Apresentação criterios ergonômicos

4.415 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.415
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
122
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação criterios ergonômicos

  1. 1. ENGENHARIA DE USABILIDADE<br />Carlos Bueno<br />cbueno_sp@yahoo.com.br<br />
  2. 2. Critérios Ergonômicos<br />Condução;<br />Carga de trabalho;<br />Controle explícito;<br />Adaptabilidade;<br />Gestão de erros;<br />Homogeneidade/Consistência;<br />Significado de códigos e denominações;<br />Compatibilidade;<br />
  3. 3. Condução<br />Refere-se aos meios empregados para orientar, situar, conduzir, informar e ajudar o usuário na interação com o computador (mensagens, alarmes, rótulos, etc.).<br />Sub-critérios<br /><ul><li>Convite/Presteza;
  4. 4. Agrupamento e distinção entre itens;
  5. 5. Agrupamento e distinção (A/D) por formato;
  6. 6. Agrupamento e distinção (A/D) por localização;
  7. 7. Feedback imediato;
  8. 8. Legibilidade;</li></li></ul><li>Convite/Prestreza<br />EXEMPLO<br />Convite<br />Prestreza<br />
  9. 9. Convite/Prestreza<br />Convite<br />EXEMPLO<br />Prestreza<br />
  10. 10. Convite/Prestreza<br />CONTRA EXEMPLO<br />Como posso saber <br />se esta é a páginainicial?<br />
  11. 11. Convite/Prestreza<br />CONTRA EXEMPLO<br />Quantos bens já estão cadastrados?<br />
  12. 12. A/D Por Localização<br />EXEMPLO<br />Todas as opções para “Exibir” estão<br />agrupadas e bem organizadas!<br />
  13. 13. A/D Por Localização<br />EXEMPLO<br />Todas as opções para <br />“Dados gerais” estão agrupadas <br />e bem organizadas!<br />
  14. 14. A/D Por Localização<br />CONTRA EXEMPLO<br />Por que esta opção não está<br />com o menu “Editar”?<br />
  15. 15. A/D Por Formato<br />EXEMPLO<br />Título da aba selecionada<br />está destacado!<br />
  16. 16. A/D Por Formato<br />CONTRA EXEMPLO<br />Por que estas<br />opções<br />desabilitadas<br />parecem<br />convidativas?<br />
  17. 17. Legibilidade<br />EXEMPLO<br />Texto em<br />colunas<br />estreitas e<br />em blocos!<br />(separados<br />por espaços<br />em branco)<br />
  18. 18. Legibilidade<br />EXEMPLO<br />Contraste invertido – bom para idosos e pessoas com baixa visão<br />
  19. 19. Legibilidade<br />CONTRA EXEMPLO<br />Opções<br />difíceis de ler..<br />
  20. 20. Feedback Imediato<br />EXEMPLO<br />Feedback durante<br />processos<br />demorados ...<br />e na sua conclusão!!<br />
  21. 21. Feedback Imediato<br />CONTRA EXEMPLO<br />Por que a informação de feedback está<br />tão escondida?<br />
  22. 22. Carga de Trabalho<br />Diz respeito a redução da carga perceptiva e/ou mnemônica do usuário e no aumento da eficiência no diálogo.<br />Sub-critérios<br /><ul><li>Brevidade
  23. 23. Concisão
  24. 24. Ações Mínimas
  25. 25. Densidade Informacional</li></li></ul><li>Concisão<br />EXEMPLO<br />Convite<br />conciso!<br />double-click to create a concept<br />
  26. 26. Concisão<br />CONTRA EXEMPLO<br />Condução longa demais!<br />
  27. 27. Ações Mínimas<br />EXEMPLO<br />Valores default e recursos de seleção!<br />double-click to create a concept<br />
  28. 28. Ações Mínimas<br />EXEMPLO<br />Uma boa barra de ferramentas economiza as ações dos usuários!<br />
  29. 29. Ações Mínimas<br />CONTRA EXEMPLO<br />Sempre o mesmo<br />Diretório default para salvamentos?<br />
  30. 30. Densidade Informacional<br />EXEMPLO<br />Somente as opções necessárias para a tarefa!<br />
  31. 31. Densidade Informacional<br />EXEMPLO<br />Somente as opções necessárias para a tarefa!<br />
  32. 32. Densidade Informacional<br />CONTRA EXEMPLO<br />Nome da Mãe/Pai são os dois campos de preenchimento obrigatório!<br />
