SlideShare uma empresa Scribd logo

Proposta redacao14

1 de 4
Baixar para ler offline
14
                    O maior erro que um homem pode cometer é sacrificar a sua saúde
                                      a qualquer outra vantagem.
                                                                                              Arthur Schopenhauer
Proposta 1 (ENEM)

           Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua
formação, redija um texto DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO em norma culta da Língua Portuguesa sobre o tema
SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS), UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA, apresentando experiência ou
proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente
e coesa, argumentos e fatos que defendam seu ponto de vista.

Texto I
            A Campanha da Fraternidade, celebrada na quaresma, intensifica o convite à conversão. Ela contribui
incisivamente para que este processo ocorra e alargue o horizonte da vivência da fé, na medida em que traz,
para a reflexão eclesial, temas de cunho social, portadores de sinais de morte, para suscitar ações transformado-
ras, segundo o Evangelho. Nesse ano, o tema proposto é “Fraternidade e a Saúde Pública”, com o lema: Que a
saúde se difunda sobre a terra (cf. Eclo 38,8). A saúde integral é o que mais se deseja. Há muito tempo, ela vem
sendo considerada a principal preocupação e pauta reivindicatória da população brasileira, no campo das políti-
cas públicas. O SUS (Sistema Único de Saúde), inspirado em belos princípios como o da universalidade, cuja
proposta é atender a todos, indiscriminadamente, deveria ser modelo para o mundo. No entanto, ele ainda não
conseguiu ser implantado em sua totalidade e ainda não atende a contento, sobretudo os mais necessitados
destes serviços. Entendendo ser um anseio da população, especialmente da mais carente, um atendimento de
saúde digno e de qualidade, a Campanha da Fraternidade 2011 aborda o tema da saúde.

Texto II
           Ao longo dos últimos anos, houve mudança no conceito de saúde: de ‘caridade’ para ‘direito’. Ho-
je em dia, no entanto, esse direito está sendo transformado em ‘negócio’, num mercado livre sem coração!
Há necessidade de empoderamento dos pobres, em termos de reivindicação (cidadania) e para fazer algo
concreto e forçar o direito básico à saúde. Este direito encontra-se garantido nas constituições de muitos
países (controle social do Estado pela sociedade civil), mas ainda está longe de se tornar uma realidade para
as populações da maioria dos países da América Latina e do Caribe. A mudança, que todos esperamos e
estamos buscando, não acontecerá de cima para baixo, mas a partir da conscientização e da educação para a
cidadania e do controle social.

Texto III
                                             Seção II – DA SAÚDE
           Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e e-
conômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às
ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.
           Art. 197. São de relevância pública as ações e serviços de saúde, cabendo ao Poder Público dis-
por, nos termos da lei, sobre sua regulamentação, fiscalização e controle, devendo sua execução ser feita
diretamente ou através de terceiros e, também, por pessoa física ou jurídica de direito privado.
PRATIQUE REDAÇÃO Nº 14 − 2012



            Art. 198. As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e
constituem um sistema único, organizado de acordo com as seguintes diretrizes:
I.   descentralização, com direção única em cada esfera de governo;
II.  atendimento integral, com prioridade para as atividades preventivas, sem prejuízo dos serviços assisten-
     ciais;
III. participação da comunidade.

