65 – e agora

166 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

65 – e agora

  1. 1. 65 – E AGORA???<br />DISCICPLINA: Psicologia do Desenvolvimento<br />DISCENTE: Isabel Carvalho, Aluna nº. 900077, Turma 1<br />
  2. 2. 65 – E AGORA???<br />OBJECTIVO<br />A presente sessão é dirigida aos filhos de todos os seniores que frequentam a Casa de Repouso “Jardim da Alegria” e tem como objectivo elucidar os filhos sobre a vida após os 65.<br />“Os velhos acreditam em tudo, as pessoas de meia idade suspeitam de tudo, os jovens sabem tudo”<br />OscarWilde<br />
  3. 3. 65 – E AGORA???<br />QUEM SÃO?<br /><ul><li>De acordo com a OMS, cronologicamente, idoso é a pessoa com mais de 65 anos de idade em países desenvolvidos e com mais de 60 anos de idade em países em desenvolvimento.
  4. 4. Portugal é um país envelhecido, pois a esperança de vida aumentou na última década</li></ul>O QUE PENSAMOS DELES?<br /><ul><li>Alguém que não produz;
  5. 5. Alguém desactualizado; ignorante
  6. 6. Alguém incapaz e infeliz
  7. 7. Alguém senil ou doente
  8. 8. Alguém com disponibilidade e abandonado
  9. 9. Alguém com rugas, cabelos brancos e bengala</li></li></ul><li>65 – E AGORA???<br /><ul><li>MUDANÇAS TÍPICAS:
  10. 10. FISÍCAS: Postura curvada, cabelo branco,</li></ul>as rugas, manchas na pele, dificuldades na locomoção<br /><ul><li>COGNITIVAS: Perda de memória a curto prazo, défice visual e auditivo, doenças, incontinência urinária
  11. 11. PSICOSSOCIAIS: Isolamento, solidão, desespero, receio da morte</li></li></ul><li>65 – E AGORA???<br />SÉNIOR NO MEIO RURAL<br /><ul><li>Vive na sua casa com os filhos ou sozinho, mas apoiado pela comunidade
  12. 12. Cuida dos netos, sendo elo de ligação na família
  13. 13. É muitas vezes negligenciado pela família</li></ul>SÉNIOR NO MEIO URBANO<br /><ul><li>Vive na sua casa com os filhos ou sozinho, mas isolado
  14. 14. Convive com outros seniores no banco do jardim ou integra-se nas associações
  15. 15. É pressionado psicologicamente</li></li></ul><li>65 – E AGORA???<br /><ul><li>Promover a integração na sociedade através de actividades:
  16. 16. Artísticas,
  17. 17. Voltar a estudar,
  18. 18. O exercício físico,
  19. 19. Promover os afectos e a</li></ul>reintegração no ambiente<br /> familiar, <br /><ul><li>Acabar com o isolamento</li></ul>O PAPEL DA FAMÍLIA<br />O PAPEL DA SOCIEDADE<br /><ul><li>Desenvolver actividades lúdicas e culturais
  20. 20. Criar Centros de Dia e promover a integração do sénior na comunidade
  21. 21. Rede de Apoio Social</li></li></ul><li>65 – E AGORA???<br /> AS HABILITAÇÕES LITERÁRIAS<br />O factor estudo é decisivo para a inclusão/exclusão do sénior na sociedade contemporânea:<br /><ul><li>Se estudou a vida continua após a reforma, ocupando-se com actividades e passeios quer sozinho, em casal ou com amigos;
  22. 22. Se não estudou, após a reforma tende a isolar-se, principalmente se residir em meio urbano </li></li></ul><li>65 – E AGORA???<br />A REFORMA<br /><ul><li>Adaptação a uma nova realidade
  23. 23. O valor da reforma
  24. 24. Alteração das estruturas familiares e sociais
  25. 25. O isolamento
  26. 26. O relacionamento familiar (filhos, netos)
  27. 27. A procura de novas actividades ocupacionais
  28. 28. O receio da morte (revolta vs alivio)</li></li></ul><li>65 – E AGORA???<br />Bibliografia<br />Imagens retiradas do google<br />Tavares et al. (2007). Manual de Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem<br />

×