O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Câncer de Ovário - Solange Sanches

1.135 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada por Solange Sanches no dia 19/09/2015, no II Encontro de Pacientes com Câncer Ginecológico

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Câncer de Ovário - Solange Sanches

  1. 1. Novidades no tratamento do câncer de ovário Solange Moraes Sanches AC Camargo Cancer Center solange.sanches797@gmail.com Embasamento do
  2. 2. Ovarian- estimated new cases= 21.290 (2,6%) Cancer Statistics, 2015 1:30 1:3
  3. 3. Incidência 20% 5% 58% 17% sobrevida 73% 45% 21% <5%
  4. 4. normal tumor Sentir-se inchada Dor pélvica/abdominal / lombar Sentir-se saciada dificuldade alimentar Urgência miccional Aumento do volume abdominal Massa abdominal Líquido abdominal Sintomas “leves” + rastreamento ineficaz
  5. 5. Cirurgia  Procedimento inicial, na maior parte das vezes  Cirurgia ótima = melhores resultados  Cirurgião oncológico  Estadiamento cirúrgico determina tratamento sistêmico
  6. 6. Quimioterapia  Tratamento de doença micrometastática  Tratamento de doença residual macroscópica  Tratamento pré cirurgia nos casos de tumores irressecáveis  Tratamento da doença recidivada  Associação de quimioterápicos: platina + X
  7. 7. Quimioterapia convencional 21 dias Quimioterapia dose densa 7 dias
  8. 8. Tumores >2mm de diâmetro necessitam de um suprimento sanguíneo independente para sobreviver e crescer Quimioterapia + bevacizumabe 21 dias
  9. 9. Quimioterapia intraperitoneal
  10. 10. Sensibilidade a platina Refratária Resistente Parcialmente sensível Altamente sensível Extremamente sensível
  11. 11. • BRCA1/2 mutation = increased risk of OC – high grade serous carcinoma • 10-15% EOC = deficient in homologous recombinant (HR) repair • Up to 50% HGSC deficient in HR repair due to: • Germline mutations • Somatic mutations • Epigenetic inactivation of BRCA • Defects in HR pathway independent of BRCA1/2 “BRCAness” phenotype
  12. 12. J. A. Ledermann, and R. S. Kristeleit Ann Oncol 2010;21:vii218-vii222 © The Author 2010. Published by Oxford University Press on behalf of the European Society for Medical Oncology. All rights reserved. For permissions, please email: journals.permissions@oxfordjournals.org
  13. 13. OC Genetic Signatures C1 high stromal response C2 high immune signature C3 serous LMP, low grade C4 low stromal response C5 low immune signature C6 early stage endometrioid ca HGSC, endometrioid, serous tumor of low grade, early stage and low malignat potential tumors Tothil, 2008
  14. 14. Perspectivas/ necessidades para o câncer de ovário  Método de rastreamento efetivo  Diagnóstico precoce  Subtipagem dos tumores  Tratamentos específicos para doença BRCA mutada  Terapias de manutenção  Novos tratamentos para doença resistente/refratária a platina  Mais reuniões como estas, com pacientes ativas na decisão de seu tratamento e disseminadoras de informação
  15. 15. Obrigada a vocês, pela atenção ! Obrigada pelo convite, !! solange.sanches797@gmail.com

×