Tarefa bel

336 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
336
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tarefa bel

  1. 1. O TRABALHO COMO RELAÇÃO SOCIAL
  2. 2. SE O TRABALHO EDUCA O HOMEM, COMO EDUCAR O HOMEM PARA O TRABAHO?
  3. 3.  RETRANSMITINDO TÉCNICAS (TEORIAS E PRÁTICAS) QUE SERÃO APRIMORADAS NO PRÓPRIO EXERCÍCIO DO TRABALHO.  COMO GARANTIR ESSE APRIMORAMENTO?  POR MEIO DE ITINERÁRIOS FORMATIVOS QUE GARANTAM A FORMAÇÃO GLOBAL DO INDIVÍDUO.  FORMAÇÃO INTELECTUAL E PROFISSIONAL
  4. 4. A PRINCÍPIO, PODEMOS CONCLUIR QUE EDUCAR É UM DESAFIO SOCIAL QUE ATRAVESSOU TODOS OS PERÍODOS HISTÓRICOS.
  5. 5.  A OBRA “EROS E CIVILIZAÇÃO” DO AUTOR HEBERT MARCUSE 1898-1979, DEU ORIGEM A: TEORIA DO FIM DO TRABALHO  SERÁ QUE CHEGAMOS AO FIM DO TRABALHO COMO CONHECEMOS HOJE.
  6. 6. DIFERENCIAÇÃO ENTREDIFERENCIAÇÃO ENTRE TRABALHO E EMPREGOTRABALHO E EMPREGO
  7. 7.  TRABALHO - É O ESFORÇO HUMANO DOTADO DE UM PROPÓSITO E ENVOLVE A TRANSFORMAÇAO DA NATUREZA ATRAVÉS DO DISPÊNDIO DE CAPACIDADES FÍSICAS E MENTAIS.  EMPREGO - É A RELAÇÃO, ESTÁVEL, E MAIS OU MENOS DURADOURA, QUE EXISTE ENTRE QUEM ORGANIZA O TRABALHO E QUEM REALIZA O TRABALHO. É UM CONTRATO NO QUAL O POSSUIDOR DOS MEIOS DE PRODUÇÃO PAGA PELA FORÇA-DE-TRABALHO DE OUTROS, QUE NÃO SÃO POSSUIDORE DO MEIO DE PRODUÇÃO.
  8. 8. TRABALHO X EMPREGO • A MAIORIA DAS PESSOAS ASSOCIA AS PALAVRAS TRABALHO E EMPREGO COMO SE FOSSEM A MESMA COISA, NÃO SÃO. • APESAR DE ESTAREM LIGADAS, ESSAS PALAVRAS POSSUEM SIGNIFICADOS DIFERENTES.
  9. 9. TRABALHO X EMPREGO • O TRABALHO É MAIS ANTIGO QUE O EMPREGO, O TRABALHO EXISTE DESDE O MOMENTO QUE O HOMEM COMEÇOU A TRANSFORMAR A NATUREZA E O AMBIENTE AO SEU REDOR, DESDE O MOMENTO QUE O HOMEM COMEÇOU A FAZER UTENSÍLIOS E FERRAMENTAS.
  10. 10. TRABALHO X EMPREGO • POR OUTRO LADO, O EMPREGO É ALGO RECENTE NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. O EMPREGO É UM CONCEITO QUE SURGIU POR VOLTA DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL, É UMA RELAÇÃO ENTRE HOMENS QUE VENDEM SUA FORÇA DE TRABALHO POR ALGUM VALOR, ALGUMA REMUNERAÇÃO, E HOMENS QUE COMPRAM ESSA FORÇA DE TRABALHO PAGANDO ALGO EM TROCA, ALGO COMO UM SALÁRIO.
  11. 11. • COMO IMAGINAR O FIM DO TRABALHOCOMO IMAGINAR O FIM DO TRABALHO COMO CONHECEMOS HOJE, DIANTE DOCOMO CONHECEMOS HOJE, DIANTE DO CENÁRIO CAPITALISTA NO QUALCENÁRIO CAPITALISTA NO QUAL ESTAMOS INSERIDOS?ESTAMOS INSERIDOS? • O TRABALHO, COMO CONHECEMOSO TRABALHO, COMO CONHECEMOS HOJE SOFRERÁ AINDA GRANDESHOJE SOFRERÁ AINDA GRANDES TRANSFORMAÇÕES.TRANSFORMAÇÕES.
