Universidade Federal do Amapá – UNIFAPProfessora: Verônica LunaAcadêmicos: Adalberto SousaDeila LeãoIsabella AraújoRomário...
 Por volta da década de 1850, na Inglaterra, comentavam-se sobre o assunto de venda de esposas admitiam a visãode que a p...
O romance the mayor of casterbridge de Thomas Hardyrepresenta este tipo de costume;[Episódio no qual Michael Henchard ven...
 A esposa era leiloada como umanimal ou mercadoria, talvezcontra a sua vontade, sejaporque o marido queria se verlivre de...
 Durante grande parte do século XVIII os jornais nãovinculavam comentários sociais ou domésticos desse tipo,porque não er...
 Os entre os compradores incluem-se:Trabalhadores, mineiros de carvão, operários emescavação, cocheiros, ferreiros, limpa...
TABELA DE PREÇOS= 100 LIBRAS==
AVISOEste é para informar ao público que JamesCole está disposto a vender sua mulher emleilão. Ela é uma mulher decente e ...
 Um velho e brincalhão negociante de porcos exclamou:“Olá, meu velho. O que se passa? O que vais fazer com avelha, afogá-...
 Segurando a corda numa das mãos e levantando a outra, omarido gritou no estilo estereotipado: “Está em seis pence,que dá...
Relatos de vendas Terça feira, 25 de fevereiro de 1841, Hudson vendeusua esposa no mercado de Stanford em LEILÃO, por5$ (...
A venda das esposas, oschamados “rituais de venda”Acontece em 5 modos:a) Venda das esposas em lugares públicos;b) Venda at...
A cerimônia da corda“João pegou a corda colocou sobre a mulher depois aentregou ao Sr° Fernando pronunciando as seguintesp...
d) Através de leilões públicos.Artigo de venda““As dose horas em ponto a venda vai começar:Vocês todos rapazes alegres, es...
e) Através de testemunhas.Venda por testemunhaTestemunha Thomas x Middleton, sua marca (o vendedor)Testemunha Mary, a sua ...
Data Nome damoeda dosingularMoedapluralCentavosingularCentavopluralSistemadecimal1919 Xelim Xelins Pêni Pence 1 xelim =12 ...
Vendas e tentativas. 1760-1880: Consentimento da esposaSem informação 123Com o consentimento da esposa 41Esposa vendida pa...
Vendas, 1831-50: Consentimento da esposaSem informação 27Com o consentimento daesposa10Esposa vendida para o amante 19Divó...
Sem o consentimento da esposa A exceção se encontra numa carta dirigida por Ann Parsons a ummagistrado de Somerset, em 9 ...
Com o consentimento da esposaExistem alguns casos em que as indicações de consentimentosão tão fortesque não permitem nenh...
Divórcio arranjado Esse pequeno grupo inclui 4 casos em que aesposa foi vendida para seus parentes – para oirmão, para a ...
Imagem ilustrativa da GuerraA venda de esposas surgiu como consequênciadas guerras, pois muitos casais se separavam,devido...
A maioria da venda das esposasnão foi por causa das guerras O principal motivo para essaprática era o colapso doscasament...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A venda de esposas edward palmer thompson

1.878 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.878
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A venda de esposas edward palmer thompson

  1. 1. Universidade Federal do Amapá – UNIFAPProfessora: Verônica LunaAcadêmicos: Adalberto SousaDeila LeãoIsabella AraújoRomário SanchesLuara JamilyTurma: História Bacharel 2010A VENDA DE ESPOSASIn: E. P. Thompson
  2. 2.  Por volta da década de 1850, na Inglaterra, comentavam-se sobre o assunto de venda de esposas admitiam a visãode que a prática era:a) extremamente rara;b) totalmente ofensiva à moralidade. The books of days (Robert Chambers, 1878) conseguiureunir apenas oito casos entre 1815 e 1839 e junto commais três ou quatro foram postos em circulação.
  3. 3. O romance the mayor of casterbridge de Thomas Hardyrepresenta este tipo de costume;[Episódio no qual Michael Henchard vende sua esposaSusan numa feira de beira de estrada a um marinheiro quepassava.] Hardy não se embasou apenas em observações, masem fontes jornalística.
  4. 4.  A esposa era leiloada como umanimal ou mercadoria, talvezcontra a sua vontade, sejaporque o marido queria se verlivre dela, seja por motivosmercenário (movidos porinteresse material). A venda outro troca de esposas,para serviços domésticos ousexuais, parece ter ocorridoocasionalmente na maioria doslugares e épocas. Mas algunsdos exemplos mais antigostambém apresentam dificuldadespara se constatar.
