1 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b rExercícios de GeografiaBrasil - Eco...
2 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r6. (Pucmg 97) "O desenvolvimento da...
3 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r12. (Unesp 95) Assinale a alternati...
4 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r15. (Pucsp 96) Leia com atenção:"Pa...
5 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r17. (Puccamp 92) "O uso do álcool c...
6 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r22. (Mackenzie 96) Procurando criar...
7 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r28. (Cesgranrio 93) Sobre o sistema...
8 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r33. (Cesgranrio 90) Considere as af...
9 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r37. (Mackenzie 97) A decadência da ...
10 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r43. (Mackenzie 99) Com relação aos...
11 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r47. (Pucsp 2000) Quando da fundaçã...
12 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r50. (Pucmg 2001) Segundo o IBGE, e...
13 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r54. (Ufes 2001) "As relações socio...
14 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r58. (Ufsm 2001) Assinale a alterna...
15 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r62. (Ufes 2000) "A greve expôs fal...
16 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r65. (Fgv 2003) Leia o texto a segu...
17 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r68. (Unicamp 2004) Nas recentes po...
18 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r72. (Ufv 2004) O transporte de mer...
19 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r75. (Ufrs 2000) Em 1988, a Argenti...
20 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r78. (Puccamp 99) No Pantanal, numa...
21 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b rGABARITO1. 01 + 02 + 16 = 192. 01 ...
22 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r27. [E]28. [B]29. [A]30. [C]31. [C...
23 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r56. [C]57. [C]58. [B]59. [D]60. [B...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios

3.026 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios

  1. 1. 1 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b rExercícios de GeografiaBrasil - Econômica - Transportes eComunicaçõesTEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO(Ufba 95) Na(s) questões adiante escreva, no espaçoapropriado, a soma dos itens corretos.1. A análise da política de transportes do estadobrasileiro permite concluir:(01) O tratamento dispensado ao sistema rodoviário éconseqüência da política industrial desenvolvida apartir do governo de Juscelino Kubitschek.(02) O sistema hidroviário encontrou limitações deordem técnica e natural, apesar da vontade políticado estado para desenvolver o setor.(04) O sistema rodoviário, apesar de não representara melhor opção econômica, possibilitou a integraçãocom as ferrovias e a navegação de cabotagem.(08) Os principais corredores de exportação foramimplantados no Norte/Nordeste, objetivando promoveras economias regionais e reduzir a concentração derecursos no Sudeste.(16) A criação de rodovias longitudinais e radiaispretendeu acabar com o isolamento dos núcleos deprodução e criar a integração necessária a umaeconomia urbano-industrial.Soma ( )TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO(Ufc 96) Na(s) questão(ões) a seguir escreva noespaço apropriado a soma dos itens corretos.2. Dentre os fatores locacionais das atividades detransformação, a proximidade do sistema portuáriotem-se destacado como importante força para osurgimento de aglomerações industriais. No Brasil,esse fato é denotado na(o):(01) Grande Rio de Janeiro;(02) Grande Belo Horizonte;(04) Vale do Paraíba;(08) Região de Campinas e de Ribeirão Preto (SP);(16) Baixada Santista.Soma ( )3. (Fuvest 89) Das paisagens naturais alteradas pelaconstrução da rodovia Transamazônica, as maioresmudanças em relação às condições anteriormentereinantes foram registradas no domínio dasa) chapadas tropicais com cerrados.b) áreas mamelonares tropicais florestadas.c) terras baixas florestadas equatoriais.d) depressões semi-áridas com caatingas.e) coxilhas subtropicais com pradarias.4. (Fuvest 98) A rede hidrográfica brasileira, utilizadapara os transportes fluviais,a) é bem distribuída e apresenta um alto potencial denavegação no sudeste, especialmente na sua porçãocentro-oriental.b) é distribuída desigualmente pelo país, estando omaior potencial navegável localizado perifericamenteàs áreas de economia mais avançada.c) apresenta um potencial de navegação que coincidecom as áreas de maior exploração dehidroeletricidade.d) apresenta suas principais bacias voltadas para oAtlântico Sul nas costas orientais brasileiras,facilitando os transportes com o interior.e) é rica em interligações por canais fluviais quefacilitam os transportes entre as bacias do rio SãoFrancisco e do Paraná.5. (Unicamp 2002) "O impacto de uma obra como oRodoanel sobre o meio urbano está muito além daquestão do tráfego, interferindo na dinâmicaeconômico-territorial da região [...], levando oempreendimento a se constituir como fator dereordenamento do uso do solo da RegiãoMetropolitana."(Raquel Rolnik, "Parecer Técnico", MinistérioPúblico Federal.)Com base nos seus conhecimentos, responda:a) O que é um rodoanel?b) Cite um problema local ou regional que justifique aconstrução de um rodoanel.c) Considerando o texto acima, dê dois exemplos deinterferência do rodoanel na dinâmica econômico-territorial de uma região.
