A busca-pelo-corpo-perfeito

1.681 visualizações

Publicada em

Consequências de métodos extremos para obter resultados estéticos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.681
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A busca-pelo-corpo-perfeito

  1. 1. A busca pelo corpo perfeito Salisa Yamauti van der Heijde n°19 Nicolas Henrique n° 16
  2. 2. • Nós vivemos em uma sociedade na qual os padrões de beleza são constantemente cobrados. Quase sempre ouvimos notícias sobre os diferentes métodos de se adequar a eles. A busca por academias, cirurgias plásticas e os mais diversos tratamentos estéticos se tornou cotidiana e muitas vezes esconde perigos. O uso de anabolizantes, remédios para emagrecer, suplementos adulterados e transtornos como a anorexia e a vigorexia, que se caracterizam pela visão distorcida do corpo, são apenas algumas das situações de risco em que as pessoas se colocam na tentativa de conseguir o corpo ideal.
  3. 3. Anorexia É quando uma pessoa enxerga seu corpo de forma distorcida (vê gordura onde não existe). Características: a perda de peso sem causa médica aparente, redução da quantidade de alimentos ingeridos, comportamentos ritualizados à refeição, não assume a fome, torna-se mais crítico e menos tolerante, pratica muito exercício físico (mais de 3h/dia), só come alimentos magros ou de valor calórico baixo, sempre se acha gordo e possui extremo autocontrole. Consequências: problemas cardíacos, hipotensão arterial, problemas renais, deterioração do tecido muscular, perda de massa óssea, falta de menstruação (nas mulheres), desnutrição, desidratação, fadiga, fraqueza e tonturas, e frio intenso.
  4. 4. Vigorexia É mais comum em homens, pois eles se preocupam em ficar fortes a todo custo. Mesmo passando horas na academia e estando muito musculosos, eles se vêem magros e fracos. Características: vergonha do próprio corpo, uso de fórmulas “mágicas” para ficarem fortes (anabolizantes, termogênicos, etc), dão valor extremo à imagem e são obsessivos com alguma parte do corpo. Consequências: insônia e falta de apetite, problemas circulatórios, irritabilidade, redução nos níveis de testosterona, desinteresse sexual, fraqueza e cansaço constante, dificuldade de concentração, problemas no fígado, problemas ósseos e articulares devido ao peso excessivo nos treinamentos, e encurtamento de músculos e tendões.
  5. 5. Exercícios físicos Podemos sim, praticar exercícios todos os dias. O que se deve levar em consideração são os planejamentos de treino, dito como periodização. Devem-se respeitar as intensidades adequadas, mesclando planejamentos intensos, médios e fracos, para evitar estresse do corpo e ainda promover uma recuperação de qualidade. A variação de modalidade pode acontecer desde que haja esse respeito às intensidades de treino. Ir além dos limites do corpo pode ocasionar : • Movimentos involuntários; • Lesões musculares; • Fadiga muscular; • Cansaço; • Dores no corpo; • Tremores. Os sintomas do excesso de exercício podem ser percebidos quando a pratica da atividade física deixou de ser saudável e exige mais esforço do que o corpo humano é capaz de oferecer.
  6. 6. Anabolizantes São uma classe de hormônios esteróides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo. Podem ser administradas principalmente por via oral ou injetável. Atualmente não são utilizados somente por atletas profissionais, mas também por pessoas que desejam uma melhor aparência estética. Consequências : Alteração no humor (irritação, agressividade); Hipertrofia da próstata; Aparecimento de acne; Calvície; Cardiopatia (doenças do coração); Disfunção hepática (problemas no fígado); Impotência e Esterilidade; Insônia; Câncer; No caso de crianças e adolescentes o crescimento pode ser interrompido; Virilização em mulheres (características masculinas); Problemas nos tendões e ligamentos; Morte súbita.
  7. 7. Cirurgia plástica O corpo vem se tornando cada vez mais possível de ser modificado por um número cada vez maior de pessoas, por meio de técnicas cada vez mais difundidas. Apesar do alto custo emocional, físico e/u financeiro de tais procedimentos, eles são justificados pelas recompensas emocionais e sociais proporcionadas pelo ideal da beleza. É comum o individuo querer melhorar algum aspecto físico que não o agrada, como a silhueta que foi castigada pelo excesso de comida e pelo sedentarismo, algumas marcas do tempo ou até mesmo consertar uma falha na simetria corporal. É uma forma compreensível e legítima de restaurar a auto-estima. A questão a ser trabalhada é quando há um exagero em tantas mudanças, onde se pode haver uma patologia. Pessoas que não se cansam de encontrar defeitos em si mesmas e perseguem compulsivamente um padrão estético inatingível, que pode levar a pessoa a deformar-se nas mãos de cirurgiões plásticos antiéticos.
  8. 8. Conclusão Concluímos que as pessoas, ao longo de gerações, sempre tentaram se enquadrar na moda, essa moda sempre ditada pelos meios de comunicação afeta grande parte da sociedade , principalmente adolescentes. Ao longo das décadas a forma de como as pessoas veem a beleza é alterada. Os meios de comunicação de massa conseguem a atenção do publico de tal forma que provoca distúrbios alimentares, e problemas psicológicos. Assim podemos dizer que o corpo perfeito não é aquele que se diz dentro da moda e sim, aquele que a pessoa se sente bem, feliz e saudável.

×