Projecto deimplementação doPrograma “Tu Decides”     Agrupamento deEscolas Rainha Santa               Isabel   O presente ...
I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha             1. ENQUADRAMENTO GEODEMOGRÁFICO             O Agrupam...
I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha            PROJECTO DE IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA “TU DECIDES”    ...
DIAGNÓSTICO SOCIAL                                    adultos. O corpo docente é constituído por 166Agrupamento de Escolas...
I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha            4.1. IDENTIFICAÇÃO DE NECESSIDADES            Das três...
DIAGNÓSTICO SOCIAL                                    P15 - Desinteresse dos pais / encarregados deAgrupamento de Escolas ...
DIAGNÓSTICO SOCIAL                                                 de um contexto social que reúna as melhoresAgrupamento ...
I - DIAGNÓSTICO SOCIAL                                     Atendimento Complementar - 18:00-20:00 –Agrupamento de Escolas...
da taxa de absentismo; sinalização de situações-I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha                  ...
I - DIAGNÓSTICO SOCIAL                                 Dia da Freguesia – S. Tiago, Orago de Eiras:Agrupamento de Escolas...
I - DIAGNÓSTICO SOCIAL                                 usados nos tempos antigos, quando se dizia queAgrupamento de Escola...
II - PLANIFICAÇÃO DOPROJECTOAgrupamento de Escolas da Pedrulha              1 - EDUCAÇÃO PELOS PARES              A saúde ...
II - PLANIFICAÇÃO DO                                  Por outro lado, verifica-se que os programas interPROJECTO          ...
II - PLANIFICAÇÃO DO                                   3- IMPLEMENTAÇÃO DO PROJECTOPROJECTOAgrupamento de Escolas da Pedru...
   A avaliação do projecto será efectuada através de questionários on-line incidindo        sobre atitudes/comportamentos...
II - PLANIFICAÇÃO DO PROJECTOAgrupamento de Escolas da PedrulhaQuadro 1 - Planificação do projecto1                       ...
PES- Programa Tu Decides
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PES- Programa Tu Decides

1.140 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.140
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PES- Programa Tu Decides

  1. 1. Projecto deimplementação doPrograma “Tu Decides” Agrupamento deEscolas Rainha Santa Isabel O presente Projecto insere-se no âmbito da Promoção da Saúde em Meio Escolar e resulta de um protocolo entre o Ponte de Eiras Agrupamento de Escolas Rainha Santa I s a b e l e a Escola Superior de Enfermagem Ângelo da Coimbra Fonseca. Tem como objectivo apresentar a planificação das actividades para a implementação do programa “Tu Maio de 2011 Decides”- Promoção da Saúde em Meio Escolar, nas turmas do 7º e 9º ano de escolaridade no próximo ano lectivo.
  2. 2. I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha 1. ENQUADRAMENTO GEODEMOGRÁFICO O Agrupamento de Escolas R a i n h a S a n t a I s a b e l e a Escola Superior de situa-se na zona norte do concelho de Coimbra, tendo na sua área de intervenção um conjunto de dez freguesias: Botão, Brasfemes, Eiras, Santa Cruz, Santo António dos Olivais, São Paulo de Frades, Souselas, Trouxemil, Vilela e Vil de Matos. A sua comunidade extra-escolar é constituída por um numeroso e heterogéneo agregado humano que sob o ponto de vista sociocultural apresenta uma variedade de características típicas das periferias urbanas. Apresenta um sector de população que se ocupa da agricultura tradicional e outro que se desloca diariamente para a prestação de serviços na cidade. O principal meio de subsistência das famílias é o trabalho assalariado ou independente do sector secundário e terciário. Esta distribuição, genericamente descrita, configura uma comunidade que em termos de padronização sociológica se identifica com os estratos “médio” e “médio baixo”. É num tal contexto que se organiza comunitariamente a vida, com Juntas de Freguesia dinâmicas, Clubes Desportivos activos e Ranchos Folclóricos com alguma tradição. A manutenção destas associações de