  2. 2. 2 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r6. (Pucmg 97) "O desenvolvimento da rede detransporte é um fator fundamental para o crescimentoindustrial".Analisando a organização do espaço brasileiro, tendoem vista seu processo de industrialização, é corretoafirmar, EXCETO:a) Em 1930 não existia integração econômica entreas diversas regiões.b) A industrialização procedeu-se, gerando uma maiorconcentração espacial.c) O Sudeste foi favorecido pela construção de viasde transporte e, conseqüentemente, pelo crescimentoindustrial.d) A construção da rede rodoviária favoreceu areprodução interna do modelo de dominação eexploração.e) A Amazônia permanece numa posição periférica,contando apenas com a presença de indústriasnacionais tradicionais.7. (Fuvest 92) "O projeto da ferrovia Leste-Oeste, noBrasil, foi criado em 1987, mas até hoje as obras nãocomeçaram por falta de recursos. A Ferrovia bancaria20% do investimento e o restante seria financiadopelo BNDES, Fundo de Investimento da Amazônia(FINAM) e projetos de conversão da dívida."Este projeto pretende:a) interligar o Quadrilátero Ferrífero (MG) e o porto deTubarão (ES) para intensificar o escoamento dominério de ferro.b) ligar Cuiabá (MT) à Santa Fé do Sul (SP) e àUberlândia/Uberaba (MG) com o objetivo básico deescoar a produção de grãos da Região Centro-Oeste.c) ligar as áreas de expansão agrícola mais recente,localizadas nos grandes projetos agropecuários daAmazônia Legal, ao maior centro consumidor do país- Região Sudeste.d) ligar portos do Oceano Atlântico ao do Pacífico,aproveitando a infra-estrutura ferroviária bemdesenvolvida do Sudeste para o escoamento daprodução industrial.e) interligar o porto fluvial de Corumbá (MS) ao portode Santos (SP), para dar vazão à grande produçãoagrícola do sul do Mato Grosso do Sul e do Interior doEstado de São Paulo.8. (Fuvest 2000) Relacione a modernização daagricultura brasileira:a) à infra-estrutura de transportes no Brasil.b) à degradação do solo agrícola e à poluição dosrecursos hídricos.9. (Fuvest 2005) "Portos secos são recintosalfandegados de uso público, situados em zonasecundária, nas quais são executadas operações demovimentação, armazenagem e despacho aduaneirode mercadorias e de bagagens, sob responsabilidadeda Secretaria da Receita Federal. Seu funcionamentotem permitido a interiorização desses serviços nopaís, antes realizados principalmente em portos eaeroportos".Fonte: Adapt. Receita Federal, 2004.a) Cite duas características geográficas do centro-oeste brasileiro que justifiquem a criação de um portoseco.b) Explique.10. (Ufpr 92) O território brasileiro possui grandesjazidas de minério de ferro. Relacione áreas deocorrência e sistemas de transporte para osmercados interno e externo.11. (Unicamp 93) "Sem caminhão o Brasil pára".Esta frase, hoje encontrada em muitos caminhões,justifica-se pela política de transporte de cargaadotada no país.Descreva essa política e suas conseqüências para aeconomia brasileira.
