Qualidade no Tratamento do Câncer

1.749 visualizações

Publicada em

Seu tratamento é de qualidade? E o medicamento que está tomando também é de qualidade? Como saber? Informe-se.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Qualidade no Tratamento do Câncer

  1. 1. Qualidade no Tratamento do Câncer
  2. 2. O que é Qualidade em Saúde? Qualidade em saúde é o conjunto de propriedades relacionadas aos cuidados globais do indivíduo, desde a prevenção de doenças e manutenção da saúde, até o tratamento da doença e o restabelecimento da saúde.
  3. 3. Qualidade no Tratamento do Câncer A qualidade no atendimento oncológico implica o tratamento da doença em si e o cuidado do paciente como pessoa. Os pacientes com doenças neoplásicas devem ser tratados adequadamente com métodos efetivos, confiáveis e administrados com ética e humanismo.
  4. 4. Qualidade no Tratamento e Qualidade do Medicamento A qualidade de um medicamento se mede pela sua capacidade de exercer o efeito terapêutico esperado. Essa capacidade é determinada pelas propriedades que tenham influência nesses resultados, como sua identidade, pureza, teor ou potência, propriedades químicas, físicas e biológicas e do processo de fabricação.
  5. 5. Tipo de Medicamento: Referência É um medicamento inovador registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária e comercializado no país, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente junto ao órgão federal competente, por ocasião do registro. A eficácia e segurança do medicamento de referência são comprovadas por estudos clínicos.
  6. 6. Tipo de Medicamento: Genérico É aquele que contém o mesmo fármaco (princípio ativo), mesma dose e forma farmacêutica. É administrado pela mesma via e com a mesma indicação terapêutica e segurança do medicamento de referência, podendo ser ser intercambiável com o mesmo.
  7. 7. O que é Intecambialidade de Medicamentos? A intercambialidade, ou seja, a segura substituição do medicamento de referência pelo seu genérico é assegurada por testes de bioequivalência apresentados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, do Ministério da Saúde, mas nunca foi avaliado em estudos clínicos.
  8. 8. Tipo de Medicamento: Similar É aquele que contém o mesmo ou os mesmos princípios ativos, apresenta a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, e que é equivalente ao medicamento registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária, podendo diferir apenas em características relativas ao tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem, rotulagem, excipientes e veículo, devendo sempre ser identificado pelo nome comercial ou marca.
  9. 9. Registro de Medicamentos Para o registro de medicamentos genéricos e similares, é obrigatória a apresentação dos estudos de biodisponibilidade relativa e equivalência farmacêutica.
  10. 10. Determinantes de um Medicamento de Qualidade  Processo de Fabricação: Deve cumprir as diretrizes das boas práticas de manufatura.  Características do Medicamento: Identidade, pureza, potência, uniformidade, estabilidade e biodisponibilidade.  Eficácia Terapêutica: Garantida quando o uso é feito conforme as recomendações do fabricante e do prescritor.
  11. 11. É importante assegurar que o tratamento do paciente oncológico seja seguro, eficaz e eficiente e sobre tudo que observe e respeite sua individualidade.

×