carácter cultural, recreativo e desportivo proporciona uma multiculturalidade rural/urbana. Existem também zonas específicas de pobreza estrutural, nomeadamente os bairros sociais da Rosa, Ingote e Relvinha (Loreto). As situações de exclusão ou risco social relacionam-se com rupturas várias ao nível do trabalho, da família e modus vivendi da etnia cigana. Nas dez freguesias citadas anteriormente poder-se-á encontrar um vasto património arquitectónico, cultural e tradicional. Os Pais e Encarregados de Educação têm um nível cultural heterogéneo desde a formação básica à superior com incidência para a primeira. Agrupamento de Escolas da Pedrulha 2 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  3. 3. I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha PROJECTO DE IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA “TU DECIDES” 2. RECURSOS BÁSICOS DE QUALIDADE DE VIDA Na generalidade das situações estão assegurados os recursos básicos de qualidade de vida, nomeadamente no que respeita ao saneamento básico, abastecimento de água, de electricidade e iluminação pública. No que concerne à segurança e espaços verdes são de assinalar os fracos recursos existentes. 3. ECONOMIA A categoria socioprofissional dos pais constitui outro dos factores determinantes da qualidade do currículo doméstico. Assim, tendo como referência a caracterização efectuada no âmbito da mais recente avaliação interna, a grande maioria dos Pais/Encarregados de Educação dos alunos são trabalhadores assalariados ou independentes dos sectores secundário e terciário, distribuindo-se predominantemente como empregados de comércio, serviços e operários. Com um reduzido significado surgem os quadros Técnicos. As habilitações dos encarregados de educação situam- se maioritariamente (70%) ao nível do ensino básico. 4. EDUCAÇÃO No presente ano lectivo, a população escolar totaliza 1523 crianças / alunos: 256 na educação pré-escolar (14 grupos); 809 no 1º ciclo (50 turmas) e 470 nos 2º e 3º ciclos (10 e 13 turmas, respectivamente). Existem 7 turmas de percursos curriculares alternativos (1º, 2º e 3º ciclos), 2 turmas de cursos de educação e formação e 1 turma do curso de educação e formação de Agrupamento de Escolas da Pedrulha 3 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  4. 4. DIAGNÓSTICO SOCIAL adultos. O corpo docente é constituído por 166Agrupamento de Escolas da Pedrulha professores, 148 dos quais (89%) pertencem ao quadro. O Agrupamento conta ainda com 2 psicólogas e outros técnicos, a saber: uma técnica de Serviço Social, 4 animadores Socioculturais e uma Mediadora Cultural. O corpo não docente é composto por 77 elementos: 11 estão afectos aos serviços de administração escolar, 64 desenvolvem trabalho de auxiliar de acção educativa, 1 guarda-nocturno e outro elemento, afecto ao serviço de manutenção. A caracterização do contexto socioeducativo é assumida como ponto de partida para a elaboração do plano de acção deste Projecto, considerando que estes factores constituem um conjunto de variáveis que pode afectar os resultados escolares, estando na origem do desenvolvimento do conceito de “escola reprodutora e perpetuadora” das desigualdades sociais. Apesar de pertencer ao grupo das variáveis não manipuláveis, isto é, fora do controlo da escola, o seu conhecimento é fundamental para a criação de alternativas organizacionais dentro da escola que sejam supletivas de eventuais desvantagens iniciais. Os factores contextuais, agora descritos, constituem aspectos determinantes na acessibilidade dos alunos aos bens culturais e na atitude face aos valores que estes representam. Neste sentido, também no âmbito da “Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis”, foi realizado um estudo com o objectivo de saber quantos alunos possuem computador em casa e se têm ou não acesso à Internet, tendo-se apurado que de uma amostra de 1469 alunos, 33% possui computadores com ligação à Internet. Caberá, portanto, à Escola, criar as condições propiciadoras de integração e de inclusão daqueles alunos cujo “currículo doméstico” é menos indutor de sucesso escolar. Agrupamento de Escolas da Pedrulha 4 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  5. 