conviria, em caso de prossecução dos estudos no secundário na disciplina de História por parte destes alunos, insistir nos conteúdos relacionados essencialmente com os Temas A, B, C, E, F, H e J, nomeadamente através de recursos didácticos que exercitem a competências de Tratamento e Utilização de fontes em História. 18
  19. 19. História 9º ano 100 90 80 70 Escala 0-100 60 50 40 30 20 10 0 Tratamento Comunicação Temporalidade Espacialidade Contextualização Nota escola 55 43 53 51 53 47 49 contexto 3 42 51 50 50 43 47 total 45 53 53 53 46 50 FACTORES Provas de Conhecimento - Agosto 2008
  20. 20. 5. Português 11º ano: características e resultados Com a finalidade de verificar a aquisição de competências diversificadas, como as da interpretação e a da aplicação de conhecimentos perante tipologias textuais diversificadas, assim como o diagnóstico da capacidade de retenção e de aplicação de informações essenciais assimiladas em anos anteriores e a verificação da capacidade de integração por parte dos discentes das realizações linguísticas e de certas produções literárias na história e na cultura nacional e universal, esta nova prova pretende servir como instrumento de avaliação e de reflexão sobre os processos educativos de cada escola, de forma a estimular nos docentes e nos alunos uma cultura de auto-avaliação que lhes sirva enquanto instrumento essencial no reconhecimento de dificuldades. De acordo com as novas exigências curriculares, e ainda na sequência das anteriores, a nova prova de Português a aplicar no 11º ano de escolaridade continuará a estruturar-se segundo as quatro tipologias textuais estudadas nos dois anos iniciais do Ensino Secundário – os textos Narrativo, Lírico, Dramático e Argumentativo –, ocorrendo uma reformulação, em contraste com a prova anterior, no que diz respeito a conteúdos e à natureza dos textos e autores escolhidos, assim como em relação ao número de questões. No primeiro caso, os alunos serão confrontados com um excerto de uma crónica de um autor contemporâneo a seleccionar, estando para a sua análise reservadas doze questões; no que diz respeito ao Texto Lírico, terão como objecto de análise um poema de Luís de Camões, pertencente a uma das correntes literárias estudadas, também com doze questões; relativamente ao Texto Dramático, o questionário, constituído por catorze perguntas, versará sobre a obra “Frei Luís de Sousa”, de Almeida Garrett e o texto Argumentativo, com doze questões, voltará a ter como objecto de análise um excerto do “Sermão de Santo António aos Peixes”, do Padre António Vieira. O questionário procurará avaliar essencialmente as duas dimensões principais já testadas anteriormente, a capacidade interpretativa e a aplicação de conhecimentos, apostando na diversificação de conteúdos a avaliar, tendo em conta os indicadores que se consideram relevantes na compreensão de textos escritos, como a identificação da intenção comunicativa e da ideia principal, utilização de inferências, 20
  21. 21. conhecimento do tipo de texto e de alguns aspectos da sua estrutura; ao mesmo tempo será visada a integração em todos os grupos de questões respeitantes a áreas como a Estilística, o Conhecimento Explícito e mesmo a Linguística de Texto. Quantitativamente, optar-se-á, comparativamente com a prova anterior, por privilegiar a avaliação da competência interpretativa, na proporção de 40% a 50% do questionário em cada grupo, reportando-se a restante classificação para o domínio atrás mencionado da aplicação de conhecimentos. De acordo com o tipo de prova apresentado, torna-se mais uma vez importante referir que apresenta algumas limitações resultantes do seu carácter de instrumento de avaliação através da escolha múltipla, pelo que domínios cruciais como a avaliação da escrita, através da forma de produção textual obedecendo a uma planificação e organização trabalhadas nas aulas, não poderão ser avaliados, daí que a avaliação se restringe aos domínios citados. No que diz respeito às classificações globais, o resultado é considerado satisfatório (51%), ainda que se tenha verificado apenas duas classificações positivas, referentes ao questionário dos textos Narrativo (58%) e Dramático (63%). Quanto aos restantes grupos, as notas foram negativas: 38% para o texto Lírico e 42% para o texto Argumentativo. Em relação aos restantes domínios, evidenciaram-se mais dificuldades no da Aplicação de Conhecimentos (48%), contrariamente ao da Interpretação, cujo resultado foi positivo, com 54%. No que diz respeito ao Conhecimento Explícito, o resultado é igualmente insatisfatório, com 47%. 21