Texto IV




Texto V
Segundo a revista The Lancet, dedicada à Saúde no Brasil, há alguns avanços nessa área, como os seguintes:
•   A Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas, que promove cuidados primários a popu-
    lações indígenas por meio de equipes de saúde multidisciplinares, sendo organizada em associação com
    o Programa Saúde da Família.
•   O Programa de Saúde da Família, que oferece um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e
    coletivo, que abrange a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o trata-
    mento, a reabilitação e a manutenção da saúde, operacionalizado mediante equipes compostas por um
    médico, um enfermeiro, dois auxiliares de enfermagem e seis agentes comunitários de saúde.
•   O Sistema Nacional de Transplantes, que é um dos maiores sistemas públicos de transplante de órgãos
    do mundo, realizando, em 2009, 5.834 transplantes de órgãos sólidos no Brasil, o que representa um
    aumento de 62% desde 2000.
•   A Política Nacional de Promoção da Saúde, que tem o objetivo de promover a qualidade de vida e reduzir
    a vulnerabilidade das pessoas a riscos de saúde ligados a determinantes sociais.
•   Políticas e programas específicos asseguram a atenção à saúde da população negra, das pessoas porta-
    doras de deficiências, das pessoas que precisem de cuidados de emergência, das pessoas com doenças
    renais e cardiovasculares, com transtornos mentais e com problemas da saúde bucal, além de melhorar
    o acesso a tratamentos farmacológicos para toda a população.
•   O SUS garante tratamento gratuito para 200 mil soropositivos, uma cobertura de 95% de todos os
    infectados com HIV que desenvolveram a doença, representando uma barreira à sua propagação.

                                     ATENÇÃO ALUNOS DO 3º ANO

*    A proposta 1 deste Pratique Redação deve ser feita para o TA5.
*    O TA5 (análise) deverá ser apresentado entre os dias 23 de abril e 11 de maio.
*    O agendamento para a entrega do TA5 no Laboratório de Redação deve ser feito, na Internet, imedia-
     tamente após a aula de divulgação dos temas. Essa recomendação é feita a fim de se evitarem “conges-
     tionamentos” e consequente falta de horários para o atendimento, pois aqueles alunos que não conse-
     guirem fazer a correção de seu texto alegando que, na última semana, não há mais horários terão ZERO
     como nota nesta atividade.
*    Leve ao Laboratório de Redação o texto à caneta (preta), na folha oficial, pelo menos dez minutos antes
     do horário marcado.
*    O aluno deverá levar a análise quando for apresentar reanálise.
*    Lembrem-se: organização e comprometimento são essenciais ao sucesso nos estudos.


                                                                                                   OSG 2321/12
                                                     2
PRATIQUE REDAÇÃO Nº 14 − 2012



Proposta 2 (UECE)

Texto VI
                                IJF atende 583 pacientes no fim de semana
            O Instituto Dr. José Frota (IJF) realizou 583 atendimentos entre sexta-feira, 2 de março, às 19 ho-
ras, até esta segunda-feira, 5 de março, às 7 horas. O hospital atendeu 147 casos de violência no trânsito.
Desse total, foram 84 acidentados de moto, 45 vítimas de abalroamentos, 14 de atropelamentos, uma de
capotamento e três de quedas de carro em movimento.
            O hospital recebeu também nove vítimas de lesões por arma branca, 19 por arma de fogo e 35 de
agressões físicas. Chegaram, ainda, ao IJF 44 vítimas de quedas da própria altura, 20 de queimaduras e 16 de
picadas de animais peçonhentos.
                                 http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2012/03/05/noticiafortaleza,2795800/ijf-atende-
                                                                               583-pacientes-no-fim-de-semana.shtml
Texto VII




OSG 2321/12
                                                       3
PRATIQUE REDAÇÃO Nº 14 − 2012



Situação comunicativa 1

Imagine-se um médico recém-formado que, como representante de turma, vai discursar na cerimônia de
colação de grau. Escreva o texto do DISCURSO em que você enfatiza o papel do médico na sociedade
cearense. Não se esqueça de mencionar a importância do serviço público de saúde para a democratização do
atendimento médico.
Situação comunicativa 2

Como plantonista de um grande hospital de traumas, RELATE sua experiência como profissional de saúde.
Cite os desafios que enfrenta no exercício da profissão e as conquistas obtidas a cada dia.

Proposta 3 (ITA)

Observe o cartaz abaixo. A partir dele, e considerando os textos deste Pratique Redação!, cujos temas se
aproximam ao do cartaz, redija uma DISSERTAÇÃO em prosa, na folha a ela destinada, argumentando em
favor de um ponto de vista sobre o tema. A redação deve ser feita com caneta azul ou preta.

Na avaliação de sua redação, serão considerados:
a)   clareza e consistência dos argumentos em defesa de um ponto de vista sobre o tema;
b)   coesão e coerência do texto; e
c)   domínio do português padrão. (Serão aceitos os dois Sistemas Ortográficos em vigor, conforme Decre-
     to 6.583, de 29/09/2008.)