  3. 3. 3 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r12. (Unesp 95) Assinale a alternativa que contémduas causas que prejudicam a navegação fluvial noBrasil.a) A maior parte dos rios é de planalto e os rios deplanícies situam-se longe das áreas maisdesenvolvidas.b) Os rios não têm volume de água suficiente e asembarcações são muito deficitárias.c) A rede de drenagem é endorrêica e os rios deplanícies encontram-se fora das áreas maisdesenvolvidas.d) O custo de transporte rodoviário é baixo e aexpansão da rede ferroviária foi rápida.e) A maioria dos rios é intermitente e as embarcaçõespossuem pequeno calado.13. (Fuvest 96) A análise das vias de circulação noBrasil revelaa) a expansão da rede ferroviária, em relação àsdécadas anteriores, como medida prioritária para aredução de custosb) o investimento maciço em hidrovias, em função doMercosul, embora o custo do transporte fluvial decargas supere o do transporte ferroviário.c) o descaso com a modernização de seus portosmarítimos, considerados os mais baratos do mundopara o transporte de carga internacional.d) o subaproveitamento das potencialidades naturaisdo país, pois em áreas de rios navegáveis otransporte rodoviário, mais caro, supera o fluvial.e) a opção pela rodovia como principal meio detransporte de carga, seguindo o padrão dominantenos EUA, Japão a Europa Ocidental.14. (Cesgranrio 94) O Brasil tem aproveitadoescassamente as suas bacias hidrográficas para anavegação, apesar de imenso potencial. São poucasas eclusas construídas, são poucos os trechos de riosdragados. Existem apenas dois grandes sistemashidroviários construídos. Qual dos conjuntos e baciascitados a seguir apresenta maior volume de tráfegode mercadorias?a) O sistema do Tietê, recém-concluído, ligando osarredores de São Paulo com o Centro-Oeste.b) A Bacia do São Francisco, no trecho Pirapora-Juazeiro, após a conclusão das eclusas em PauloAfonso.c) A Bacia Amazônica, que apresenta quase 30.000km de rios navegáveis.d) A Bacia Tocantins-Araguaia, responsável peloescoamento da produção de soja do Centro-Oeste.e) O sistema Jacuí/Taquari-Lagoa dos Patos,construído com eclusas e retificações, escoando assafras gaúchas.
  4. 4. 4 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r15. (Pucsp 96) Leia com atenção:"Parabolicamará"Antes mundo era pequenoporque Terra era grandehoje mundo é muito grandeporque Terra é pequenado tamanho da antenaParabolicamaráÊ, volta do mundo, camaráÊ, mundo dá volta, camaráantes longe era distanteperto só quando davaquando muito ali defrontee o horizonte acabava (... )(...) de jangada leva uma eternidadede saveiro leva uma encarnaçãode avião o tempo de uma saudadepela onda luminosaleva o tempo de um raio (...)Gilberto GilA partir destes versos, considere as afirmaçõesadiante - expressas em linguagem geográfica - eassinale a alternativa que contém aquela (ou aquelas)que se sintoniza (ou sintonizam) com a letra damúsica:1 - A dimensão mundial dos acontecimentos estápresente na vida das pessoas, devido, entre outrasrazões, ao desenvolvimento tecnológico dos meios decomunicação e informação, diluindo o regional noglobal, com as transmissões via satélite e as redesinformatizadas.2 - A evolução dos meios de transporte diminuiu otempo de acesso aos lugares, mudando o significadode proximidade e distância geográfica, ou seja,alterando a relação entre espaço e tempo.3 - O avanço das tecnologias de comunicação e detransportes elimina o papel da dimensão local (dolugar) do espaço geográfico, na formação dos valoressociais, agora determinados somente por influênciasexternas.a) 1 e 2b) 1 e 3c) 2 e 3d) 1, 2 e 3e) 116. (Puccamp 94) "Houve concentração deinvestimentos no setor rodoviário, o que gerou umasérie de implicações: o encarecimento dos produtostransportados, (já que o frete rodoviário ésabidamente mais elevado que o dos outros tipos detransporte), além de um aumento considerável noconsumo de derivados de petróleo, obrigando o paísa arcar com o ônus da importação e umaconseqüente queima de divisas".Em relação ao Brasil, o texto é consideradoa) incorreto, porque a prioridade recentemente dada àconstrução das rodovias é real apenas para o sudestedo País.b) incorreto, porque existe relativo equilíbrio entre aproporção de tráfego das hidrovias, ferrovias erodovias.c) incorreto, porque as ferrovias, são ainda muitoutilizadas no País, estando interligadas às rodovias.d) correto, porque as hidrovias que tinham um papelimportante para a economia nacional, hoje sãodeficitárias.e) correto porque desde a década de 50 até nossosdias, a quilometragem de ferrovias não aumentousignificativamente, devido à priorização do transporterodoviário.