  33. 33. Controle Explícito<br />Diz respeito ao controle que tem o usuário sobre a interface ou o software, e caráter explícito de suas ações<br />Sub-critérios:<br /><ul><li>Ações Explícitas do Usuário
  34. 34. Controle do Usuário</li></li></ul><li>Ações Explícitas do Usuário<br />EXEMPLO<br />Deve-se poder escolher primeiro e depois comandar!<br />
  35. 35. Ações Explícitas do Usuário<br />CONTRA EXEMPLO<br />Um engano pode ser difícil de reverter!<br />
  36. 36. Controle do Usuário<br />EXEMPLO<br />Interromper ou cancelar processos indesejáveis!<br />
  37. 37. Adaptabilidade<br />Diz respeito a capacidade do sistema de reagir conforme o contexto, e conforme as necessidades e preferências do usuário.<br />Sub-critérios<br /><ul><li>Flexibilidade/Personalização
  38. 38. Consideração da Experiência do Usuário</li></li></ul><li>Flexibilidade/Personalização<br />Fazer a mesma tarefa de diferentes maneiras!<br />EXEMPLO<br />
  39. 39. Flexibilidade/Personalização<br />EXEMPLO<br />
  40. 40. Consideração da Experiência do Usuário<br />EXEMPLO<br />Teclas de atalho & mnemônicos!<br />
  41. 41. Gestão de Erros<br />Diz respeito a todos os mecanismos que permitem<br />evitar ou reduzir os erros, e por outro lado, corrigir<br />qualquer erro observado.<br />Sub-critérios<br /><ul><li>Proteção contra os erros
  42. 42. Qualidade das mensagens de erro
  43. 43. Correção dos erros</li></li></ul><li>Proteção Contra os Erros<br />EXEMPLO<br />Selecionar em vez de editar!<br />Mostrar a sintaxe das entradas!<br />
  44. 44. Proteção Contra os Erros<br />CONTRA EXEMPLO<br />A opção destrutiva não deve ser a default !<br />
  45. 45. Qualidade das Mensagens de Erro<br />EXEMPLO<br />Mensagem explicando a origem do erro!<br />
  46. 46. Qualidade das Mensagens de Erro<br />CONTRA EXEMPLO<br />Qual campo?<br />
  47. 47. Correção de Erros<br />Atalho para ir direto ao erro!<br />EXEMPLO<br />
  48. 48. Significado de Códigos eDenominações<br />Diz respeito a adequação entre o conteúdo da informação e a sua correspondente expressão na tela do sistema. Códigos e denominações.<br />Ex. de recomendações<br /><ul><li>Adequar o vocabulário de rótulos, títulos, cabeçalhos, mensagens, opções de menu;
  49. 49. Definir figuras significativas para os ícones;
  50. 50. Definir abreviaturas significativas;</li></li></ul><li>Significado de códigos e denominações<br />EXEMPLO<br />
  51. 51. Consistência<br />Refere-se a quanto as escolhas de projeto são mantidas idênticas em contextos idênticos, e diferenciadas para contextos diferentes.<br />
  52. 52. Consistência<br />CONTRA EXEMPLO<br />Arranjo e formato dos botões de comando<br />de uma mesma aplicação.<br />
  53. 53. Compatibilidade<br />Refere-se as relações entre as habilidades, expectativas e estratégias do usuário em sua tarefa e a interface de uma dada aplicação.<br />Compatibilidade com o usuário;<br />Compatibilidade com a tarefa;<br />Compatibilidade com o ambiente;<br />
  54. 54. Compatibilidade<br />EXEMPLO<br />Recursos de acessibilidade!<br />
  55. 55. Compatibilidade<br />CONTRA EXEMPLO<br />“Next” à esquerda do “Back”?<br />Não é natural!<br />
  56. 56. Princípios e Critérios Ergonômicos<br />Conclusões<br />Sempre será necessário priorizar os critérios em função das características do contexto de uso do sistema em concepção/avaliação.<br />Ex:<br /><ul><li>Quando o público-alvo for composto de novatos e intermitentes, especialmente nos casos de sistemas que são usados apenas uma vez (p.e. instaladores) ou de vez em quando (p.e.software do imposto de renda), deve-se priorizar os critérios condução, consistência e significado dos códigos e denominações;
  57. 57. Quando os usuários forem experientes em suas tarefas, mas novatos no uso do sistema, o critério compatibilidade deve ser priorizado;</li>

×