Atenção: A Banca Examinadora aceitará qualquer posicionamento ideológico do candidato.
Você poderá usar, para rascunho de sua redação, as páginas em branco dos cadernos de questões desta
prova e da prova de Inglês. O rascunho não será considerado para avaliação de sua redação.


Texto VIII




                                                                                  Marcelo: 17-04-12 – Rev.: Nay


                                                                                                  OSG 2321/12
                                                  4

Recomendados

Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSSebástian Freire
 
As origens da reforma sanitária e do Sistema Único de Saúde
As origens da reforma sanitária e do Sistema Único de SaúdeAs origens da reforma sanitária e do Sistema Único de Saúde
As origens da reforma sanitária e do Sistema Único de SaúdeKarynne Alves do Nascimento
 
Saúde Pública aula 1
Saúde Pública aula 1Saúde Pública aula 1
Saúde Pública aula 1profsempre
 
Aula 2 - A construção do SUS no contexo das políticas públicas
Aula 2 - A construção do SUS no contexo das políticas públicasAula 2 - A construção do SUS no contexo das políticas públicas
Aula 2 - A construção do SUS no contexo das políticas públicasGhiordanno Bruno
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos de Saúde Coletiva
Fundamentos de Saúde ColetivaFundamentos de Saúde Coletiva
Fundamentos de Saúde ColetivaEduardo Egisto
 
Aula retrospectiva histórica
Aula retrospectiva histórica Aula retrospectiva histórica
Aula retrospectiva histórica Susane Silva
 
Artigo sobre o sus debate (1)
Artigo sobre o sus   debate (1)Artigo sobre o sus   debate (1)
Artigo sobre o sus debate (1)Laura Lopez
 
Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)
Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)
Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)Adilson Soares
 
Síntese Politica de Saúde Pública
Síntese Politica de Saúde PúblicaSíntese Politica de Saúde Pública
Síntese Politica de Saúde PúblicaSebástian Freire
 
Legislação do SUS para Concursos
Legislação do SUS para ConcursosLegislação do SUS para Concursos
Legislação do SUS para ConcursosSergio Cabral
 
Contribuição ao debate da importação de médicos
Contribuição ao debate da importação de médicosContribuição ao debate da importação de médicos
Contribuição ao debate da importação de médicosHudson Valente
 
Paim j. desafio da saude coletiva
Paim j. desafio da saude coletivaPaim j. desafio da saude coletiva
Paim j. desafio da saude coletivaSocorro Carneiro
 
Caminhos da saude publica no brasil
Caminhos da saude publica no brasilCaminhos da saude publica no brasil
Caminhos da saude publica no brasilEdlene Ribeiro
 
Cidade constitucional IX augusto amaddo
Cidade constitucional IX augusto amaddoCidade constitucional IX augusto amaddo
Cidade constitucional IX augusto amaddoAugusto Amado
 

Mais procurados (15)

Fundamentos de Saúde Coletiva
Fundamentos de Saúde ColetivaFundamentos de Saúde Coletiva
Fundamentos de Saúde Coletiva
 
Aula retrospectiva histórica
Aula retrospectiva histórica Aula retrospectiva histórica
Aula retrospectiva histórica
 
Artigo sobre o sus debate (1)
Artigo sobre o sus   debate (1)Artigo sobre o sus   debate (1)
Artigo sobre o sus debate (1)
 
Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)
Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)
Aula 1 história_saúde_pública_brasil (1)
 
Síntese Politica de Saúde Pública
Síntese Politica de Saúde PúblicaSíntese Politica de Saúde Pública
Síntese Politica de Saúde Pública
 
Legislação do SUS para Concursos
Legislação do SUS para ConcursosLegislação do SUS para Concursos
Legislação do SUS para Concursos
 
Apostilas digitais
Apostilas digitaisApostilas digitais
Apostilas digitais
 
Contribuição ao debate da importação de médicos
Contribuição ao debate da importação de médicosContribuição ao debate da importação de médicos
Contribuição ao debate da importação de médicos
 