  12. 12. • O TRABALHO TEM SIDO CONSIDERADO UMO TRABALHO TEM SIDO CONSIDERADO UM ATO DE AGIR SOBRE A NATUREZA,ATO DE AGIR SOBRE A NATUREZA, TRANSFORMANDO-A DE ACORDO COM ASTRANSFORMANDO-A DE ACORDO COM AS NECESSIDADES HUMANAS.NECESSIDADES HUMANAS. • NA RELAÇÃO QUE OS HOMENS ESTABELECEMNA RELAÇÃO QUE OS HOMENS ESTABELECEM COM A NATUREZA, RESIDE O FUNDAMENTOCOM A NATUREZA, RESIDE O FUNDAMENTO DO TRABALHO, POIS ELE É VISTO COMO UMADO TRABALHO, POIS ELE É VISTO COMO UMA DAS ATIVIDADES DETERMINANTES DADAS ATIVIDADES DETERMINANTES DA RELAÇÕES SOCIAIS.RELAÇÕES SOCIAIS.
  13. 13. • NO SÉCULO 19, MARX ANUNCIOU ANO SÉCULO 19, MARX ANUNCIOU A REDENÇÃO DO TRABALHADOR PELOREDENÇÃO DO TRABALHADOR PELO TRABALHO.TRABALHO. • ELE O ELEGEU COMO O FOCO PRINCIPAL DEELE O ELEGEU COMO O FOCO PRINCIPAL DE SUAS ANÁLISES E O TRABALHADOR COMO OSUAS ANÁLISES E O TRABALHADOR COMO O SER PRODUTOR DE RIQUEZAS E, PORTANTO,SER PRODUTOR DE RIQUEZAS E, PORTANTO, CLASSE SOCIAL QUE SE LIBERTARÁ DASCLASSE SOCIAL QUE SE LIBERTARÁ DAS CONDIÇÕES DEGRADANTES IMPOSTAS PELOCONDIÇÕES DEGRADANTES IMPOSTAS PELO CAPITAL.CAPITAL.
  14. 14. • COMO CONCEBER UMA TRANSFORMAÇÃO NACOMO CONCEBER UMA TRANSFORMAÇÃO NA FORMA DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO SEFORMA DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO SE AINDA NO SÉCULO 21, A CLASSEAINDA NO SÉCULO 21, A CLASSE TRABALHADORA CONTINUA EM UMATRABALHADORA CONTINUA EM UMA CONDIÇÃO DEGRADANTE?CONDIÇÃO DEGRADANTE?
  15. 15. • É IMPORTANTE NOTAR A HISTORICIDADE QUE OÉ IMPORTANTE NOTAR A HISTORICIDADE QUE O CONCEITO DE TRABALHO ASSUME NO PROCESSO DECONCEITO DE TRABALHO ASSUME NO PROCESSO DE LIBERTAÇÃO DO HOMEM.LIBERTAÇÃO DO HOMEM. • A PARTIR DESTE CONCEITO SURGEM AS RELAÇÕESA PARTIR DESTE CONCEITO SURGEM AS RELAÇÕES SOCIAIS QUE SE ESTABELECEM ENTRE AS CLASSESSOCIAIS QUE SE ESTABELECEM ENTRE AS CLASSES OU GRUPOS.OU GRUPOS. • NUM PROCESSO DIALÉTICO, O TRABALHADOR ÉNUM PROCESSO DIALÉTICO, O TRABALHADOR É FRUTO E AO MESMO TEMPO PRODUTO DASFRUTO E AO MESMO TEMPO PRODUTO DAS RELAÇÕES QUE SÃO ESTABELECIDAS NA SOCIEDADE,RELAÇÕES QUE SÃO ESTABELECIDAS NA SOCIEDADE, NO CONFRONTO ENTRE AS DIFERENTES CLASSESNO CONFRONTO ENTRE AS DIFERENTES CLASSES SOCIAIS.SOCIAIS.
  16. 16. • A REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA DASA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA DAS ÚLTIMAS DÉCADAS DO SÉCULO 20, TEVEÚLTIMAS DÉCADAS DO SÉCULO 20, TEVE FORTE IMPACTO DENTRO E FORA DOFORTE IMPACTO DENTRO E FORA DO AMBIENTE DE TRABALHO, ALÉM DEAMBIENTE DE TRABALHO, ALÉM DE APROFUNDAR O GRAU DE EXPLORAÇÃO EAPROFUNDAR O GRAU DE EXPLORAÇÃO E DOMINAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO NODOMINAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO NO INTERIOR DO PROCESSO PRODUTIVO,INTERIOR DO PROCESSO PRODUTIVO, PROVOCANDO TRANSFORMAÇÕES NAPROVOCANDO TRANSFORMAÇÕES NA SOCIEDADE.SOCIEDADE.