  5. 5.  Durante grande parte do século XVIII os jornais nãovinculavam comentários sociais ou domésticos desse tipo,porque não era considerado digno de registro, a menosque alguma circunstância adicional lhe conferisseinteresse. Essa publicidade, por sua vez, pode ter ajudado a expulsara venda de esposas da praça do mercado, fazendo comque a prática adotasse formas mais discretas.
  6. 6.  Os entre os compradores incluem-se:Trabalhadores, mineiros de carvão, operários emescavação, cocheiros, ferreiros, limpadores,assentadores de tijolo, padeiros, e fabricantes de cestas. Por serem casadas, as mulheres são descritas pela suaaparência, comportamento ou suposta conduta moral, masmuito raramente pela ocupação. Seria em vão quantificar a elevação ou a queda do preçodas esposas, pois tínhamos aquela esposa que era maisvalorizada e aquela que não necessitava ter muito paracompra-lá.
  7. 7. TABELA DE PREÇOS= 100 LIBRAS==
  8. 8. AVISOEste é para informar ao público que JamesCole está disposto a vender sua mulher emleilão. Ela é uma mulher decente e limpa,com 25 anos. A venda deve ocorrer em Newinn, na próxima quinta-feira, às sete horas.
  9. 9.  Um velho e brincalhão negociante de porcos exclamou:“Olá, meu velho. O que se passa? O que vais fazer com avelha, afogá-la, enforcá-la, ou o quê?”. “Não, vou vendê-la”, foi a resposta. Houve um coro de risos. “Quem éela?”, perguntou o negociante de porcos. “É a minhaesposa”, respondeu o lavrador, sobriamente, “e uma dascriaturas mais ordeiras, sérias, diligentes e trabalhadorasque já surgiu. É tão limpa e arrumada como uma flor, e émão-fechada, faz qualquer coisa para poupar seis pence;mas tem uma língua e tanto, fica me incomodando damanhã até a meia-noite. Não tenho um momento de pazpor causa da sua língua, por isso concordamos em nosseparar, e ela concordou em partir com aquele que fizessea oferta mais alta no mercado [...]” “Você está disposta aser vendida, minha senhora?”, perguntou alguém. “Sim,estou”, ela respondeu mordazmente. “Então”, disse ohomem, “quanto me dão por ela?” Fez-se uma pausa,então um velho tocador de vacas, com uma vara de freixona mão, berrou: “Seis pence por ela!”.
  10. 10.  Segurando a corda numa das mãos e levantando a outra, omarido gritou no estilo estereotipado: “Está em seis pence,que dá um xelim?”. Houve outra pausa prolongada, entãoeu, um jovem vivaz [...], imprudentemente exclamei: “Umxelim!”. “Esta em um xelim. Ninguém dá mais?”, gritou omarido [...]. Os espectadores riram e caçoaram, umchegou a exclamar: “O lance é seu, meu jovem! Ela vaiser arrematada por ti!”. Eu suava de apreensão [...]. Comrenovada seriedade, o vendedor gritou mais uma vez:“Quem dá dezoito pence, pois ela é uma excelente mulherque sabe assar uma fornada de pão ou fazer bolinhoscomo ninguém”. Para meu grande alívio, um homem bemarrumado e de ar respeitável fez a oferta, e o marido,batendo as mãos, exclamou: “Ela é sua, meu caro. Vocêganhou a pechincha e uma boa mulher, em tudo a não sera sua língua. Cuide bem dela”. O comprador pegou aponta da corda depois de pagar os dezoito pence, e levou amulher embora.
  11. 11. Relatos de vendas Terça feira, 25 de fevereiro de 1841, Hudson vendeusua esposa no mercado de Stanford em LEILÃO, por5$ (xelins). Segunda feira passada, dia 24 de fevereiro dodeterminado ano, Jonathan vende a mulher e o filho,uma ave e onze porcos, por 6$ (guineus). Em 1841, o Derby Mercury descreveu uma “cenavergonhosa”, no mercado de Stanford, um trabalhadorde hábitos vadios e dissoluto chamado Rodney Hall,conduziu sua mulher pela cidade com uma corda presaao redor do seu corpo.
  12. 12. A venda das esposas, oschamados “rituais de venda”Acontece em 5 modos:a) Venda das esposas em lugares públicos;b) Venda através de anúncios públicos,como:Aviso de venda:“Este é para informar ao publico que James Cole estádisposto a vender sua mulher em leilão. Ela é uma mulherdescente e limpa, com 25 anos. A venda deve ocorrer emNew Inn, na próxima quinta feira, às 7 horas”.