Curso completo do sus 4
Curso completo do sus 4Curso completo do sus 4
Curso completo do sus 4
 
A construção do sus
A construção do susA construção do sus
A construção do sus
 
Paim j. desafio da saude coletiva
Paim j. desafio da saude coletivaPaim j. desafio da saude coletiva
Paim j. desafio da saude coletiva
 
Caminhos da saude publica no brasil
Caminhos da saude publica no brasilCaminhos da saude publica no brasil
Caminhos da saude publica no brasil
 
Direitos dos usuarios_do_sus
Direitos dos usuarios_do_susDireitos dos usuarios_do_sus
Direitos dos usuarios_do_sus
 
Saúde pública!
Saúde pública!Saúde pública!
Saúde pública!
 
Cidade constitucional IX augusto amaddo
Cidade constitucional IX augusto amaddoCidade constitucional IX augusto amaddo
Cidade constitucional IX augusto amaddo
 

Destaque

Geografia Guerra Fria e Fim da URSS
 Geografia Guerra Fria e Fim da URSS Geografia Guerra Fria e Fim da URSS
Geografia Guerra Fria e Fim da URSSDelziene Jesus
 
Exercio impressionismo
Exercio impressionismoExercio impressionismo
Exercio impressionismoPedro Henrique
 
Industrialização e Imperialismo
Industrialização e ImperialismoIndustrialização e Imperialismo
Industrialização e Imperialismoeduardodemiranda
 
Segunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e ImperialismoSegunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e Imperialismolouisalvessouza100
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoItalo Colares
 

Destaque (8)

PROPOSTA DE REDAÇÃO
PROPOSTA DE REDAÇÃOPROPOSTA DE REDAÇÃO
PROPOSTA DE REDAÇÃO
 
PROPOSTA DE REDAÇÃO 01
PROPOSTA DE REDAÇÃO 01PROPOSTA DE REDAÇÃO 01
PROPOSTA DE REDAÇÃO 01
 
PROPOSTA DE REDAÇÃO 03
PROPOSTA DE REDAÇÃO 03PROPOSTA DE REDAÇÃO 03
PROPOSTA DE REDAÇÃO 03
 
Geografia Guerra Fria e Fim da URSS
 Geografia Guerra Fria e Fim da URSS Geografia Guerra Fria e Fim da URSS
Geografia Guerra Fria e Fim da URSS
 
Exercio impressionismo
Exercio impressionismoExercio impressionismo
Exercio impressionismo
 
Industrialização e Imperialismo
Industrialização e ImperialismoIndustrialização e Imperialismo
Industrialização e Imperialismo
 
Segunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e ImperialismoSegunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e Imperialismo
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
 

Semelhante a Proposta redacao14

2021 Jornal de Investigação Médica - v2 n1 vaz de almeida & gomes
2021  Jornal de Investigação Médica  - v2 n1 vaz de almeida  & gomes2021  Jornal de Investigação Médica  - v2 n1 vaz de almeida  & gomes
2021 Jornal de Investigação Médica - v2 n1 vaz de almeida & gomesISCSP
 
Cartas promoção da saúde
Cartas promoção da saúdeCartas promoção da saúde
Cartas promoção da saúdeIarly Nebraska
 
Trazer ou não mais médicos para o Brasil
Trazer ou não mais médicos para o BrasilTrazer ou não mais médicos para o Brasil
Trazer ou não mais médicos para o BrasilJoão Mendonça
 
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermCapacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermmanoelramosdeoliveir1
 
HISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGO
HISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGOHISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGO
HISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGOubaldojose
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfsofy853108
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfsofy853108
 
Trabalho de conclusao de curso tcc
Trabalho de conclusao de curso tccTrabalho de conclusao de curso tcc
Trabalho de conclusao de curso tccHelderLopesSouza1
 
1º tentativa avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...
1º tentativa   avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...1º tentativa   avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...
1º tentativa avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...Roberto Antonio da Costa Dutra
 
