Por Treze Razões                                                Composição                         Jay Asher              ...
O Diário Secreto de Adrian Mole aos 13 anos e ¾                             Sue TownsendQuinta-feira, 1 de Janeiro        ...
Se ficaste viciado em diários, temos para ti: O diário de Sofia, Diário de um adolescentecom a mania da saúde, O Diário co...
África Minha                                                                            África Minha                      ...
O Polegar de Deus               O Polegar de Deus                                                                         ...
O Trono de Prata                           O Trono de Prata                                                               ...
Alice Vieira                                                                                    Composição                ...
A Pérola                                                                                                                  ...
O Velho e o Mar                  O Velho e o Mar                                                                          ...
O Perfume: história de um assassino                                                     O Perfume: história de um assassin...
A Fórmula de Deus                                                                                                         ...
Composição:        Amanhecer                                                                    O livro Amanhecer de Steph...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dose de Leitura - Já tomou a sua?

1.670 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.670
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
243
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dose de Leitura - Já tomou a sua?

  1. 1. Por Treze Razões Composição Jay Asher Por Treze Razões é o título deste livro mas também o que levou Clay, certo dia regressar a casa e encontrar uma estranha encomenda dirigida a si, semEncontro uma encomenda do tamanho duma caixa de sapatos inclinada contra remetente.a porta da rua. A nossa porta da rua tem uma pequena ranhura para introduzir acorrespondência, mas tudo o que ultrapasse em espessura um sabonete é Este adolescente não podia imaginar que nessa encomenda vinham setedeixado no degrau. Uns rabiscos no embrulho indicam que é dirigida a Clay cassetes áudio dirigidas a treze pessoas e gravadas por uma voz que não ouviaJensen e, por conseguinte, pego nela e entro em casa. há duas semanas, a de Hannah.Levo a encomenda para a cozinha e pouso-a na bancada. Abro a gaveta da Indicaçõestralha e retiro uma tesoura. Em seguida, faço deslizar uma das lâminas em volta Por treze razões é recomendável aos adolescentes ou a quem se interessa pelado pacote e levanto a parte superior. Dentro da caixa de sapatos, encontra-se adolescência e os seus problemas. Dá que pensar.um embrulho envolvido em plástico de bolhas. Desenrolo-o e descubro setecassetes áudio. PrecauçõesCada cassete tem um número pintado a azul-escuro no canto superior direito, Este livro leva-nos a pensar no que pode acontecer mesmo por baixo do nossopossivelmente com verniz das unhas. Cada lado também se encontra numerado. nariz sem nos darmos conta, e que pode ter graves consequências.Um e dois na primeira cassete, três e quatro na segunda, cinco e seis, e por aíem diante. A última cassete tem treze escrito dum dos lados, mas nada no Pode causar alguma impressão a pessoas sensíveis.outro.Quem se lembraria de me enviar uma caixa de sapatos cheia de cassetes áudio? Posologia Indiscutível. Leia como e quando lhe apetecer, mas leia! Este livro e muitos mais Excerto de Por Treze Razões, de Jay Asher encontram-se na Biblioteca Escolar de E.B.P.A.L.F. contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com