5. I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha 4.1. IDENTIFICAÇÃO DE NECESSIDADES Das três áreas identificadas no PE destacam-se duas que se centram nos alunos, família e comunidade. Relativamente aos alunos verificam-se as seguintes dificuldades/ problemáticas: P1 – Insucesso escolar e falta de hábitos e métodos de trabalho; P2 – Ritmos de aprendizagem muito diferenciados; P3 - Deficiente domínio da língua materna; P4 – Dificuldades acentuadas no cálculo e raciocínio matemáticos; P5 - Alunos com necessidades educativas especiais de carácter permanente; P6 - Heterogeneidade social, económica e cultural; P7 – Absentismo / Abandono localizado numa população específica; P8 – Situações de incivilidade, inadequação de hábitos de convivência e de vida saudável (hábitos alimentares desadequados, consumos esporádicos de tabagismo e outras substâncias psicoactivas, conflitos de relacionamento interpessoal de cariz sexualizado…) P9 - Elevado número de alunos por turma; P10 – Iliteracia Científica. Na família e comunidade existem/verificam-se: P13 - Dificuldades económicas/ desemprego das famílias; P14 - Famílias desestruturadas social e economicamente; Agrupamento de Escolas da Pedrulha 5 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  6. 6. DIAGNÓSTICO SOCIAL P15 - Desinteresse dos pais / encarregados deAgrupamento de Escolas da Pedrulha educação pela vida escolar em casos problemáticos; P16 - Fracos níveis de escolarização com uma percentagem significativa de pais / encarregados de educação pouco letrados; De acordo com os últimos dados, a taxa de abandono escolar situa-se nos 0,72% no Agrupamento, com maior incidência no 2º ciclo (3,16 %) e no 3º ciclo 1,2%. De referir que a taxa de abandono no 1º ciclo é de 0,00%. Actualmente os alunos em abandono escolar, no Agrupamento de Escolas da Pedrulha estão devidamente sinalizados às entidades com competência de intervenção nesta matéria, nomeadamente, Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Coimbra e Equipa Multidisciplinar de Assessoria aos Tribunais (EMAT) Face às dificuldades/ problemáticas apresentadas verificou-se a” necessidade de criação de um TEIP (Território Educativo de Intervenção Prioritária) nas condições previstas no Despacho Ministerial, no âmbito da Tipologia de Intervenção 6.11: “Programas integrados de promoção do sucesso educativo”. Eixo 6 “Cidadania, Inclusão e Desenvolvimento Social” do Programa Operacional de Potencial Humano”. 5. SAÚDE “ A saúde é um bem que resulta, em parte, da capacidade da pessoa para gerir as circunstâncias das sua vida, assumindo responsabilidade por si e pelos outros e , em parte, Agrupamento de Escolas da Pedrulha 6 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  7. 7. DIAGNÓSTICO SOCIAL de um contexto social que reúna as melhoresAgrupamento de Escolas da Pedrulha condições para que cada um dos seus membros seja saudável”. (Organização Mundial de Saúde, 1986) Na zona de residência dos nossos alunos existem vários recursos ao nível da saúde, tais como: Centro de Saúde de Eiras, Centro de Saúde de Fernão de Magalhães, farmácias, parafarmácias, consultórios médicos privados e laboratórios de análises clínicas. Centro de Saúde Eiras  Horário: de 2ª a 6ª Feira, das 08:00 - 20:00.  Área de influência: Freguesias de Eiras e de São Paulo de Frades.  ACES: Agrupamento de Centros de Saúde Baixo Mondego I .  Extensões de saúde associadas: Botão; Torre de Vilela; Souselas; São Paulo de Frades e Brasfemes.  Consultas específicas: - Diabetes; - Hipertensão (HTA) - Cessação tabágica - Planeamento Familiar - Saúde Materna - Saúde Infantil - Nutrição - Promoção da saúde: Vacinação Crianças, Vacinação Adultos - Saúde oral Agrupamento de Escolas da Pedrulha 7 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  8. 