PROGRAMA AVES

Relatório de avaliação dos questionários/provas da

          Escola Secundária de Lousada




            ...
ÍNDICE
ÍNDICE

   Introdução................................................................................ 3
1. Contexto...
Introdução



       O   relatório   que   agora   se   apresenta   surge   na   continuidade   da
implementação do Progra...
Sociocultural
1. Contexto Sociocultural da Escola


           No âmbito do Programa AVES é estabelecida uma pontuação par...
A distribuição do número de alunos da Escola Secundária de Lousada que
participaram no Programa em 2007-08, por nível de c...
2. Prova Valores e Atitudes


    A prova Valores e Atitudes consiste num inquérito de 52 itens a que cada aluno
responde ...
- os resultados obtidos pelos alunos de cada ano (11º) da Escola Secundária
de Lousada;
      - os resultados obtidos pelo...
Valores e Atitudes 11º ano




                         100

                         90

                         80

   ...
3. Prova Estratégias de Aprendizagem


      A prova Estratégias de Aprendizagem consiste num inquérito de 44 itens a
que ...
Nos gráficos apresentados, podem observar-se:
      - os resultados obtidos pelos alunos de cada ano (11º) da Escola Secun...
Estratégias de Aprendizagem 11º ano




                         100

                         90

                       ...
4. Prova Opinião sobre a Escola


       A prova Opinião sobre a Escola consiste num inquérito de 35 itens a que
cada alun...
Nos gráficos apresentados, podem observar-se:
      - os resultados obtidos pelos alunos de cada ano (11º) da Escola Secun...
Opinião sobre a Escola 11º ano




                                100

                                90

              ...
Conclusão

       Que fazer com estes dados?
       Como se refere na introdução, pensamos e organizamos o Programa AVES
c...
- Que programa concreto de acção educativa para os próximos dois/três anos
(em termos de objectivos concretos, estratégias...
Téc
Ficha Técnica


Produção        Fundação Manuel Leão

Autores         Equipa Científica e Técnica do Programa AVES

Ed...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório Aves Ensino Profissional

1.891 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.891
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório Aves Ensino Profissional