  2. 2. O Diário Secreto de Adrian Mole aos 13 anos e ¾ Sue TownsendQuinta-feira, 1 de Janeiro O Diário Secreto de Adrian Mole aos 13 anos e ¾FERIADO EM INGLATERRA, IRLANDA, ESCÓCIA e PAÍS DE GALES Sue TownsendEstas são as minhas resoluções para o Ano Novo: Composição O Diário Secreto de Adrian Mole aos 13 anos e 3/4 , publicado em 1982 pela inglesa Sue 1. Ajudar os cegos a atravessar a rua. Townsend, tem como componentes essenciais o humor e um agudíssimo espírito de observação, ao qual não escapa nenhum pormenor. O resultado é um hilariante retrato 2. Pendurar as calças antes de me deitar. dum adolescente, dos pais, dos professores e da Inglaterra da Sra. Tatcher 3. Guardar os discos nas capas quando acabar de os ouvir. Indicações Este livro agradará aos que não perdem pitada do que os rodeia e encontram motivos 4. Não começar a fumar. para rir nas situações mais banais. É muito eficaz em adultos infelizes que teimam em 5. idealizar os anos da adolescência. 6. Tratar bem o cão. Precauções Provavelmente dará consigo a rir enquanto lê este livro. Não perca a oportunidade para 7. Não espremer as borbulhas. partilhar a sua leitura com familiares, amigos e conhecidos. Falar sobre os livros que lê vai fazer-lhe bem. 8. Ajudar os pobres e os ignorantes. Posologia 9. Depois daqueles horríveis barulhos que ouvi lá em baixo ontem à noite, É aconselhável dedicar diariamente algum tempo à leitura: meia hora ou uma hora. Se prometi também nunca beber álcool. preferir o tratamento intensivo, não receie a leitura sem pausas deste livro: o humor faz bem à saúde. O meu pai embebedou o cão a noite passada com brandy , na festa. Se a Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás a dose completa para a tua SPA souber, podem vir chateá-lo. Já passaram oito dias do Natal, mas a satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF. minha mãe ainda não usou o avental de plástico verde que eu lhe dei! Para contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com o ano que vem só leva sais de banho. Outras indicações Só mesmo eu, apareceu-me uma borbulha no queixo logo no Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor na Biblioteca primeiro dia do ano! Escolar da EBPALF: Os anos amargos de Adrian Mole; Adrian Mole na crise da adolescência. Excerto de O Diário Secreto de Adrian Mole aos 13 anos e ¾, de Sue Townsend
  3. 3. Se ficaste viciado em diários, temos para ti: O diário de Sofia, Diário de um adolescentecom a mania da saúde, O Diário confidencial de Mariana ou os vários livros da colecção Clube das Amigas. O Doente Inglês Michael Ondaatje Composição O Doente Inglês O Doente Inglês, do canadiano Michael Ondaatje, que aqui lhe receitamos, foi Michael Ondaatje publicado em 1992. Entram na sua composição quatro personagens reunidas pela guerra, uma villa italiana, amor, traição, recordações e alguns livros. Há histórias que o homem recita baixinho no quarto e que deslizam de Indicaçõesplano para plano como um falcão em voo. Acorda no caramanchão pintado que O Doente Inglês será bem acolhido por leitores que apreciem personagens eo cerca com a sua chuva de flores, os seus braços de grandes árvores. Recorda sentimentos descritos com subtileza. Recomendamo-lo também aos que gostam depiqueniques, uma mulher que lhe beijou partes do corpo agora queimadas, cor mergulhar na leitura sem pressas, deixando que os livros revelem pouco a pouco os seusde beringela. segredos. Passei semanas no deserto esquecendo-me de olhar a Lua, diz ele, comoum homem casado pode passar dias inteiros sem nunca olhar para o rosto da Precauçõesmulher. Não são pecados de omissão, mas sinais de preocupação. Livros como este, líricos, intrigantes e cativantes podem criar habituação. Os seus olhos ficam presos no rosto da jovem. Se ela mexe a cabeça, o Previna-se, partilhando o que lê com os que lhe são queridos. É saudável falar sobre osolhar dele segue-a até se perder na parede. Ele inclina-se para diante. “Como foi livros que lemos e recomendar aqueles que nos agradaram.que se queimou?” A tarde já quase chegou ao fim. As mãos dele brincam com uma ponta Posologiado lençol, afagando-o com as costas dos dedos. Caí a arder no deserto O nosso conselho é que leias O Doente Inglês sem pressas. Dedica diariamente algum tempo à leitura: meia hora ou uma hora é suficiente para o tratamento fazer efeito. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás o tratamento completo para Excerto de O Doente Inglês, de Michael Ondaatje a tua satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF. contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Outras indicações Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor: Obras completas de Billy the Kidd; O fantasma de Anil. Se gostaste deste livro temos também ao teu dispor na BE: As Horas, de Michael Cunningham.