  5. 5. 5 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r17. (Puccamp 92) "O uso do álcool como combustívelem substituição à gasolina não alterou o modelo dedesenvolvimento e de transportes do Brasil, onde osbeneficiários são sempre uma minoria da população.Continua-se a dar prioridade ao automóvel particularem detrimento das ferrovias e hidrovias."Em uma avaliação do texto pode-se afirmar querealmente essa continuidade do modelo detransportes éa) benéfica, porque os transportes rodoviários sãomais baratos e rápidos, levando a mercadoria de"porta em porta."b) benéfica, pois os países altamente desenvolvidosdo hemisfério norte sempre priorizaram as rodovias.c) eficaz, pois após a abertura das grandes rodovias,a partir da década de 70, regiões até entãomarginalizadas foram integradas às demais, como aAmazônia, contribuindo para o desenvolvimentoeconômico e social da região.d) problemática, porque embora mais rápida do queos demais transportes terrestres, a rodoviadesorganizou os sistemas anteriores, ao invés deintegrar-se a eles, e marginalizou cidades a exemplodas ribeirinhas.e) problemática, porque os países capitalistas ousocialistas de maior projeção no cenário internacionalimplantaram, no século XX, uma rede modernapriorizando as ferrovias.18. (Ufpr 91) Quanto às ferrovias no Brasil, interpreteas afirmativas:a) as condições favoráveis para a sua implantaçãosomente surgiram em 1850;b) em 1855 foi inaugurada a Estrada de Ferro Centraldo Brasil, aspiração dos fazendeiros do Vale doParaíba;c) até 1905 havia apenas uma ferrovia de integraçãono território brasileiro;d) a política de transporte adotada até 1980desprezou o transporte ferroviário.19. (Uel 94) Considere as seguintes afirmações sobreo transporte ferroviário brasileiro.I. As mais importantes cargas transportadas porferrovias são: manufaturas, madeiras e algunsprodutos agropecuários.II. A partir da década de 70, a extensão das ferroviastem aumentado sistematicamente.III. A malha ferroviária, por concentrar-se em umafaixa litorânea, é característica de país que tem suahistória econômica voltada para a exportação.IV. A existência de diferentes bitolas dificulta oprocesso de integração das ferrovias.V. O transporte ferroviário é economicamente poucosignificativo, tendo em vista a precariedade dasferrovias brasileiras.Estão corretas APENASa) I, II e IIIb) I, III e IVc) II, III e IVd) II, IV e Ve) III, IV e V20. (Ufmg 94) Em relação às condições de transporteno Brasil, todas as afirmativas são corretas, EXCETOa) A frota de caminhões é insuficiente e desgastadapelo uso contínuo com sobrecarga em pistas malconservadas.b) As ferrovias são responsáveis pela circulação damaior parte da carga do país e constituem a únicaforma de transporte eficiente na porção norte-ocidental.c) As rodovias são insuficientes, apresentam algunstrechos já intransitáveis e demandam grande volumede recursos para recuperação.d) As tentativas de aproveitamento das vias fluviaissão extremamente modestas em relação àpotencialidade da rede hidroviária.e) O transporte aéreo torna-se cada vez maisinacessível à população e enfrenta uma situação decrise com eliminação de vôos e fechamento deaeroportos.21. (Ufpr 94) Qual a influência dos sistemas detransporte na questão do espaço e da qualidade devida das pessoas?
  6. 6. 6 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r22. (Mackenzie 96) Procurando criar no paísestruturas portuárias satisfatórias incluindo transportee armazenamento, o governo delimitou cincocorredores de exportação. Assinale entre asalternativas a seguir aquela que cita informaçõesINCORRETAS sobre o assunto.a) O corredor de São Paulo, com terminal em Santos,escoa a produção do estado e de Goiás.b) O corredor do Maranhão, com terminais nos portosde Itaqui e Ponta da Madeira em São Luís, escoa aprodução mineral do Projeto Carajás.c) O corredor do Paraná, com terminal emParanaguá, escoa a produção de café, soja e óleosvegetais provenientes do oeste do estado.d) O corredor do Rio Grande do Sul, com terminal noporto do Rio Grande, escoa a produção de soja,carnes, fumo e manufaturados.e) O corredor de Minas e Espírito Santo, comterminais em Vitória e Tubarão, escoa a produçãopesqueira e siderúrgica dos estados Nordestinos.23. (Fuvest 88) Apresente duas críticas ao projeto dogoverno federal de construir a chamada FerroviaNorte-Sul.24. (Fuvest 86) As ferrovias formam uma rede que seirradia a partir do eixo São Paulo-Santos em todas asdireções, com poucas interligações. As rodoviasformam uma malha mais completa, pois além dasestradas radiais existem muitas transversais deinterligação. Essas duas formas de rede