8. I - DIAGNÓSTICO SOCIAL  Atendimento Complementar - 18:00-20:00 –Agrupamento de Escolas da Pedrulha Freguesias:  Botão  São Paulo de  Brasfemes Frades  Eiras  Souselas  Torre de Vilela Centro de Saúde Fernão de Magalhães - Freguesias:  Antuzede  São Martinho de Árvore  Adémia  São Silvestre  Lamarosa  Trouxemil  Santa Cruz  Vil de Matos  São João do Campo 6 . APOIO SOCIAL O Agrupamento de Escolas da Pedrulha no ano lectivo de 2009/2010 no âmbito do programa TEIP2 – Território Educativo de Intervenção Prioritária, integrou uma técnica de Serviço Social, recurso que consideramos de importância primordial atendendo às características das problemáticas de cariz social e familiar que afectam a grande maioria da população escolar. As linhas orientadoras desta intervenção versam sobre o controlo/redução do número de abandonos escolares; controlo/redução Agrupamento de Escolas da Pedrulha 8 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  9. 9. da taxa de absentismo; sinalização de situações-I - DIAGNÓSTICO SOCIALAgrupamento de Escolas da Pedrulha problema relativas à população escolar e respectivos agregados familiares; encaminhamento dos agentes para instituições e serviços que auxiliem à resolução da situação-problema; facilitar a mudança; articular com técnicos sociais intervenientes nas problemáticas que afectam o público-alvo a trabalhar; entre outros aspectos. As principais contingências apuradas do Agrupamento de Escolas da Pedrulha e que legitimam a intervenção social são: abandono e absentismo escolares; ambiente familiar disfuncional; carência socioeconómica e habitacional; problemas relacionados com o bem-estar físico e psíquico, portanto, de saúde; incivilidade e indisciplina; entre outros. Resta-nos ainda assinalar o número significativo de discentes que apresenta carências socioeconómicas, pelo que a acção social escolar abrange 32% dos alunos do 1º ciclo, 47% do 2º ciclo e 28% do 3º ciclo. 7. ACTIVIDADES CULTURAIS E RELIGIOSAS  Festa em Honra do Divino Espírito Santo: Festa anual que se celebra sempre no domingo de Pentecostes, embora os festejos se prolonguem por vários dias. Consta de parte religiosa, com celebração de missa solene e procissão pelas ruas da localidade de Eiras e Casais de Eiras, e parte profana, com cortejo de oferendas, leilão para ajudar a custear as despesas e arraial popular. Agrupamento de Escolas da Pedrulha 9 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  10. 10. I - DIAGNÓSTICO SOCIAL  Dia da Freguesia – S. Tiago, Orago de Eiras:Agrupamento de Escolas da Pedrulha Celebra-se no dia 25 de Julho de cada ano, com arruada de gaiteiros, missa solene e arraial habitualmente acompanhado de eventos culturais e tradicionais.  Festas dos Santos Populares: Realizadas em Junho, nos dias dedicados aos Santos Populares, pela comissão de Festas do Divino Espírito Santo recentemente empossada, constituem um dos mais visitados eventos da Freguesia. Vulgarmente chamadas “fogueiras”, são já famosas na região, pela sua qualidade e grandiosidade.  Festas em Honra de S. Pedro: Organizadas pela Comissão de Festas, no Ingote, no final de Junho, consta de procissão e arraial popular que se pode estender por mais de um dia.  Encontro de Cantares Populares: Evento organizado pelo Grupo Folclórico e Etnográfico do Brinca-Eiras-Coimbra, que conta com a participação de diversos grupos de folclore convidados. Realiza-se habitualmente na segunda semana de Junho, na escadaria da Igreja Matriz.  Troca de Saberes e Tradições Populares: Organizado pelo Grupo Folclórico e Etnográfico do Brinca-Eiras-Coimbra, no Bairro do Loreto, em Julho, conta com grupos convidados, e consta de danças e cantares de folclore, em espaço criado para o efeito, tendo por fundo, recriações em cenário, de motivos com interesse histórico da freguesia (Casas antigas, capelas, ribeira, etc).  Mercado das Faniqueiras: Igualmente organizado pelo Grupo do Brinca, este evento que se realiza no terreiro da Fonte em Setembro, consiste na recriação dos mercados, da forma como eram realizados antigamente. Aqui se vendem os artigos oriundos das colheitas agrícolas, bem como iguarias da doçaria regional. As vendedeiras trajam a rigor, com fatos idênticos ao Agrupamento de Escolas da Pedrulha 10 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  11. 