  4. 4. África Minha África Minha Karen Blixen Karen Blixen Composição Tive uma fazenda em África, no sopé das montanhas Ngongo. Em África Minha, a dinamarquesa Karen Blixen destilou com precisão a nostalgia de um O equador passa a sessenta quilómetros a norte desta região e a tempo e de um lugar em que o equilíbrio entre o homem e a natureza primordial aindafazenda ficava a uma altitude de mais de dois milímetros. Durante o dia pareciam possíveis, produzindo um medicamento eficaz e de utilização agradável esentíamo-nos mais perto do sol, mas as madrugadas e os fins de tarde eram segura.límpidos e tranquilos e as noites frias. A situação geográfica e a altitude combinavam-se para criar uma Indicaçõespaisagem inigualável. A terra não era farta nem luxuriante; era África destilada África Minha convém aos amantes de África, aos aventureiros e aos viajantes saudosospor dois mil metros de altitude, a essência forte e depurada de um continente. dos tempos em que não havia McDonalds em todas as latitudes. Agradará aos leitoresAs cores eram secas e queimadas como as da cerâmica. As árvores tinham uma de autobiografias e a todos os que preferem ler histórias verdadeiras.folhagem leve e delicada, cuja estrutura era diferente das da Europa; não crescia Precauçõesem arcos ou cúpulas, mas em camadas horizontais, fazendo com que as árvoressolitárias e altas se assemelhassem a palmeiras ou conferindo-lhes um ar Para evitar partidas súbitas para paragens a sul do equador, recomendamos que partilhe a leitura de África Minha com os seus familiares e amigos. Faz bem falar sobre os livrosheróico e romântico de galeras de velas desfraldadas, e à orla da floresta uma que lemos e recomendar aqueles que nos agradaram.estranha aparência, como se toda ela vibrasse ligeiramente. Sobre a erva dasvastas planícies havia velhas árvores dispersas , retorcidas e espinhosas e a erva Posologiaera aromática como o tomilho e a murta; em certos lugares, o odor era tão África Minha não tem contra-indicações e não se conhecem casos de abandono daintenso que fazia arder as narinas. Todas as flores que se encontravam nas medicação.planícies ou nas trepadeiras e lianas da floresta eram minúsculas como flores Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás o tratamento completo parados prados e só no início da longa estação das chuvas florescia nas planícies uma a tua satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF.profusão de lírios perfumados. Os panoramas eram imensamente vastos e tudo contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.como que se avistava evocava grandeza, liberdade e uma incomparável nobreza. Outras indicações Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor: A festa de Babette Excerto de África Minha, de Karen Blixen e outras histórias do destino; Seis contos góticos; Sombras no capim. Se ficaste viciado em obras sobre África, lê também: Ébano, de Ryszard Kapuncinsky e Diário Africano, de Bill Bryson.
  5. 5. O Polegar de Deus O Polegar de Deus Louis Sachar Louis Sachar Composição O Polegar de Deus é um livro publicadopelo norte-americano Louis Sachar em 1983. Na Não há nenhum lago em Camp Green Lake. Outrora, havia um grande sua composição entram elementos variados: um rapaz perseguido por uma maldição familiar, um acampamento para meninos maus, uma directora má como as cobras, umalago, o maior lago do Texas, há mais de cem anos. Agora é apenas terreno história de amor e um par de sapatilhas usadas.baldio, seco e plano. Também havia uma cidade de Green Lake. A cidade murchou e secou Indicaçõesjuntamente com o lago e com as pessoas que lá viviam. No Verão, as temperaturas durante o dia andam por volta dos trinta e O Polegar de Deus é aconselhado a leitores que estão fartos de seguir as aventuras dos mesmos heróis livro após livro e desejam experimentar uma receita diferente. Não hácinco graus centígrados à sombra, se for possível encontrar alguma sombra. Não idade limite para o apreciar e retirar benefícios da sua leitura.há muita sombra num lago tão seco e extenso como este. As únicas árvores que se vêem são dois carvalhos velhos na margem Precauçõesleste do «lago». Há uma rede suspensa entre as duas árvores e uma cabana detoros atrás dela. Livros como este prendem a tenção de quem os lê. Lembre-se que pode Os rapazes do acampamento não podem deitar-se na rede. Pertence à apreciar ainda mais a sua leitura se a partilhar com as pessoas de quem gosta. Édirectora. A sombra pertence à directora. muito saudável falar sobre os livros que lemos e recomendar aqueles que nos No lago as cascavéis e os escorpiões encontram sombra debaixo de agradaram.pedras e nas covas feitas pelos que lá se encontram acampados. Eis uma boa regra, que convém não esquecer, a respeito de cascavéis e Posologiaescorpiões: se não os incomodarmos, eles não nos incomodam. O Polegar de Deus é de efeito rápido e não se conhecem casos de abandono da Geralmente. medicação. Pode ser lido em pequenas doses diárias ou de forma intensiva, fica ao critério dos leitores. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás o tratamento completo para a tua satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF. Excerto de O Polegar de Deus, de Louis Sachar contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Outras indicações Se gostaste desta amostra lê também: O Reino de Kensuke, de Michel Mopurgo.