Cif guia do principiante
Cif   guia do principianteCif   guia do principiante
Cif guia do principianteJUSCELIO SILVA
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeJesiele Spindler
 
Agente Comunitário de Saúde.pdf
Agente Comunitário de Saúde.pdfAgente Comunitário de Saúde.pdf
Agente Comunitário de Saúde.pdfEvandroPaivadeLima1
 
6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...
6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...
6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...AbguellXerindaDinis
 
Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011
Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011
Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011Ministério da Saúde
 
SUS - Dos Aspectos Históricos à Rrealidade
SUS - Dos Aspectos Históricos à RrealidadeSUS - Dos Aspectos Históricos à Rrealidade
SUS - Dos Aspectos Históricos à RrealidadePLATAFORMA1CURSOS
 

Semelhante a Proposta redacao14 (20)

2021 Jornal de Investigação Médica - v2 n1 vaz de almeida & gomes
2021  Jornal de Investigação Médica  - v2 n1 vaz de almeida  & gomes2021  Jornal de Investigação Médica  - v2 n1 vaz de almeida  & gomes
2021 Jornal de Investigação Médica - v2 n1 vaz de almeida & gomes
 
Sala de espera artigo
Sala de espera artigoSala de espera artigo
Sala de espera artigo
 
Cartas promoção da saúde
Cartas promoção da saúdeCartas promoção da saúde
Cartas promoção da saúde
 
Trazer ou não mais médicos para o Brasil
Trazer ou não mais médicos para o BrasilTrazer ou não mais médicos para o Brasil
Trazer ou não mais médicos para o Brasil
 
Programa mais médicos
Programa mais médicosPrograma mais médicos
Programa mais médicos
 
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermCapacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
 
HISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGO
HISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGOHISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGO
HISTORIA DO SUS E AÇÃO DO PSICOLOGO
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
 
Reforma atencao
Reforma atencaoReforma atencao
Reforma atencao
 
Trabalho de conclusao de curso tcc
Trabalho de conclusao de curso tccTrabalho de conclusao de curso tcc
Trabalho de conclusao de curso tcc
 
1º tentativa avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...
1º tentativa   avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...1º tentativa   avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...
1º tentativa avaliação de proficiência - subjetividade na atenção à s...
 
Cif guia do principiante
Cif   guia do principianteCif   guia do principiante
Cif guia do principiante
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
 
Mural sus
Mural susMural sus
Mural sus
 
Agente Comunitário de Saúde.pdf
Agente Comunitário de Saúde.pdfAgente Comunitário de Saúde.pdf
Agente Comunitário de Saúde.pdf
 
6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...
6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...
6Defining health by addressing individual, social, and environmental determin...
 
Apostila+sus
Apostila+susApostila+sus
Apostila+sus
 
Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011
Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011
Ministro Alexandre Padilha discursa na Reunião do BRICs - julho 2011
 
SUS - Dos Aspectos Históricos à Rrealidade
SUS - Dos Aspectos Históricos à RrealidadeSUS - Dos Aspectos Históricos à Rrealidade
SUS - Dos Aspectos Históricos à Rrealidade
 

Mais de Jordelson Carvalho

Mais de Jordelson Carvalho (7)

Concurso 101 edital_tae_ifpi_e_anexos
Concurso 101 edital_tae_ifpi_e_anexosConcurso 101 edital_tae_ifpi_e_anexos
Concurso 101 edital_tae_ifpi_e_anexos
 