  1. 1. PROGRAMA AVES Relatório de avaliação dos questionários/provas da Escola Secundária de Lousada JUNHO • 2008
  2. 2. ÍNDICE ÍNDICE Introdução................................................................................ 3 1. Contexto Sociocultural da Escola ............................................ 4 2. Prova Valores e Atitudes ......................................................... 6 3. Prova Estratégias de Aprendizagem ........................................ 9 4. Prova Opinião sobre a Escola ................................................12 Conclusão ...............................................................................15 n2
  3. 3. Introdução O relatório que agora se apresenta surge na continuidade da implementação do Programa AVES – Avaliação de Escolas com Ensino Secundário/Profissional. O objectivo inicial do Programa AVES – colaborar no aperfeiçoamento de cada escola mediante a realização de uma avaliação externa de um conjunto de factores directamente relacionados com a eficácia do ambiente escolar – vai ganhando, assim, cada vez mais força, à medida que a rede de escolas a ele aderente cresce e diversifica-se. Para nós este crescimento é, sem dúvida, o melhor indicador de que o modelo do Programa AVES fornece informação útil, pertinente, oportuna e fiável. Por outro lado, a participação numa mesma rede de avaliação de um número significativo de escolas, a aplicação simultânea de provas comuns a todas elas e o acompanhamento das mesmas, aos alunos ao longo do tempo, irá permitir-nos a breve prazo a aplicação de modelos estatísticos de análise mais apurados, por meio dos quais será possível investigar a influência de distintas variáveis nos resultados produzidos pelos alunos. No entanto, de pouco ou nada servirá o investimento de cada escola e da própria Fundação Manuel Leão se ele não for seguido, de uma análise aprofundada, de um debate sustentado e da concepção e implementação de um programa de acção ou de melhoria. Desde já, disponibilizamos às escolas, a possibilidade de obterem junto da Fundação Manuel Leão um apoio de consultoria externa para a interpretação da informação aqui enviada. Com a vontade de continuar a proporcionar a cada escola uma ajuda para a melhoria do seu desempenho, resta-nos desejar um bom trabalho. n3
  4. 4. Sociocultural 1. Contexto Sociocultural da Escola No âmbito do Programa AVES é estabelecida uma pontuação para caracterizar o contexto sociocultural de cada estabelecimento de ensino, o que permite não só conhecer a sua identidade contextual, como também identificar a sua posição relativa dentro do conjunto de estabelecimentos de ensino aderentes ao Programa. Assim, os estabelecimentos de ensino agrupam-se em quatro contextos socioculturais: 1 – Alto – índice entre 136.75 e 159.25 2 – Médio-alto – índice entre 130,75 e 136,74 3 – Médio-baixo - índice entre 126.25 e 130.74 4 – Baixo – índice entre 112.75 e 126.24 Os parâmetros tidos em conta para se estabelecer a classificação acima referida são: as habilitações literárias dos pais, a profissão do pai, as condições habitacionais, o número de veículos, os hábitos de leitura, a frequência de leitura de imprensa e a existência ou não de ligação à Internet, em casa. A Escola Secundária de Lousada tem uma pontuação de 127,5132 pelo que se situa no contexto sociocultural médio-baixo. Os critérios utilizados são: 1) a média, desde que a distribuição de frequências entre os quatro contextos seja equilibrada; 2) a moda (contexto mais frequente), se na distribuição do número de alunos por contexto um deles tiver uma percentagem igual ou superior a 45%. O Quadro1 representa a distribuição das escolas abrangidas pelo Programa AVES, em 2007-08, por contexto sociocultural. Quadro 1 Contexto 4 3 2 1 sociocultural nº de escolas 11 12 0 0 n4
  5. 5. A distribuição do número de alunos da Escola Secundária de Lousada que participaram no Programa em 2007-08, por nível de contexto sociocultural, é apresentada no Quadro 2. Quadro 2 Contexto 4 3 2 1 sociocultural % de alunos 42,1 26,3 18,4 13,2 O contexto sociocultural tem uma grande influência nos resultados obtidos pelos alunos, pelo que deve ser utilizado para os interpretar correctamente. Os dados do estabelecimento de ensino são comparados em primeiro lugar com a média obtida pelos estabelecimentos de ensino que estão situados no mesmo contexto e, em segundo lugar, com a média obtida pelos outros estabelecimentos de ensino. A posição que o estabelecimento de ensino ocupa dentro do seu próprio contexto deve ser utilizada também para análise dos resultados. n5