  6. 6. O Trono de Prata O Trono de Prata C. C. Lewis C. C. Lewis Composição O Trono de Prata é um dos livros da colecção das Crónicas de Nárnia. O autor juntou o - Dava tudo para saber donde ela veio e para onde vai – disse maravilhoso mundo de Nárnia, dois jovens, Jill e Eustace, alguma magia e o resultado éLamacambúzio. – É uma personagem um bocado inesperada para encontrar na uma aventura empolgante e imprevisível nos seus inúmeros perigos, que devolverá ao trono de Nárnia o seu jovem príncipe há muito enfeitiçado. A eficácia do livro vem daaridez do país dos gigantes, não vos parece? Aposto que isto não augura nada imaginação, inteligência e sensibilidade do seu autor.de bem. - Que disparate! – exclamou Scrubb. – Eu achei-a o máximo! E pensem Indicaçõessó nas refeições e nos quartos quentinhos. Espero que Harfang não seja muitolonge. O Trono de Prata é aconselhado a leitores entediados, a jovens que gostam de seguir as - O mesmo digo eu – corroborou Jill. E o vestido dela não era uma aventuras de reinos cheios de magia, heróis, fantasia, imaginação, aventura e umamaravilha? E o cavalo? pitada de humor. Não há idade limite para o apreciar e retirar benefícios da sua leitura. - Mesmo assim – insistiu Lamacambúzio – gostava de saber mais a seu Precauçõesrespeito. - Eu ia fazer-lhe uma data de perguntas – disse Jill. – Mas não pude Livros como este prendem a atenção de quem os lê, pelo que não se conhecem casos deporque tu não lhe quiseste dizer nada sobre nós. abandono ou efeitos secundários, além do puro deleite. Lembra-te de que podes - Pois foi – concordou Scrubb. – E porque é que ficaste todo rígido e apreciar ainda mais a sua leitura se a partilhares com as pessoas de quem gostas. Falardesagradável? Não gostaste deles? sobre os livros que lemos e recomendar os nossos favoritos faz bem à saúde. - Deles? – repetiu o Lingrinhas. – Quais eles? Só vi um. Posologia - Não viste o cavaleiro? – perguntou Jill. - Vi uma armadura – retorquiu Lamacambúzio. – Porque não falou ele? O Trono de Prata é de efeito rápido e não se conhecem casos de abandono da - Se calhar por ser tímido – sugeriu ele. – Ou talvez só queira olhar para medicação. Pode ser lido em pequenas doses diárias ou de forma intensiva, fica aoela e ouvir a sua voz encantadora. Tenho a certeza de que era o que eu faria se critério dos leitores.estivesse no lugar dele. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás o tratamento completo para a tua satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF. contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Excerto de O Trono de Prata, de C. C. Lewis Outras indicações Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor na Biblioteca Escolar da EBPALF: O Leão, a Bruxa e o Guarda-fatos; O Leão, A Feiticeira e o Guarda- roupa; O Príncipe Caspian; A Viagem do Caminheiro da Alvorada; A Última Batalha.