  22. 22. Língua Portuguesa 11º ano 100 90 80 70 Escala 0-100 60 50 40 30 20 10 0 Grupo I Grupo II Grupo III Grupo IV Interpretação Aplicação Conhecimrnto Nota escola 55 58 38 63 42 54 48 47 51 contexto 3 51 38 53 39 52 41 40 46 total 51 38 53 40 52 41 39 46 FACTORES Provas de Conhecimento - Agosto 2008
  23. 23. 6. Matemática 11º: características e resultados A prova pretende analisar os conhecimentos de Matemática numa fase do secundário, assim como as ideias e conceitos adquiridos e a capacidade de utilização dos saberes para a resolução de problemas do dia-a-dia. A estrutura da prova resulta da relação dos temas definidos pelo programa do Ministério da Educação com o quot;pesoquot; aproximado definido para cada tema ao longo dos 10º e 11º anos do Ensino Secundário. 1. Caracterização da prova • A prova é constituída por itens fechados (escolha múltipla). • Em cada item o aluno deve assinalar uma alternativa, de entre as quatro que lhe são apresentadas. • Alguns itens baseiam-se em informações fornecidas em diferentes suportes (figuras, tabelas, gráficos, etc.) e pode reportar-se a mais de um domínio temático. • O enunciado não é acompanhado por qualquer formulário ou tabela, por se considerar que os alunos devem saber utilizar os conhecimentos necessários à realização da prova sem qualquer suporte de apoio. • A prova é classificada na escala de 0% a 100%. • O peso relativo de cada domínio temático é o seguinte: Módulo Inicial: cerca de 7%; Geometria no Plano e no Espaço: cerca de 41%; Funções/Gráficos/Derivadas: cerca de 41% Estatística: cerca de 11%; 23
  24. 24. Não foi introduzido o tema “Sucessões” porque a realização da prova, pela maioria das escolas, será feita na altura do início da leccionação deste tema. 2. Critérios de Avaliação O critério de avaliação é certo/errado. 3. Material a usar. Os alunos só podem usar na prova, como material de escrita, caneta ou esferográfica, de tinta azul ou preta. Não podem nem corrector. Os alunos podem usar máquina de calcular. Na análise dos resultados obtidos pelos alunos desta Escola destacam-se as seguintes conclusões: Observaram-se médias superiores ou iguais a 50% nos factores: Estatística(52,0%) e Compreensão de Conhecimentos(50,1%). Os factores com média próxima dos 50% foram Geometria no Plano(44,1%), Geometria no Espaço(40,8%) e Funções(46,2%). As médias dos factores foram, maioritariamente, superiores às médias das Escolas do Contexto e, maioritariamente, idênticas às médias totais. Observaram-se médias superiores ou próximas a 50% nos subtemas: • Lugares Geométricos(Geo. Plano): 40,8%; • Vectores: 47,5%; • Trigonometria: 44,7%; • Representação de Funções: 49,8%; • Lugares Geométricos (Funções): 57,2%; • Equações: 41,7%; • Estudo de Funções: 41,5%; • Gráficos Estatísticos: 52,2%; • Medidas de Localização Estatísticas: 51,8%. Em 100% das respostas dos subtemas foi atingido o valor total por um ou mais alunos. A variação das médias dos saberes matemáticos foi de 11,2%. 24
  25. 25. Os valores mínimos e máximos em cada factor foram os seguintes: Geometria no Plano: 0,0% e 100,0%; Geometria no Espaço: 0,0% e 100,0%; Funções: 3,9% e 96,2%; Estatística 0,0% e 100,0%. A média da nota da escola foi de 9,3 valores, sendo a nota mais elevada de 18,3 valores e a nota mais baixa de 4,0 valores. 34 alunos tiveram nota até 7,4 valores, 35 alunos de 7,4 até 9,1 valores, 34 alunos de 9,1 até 10,9 valores e 35 alunos de 10,9 até 18,3 valores. Houve 49 positivas (35,5%) e 89 negativas (64,5%). A nota foi ligeiramente superior à nota das Escolas do Contexto e idêntica à nota total. 25
  26. 26. Matemática 11º ano 100 90 80 70 Escala 0-100 60 50 40 30 20 10 0 Geometria Geometria Funções Estatistica Nota Aquisição Compreensão Resolução Plano Espaço escola 55 44 41 46 52 47 37 50 38 contexto 3 44 41 45 50 46 35 48 40 total 44 44 46 50 47 37 49 42 FACTORES Provas de Conhecimento - Agosto 2008
  27. 27. Téc Ficha Técnica Produção Fundação Manuel Leão Autores Cien Equipa Científica e Técnica do Programa AVES Edição Fundação Manuel Leão R. Pinto de Aguiar, 345 4400-252 V.N. GAIA tel. 223708681 fax. 223709331 www.fmleao.pt fmleao@mail.telepac.pt • programa.aves@mail.telepac.pt programa.aves@mail.telepac.pt Data e local V.N. Gaia • Agosto de 2008 2008 27

×