Aprendizagem

3.907 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.907
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aprendizagem

  1. 1. Ms Leandra Vaz Fernandes Catalino Ferraz
  2. 2. Processo evolutivo e constante, que implica uma sequência de codificações no comportamento do indivíduo de forma global e do meio que o rodeia, traduzido pelo aparecimento de novas formas de comportamento; (Poppovic, 1968) Mudança permanente de comportamento, resultado de exposição a condições do meio ambiente; (Traivers, 1977)
  3. 3. “Aprendizagem é uma atividade individual que se desenvolve dentro de um sistema único e contínuo, operando sobre todos os dados recebidos e tornando-os revestidos de significado” . (Pfromm, 1987) “ Aprendizagem é um processo que se cumpre no SNC, em que se produzem modificações mais ou menos permanentes que se traduzem por uma modificação funcional ou conductual, que permite maior adaptação do individuo ao seu meio” (Rebollo, 2004)
  4. 4. Prestar atenção, compreender, aceitar, reter, transferir e agir são alguns dos componentes principais da aprendizagem; O processo de aprendizagem se dá a partir da interação e integração de aspectos próprios do indivíduo (cognição, emoções, f. ambientais, método de ensino e sócio- familiar);
  5. 5. O foco da teoria de Ausubel sustenta alguns tipos gerais de aprendizagem, tais como: (MOREIRA 1982, p.89 e 90): Dimensão Biológica: o ser humano para aprender precisa biologicamente estar com integridade anatômica e de funcionamento dos órgãos, funcionamento glandular, alimentação e condições de abrigo e conforto entre outros fatores; Dimesão cognitiva: é aquela que resulta no armazenamento organizado de informações na mente do ser que aprende. E esse complexo organizado é conhecido como estrutura cognitiva;
  6. 6. Aprendizagem Afetiva: é aquela que resulta de sinais internos ao indivíduo e pode ser identificada como experiências tais como prazer e dor, satisfação ou descontentamento, alegria ou ansiedade. Algumas experiências afetivas acompanham sempre as experiências cognitivas, portanto a aprendizagem afetiva é concomitante com à cognitiva.
  7. 7. — Aprendizagem psicomotora: é aquela que envolve respostas musculares adquiridas mediante treino e prática, mas alguma aprendizagem é geralmente importante na aquisição de habilidades psicomotoras tais como aprender a tocar piano jogar golfe ou dançar balé.
  8. 8. A dimensão social do processo de aprendizagem: compreende todos os comportamentos dedicados à transmissão da cultura exercitando, assumindo e incorporando uma cultura particular;
  9. 9. Os Estilos de Aprendizagem são orientações para a aprendizagem que se sutentam por traduzir no uso habitual do indivíduo um conjunto de estratégias similares.
  10. 10. Estas habilidades, segundo estudos, são resistentes ao treino e são características relativamente estáveis dos indivíduos que se relacionam com as preferências vocacionais.
  11. 11. Sequencial vs. Global Sensitivo vs. Intuitivo Visual vs. Verbal Activo vs. Reflexivo
  12. 12. Os alunos que aprendem num estilo sequencial vão avançando por pequenos passos, entendendo um após o outro. Preferem seguir todos os passos na resolução de um problema. Focam o detalhe e os aspectos locais do assunto, concentrando-se numa coisa de cada vez e caminham passo a passo para o entendimento. São mais capazes de reproduzir o material na ordem em que o aprenderam.
  13. 13. Os alunos com estilo global progridem por grandes saltos, parece que não estão a compreender e de repente tudo faz sentido. Fazem processamento paralelo de informaçãodistribuindo a atenção por vários tópicos ao mesmo tempo. Podem ter facilidade em resolver problemas complexos, mas ter dificuldade em explicar como o fizeram.
  14. 14. Os alunos sensitivos preferem fatos, resolver exercícios com regras bem definidas e não gostam de surpresas. Tendem a ser pacientes com detalhes e bons a memorizá-los.
  15. 15. Os alunos intuitivos preferem descobrir possibilidades de relações a fatos. Gostam de inovação e não da repetição. Sentem-se confortáveis com abstrações e conceitos, mas por vezes falham nos detalhes, comprometendo a qualidade do seu trabalho.
  16. 16. Os alunos do tipo visual sentem-se mais confortáveis com imagens, gráficos, filmes e apresentações audiovisuais. Preferem indicações e memorizam o que vêem.
  17. 17. Os alunos do tipo verbal têm maior facilidade em perceber palavras- explicações orais e escritas. Preferem definições. Recordam melhor o que ouviram ou leram, em detrimento do que viram.
  18. 18. Os alunos ativos preferem materiais que permitam o debate, aplicação e gostam de explicar aos outros. Preferem trabalhar em grupo. Aulas expositivas e longas leituras são-lhes especialmente desagradáveis.
  19. 19. São alunos que necessitam pensar calmamente sobre a matéria e geralmente preferem trabalhar sozinhos.
  20. 20. Sons, sensações e experi~encias físicas concretas? SENSITIVO Memória, idéias, pensamentos, relações entre conceitos? INTUITIVO Imagens, diagramas, esquemas e gráficos? VISUAL Sons, fórmulas, texto escrito e falado? VERBAL Progressão lógica, por pequenos passos, seguir índice? SEQUENCIAL
  21. 21. Precisa ter o contexto, perceber o geral primeiro, situar os detalhes no conjunto, ter esquemas? GLOBAL Prefere atividade, discussão sobre o assunto, experimentar ? ATIVO Prefere refletir calmamente antes de agir? REFLEXIVO
  22. 22. Aprender: é uma espiral, onde o ato aprendido, tem sempre um pouco do ato anterior e um pouco do ato futuro.

×