  7. 7. Alice Vieira Composição Alice Vieira publicou Úrsula, a Maior em 1989. Bom humor, duas raparigas à Úrsula, a Maior descoberta de si próprias e um olhar atento às pequenas coisas do dia a dia, são a razão da eficácia deste medicamento tão agradável de tomar. Alice Vieira Indicações Úrsula, a Maior é particularmente recomendado a adolescentes excessivamente conformistas. Espíritos mais irreverentes apreciarão o humor da narrativa e darão o seu tempo de leitura por bem empregue. Para lá de não ser nenhum poço de virtudes (nem charco, quanto maispoço), tenho de confessar que sou feiota. Para já. Sou alta de mais para os meus Precauções14 anos, o que faz, por um lado, que a malta toda lá da escola comece com É um livro que prende a atenção de quem o lê. É bom lembrar que podemos apreciaraquelas graças parvas, «então como é que está o tempo lá em cima?», «quando ainda mais a leitura se a partilharmos com os que nos rodeiam. Falar sobre os livros quechegares cá abaixo fecha o pára-quedas», coisas assim, vocês sabem; e, por lemos e recomendar os nossos favoritos faz bem à saúde.outro lado, faz com que de cada vez que a minha mãe ou o meu pai (que nisto,benza-os Deus! São iguaizinhos) me apresentam a qualquer desconhecido lá das Posologiarelações deles, avancem logo com a frase «por este andar não sei onde é que Úrsula, a Maior actua rapidamente sobre os seus leitores. Pode ser lido em pequenasela vai parar». doses diárias ou de forma intensiva: fica ao critério de quem lê. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás o tratamento completo para a tua satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF. Excerto de Úrsula, a Maior, de Alice Vieira contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Outras indicações Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor na Biblioteca Escolar da EBPALF: Rosa, Minha Irmã Rosa; Chocolate à Chuva; Graças e Desgraças da Corte de El-Rei Tadinho; Um Fio de Fumo nos Confins do Mar; Flor de Mel; A Espada do Rei Afonso; Viagem à Roda do meu Nome; Se perguntarem por mim digam que voei; Lote 12-2º Frente; Às Dez a Porta fecha; Águas de Verão; Paulina ao Piano; Contos e Lendas de Macau; Histórias Tradicionais Portuguesas; Promontório da Lua; Este Rei que eu escolhi; Os olhos de Ana Marta. Úrsula, a Maior
  8. 8. A Pérola John Steinbeck Composição A Pérola A Pérola constitui uma inesquecível parábola poética sobre as grandezas e as misérias do mundo tão contraditório em que vivemos. Baseada num conto popular mexicano é a história comovente de uma pérola enorme, de como foi descoberta e de como se John Steinbeck perdeu levando com ela os sonhos bons e maus que representava, mas é também a história de uma família e da solidariedade especial entre uma mulher, um pobre pescador índio e o filho de ambos. Foi um movimento quase imperceptível que atraiu os olhares deambos para o caixote suspenso. Kino e Juana ficaram petrificados. Pela corda Indicaçõesque suspendia o caixote do bebé do tecto da cabana descia lentamente um A Pérola está especialmente indicado para pessoas que desfrutem lendo histórias curtas,escorpião. Tinha a cauda erguida, mas poderia cravá-la numa fracção de mas com descrições cruas e realistas das condições de vida humana, históriassegundo. comprometidas e que nos fazem pensar e para quem gosta de histórias inquietantes, A respiração de Kino silvava nas suas narinas e teve que abrir a boca onde impera o elogio à dignidade do ser humano.para o evitar. E então o olhar assustado e a rigidez do seu corpo desapareceram.Na sua cabeça soava uma nova canção, a Canção do Mal, a música do inimigo, Precauçõesde qualquer inimigo da família; era uma melodia selvagem, secreta, perigosa, e, Os dilemas, os preconceitos e os estatutos sociais deste livro podem potenciar o efeito de fascinação, mas também de meditação. Recomendamos que, para