  6. 6. 2. Prova Valores e Atitudes A prova Valores e Atitudes consiste num inquérito de 52 itens a que cada aluno responde anonimamente. Os factores avaliados por esta prova são os seguintes: 1 – Tolerância e igualdade de oportunidade entre os sexos avalia a posição média do ano analisado (11º) face a temas como o racismo, a xenofobia, a discriminação e a igualdade de oportunidades entre ambos os sexos. 2 – Ecologia e respeito pelo meio ambiente avalia a posição média do ano analisado (11º) relativa a conhecimentos e comportamentos dos alunos em matérias relacionadas com a ecologia e com o respeito pelo meio ambiente. 3 – Saúde e bem-estar Saúde bem- avalia a posição média do ano analisado (11º) relativa a conhecimentos e comportamentos dos alunos no âmbito da educação para a saúde. 4 – Transversalidade avalia a percepção dos alunos sobre a forma como temas transversais do currículo, nomeadamente, educação ambiental, educação para a paz, educação para a saúde e educação para a igualdade de oportunidades entre os sexos, são abordados no estabelecimento de ensino. A pontuação de cada factor oscila dentro de uma escala de 0 (zero) a 100 (cem), em que os extremos representam, respectivamente, o pólo negativo e o pólo positivo de apreciação dos factores avaliados. Assim, quanto maior for a pontuação, mais positiva é a valorização que os alunos atribuem a cada um dos factores; ao contrário, quanto mais baixa for a pontuação, menos positiva é a valorização que os alunos atribuem em relação aos mesmos factores. Nos gráficos apresentados, podem observar-se: n6
  7. 7. - os resultados obtidos pelos alunos de cada ano (11º) da Escola Secundária de Lousada; - os resultados obtidos pelos alunos do mesmo ano, dos estabelecimentos de ensino do mesmo contexto, no ano lectivo 2007-08; - os resultados obtidos pelos alunos do mesmo ano, de todos os estabelecimentos de ensino implicados no Programa AVES, no ano lectivo 2007-08. n7
  8. 8. Valores e Atitudes 11º ano 100 90 80 70 60 Escala 0-100 50 40 30 20 10 0 Tolerância Ecologia Saúde Transversalidade Escola 55 53 55 80 52 Contexto 3 57 49 69 49 Total 57 50 70 50 FACTORES Nº. de alunos: Escola - 39 Contexto - 711 Total - 1203
  9. 9. 3. Prova Estratégias de Aprendizagem A prova Estratégias de Aprendizagem consiste num inquérito de 44 itens a que cada aluno responde anonimamente. Os factores avaliados por esta prova são os seguintes: 1 – Tratamento da Informação avalia a capacidade dos alunos para tratar a informação, extraindo as ideias principais e distinguindo o essencial do acessório; inclui as estratégias relacionadas com a planificação da tarefa que se pretende levar a cabo. 2 – Técnicas de Estudo avalia o uso de técnicas próprias de elaboração e organização da informação, tais como resumos, esquemas ou guiões. 3 – Articulação de Saberes avalia a capacidade do aluno para reflectir sobre as aprendizagens que realiza, para estabelecer relações entre o que já sabe e os novos conteúdos, bem como entre diferentes áreas de estudo. 4 – Aprendizagem pela Memória avalia uma forma do aluno abordar o estudo e a aprendizagem, caracterizada pela consideração isolada das matérias de estudo, pela memorização e passividade. A pontuação de cada factor oscila dentro de uma escala de 0 (zero) a 100 (cem), em que os extremos representam, respectivamente: - a menor e a maior capacidade de tratamento da informação; - a menor e a maior capacidade de utilização de técnicas de estudo apropriadas; - a menor e a maior capacidade de articulação de saberes; - a menor e a maior frequência de uso da aprendizagem pela memória, como recurso de estudo e aprendizagem das matérias. n9
  10. 10. Nos gráficos apresentados, podem observar-se: - os resultados obtidos pelos alunos de cada ano (11º) da Escola Secundária de Lousada; - os resultados obtidos pelos alunos do mesmo ano, dos estabelecimentos de ensino do mesmo contexto, no ano lectivo 2007-08; - os resultados obtidos pelos alunos do mesmo ano de todos os estabelecimentos de ensino implicados no Programa AVES, no ano lectivo 2007-08. n10
  11. 11. Estratégias de Aprendizagem 11º ano 100 90 80 70 60 Escala 0-100 50 40 30 20 10 0 Tratamento da Informação Técnicas de Estudo Articulação de Saberes Aprendizagem pela Memória Escola 55 64 66 68 66 Contexto 3 57 60 58 54 Total 57 60 58 54 FACTORES Nº. de alunos: Escola - 38 Contexto - 780 Total - 1181
