Agressividade infantil - birras

3.087 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.087
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
204
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agressividade infantil - birras

  1. 1. Eduque informado A agressividade na criança Como lidar com ela? Estes diapositivos estão segundo o novo acordo ortográfico 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  2. 2. - Porque será que bate ? - Será que é só o nosso filho? - Será que devemos bater-lhe ? - Será… Será…? 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  3. 3. Agressividade infantil Choram, fazem birras, mordem, dão pontapés. As expressões de agressividade nos mais novos assumem várias formas e surpreendem os adultos, muitas vezes impotentes para lidar com o problema. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  4. 4. AGRESSIVIDADE VS VIOLÊNCIA A agressividade ocasional não é por si só um comportamento desadequado e não deve ser motivo de preocupação. “A violência, na verdade, é o péssimo emprego da nossa agressividade. É a total perda do controle que precisamos ter sobre ela”. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  5. 5. Porque será que bate? aprendizagem por modelação de Bandura do ID ao EGO de Freud frustração – agressão de Dollard agressão como libertação de Lorenz 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  6. 6. Será que é só o nosso filho? Projeto comum Filho Perspectivas Individualizadas MÃE PAI Cultura Valores Hábitos 05-12-2013 Cultura Valores Hábitos Formadora: Iolanda Pereira
  7. 7. AS IDADES DA FÚRIA ATÉ AOS 2 /3 ANOS - choro, birras, mordeduras ou pontapés ATÉ AOS 4 ANOS - choro, birras, destruir brinquedos ou empurrar e tirar objetos das mãos das outras crianças ATÉ AOS 6 ANOS - choro, birras, socos, pontapés, destruir brinquedos e outros objetos, diminuir o outro. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  8. 8. Birra … que fazer? Hora de dormir - Dormir no seu quarto; - Rotinas sequenciais; - Deixar a criança na cama ainda acordada; - Deixar uma luz de presença (opcional). 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  9. 9. Birra… que fazer? Alimentação - diversidade alimentar desde cedo; - não ser partilhada com outras atividades (Tv); - definir um princípio e um fim; - não substituir por outra refeição; - proibir o petiscar entre as refeições; -oferecer-lhe na refeição seguinte o alimento não ingerido na anterior. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  10. 10. Birra… que fazer? Partilhar - não encher a criança de brinquedos; - selecionar brinquedos na hora da brincadeira; - levar algo para a escola para os amigos; - desportos coletivos; Aprende-se a partilhar, partilhando… 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  11. 11. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  12. 12. Critérios Educativos Autoridade – auctoritas – significa aumentar, fazer crescer e ajudar a ser mais e melhor. autoridade 05-12-2013 autoritarismo Formadora: Iolanda Pereira
  13. 13. Educação orientada nos três Cs Coerente Consistente Contínua 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  14. 14. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  15. 15. Limites lassos - indicações sem clareza, duplas mensagens; - regras sem apoio nas ações; - não exigir obediência; - falta de responsabilidade. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  16. 16. Resultados - resistência; - aumento das tentativas de ultrapassar os limites; - desobediência, luta de poder; - ignoram as palavras do adulto. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  17. 17. Repercussão nas crianças - “não” significa “sim”, “talvez”; - não esperam que cumpra as regras; - as normas não são para mim; - os adultos são responsáveis dos meus atos; - os adultos não são consequentes com o que estabelecem. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  18. 18. Limites firmes - claros, diretos, para condutas concretas; - palavras apoiadas com ações; - exigência de obediência; - proporcionar responsabilidade. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  19. 19. Resultados - cooperação; - diminuição do incumprimento dos limites; - compreensão das normas e expectativas; - respeito das palavras do adulto 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  20. 20. Repercussão nas crianças - “Não” significa “não”; - esperam e exigem-me que cumpra normas; - todos nós temos que cumprir regras; - responsabilidade perante a minha conduta; -os adultos são consequentes com o que estabelecem. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  21. 21. “Exijo obediência porque as minhas ordens são razoáveis” Saint-Éxupery 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  22. 22. Ordens - uma de cada vez, breve e clara; - de acordo com a idade da criança; - esquemas de tipo “fazer”…”então”; - oportunidade de obedecer mediante avisos e lembranças; - apoiar as ordens dadas por outro adulto; - elogiar o cumprimento/sancionar o não cumprimento. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  23. 23. Sanção - coerente; - proporcionada de imediato; - não seja ofensiva; - implicar a criança nela; - dar opção à criança. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  24. 24. Técnicas Afastamento 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  25. 25. Perda de privilégios 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  26. 26. Reparação do dano 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  27. 27. Aceitar o “NÃO” personalidade sã equilibrada 05-12-2013 madura Formadora: Iolanda Pereira
  28. 28. Satisfazer todos os pedidos insaciável Conter os seus protestos negociável 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  29. 29. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  30. 30. 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira
  31. 31. Eduque informado Obrigada pela atenção Iolanda Pereira iola.benguela@gmail.com 05-12-2013 Formadora: Iolanda Pereira

×