atenuar estespor baixo dela, a Canção da Família, gemia dolorosamente. efeitos, desfrute da sua fácil e absorvente leitura partilhando-a. É muito benéfico falar O escorpião movia-se cuidadosamente pela corda, descendo em dos livros que lemos, de que gostamos e recomendá-los aos nossos amigos.direcção ao caixote. Juana repetiu interiormente um antigo esconjuro queprotegia de todo o mal, murmurando simultaneamente uma Avé-Maria entre os Posologiadentes cerrados. Mas Kino já estava em movimento. O seu corpo deslizou Esta história breve e envolvente deve ser tomada em doses curtas e diárias. No entanto,silenciosa e suavemente pela casa. Tinha as mãos estendidas para a frente com a escrita fluente, objectiva e inebriante do autor leva, em alguns casos, a lê-la em umaas palmas voltadas para baixo e os olhos postos no escorpião. só dose. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás o tratamento completo para Excerto de A Pérola, de John Steinbeck a tua satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF. contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Outras indicações Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor na Biblioteca Escolar da EBPALF: As Vinhas da Ira.
  9. 9. O Velho e o Mar O Velho e o Mar Ernest Hemingway Composição Ernest Hemingway O Velho e o Mar, o livro que receitamos, foi publicado por Ernest Hemingway em 1952. É uma aventura poética em que o autor opõe a persistência e a coragem do homem à Era um velho que pescava sozinho num esquife na Corrente do Golfo, e força da natureza.saíra havia já oitenta e quatro dias sem apanhar um peixe. Nos primeirosquarenta dias um rapaz fora com ele. Mas, após quarenta dias sem um peixe, os Indicaçõespais do rapaz disseram a este que o velho estava definitivamente edeclaradamente salao, que é a pior forma de azar, e o rapaz fora por ordem A história do velho pescador solitário e da sua luta com o peixe gigante é especialmentedeles para outro barco que na primeira semana logo apanhou três belos peixes. indicada para pescadores e amantes do mar. Agradará, igualmente, a todos aqueles queFazia tristeza ao rapaz ver todos os dias o velho voltar com o esquife vazio e acham que a vida é feita de desafios que temos de tentar superar.sempre descia a ajudá-lo a trazer as linhas arrumadas ou o croque e o arpão e a Precauçõesvela enrolada no mastro. A vela estava remendada com quatro velhos sacos defarinha e, assim ferrada, parecia o estandarte da perpétua derrota. A escrita simples e cativante do autor pode criar habituação. Para evitar estes sintomas, O velho era magro e seco, com profundas rugas na parte de trás do recomendamos que aprecie as suas leituras, mas também que as partilhe com os que opescoço. As manchas castanhas do benigno cancro da pele que o sol provoca ao rodeiam. É muito saudável falar sobre os livros que lemos e recomendar aqueles quereflectir-se no mar dos trópicos viam-se-lhe no rosto. As manchas iam pelos nos agradaram.lados da cara abaixo, e as mãos dele tinham as cicatrizes profundamentesulcadas que o manejo das linhas com peixe graúdo dá. Mas nenhuma dessas Posologiacicatrizes era recente. Eram antigas como erosões num deserto sem peixes. O Velho e o Mar pode muito bem ler-se de um só fôlego. Em geral, recomendamos que se dedique diariamente algum tempo à leitura: meia hora ou uma hora é o suficiente para o tratamento fazer efeito. Todas as ocasiões são boas: nos transportes públicos, no café, à tarde ou à noitinha. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás o tratamento completo para Excerto de O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway a tua satisfação plena na Biblioteca Escolar da EBPALF. contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Outras indicações Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor na Biblioteca Escolar da EBPALF: O Jardim do Éden.