  12. 12. 4. Prova Opinião sobre a Escola A prova Opinião sobre a Escola consiste num inquérito de 35 itens a que cada aluno responde anonimamente. Os factores avaliados por esta prova são os seguintes: 1 - Ordem, Disciplina e Ambiente de Trabalho existentes no estabelecimento de ensino. 2 – Professores relação estabelecida com os alunos e competência percepcionada. 3 - Actividades escolares e extra-escolares, propostas didácticas interdisciplinares e participação dos alunos nas mesmas. 4 - Directores de Turma relação estabelecida com os alunos e competência percepcionada. 5 - Classificações obtidas satisfação pessoal com as classificações e percepção de justiça na avaliação 6 - Relação com os Colegas existente tanto na turma como na escola em geral 7 - Satisfação com a escola em geral A prova Opinião sobre a escola avalia a opinião/satisfação dos alunos relativamente a estes sete factores. A pontuação de cada factor oscila dentro de uma escala de 0 (zero) a 100 (cem). Quanto maior for a pontuação, mais positiva é a opinião/satisfação que os alunos têm de cada um dos factores; ao contrário, quanto mais baixa for a pontuação, menos positiva é a opinião/satisfação dos alunos em relação aos mesmos factores. n12
  13. 13. Nos gráficos apresentados, podem observar-se: - os resultados obtidos pelos alunos de cada ano (11º) da Escola Secundária de Lousada; - os resultados obtidos pelos alunos do mesmo ano, dos estabelecimentos de ensino do mesmo contexto, no ano lectivo 2007-08; - os resultados obtidos pelos alunos do mesmo ano de todos os estabelecimentos de ensino implicados no Programa AVES, no ano lectivo 2007-08. n13
  14. 14. Opinião sobre a Escola 11º ano 100 90 80 70 Escala 0-100 60 50 40 30 20 10 0 Director de Ordem Professores Actividades Classificações Colegas Satisfação Turma Escola 55 56 54 48 51 49 68 67 Contexto 3 62 64 54 68 57 69 67 Total 61 64 54 69 58 70 67 FACTORES Nº. de alunos: Escola - 35 Contexto - 724 Total - 1231
  15. 15. Conclusão Que fazer com estes dados? Como se refere na introdução, pensamos e organizamos o Programa AVES com o objectivo de contribuir para a melhoria dos processos e dos resultados educativos. Ora, esta melhoria das práticas só é pensável se for possível implicar um número cada vez maior de pessoas (professores, órgãos de direcção e gestão das escolas, alunos, funcionários, pais...) na análise e avaliação das várias faces da realidade e se daqui decorrerem novos compromissos e novas práticas Este relatório devolve às escolas um conjunto de dados e visões relevantes sobre determinadas dimensões do fazer educativo. É um ponto de partida para aferirmos as nossas visões sobre o que é, de facto, a escola: quais os seus pontos positivos e os seus pontos críticos, quer em termos absolutos, quer em termos relativos; e qual a escola que os diversos agentes educativos querem construir. Por isso, pode também ser visto como um ponto de entrada para o desenvolvimento do Projecto Educativo/Projecto Curricular de Escola. Este relatório pretende, pois, ser um espelho a partir do qual julgamos ser possível perceber, pelo menos em parte, a realidade e definir as bases que poderão estruturar novos modos de agir e interagir. E uma das questões essenciais tem a ver com o que fazer com estes dados: - Como fazer chegar às pessoas os dados aqui disponibilizados? - Que interpretações se poderão fazer? - Quais os pontos fortes e os pontos críticos? Que variáveis os poderão explicar? E como e quando poderão ser melhorados? - Como melhorar a opinião sobre a escola por parte dos alunos, dos professores e dos encarregados de educação? - Que compromissos estabelecer entre os professores, entre professores e alunos, entre professores e encarregados de educação? - Que outros dados (aqui não referenciados) e que são importantes para dar conta das dinâmicas da escola? E que metodologias e instrumentos poderiam ser adoptados? n15
  16. 16. - Que programa concreto de acção educativa para os próximos dois/três anos (em termos de objectivos concretos, estratégias, actividades, recursos, datas, intervenientes...)? Responder, de forma colegial, a estas questões é começar a melhorar as práticas. Porque avaliar é reflectir sobre o que se faz, é compreender o que se (não) passa, é aprender novas coisas, é tomar decisões, é corrigir insuficiências e reforçar os aspectos positivos, é mobilizar para novas acções, é estabelecer compromissos cada vez mais alargados. n16
  17. 17. Téc Ficha Técnica Produção Fundação Manuel Leão Autores Equipa Científica e Técnica do Programa AVES Edição Fundação Manuel Leão R. Pinto de Aguiar, 345 4400-252 V.N. GAIA tel/fax. 223708681 www.fmleao.pt • fmleao@mail.telepac.pt • programa.aves@mail.telepac.pt Data e local V.N. Gaia • Junho de 2008 n17

×