11. I - DIAGNÓSTICO SOCIAL usados nos tempos antigos, quando se dizia queAgrupamento de Escolas da Pedrulha “andavam ao fanico”, ou seja a recolher os produtos para vender no mercado.  Artesanato: Cestaria - A cestaria é a mais antiga forma de artesanato praticada pelo homem tendo sido antecedida apenas por uma manufactura de cordas obtida com o entrelaçar e torcer de elementos vegetais, a matéria-prima por excelência desta forma de artesanato. 8. PARCERIAS O Agrupamento de Escolas da Pedrulha tem estabelecido diversas parcerias, das quais se destacam:  Câmara Municipal de Coimbra  Juntas de Freguesia  Centros de saúde  Centro Comunitário de S. José  Cáritas Diocesana de Coimbra  APPACDM  Rotários  Empresas da Região  Universidade de Coimbra  Instituto Miguel Torga  Escola Superior de Enfermagem  Escola Superior de Educação Agrupamento de Escolas da Pedrulha 11 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  12. 12. II - PLANIFICAÇÃO DOPROJECTOAgrupamento de Escolas da Pedrulha 1 - EDUCAÇÃO PELOS PARES A saúde é um conceito positivo, um recurso quotidiano que implica “um estado completo de bem-estar físico, social e mental e não apenas a ausência de doença e/ou enfermidade” (OMS, 1993). Dentro desta perspectiva, a Educação para a Saúde deve ter como finalidade a preservação da saúde individual e colectiva. Em contexto escolar, Educar para a Saúde consiste em dotar as crianças e os jovens de conhecimentos, atitudes e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar decisões adequadas à sua saúde e ao bem-estar físico, social e mental. Agrupamento de Escolas da Pedrulha 12 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  13. 13. II - PLANIFICAÇÃO DO Por outro lado, verifica-se que os programas interPROJECTO pares educação para a saúde são extremamenteAgrupamento de Escolas da Pedrulha importantes dado que procuram tirar partido do interesse dos jovens por outros jovens e da sua abertura a novas experiência e ideias diferentes. As actividades destinadas a jovens são preparadas para serem conduzidas por jovens. São actividades de jovens para jovens. Baseiam-se na ideia que os jovens podem comunicar melhor com outros jovens que os adultos. A participação de jovens na animação de actividades de educação para a saúde aumenta a possibilidade de influenciar positivamente o pensamento, as atitudes e os comportamentos de outros jovens. Assim, é propósito deste projecto a criação de um grupo de alunos do 7º e 9º anos (5 a 10 alunos), que deverá ser indicado pelos Directores de Turma e convidado a participar nas actividades inter- pares, depois de terem recebido formação adequada. 2 - REUNIÕES COM PAIS/FILHOS As actividades a desenvolver posteriormente poderão decorrer em actividades de recreio, no gabinete de apoio ao aluno, nas actividades/reuniões de pais/filhos, onde deverão ser abordadas temáticas como a sexualidade e o ambiente familiar. Estas actividades terão horário pós-laboral, estimamos realizar 3 sessões ao longo do ano lectivo e conseguir atingir cerca de 25% dos pais e encarregados de educação. Agrupamento de Escolas da Pedrulha 13 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  14. 14. II - PLANIFICAÇÃO DO 3- IMPLEMENTAÇÃO DO PROJECTOPROJECTOAgrupamento de Escolas da Pedrulha As actividades a desenvolver em cada temática abordada seguem as orientações constantes no manual e nas fichas de actividades do Programa “Tu Decides”.  As actividades com os alunos decorrerão em contexto de sala de aula nas disciplinas de Formação Cívica e de Área de Projecto. Estão programadas 12 sessões em cada turma ao longo do ano lectivo.  Os alunos envolvidos serão do 7ºano (3 turmas) e 9ºano (2 turmas), com uma previsão de 125 alunos no total.  Prevemos estarem envolvidos 5 professores directamente na aplicação das actividades do manual em contexto de sala de aula.  Nas actividades de recreio (4 ao longo do ano) estarão envolvidos os animadores culturais e sempre que se justifique os alunos que receberam formação em educação pelos pares.  Prevê-se a realização de 3 sessões para Pais e Encarregados de Educação/Filhos e temos por objectivo conseguir uma adesão de 25% dos pais (aproximadamente 30).  