  10. 10. O Perfume: história de um assassino O Perfume: história de um assassino de Patrick Suskind Composição Patrick Suskind O Perfume é a história de um artesão especializado no ofício de perfumista, e essa arte constitui para ele uma alquímica busca do absoluto. O perfume supremo será para ele uma forma de alcançar o belo e, nessa demanda nada o detém, nem mesmo os crimes mais hediondos, que fazem dele um ser monstruoso aos nossos olhos. Jean-Baptiste Grenouille estava inclinado sobre ela e aspirava o seu perfume sem Grenouille possui, no entanto, uma incorrupta pureza que exerce um forte fascínioqualquer mistura, tal como se lhe depreendia da nuca, dos cabelos, do decote, sobre o leitor.do vestido e absorvia-o como a uma suave brisa. Nunca se sentira tão bem emtoda a sua vida. Em compensação, a jovem começava a ter frio. Indicações Não via Grenouille. Sentia, porém, uma angústia, um estranho calafrio, Especialmente indicado para quem gosta de histórias inquietantes, com personagenscomo quando se é repentinamente tomado de um antigo medo vencido. Tinha a que nos provocam sentimentos dúbios e nos descrevem de forma soberba a época e assensação de que nas suas costas passava uma corrente de ar frio, como se mentalidades do século XVIII. Neste livro as paixões humanas são levadas ao extremo para obter o poder. Para quem queira experimentar o odor de um perfume através dasalguém tivesse empurrado uma porta que dava para uma cave húmida e letras, tal a magia da descrição com que nos brinda este autor. Se gostas de históriasgigantesca. Pousou a faca de cozinha, cruzou os braços sobre o peito e virou-se. intensas, perturbadoras e surpreendentes não deixes de deglutir esta. Ficou tão petrificada de medo ao avistá-lo, que ele dispôs de muitotempo para lhe colocar as mãos à volta do pescoço. Ela não tentou gritar, não se Precauçõesmexeu, não esboçou qualquer movimento para se defender. Ele, por seu lado, Este é um livro que, mesmo após cerradas as suas páginas, perdurará na tua memórianão via o rosto de feições delicadas, sardento, a boca vermelha, os olhos com a sua ciranda de personagens, inebriando-o com a s suas imagens grotescas e o seugrandes de um verde luminoso, porque mantinha os olhos cuidadosamente delicado perfume. Uma obra que te poderá deixar a reflectir ….fechados enquanto a estrangulava e a sua única preocupação residia em não Para atenuar estes sintomas de hipersensibilidade da imaginação, recomenda-se queperder a mínima parcela do seu perfume. desfrutes da leitura, partilhando-a com os outros. Posologia Esta história envolvente pode ser tomada em doses curtas. No entanto, a escrita fluente, Excerto de O Perfume: história de um assassino, de Patrick Suskind objectiva e inebriante do autor conduzir-te-ão a sessões longas de leitura ininterrupta, cujo único efeito será o aproximar mais rápido do final. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás a dose completa na Biblioteca Escolar da EBPALF . contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Outras indicações: Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor: A história do senhor Sommer; A Pomba; O contrabaixo; Um combate e outras histórias; Sobre o amor e morte.