  17. 17. • AS INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS ALIADAS ÀSAS INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS ALIADAS ÀS NOVAS DE ORGANIZAR A PRODUÇÃO E OSNOVAS DE ORGANIZAR A PRODUÇÃO E OS NOVOS MERCADOS, PROVOCOU ALTERAÇÕESNOVOS MERCADOS, PROVOCOU ALTERAÇÕES SIGNIFICATIVAS NAS RELAÇÕES SOCIAIS.SIGNIFICATIVAS NAS RELAÇÕES SOCIAIS. • ISSO LEVOU AO DESAPARECIMENTO E AOISSO LEVOU AO DESAPARECIMENTO E AO SURGIMENTO DE FUNÇÕES TANTO NASSURGIMENTO DE FUNÇÕES TANTO NAS UNIDADES DE PRODUÇÃO, QUANTO NASUNIDADES DE PRODUÇÃO, QUANTO NAS ÁREAS DE GERENCIAMENTO.ÁREAS DE GERENCIAMENTO.
  18. 18. • COM O SURGIMENTO DE NOVASCOM O SURGIMENTO DE NOVAS NECESSIDADES NO MUNDO DO TRABALHONECESSIDADES NO MUNDO DO TRABALHO FORAM NECESSÁRIAS AÇÕES PEDAGÓGICASFORAM NECESSÁRIAS AÇÕES PEDAGÓGICAS QUE DESSEM CONTA DE FORMAR OQUE DESSEM CONTA DE FORMAR O TRABALHADOR PARA ESSE NOVO MUNDO DOTRABALHADOR PARA ESSE NOVO MUNDO DO TRABALHOTRABALHO
  19. 19. • A REORGANIZAÇÃO DO PROCESSOA REORGANIZAÇÃO DO PROCESSO PRODUTIVO EXIGIU QUE OS TRABALHADORESPRODUTIVO EXIGIU QUE OS TRABALHADORES ASSUMISSEM UM LEQUE DE COMPETÊNCIAS,ASSUMISSEM UM LEQUE DE COMPETÊNCIAS, ANTES EXERCIDAS POR TRABALHADORES NÃOANTES EXERCIDAS POR TRABALHADORES NÃO QUALIFICADOS E ATÉ MESMO POR ANTIGASQUALIFICADOS E ATÉ MESMO POR ANTIGAS CHEFIASCHEFIAS
  20. 20. • ESSE FENÔMENO VIVENCIADO PELASESSE FENÔMENO VIVENCIADO PELAS SOCIEDADES ACARRETARAMSOCIEDADES ACARRETARAM TRANSFORMAÇÕES E OTRANSFORMAÇÕES E O SURGIMENTO/RESURGIMENTO DE FORMASSURGIMENTO/RESURGIMENTO DE FORMAS DE TRABALHO EM ESCALA GLOBAL.DE TRABALHO EM ESCALA GLOBAL. • AS NOVAS FORMAS DE EXPLORAÇÃO DOAS NOVAS FORMAS DE EXPLORAÇÃO DO TRABALHO VIERAM ACOMPANHADAS DETRABALHO VIERAM ACOMPANHADAS DE GRANDES CONTRADIÇÕES.GRANDES CONTRADIÇÕES.
  21. 21. • AO MESMO TEMPO EM QUE AS GRANDES EMPRESAS EXIGEM FUNÇÃO QUALIFICADA E ESPECIALIZADA, DURANTE ESTE MESMO PROCESSO, O SISTEMA CAPITALISTA CRIA O TRABALHO INFORMAL, O SUBEMPREGO E RELAÇÕES DE TRABALHO QUE PODEM SER COMPARADAS AO TRABALHO ESCRAVO.
  22. 22. • A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DEVE DARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DEVE DAR CONTA, NÃO APENAS DO UNIVERSO CRIADOCONTA, NÃO APENAS DO UNIVERSO CRIADO NO INTERIOR DAS GRANDES EMPRESAS, MASNO INTERIOR DAS GRANDES EMPRESAS, MAS DAR CONTA DAS MULTIDÕES DEDAR CONTA DAS MULTIDÕES DE TRABALHADORES QUE PERMANECEM ÀTRABALHADORES QUE PERMANECEM À MARGEM DO PROCESSO PRODUTIVO.MARGEM DO PROCESSO PRODUTIVO.
  23. 23. • O TRABALHO DEVE SER VISTO COMOO TRABALHO DEVE SER VISTO COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO.PRINCÍPIO EDUCATIVO. • A SOCIEDADE PRECISA ENCONTRAR UMA SOCIEDADE PRECISA ENCONTRAR UM CAMINHO DE EDUCAR O HOMEM,CAMINHO DE EDUCAR O HOMEM, RESPEITANDO A EDUCAÇÃO ADQUIRIDA PELORESPEITANDO A EDUCAÇÃO ADQUIRIDA PELO TRABALHO E DAR CONDIÇÕES DE GARANTIR ATRABALHO E DAR CONDIÇÕES DE GARANTIR A TEORIA JUNTO AO RESPEITO HUMANO E ATEORIA JUNTO AO RESPEITO HUMANO E A EDUCAÇÃO INTELECTUAL.EDUCAÇÃO INTELECTUAL.

×