Na selecção/indicação dos alunos para a educação para pares, contamos com a colaboração dos Directores de Turma (entre 5 a 10 alunos) que deverão receber formação adequada à função. Agrupamento de Escolas da Pedrulha 14 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  15. 15.  A avaliação do projecto será efectuada através de questionários on-line incidindo sobre atitudes/comportamentos, entrevistas e observação de alunos em diversos contextos.Seguidamente, apresenta-se um quadro/grelha (Quadro-1) onde se encontra o esboço dasactividades a desenvolver, de acordo com os seguintes pontos: população alvo; cronograma,objectivos gerais e específicos; metodologia/técnicas pedagógicas; recursos; actividades; eavaliação. Agrupamento de Escolas da Pedrulha 15 Escola Básica Rainha Santa Isabel
  16. 16. II - PLANIFICAÇÃO DO PROJECTOAgrupamento de Escolas da PedrulhaQuadro 1 - Planificação do projecto1 Princípio Orientador: Intervenção centrada na aprendizagem da Tomada de Decisão População - Cronograma Objectivos Gerais Objectivos Específicos Metodologia/ Técnicas Pedagógicas Recursos Actividades Avaliação alvo- 3 Turmas de 7º - Ao longo do Ano - Promover nos alunos a - Ensinar os alunos a - A aplicar em áreas curriculares disciplinares e não Humanos: Materiais: Actividades presentes nos -Questionários on-lineano e 2 turmas de Lectivo de 2011/12 capacidade de tomada de identificar as situações em que disciplinares (Formação Cívica, Área de Projecto, Manuais construídos para o incidindo sobre,9º ano (12 sessões do decisões conscientes e se tomam decisões sobre o Estudo Acompanhado), procurando desenvolver a -5 - Material de efeito e fichas de actividades; atitudes/comportament(aproximadamente programa a ponderadas perante um estímulo; uso de drogas lícitas e ilícitas; temática “Tu decides…A escolha é tua!” e ser Professores; desgaste; os;125 alunos) desenvolver nas transversal em contextos informais como o GAA, -3 Sessões Temáticas; aulas de Área de - Promover nos alunos a análise - Ajudar os alunos a recreio, ATL (Rádio da Escola); animadores - Suportes - Entrevistas; projecto ou reflexiva de situações diversas do desenvolver a capacidade de culturais; informáticos; Jogos de Expressão Formação Cívica) contexto em que se encontram tomada de decisões perante - Definição do número, duração e temática das Dramática ; - Observação de inseridos; as situações de oferta e sessões; -1 psicóloga. - Manuais do alunos; possível consumo de drogas - Criação de um Grupo de Controlo (1 turma do 3.º Professor e Actividades de Expressão- Pais/ - Fomentar o espírito crítico dos lícitas e ilícitas; Ciclo); - Alunos alvo do Aluno Plástica; (de acordo com osEncarregados de - Em cada período alunos; - Dinâmicas de Grupo activas e participativas; da formação (versão A e critérios de avaliação eEducação lectivo (3 sessões - Jogos Pedagógicos; Inter-pares B); Construção de jogos processo avaliativo(aproximadamente no total do ano - Promover a modificação de - Animação de Recreios; (5 a 10 pedagógicos; estipulado no projecto30 ) lectivo) atitudes e comportamentos - Discussões e debates sobre as diferentes temáticas; alunos). - Suporte de base “Tu Decides”). inadequados nos alunos; - Jogo dramático (role-play e teatro do oprimido); intervenções Actividades inter pares; - Ao longo do ano - Brainstorming; para Pais e lectivo 2011/12 -Criar um espaço de - Simpósio, Painel, Forum, Mesa Redonda; Educadores. Actividades de recreio; experimentação de hipóteses e de - Educação pelos pares. G.A.A.; - Ao longo do ano construção de decisões; Rádio da escola ;- Comunidade lectivo 2011/12 (3 Clubeseducativa / actividades de - Ensinar os alunos a identificar existentes na Acções de sensibilização àComunidade recreio) situações de risco/ perigo. escola. comunidade;envolvente - Consciencializar os Actividades interdisciplinares; Pais/Encarregados de Educação do seu papel; Actividades com pais / Encarregados de Educação - Promover a comunicação intra – família. Convite a profissionais das áreas a desenvolver.

×