sãocaracterísticas, respectivamente, das seguintes fasesda economia paulista:a) pastoril e agrário-exportadora.b) urbano-industrial e agro-pastoril.c) agrário-exportadora e urbano-industrial.d) agrário-exportadora e mercantil.e) urbano-industrial e exportadora.25. (Fuvest 89) "Os corredores de exportação,constituídos pelas atuais rodovias, algumas ferroviase portos reequipados para escoar grandes volumesde minérios e de produtos agrícolas, foramimplantados nas áreas economicamente maisdesenvolvidas, onde há maior concentraçãopopulacional e importantes atividades ligadas àagricultura comercial, pecuária e mineração."No entanto, o mais recente corredor de exportaçãofoge parcialmente dessa caracterização. Trata-se docorredora) Carajás-Itaqui, que escoa minérios, sendo umaárea ainda em processo de ocupação.b) Quadrilátero Ferrífero-Vitória, que escoa ferro,atravessando área relativamente organizada do pontode vista da rede urbana.c) Planalto meridional gaúcho-Rio Grande, por ondese escoem grãos e outros produtos agrícolas.d) Norte do Paraná-Paranaguá, por onde é exportadagrande quantidade de cereais.e) Interior paulista-Santos, por onde é exportadogrande volume de manufaturados e de produtosagrícolas.26. (Fuvest 82) Analise a validade da frase a seguir,com relação ao Nordeste e à Amazônia:"A navegação fluvial no Brasil é pouco explorada".27. (Ufv 96) "Governar é abrir estradas" já foi umlema de um político brasileiro dos anos 20.Considerando a situação atual da nossa malharodoviária, assinale a alternativa que expressa osefeitos da política sintetizada pelo lema anteriormentereferido:a) A política implantada levou em consideração osaltos custos de manutenção e duplicação dasprincipais rodovias.b) O barateamento dos produtos transportados comoconseqüência do aumento expressivo do volume decarga.c) A integração do território brasileiro, eliminando oisolamento das áreas antes não integradas.d) A imagem de modernidade dada ao país pelovolume de cargas transportadas pelas suas rodovias.e) O aumento do consumo de petróleo, que obriga opaís a arcar com o ônus da importação e umaconseqüente queima de divisas.
  7. 7. 7 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r28. (Cesgranrio 93) Sobre o sistema brasileiro detransportes, pode-se afirmar que:a) o nosso parque ferroviário cresceu, sobretudo noque se refere à interligação e à interação dossistemas internos.b) os portos brasileiros aumentaram o volume decarga movimentada, conseguindo diminuir custos eacelerar a rapidez do trânsito.c) a sobrecarga de tráfego tem grande parcela deresponsabilidade na deteriorização de nossasrodovias, sistema de transporte privilegiado em nossopaís.d) nos últimos anos o transporte fluvial foiresponsável pela distribuição de larga faixa dasmercadorias movimentadas internamente.e) o país não implementou uma política detransportes para a exportação, não tendo havido aconstrução rodoferroviária e de terminaisespecializados para o escoamento dos minerais.29. (Mackenzie 96) O corredor de exportação do RioGrande do Sul, que tem como terminal o porto do RioGrande escoa:a) soja, carnes, arroz e manufaturados.b) café, óleo vegetal, milho e carvão.c) minério de ferro, carvão, soja e trigo.d) óleos, fertilizantes, cana-de-açúcar e fumo.e) madeira, couros, juta e calçados.30. (Cesgranrio 91) "Um sistema hidroviário, dospoucos no Brasil, está colocando a cidade de SãoPaulo em ligação fluvial com o trecho navegável doRio Paraná (Jupiá-Itaipu). A obra, agora ampliada emTrês Irmãos, é de iniciativa do governo paulista."(Adaptado da FOLHA DE S. PAULO - agosto90)Qual o rio cujo curso serve de base à referidahidrovia?a) Tamanduateí.b) Paraíba do Sul.c) Tietê.d) Grande.e) Paranapanema.31. (Uece 96) Alguns órgãos do Estado - DERT eCBTU - e prefeituras, cujos municípios são servidospor ferrovia, discutem a possibilidade de implantar osistema de integração ônibus e trens. Prevê-se que onovo sistema beneficiará cerca de um milhão depessoas de Fortaleza e dos municípios servidos portrem, ou seja:a) Maranguape, Caucaia e Maracanaúb) Fortaleza, Caucaia e Maracanaúc) Acarape, Caucaia, Maracanaú, Pacatuba eGuaiúbad) Eusébio, Aquiráz, Caucaia e Maracanaú32. (Mackenzie 97) I - Os maiores adensamentosestão na região Sudeste.II - Os diferentes tipos de bitola dificultam aintegração da rede ferroviária.III - A substituição lenta das rodovias pelas ferroviasvem aumentando a participação dos trens no interior.Relativamente à malha ferroviária brasileira,considere as afirmações anteriores. Então:a) todas estão corretas.b) somente I está correta.c) todas estão incorretas.d) somente I e II estão corretas.e) somente II está correta.