  13. 13. A cerimônia da corda“João pegou a corda colocou sobre a mulher depois aentregou ao Sr° Fernando pronunciando as seguintespalavras: “Eu agora, minha querida, a entrego as mãos deFernando Hardy, rezando para que as bênçãos de Deus osacompanhe, com toda a felicidade”, e Fernando responde:“eu agora minha querida a recebo com as benções de Deusrezando pela felicidade”. E retirou a corda dizendo: “Venhaminha querida eu a recebo com um beijo e você João teráum beijo de despedida”c) Através da cerimônia de cordas, submetida esta corda na cinturaou no pescoço;
  14. 14. d) Através de leilões públicos.Artigo de venda““As dose horas em ponto a venda vai começar:Vocês todos rapazes alegres, estejam lá com o dinheiro.Pois Sally e bonita, e forte como um touro,Quem já a conhece sabe disso muito bem.Ela sabe fazer pão e come o pão inteiro;Faz cerveja como ninguém, e bebe todas as taças”
  15. 15. e) Através de testemunhas.Venda por testemunhaTestemunha Thomas x Middleton, sua marca (o vendedor)Testemunha Mary, a sua mulher (a vendida)Testemunha Philip, sua marca (testemunha do vendedor)Testemunha Stone (órgão de direito)
  16. 16. Data Nome damoeda dosingularMoedapluralCentavosingularCentavopluralSistemadecimal1919 Xelim Xelins Pêni Pence 1 xelim =12 pence1921 Xelim Xelins Senti Sentis 1 xelim =100 sentis15/02/1971 LibraesterlineLibrasesterlinasPêni Pence 1 = 100pence
  17. 17. Vendas e tentativas. 1760-1880: Consentimento da esposaSem informação 123Com o consentimento da esposa 41Esposa vendida para o amante 40Divórcio arranjado 10Sem consentimento da esposa 4218
  18. 18. Vendas, 1831-50: Consentimento da esposaSem informação 27Com o consentimento daesposa10Esposa vendida para o amante 19Divórcio arranjado 4Sem o consentimento daesposa-60
  19. 19. Sem o consentimento da esposa A exceção se encontra numa carta dirigida por Ann Parsons a ummagistrado de Somerset, em 9 de janeiro de 1768:“Sou filha de Ann Collier, que morava ao pé de Rush Hill, e naprimeira parte da minha vida, para minha grande mortificação, fuicasada com um homem que não tinha consideração por si mesmo, nempelo meu sustento e pelo de meus filhos. No início da última guerra, eleentrou para o serviço do rei, e, meu senhor, não posso lhe relatar nem adécima parte dos abusos que dele recebi antes de sua admissão e depoisde seu retorno do Exército. Por fim, para sustentar os seus caprichos,ele me pôs à venda e me vendeu por seis libras e seis xelins, e eu denada sabia até que ele me contou o que tinha feito. Ao mesmo tempo,ele me pediu que ficasse com a criança pequena.”
  20. 20. Com o consentimento da esposaExistem alguns casos em que as indicações de consentimentosão tão fortesque não permitem nenhuma outra inferência:como, por exemplo, o primeiro casamento era apenas pelodireito consuetudinário e quando a venda era seguidaimediatamente por um segundo casamento na igreja ou nocartório, ou naqueles casos em que o marido logo searrependia da venda, tentava fazer com que a esposa voltassepara ele, mas ela recusava.Sem informaçõesNesses casos, as fontes não dão nenhuma informaçãoquanto ao consentimento da esposa.
  21. 21. Divórcio arranjado Esse pequeno grupo inclui 4 casos em que aesposa foi vendida para seus parentes – para oirmão, para a mãe, e (dois casos) para o cunhado.O que isso indica é que a venda talvez não fosseapenas troca entre maridos; poderia serigualmente um artifício pelo qual a esposaconseguia anular o casamento existente, ou “sever livre de seu casamento ao ser comprada”.Esposa vendida ao amante
  22. 22. Imagem ilustrativa da GuerraA venda de esposas surgiu como consequênciadas guerras, pois muitos casais se separavam,devido a distancias e o tempo de ausência eassim surgindo novas ligações amorosas.
  23. 23. A maioria da venda das esposasnão foi por causa das guerras O principal motivo para essaprática era o colapso doscasamentos, usando a venda comoartifício que tornava possível odivórcio público e um novocasamento.

×