A Comunicação Visual aplicada à Saúde Pública

818 visualizações

Publicada em

Apresentação do resultado de pesquisa com usuários em uma USF (Unidade de Saúde da Família) pertencente ao SUS (Sistema Único de Saúde) Diabéticos e Hipertensos sobre como campanhas visuais influenciam em seu enfrentamento contra as doenças.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
818
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Comunicação Visual aplicada à Saúde Pública

  1. 1. A COMUNICAÇÃO VISUALAPLICADA À SAÚDE PÚBLICA IRAN PONTES
  2. 2. PROBLEMÁTICACOMO EDUCAR EM SAÚDE APARTIR DA COMUNICAÇÃOVISUAL, HIPERTENSOS EDIABÉTICOS QUE DEPENDEM DOSISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)?
  3. 3. (Paradigma de Harold Lasswell)A COMUNICAÇÃO POSSUI UMA INTENÇÃO EFOI DESTINADA À OBTER ALGUM EFEITO,ONDE "PARA DETERMINAR A EFICIÊNCIA DACOMUNICAÇÃO NUM DETERMINADOCONTEXTO, É NECESSÁRIO TER EM CONTAOS VALORES EM CAUSA E A IDENTIDADE DOGRUPO CUJA POSIÇÃO ESTÁ A SERESTUDADA“(COMUNICAÇÃO E SOCIEDADE).
  4. 4. (GOODE, 1996)“A LÓGICA QUE ACOMPANHA A NOÇÃO DOINDIVÍDUO COMO "RECIPIENTE VAZIO",INCLUI UMA EXPECTATIVA DE QUE ELESNÃO PERSIGAM ESTILOS DE VIDA MAISSAUDÁVEIS, POR NÃO TEREMCONHECIMENTOS SUFICIENTES PARA FAZERMELHORES ESCOLHAS EM SAÚDE, E DEQUE, UMA VEZ INFORMADOS PELO MÉDICO,ISSO OCORRERÁ.”
  5. 5. OBJETIVOIDENTIFICAR COMO ASCAMPANHAS DE EDUCAÇÃO EMSAÚDE INFLUENCIAM O USUÁRIODO SUS HIPERTENSOS EDIABÉTICOS.
  6. 6. DADOS COLETADOS
  7. 7. PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO:• 80% DA POPULAÇÃO SÃO DIABÉTICAS MAS DESCONHECEM SEU QUADRO;• 7 MILHÕES DE PESSOAS DESENVOLVEM DIABETES ANUALMENTE;• HIPERTENSÃO ARTERIAL ATINGE 23,3% DOS BRASILEIROS (MULHERES 25,5% E HOMENS 20,7%)• RECIFE É A TERCEIRA CIDADE COM MAIOR ÍNDICE DE H.A EM HOMENS (23,6%). Fonte: IDF (International Diabetes Federation) e Ministério da Saúde do Brasil
  8. 8. OBJETIVOS ESPECÍFICOS• ESTIMULAR AO HIPERTENSO OU DIABÉTICO O DESEJO DA BUSCA POR MELHORIA NA QUALIDADE DE VIDA;• DESTACAR COMO AS CAMPANHAS EDUCATIVAS INFLUENCIAM AO USUÁRIO PERTECENTE AO PROGRAMA HIPERDIA (HIPERTENSOS E DIABÉTICOS) DO SUS ;
  9. 9. DADOS• UTILIZADAS TÉCNICAS DE ENTREVISTA NA METODOLOGIA DE PESQUISA QUALITATIVA E XPLORATÓRIA;• ENTREVISTADOS USUÁRIOS PERTENCENTES AO HIPERDIA DA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA LORETO II
  10. 10. DADOSPESQUISA QUALITATVA
  11. 11. DADOSPESQUISA QUALITATVA
  12. 12. DADOSPESQUISA QUALITATVA
  13. 13. DADOSCOMUNICAÇÃO VISUAL – CARTAZES ANALISADOSHIPERTENSÃO DIABETES
  14. 14. CONCLUSÃO
  15. 15. CONCLUSÃO• BUSCAM POR CAMPANHAS COM INFORMAÇÕES CLARAS TENDO COMO PRINCIPAL ÊNFASE O USO DE IMAGENS DO COTIDIANO.• DO MATERIAL AVALIADO HOUVE DESTAQUE PARA O CONTEÚDO SOBRE A PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS E ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL.
  16. 16. CONCLUSÃO• A TIPOGRAFIA UTILIZADA EM TÍTULOS E CHAMADAS DEVE SER ENCORPADA, ASERIFADA E BEM DESTACADA.
  17. 17. CONCLUSÃO• O USO DE CORES QUENTES E QUE DIRECIONE SEUS OLHARES. O USO DESSAS CORES PODEM TRANSPARECER UMA COMUNICAÇÃO MAIS LEVE, SIMPLES OU UMA IMPACTANTE E CHAMATIVA.
  18. 18. CONCLUSÃO• COMUNICAÇÃO DEVE SER OBJETIVA;• A COMUNICAÇÃO ATINGE DIRETAMENTE SUA POSTURA FRENTE AO ENFRENTAMENTO DA DOENÇA;
  19. 19. CONCLUSÃO• PARA MUITOS EDUCAÇÃO ALIMENTAR E BONS HÁBITOS PODEM CONTROLAR OS NÍVEIS DE GLICOSE OU A PRESSÃO ARTERIAL CONFORME INDICADO NAS CAMPANHAS.
  20. 20. OBRIGADO! SUS é e sempre será:“Universalidade, Equidade e Integralidade”. IRANPONTES@HOTMAIL.COM WWW.IRANPONTES.COM/PALESTRA

×