  8. 8. 8 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r33. (Cesgranrio 90) Considere as afirmações a seguirsobre o sistema de transporte no Brasil:I - A rede rodoviária mais que decuplicou nas últimasquatro décadas, tanto no que diz respeito a rodoviaspavimentadas, quanto a estradas pioneiras ou vicinaisde terra;II - A rede fluvial se modernizou nos últimos vinteanos, com a dragagem, construção de eclusas einterligação de bacias;III - A rede ferroviária, ao contrário da rodoviária, tevea sua extensão reduzida, em número de quilômetrosimplantados, nas quatro últimas décadas;IV - Grande parte dos portos brasileiros conheceuobras de ampliação, construção de terminaisespecializados e renovação de equipamentos devidoà importância que o País dá às exportações.Estão corretas apenas as afirmativas:a) I e IIIb) II e IVc) I, II e IIId) I, III e IVe) II, III e IV34. (Fuvest 98) Nas alternativas, cada porto brasileiromovimenta um produto mineral dominante. Assinale aassociação correta.a) Tubarão (ES) Ferro, lmbituba (SC) Fosfato, Macau(RN) Petróleo, São Sebastião (SP) Sal.b) Tubarão (ES) Carvão, lmbituba (SC) Sal, Macau(RN) Fosfato, São Sebastião (SP) Ferro.c) Tubarão (ES) Manganês, lmbituba (SC) Xisto,Macau (RN) Sal, São Sebastião (SP) Fosfato.d) Tubarão (ES) Zinco, lmbituba (SC) Cobre, Macau(RN) Carvão, São Sebastião (SP) Petróleo.e) Tubarão (ES) Ferro, lmbituba (SC) Carvão, Macau(RN) Sal, São Sebastião (SP) Petróleo.35. (Fuvest 98) O que os economistas ecomentaristas econômicos denominam de CustoBrasil é o conjunto de tarifas, fretes, taxas, tributos,etc..., que incidem sobre os produtos brasileiros,onerando-os acima dos preços do mercadointernacional dificultando a competitividade pelomercado externo.Entre os fatores geográficos de Custo Brasil destaca-se o sistema de transportes.a) Caracterize o atual sistema de transportes doBrasil e explique por que ele é oneroso para ocomércio exterior.b) Entre os meios de transportes, qual é o maisbarato para produtos pesados e volumosos, adistâncias superiores a 1.000km? Dê um exemplo.36. (Fgv 97) O maciço de Urucum, localizado no MatoGrosso do Sul, no Pantanal é rico em ferro emanganês. No entanto, as suas reservas não estãosendo aproveitadas economicamente de acordo como seu potencial.Dentre as alternativas a seguir, assinale a queMELHOR responde o motivo desse nãoaproveitamento.a) Não apresentam um teor em ferro e manganês quepermitam o aproveitamento para a indústriasiderúrgica.b) Para a produção do aço há necessidade do carvãoe o Mato Grosso do Sul não possui reservascarboníferas necessárias à produção de coque,associada à pequena industrialização do Mato Grossodo Sul.c) O País precisa ter reservas futuras para alimentaras indústrias siderúrgicas, nas próximas décadas, e areserva mineralógica de Urucum é uma das maisricas do mundo no teor de ferro e de manganês.d) Não existem ferrovias ou rodovias organizadas queviabilizem o transporte do ferro pelotizado para assiderúrgicas localizadas no Sudeste do País.e) As reservas são extensas mas o teor mineral emferro é baixo e as reservas de Carajás - PA continuama atender às necessidades dos principais mercadosde consumo do país.