  11. 11. A Fórmula de Deus de José Rodrigues dos Santos Composição A Fórmula de Deus é uma história de amor, de intriga e traição, uma perseguição A Fórmula de Deus implacável, uma busca espiritual que nos leva à mais espantosa revelação mística de todos os tempos – a prova científica da existência de Deus. O seu princípio activo de José Rodrigues dos Santos romance histórico pretende levar os leitores a pensar, com alguma profundidade, em termos de Física, Matemática e Astronomia, à volta do tema da origem do universo, mas também sobre o sentido da vida e a natureza de Deus. Indicações - “Lamento, mas são as nossas ordens”, insistiu Jalili. Ainda que, este romance cause bem estar a todos, é aconselhado sobretudo a pessoasOlhou para a última página e copiou a charada de letras para uma folha A4 lisa. curiosas, que desfrutem com a intriga e o mistério desenrolados na sociedade iraniana“Esta folha vai ser doravante o seu material de trabalho.” actual, com o descobrimento do amor e de questões tão delicadas como a prova da- “Não sei se, nestas condições, consigo fazer o meu trabalho.” existência de Deus.- “Conseguirá”. Soergueu o sobrolho. “Aliás, nem tem outro remédio. Por ordemdo senhor ministro, o senhor só será autorizado a sair do Irão quando completar Precauçõesa decifração. A escrita envolvente deste livro pode causar habituação. Recomendamos que partilhes… com outras pessoas os pontos de vista, as revelações que se vão fazendo e a sua- “ Não, tem apenas o título do manuscrito, o poema e a assinatura de Einstein.” credibilidade. Deixa-te envolver pela leitura, partilhando-a e recomendando-a à tua… família e amigos, ambos beneficiarão.- “ Ah, sim, exclamou o português com ar peremptório. “É apenas isso queespero de si.” Fez uma expressão inocente. Posologia É conveniente dedicar todos os dias um pouco de tempo à leitura: meia hora, uma hora,“Apenas assistência científica, nada mais”. se possível com calma e em qualquer lugar. No caso deste romance intrigante, é difícilA iraniana inclinou a cabeça. não cair em sobredosagem, mas não se conhecem contra-indicações para a mesma. O-“ Porque será que não acredito em si? “ seu efeito cativante actua com rapidez e não se conhecem casos de abandono, somente- “ Não faço a mínima ideia” , riu-se ele. de atenção absoluta. Se tomaste esta amostra e te sentiste curioso, encontrarás a dose completa na Biblioteca Escolar da EBPALF . contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.com Excerto de A Fórmula de Deus, de José Rodrigues dos Santos Outras indicações: Se gostaste desta amostra poderás, igualmente, ler do mesmo autor na Biblioteca Escolar da EBPALF: Fúria Divina; A Filha do Capitão.
  12. 12. Composição: Amanhecer O livro Amanhecer de Stephenie Meyer é o último da saga Luz e Escuridão composta por: Crepúsculo, Lua Nova e Eclipse. Stephenie Meyer É totalmente composto por uma dose de amor, amizade e suspense. Resultado: Relações entre uma humana, um vampiro e um lobisomem.-Fazes a reanimação? – rugiu Edward para mim, rápido e incisivo.-Sim. Informações: Se gosta de um bom livro que o vai fazer pensar na vida e que o inesperado podeEstudei a expressão dele, de relance, à procura de sinais de uma reacção acontecer, não perca esta saga.semelhante à de Rosalie. Não encontrei nada, a não ser uma determinaçãoferoz. Precauções:-Obriga-a a respirar! Tenho de o tirar antes… Quando começar a ler este livro vai dar conta que não consegue, nem lhe apetece parar. Para a sua melhor compreensão sugiro que leia os 3 livros anteriores a este!No interior do corpo ouviu-se um novo estalido dilacerante; foi tão baixo queficámos petrificados, à espera de a ver reagir com um grito agudo. Nada. As Posologia:pernas de Bella, até ao momento curvadas em agonia, tombaram inertes eestenderam-se numa posição pouco natural. Quem são os médicos, especialistas ou doutores? Eles que digam que o aconselhável é ler meia hora por dia… Eu discordo e este livro é a prova. Leia! Leia muito! Leia o tempo-A coluna – exclamou Edward, com a voz sufocada. que lhe apetecer, onde e quando lhe apetecer. Este livro e muitos mais encontram-se na Biblioteca Escolar de E.B.P.A.L.F.-Tira-o lá de dentro! – rugi-lhe, lançando-lhe o bisturi. – Ela já não sente nada! contactos: telef. 274 600 190 | e-mail. be.eb23.aes@mail.comA seguir, curvei-me sobre Bella. A boca parecia-me desimpedida, pelo que apressionei com a minha, soprando o ar que tinha nos pulmões com toda a força. Outras indicações: Excerto de Amanhecer, de Stephenie Meyer Se gosta de histórias de vampiros, sangue, guerra…poderá encontrar na EBPALF: Traída, Eclipse, Lua nova, Crepúsculo, A Escolhida…

×