Proposta redação 05
Proposta redação 05Proposta redação 05
Proposta redação 05
 
PROPOSTA DE REDAÇÃO 04
PROPOSTA DE REDAÇÃO 04PROPOSTA DE REDAÇÃO 04
PROPOSTA DE REDAÇÃO 04
 
PROPOSTA DE REDAÇÃO 02
PROPOSTA DE REDAÇÃO 02PROPOSTA DE REDAÇÃO 02
PROPOSTA DE REDAÇÃO 02
 
Proposta redacao1
Proposta redacao1Proposta redacao1
Proposta redacao1
 
Slides estudantes
Slides estudantesSlides estudantes
Slides estudantes
 
Trovadorismo 2
Trovadorismo 2Trovadorismo 2
Trovadorismo 2
 

Proposta redacao14

  • 1. 14 O maior erro que um homem pode cometer é sacrificar a sua saúde a qualquer outra vantagem. Arthur Schopenhauer Proposta 1 (ENEM) Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO em norma culta da Língua Portuguesa sobre o tema SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS), UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA, apresentando experiência ou proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos que defendam seu ponto de vista. Texto I A Campanha da Fraternidade, celebrada na quaresma, intensifica o convite à conversão. Ela contribui incisivamente para que este processo ocorra e alargue o horizonte da vivência da fé, na medida em que traz, para a reflexão eclesial, temas de cunho social, portadores de sinais de morte, para suscitar ações transformado- ras, segundo o Evangelho. Nesse ano, o tema proposto é “Fraternidade e a Saúde Pública”, com o lema: Que a saúde se difunda sobre a terra (cf. Eclo 38,8). A saúde integral é o que mais se deseja. Há muito tempo, ela vem sendo considerada a principal preocupação e pauta reivindicatória da população brasileira, no campo das políti- cas públicas. O SUS (Sistema Único de Saúde), inspirado em belos princípios como o da universalidade, cuja proposta é atender a todos, indiscriminadamente, deveria ser modelo para o mundo. No entanto, ele ainda não conseguiu ser implantado em sua totalidade e ainda não atende a contento, sobretudo os mais necessitados destes serviços. Entendendo ser um anseio da população, especialmente da mais carente, um atendimento de saúde digno e de qualidade, a Campanha da Fraternidade 2011 aborda o tema da saúde. Texto II Ao longo dos últimos anos, houve mudança no conceito de saúde: de ‘caridade’ para ‘direito’. Ho- je em dia, no entanto, esse direito está sendo transformado em ‘negócio’, num mercado livre sem coração! Há necessidade de empoderamento dos pobres, em termos de reivindicação (cidadania) e para fazer algo concreto e forçar o direito básico à saúde. Este direito encontra-se garantido nas constituições de muitos países (controle social do Estado pela sociedade civil), mas ainda está longe de se tornar uma realidade para as populações da maioria dos países da América Latina e do Caribe. A mudança, que todos esperamos e estamos buscando, não acontecerá de cima para baixo, mas a partir da conscientização e da educação para a cidadania e do controle social. Texto III Seção II – DA SAÚDE Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e e- conômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Art. 197. São de relevância pública as ações e serviços de saúde, cabendo ao Poder Público dis- por, nos termos da lei, sobre sua regulamentação, fiscalização e controle, devendo sua execução ser feita diretamente ou através de terceiros e, também, por pessoa física ou jurídica de direito privado.
  • 2. PRATIQUE REDAÇÃO Nº 14 − 2012 Art. 198. As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único, organizado de acordo com as seguintes diretrizes: I. descentralização, com direção única em cada esfera de governo; II. atendimento integral, com prioridade para as atividades preventivas, sem prejuízo dos serviços assisten- ciais; III. participação da comunidade. Texto IV Texto V Segundo a revista The Lancet, dedicada à Saúde no Brasil, há alguns avanços nessa área, como os seguintes: • A Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas, que promove cuidados primários a popu- lações indígenas por meio de equipes de saúde multidisciplinares, sendo organizada em associação com o Programa Saúde da Família. • O Programa de Saúde da Família, que oferece um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrange a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o trata- mento, a reabilitação e a manutenção da saúde, operacionalizado mediante equipes compostas por um