  9. 9. 9 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r37. (Mackenzie 97) A decadência da rede ferroviáriabrasileira encontra como fator principal:a) a opção pelo transporte marítimo de cabotagem,mais seguro e de baixo custo.b) o desenvolvimento de um modelo rodoviárioestrategicamente planejado para um país comperfeitas condições geográficas para o seu uso.c) a decadência em todo o mundo das redesferroviárias, que se tornaram obsoletas e passaram aexigir grande potencial elétrico.d) a transformação da economia nacional, quesubstituiu o modelo agro-exportador pelo modelourbano industrial.e) a privatização do sistema, que não soube manter aestrutura tradicional originária do período colonial.38. (Uel 97) Entre os maiores portos e aeroportosbrasileiros, em volume de cargas exportadas, aquelesque ocupam, respectivamente, os primeiros lugarespertencem a uma mesma região. São eles:a) Porto do Rio de Janeiro e Aeroporto de SantosDumont.b) Porto de Recife e Aeroporto dos Guararapes.c) Porto de Belém e Aeroporto Brigadeiro EduardoGomes.d) Porto de Santos e Aeroporto de Cumbica.e) Porto de Paranaguá e Aeroporto de Viracopos.39. (Mackenzie 98) No Brasil, o desenvolvimento dosprojetos de mineração exigiu a construção deferrovias e o aparelhamento de portos. Assinale aalternativa que justifica estas medidas.a) Na área dos projetos, o relevo impediu aconstrução de rodovias, restando como únicaalternativa a construção de ferrovias.b) As ferrovias foram construídas para facilitar oacesso de mão-de-obra às áreas de mineração.c) Os projetos minerais localizam-se em áreasurbanas de alta densidade demográfica, carentes detransportes públicos.d) As ferrovias foram utilizadas no transporte deequipamentos necessários à implantação dosprojetos e, em seguida, desativadas.e) Os projetos desenvolvem-se no interior do país,região carente de meios de transportes, e as ferroviasescoam a produção até os portos.40. (Uel 98) O governo de Washington Luís, autor dolema "governar é abrir estradas", na década de 1920,marca o início de uma série de políticasgovernamentais que irão orientar o desenvolvimentodo sistema de transporte para o rodoviarismo, emdetrimento do sistema ferroviário quea) por apresentar alto custo de implantação emanutenção é implementado principalmente nasregiões mais desenvolvidas do país.b) vem recebendo grandes investimentos estatais, portratar-se de um meio de transporte mais barato eeficaz.c) continua com grande participação no transporte decargas pesadas e de passageiros.d) tem sido utilizado principalmente para o transportede mercadorias nos corredores de exportação.e) embora de forma deficitária, ainda desempenha afunção de integração do território nacional.41. (Unesp 99) Assinale a alternativa que contém,respectivamente, os principais portos importadores eexportadores do Brasil.a) Itaqui, São Sebastião - Angra dos Reis,Paranaguá, Santos.b) São Sebastião, Angra dos Reis - Santos,Paranaguá, Tubarão.c) Itaqui, Paranaguá - São Sebastião, Santos,Tubarão.d) Itaqui, Paranaguá - Itajaí, São Sebastião, Santos.e) Rio Grande, Paranaguá - Angra dos Reis, Santos,Tubarão.42. (Uerj 98) No litoral sul-fluminense, os municípiosde Parati e Angra dos Reis, outrora pouco povoadose desprovidos de fácil acessibilidade, foram muitoafetados pela implantação da rodovia BR-101, a Rio-Santos.Do conjunto de transformações territoriaisdecorrentes de tal fato, pode-se destacar a:a) redução dos índices de especulação imobiliáriab) apropriação de sítios privilegiados com finalidadesturísticasc) devastação descontrolada da cobertura vegetalnativa na área serranad) substituição da pequena produção camponesa pelamonocultura de exportação
  10. 10. 10 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r43. (Mackenzie 99) Com relação aos sistemas detransportes no Brasil, pode-se afirmar que:a) com a inauguração da hidrovia Tietê-Paraná,completa-se a integração de todas as bacias fluviaisbrasileiras.b) a opção rodoviária foi responsável pela decadênciados outros meios de transporte, principalmente oferroviário.c) as ferrovias brasileiras são inteiramente integradas,permitindo a ligação entre todas as regiões do país.d) embora com baixa densidade demográfica, aregião Norte conta com uma rede de transportes queintegra os rios da região ao sistema ferroviárionacional.e) com exceção da rede ferroviária, os demaissistemas de transportes são deficientes em toda asregiões.44. (Unioeste 99) Sobre a utilização das baciashidrográficas brasileiras como rede de transportefluvial, é correto afirmar:(01) O rio Amazonas, o rio São Francisco e osformadores do Rio da Prata (Paraná, Paraguai eUruguai) são muito navegados e tiveram um papelimportante na penetração para o interior.(02) A Bacia Amazônica é a maior bacia localizadainteiramente em território brasileiro, podendo seraproveitada integralmente para o transporte fluvial emrazão de encontrar-se numa região que possui umrelevo favorável para esse tipo de transporte.