médico, um enfermeiro, dois auxiliares de enfermagem e seis agentes comunitários de saúde. • O Sistema Nacional de Transplantes, que é um dos maiores sistemas públicos de transplante de órgãos do mundo, realizando, em 2009, 5.834 transplantes de órgãos sólidos no Brasil, o que representa um aumento de 62% desde 2000. • A Política Nacional de Promoção da Saúde, que tem o objetivo de promover a qualidade de vida e reduzir a vulnerabilidade das pessoas a riscos de saúde ligados a determinantes sociais. • Políticas e programas específicos asseguram a atenção à saúde da população negra, das pessoas porta- doras de deficiências, das pessoas que precisem de cuidados de emergência, das pessoas com doenças renais e cardiovasculares, com transtornos mentais e com problemas da saúde bucal, além de melhorar o acesso a tratamentos farmacológicos para toda a população. • O SUS garante tratamento gratuito para 200 mil soropositivos, uma cobertura de 95% de todos os infectados com HIV que desenvolveram a doença, representando uma barreira à sua propagação. ATENÇÃO ALUNOS DO 3º ANO * A proposta 1 deste Pratique Redação deve ser feita para o TA5. * O TA5 (análise) deverá ser apresentado entre os dias 23 de abril e 11 de maio. * O agendamento para a entrega do TA5 no Laboratório de Redação deve ser feito, na Internet, imedia- tamente após a aula de divulgação dos temas. Essa recomendação é feita a fim de se evitarem “conges- tionamentos” e consequente falta de horários para o atendimento, pois aqueles alunos que não conse- guirem fazer a correção de seu texto alegando que, na última semana, não há mais horários terão ZERO como nota nesta atividade. * Leve ao Laboratório de Redação o texto à caneta (preta), na folha oficial, pelo menos dez minutos antes do horário marcado. * O aluno deverá levar a análise quando for apresentar reanálise. * Lembrem-se: organização e comprometimento são essenciais ao sucesso nos estudos. OSG 2321/12 2
  • 3. PRATIQUE REDAÇÃO Nº 14 − 2012 Proposta 2 (UECE) Texto VI IJF atende 583 pacientes no fim de semana O Instituto Dr. José Frota (IJF) realizou 583 atendimentos entre sexta-feira, 2 de março, às 19 ho- ras, até esta segunda-feira, 5 de março, às 7 horas. O hospital atendeu 147 casos de violência no trânsito. Desse total, foram 84 acidentados de moto, 45 vítimas de abalroamentos, 14 de atropelamentos, uma de capotamento e três de quedas de carro em movimento. O hospital recebeu também nove vítimas de lesões por arma branca, 19 por arma de fogo e 35 de agressões físicas. Chegaram, ainda, ao IJF 44 vítimas de quedas da própria altura, 20 de queimaduras e 16 de picadas de animais peçonhentos. http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2012/03/05/noticiafortaleza,2795800/ijf-atende- 583-pacientes-no-fim-de-semana.shtml Texto VII OSG 2321/12 3
  • 4. PRATIQUE REDAÇÃO Nº 14 − 2012 Situação comunicativa 1 Imagine-se um médico recém-formado que, como representante de turma, vai discursar na cerimônia de colação de grau. Escreva o texto do DISCURSO em que você enfatiza o papel do médico na sociedade cearense. Não se esqueça de mencionar a importância do serviço público de saúde para a democratização do atendimento médico. Situação comunicativa 2 Como plantonista de um grande hospital de traumas, RELATE sua experiência como profissional de saúde. Cite os desafios que enfrenta no exercício da profissão e as conquistas obtidas a cada dia. Proposta 3 (ITA) Observe o cartaz abaixo. A partir dele, e considerando os textos deste Pratique Redação!, cujos temas se aproximam ao do cartaz, redija uma DISSERTAÇÃO em prosa, na folha a ela destinada, argumentando em favor de um ponto de vista sobre o tema. A redação deve ser feita com caneta azul ou preta. Na avaliação de sua redação, serão considerados: a) clareza e consistência dos argumentos em defesa de um ponto de vista sobre o tema; b) coesão e coerência do texto; e c) domínio do português padrão. (Serão aceitos os dois Sistemas Ortográficos em vigor, conforme Decre- to 6.583, de 29/09/2008.) Atenção: A Banca Examinadora aceitará qualquer posicionamento ideológico do candidato. Você poderá usar, para rascunho de sua redação, as páginas em branco dos cadernos de questões desta prova e da prova de Inglês. O rascunho não será considerado para avaliação de sua redação. Texto VIII Marcelo: 17-04-12 – Rev.: Nay OSG 2321/12 4