(04) Apesar do grande número de corredeiras equedas, a hidrovia Tietê-Paraná está implantada, poisao lado de cada hidrelétrica existente ao longo destepercurso foi construída uma eclusa que possibilita asubida e descida de barcos.(08) Existe um subaproveitamento dos rios brasileirosno que diz respeito à sua utilização como viasnavegáveis, sendo que o modelo de desenvolvimentoimplementado no país privilegiou o transporteferroviário, ainda hoje o principal responsável pelacirculação de mercadorias.(16) A hidrovia Paraguai-Paraná, considerada muitoimportante pela Argentina, Bolívia, Paraguai eUruguai, está funcionando a partir de Corumbá (MS),em direção ao sul.Soma ( )45. (Ufpr 2000) O fluxo de mercadorias no territóriobrasileiro é feito quase exclusivamente por rodovias,apesar de o Brasil contar com imensa redehidrográfica, que poderia contribuir na dinâmica dosistema de transportes. Sobre esse assunto, é corretoafirmar:(01) Por razões de ordem climática, os rios brasileirosnão apresentam volume de água suficiente paratransporte hidroviário.(02) Os rios brasileiros são de planalto, nãopermitindo a navegação fluvial.(04) O frete no Brasil é considerado um dos maisbaratos do mundo, o que justifica a manutenção dosistema rodoviário.(08) A hidrovia Tietê-Paraná serve de modelo para otransporte hidroviário, demonstrando a importânciadesse recurso.(16) Nos países desenvolvidos, as hidrovias sãoutilizadas em associação com outros tipos detransporte em razão do menor consumo de energiaem relação à quantidade de carga transportada.Soma ( )46. (Unesp 2000) A política de transporte implantadano Brasil privilegiou o transporte rodoviário, emdetrimento de outras formas mais viáveis, como otransporte hidroviário e o ferroviário, sem consideraras características e potencialidades naturais do país.a) Cite e explique duas vantagens dos transportesferroviário e hidroviário, em relação ao rodoviário.b) Cite duas situações nas quais o transporterodoviário se apresenta como mais vantajoso.
  11. 11. 11 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r47. (Pucsp 2000) Quando da fundação do InstitutoBrasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nos anos40 do nosso século, entre suas missões encontrava-se a de produzir mapeamentos oficiais do país quedelimitassem, com rigor, as fronteiras entre osestados. Depoimentos dos profissionais em exercício,na época, dão conta que expedições saídas do Riode Janeiro - cujo destino seria o coração do Centro-Oeste (fronteira entre o Maranhão e o atualTocantins) - só atingiram seu objetivo após mais deum mês de viagem árdua.Assinale a alternativa correta.a) Até os anos 40, o território brasileiro eradesintegrado, com baixo número de ligações por terrae por telefone. Mas, de modo geral, esse era um dadocomum a todos os outros países.b) Após os anos 40, o território brasileiro é integrado,com a construção de grandes estradas de rodagem eferroviárias, a partir de investimentos de capitaisprivados e estrangeiros.c) Apesar da desintegração territorial do Brasil, antesdos anos 40, o governo federal conseguia fazerchegar suas influências, ações e ordens em quasetodos os pontos do território.d) O processo de integração territorial, no Brasil, sedará após os anos 40, a partir de ações do Estadonacional, que investiu maciçamente em estradas derodagem e telecomunicações.e) As conseqüências da integração territorial do país,após os anos 40, restringem-se praticamente à áreaeconômica, em especial, no que tange à construçãode um mercado nacional.48. (Puccamp 2000) "Sem qualquer estudo sobre oimpacto ambiental que as estradas poderiam trazer, oGOVERNO decidiu rasgar catorze mil quilômetros deestradas na Amazônia, num ambicioso projetorodoviário. A população regional não foi ouvida sobrea conveniência das obras, sobre o modo como elaspoderiam ser feitas e sobre se deveriam ser feitas.Historicamente, a região sempre utilizou os rios comovias de transporte."(Ricardo Lessa, "Amazônia: As raízes dadestruição". São Paulo: Atual, 1999. p. 41.)O texto retrata a política de transportes durante ogovernoa) Jango, cuja política era desenvolvimentista.b) neoliberal de Collor, cuja política era privatizante.c) Dutra, que recebeu grande apoio do capital norte-americano.d) militar, apoiado no binômio segurança edesenvolvimento.e) Vargas, que assumiu uma política nacionalista.49. (Unesp 2001) Assinale a alternativa que indica,corretamente, a opção feita para o transporte dominério explorado em Carajás até o porto de Itaqui,no Maranhão.a) Ferroviário, devido aos obstáculos do relevoregional.b) Rodoviário, por ser mais rápido e mais barato.c) Ferroviário, por ser mais apropriado para cargaspesadas.d) Hidroviário, pela abundância da rede hidrográfica.e) Rodoviário, pela facilidade de implantação emanutenção.
  12. 12. 12 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r50. (Pucmg 2001) Segundo o IBGE, em 1991, o Brasilpossuía 1.661.849 quilômetros de rodovias contra30.177 quilômetros de ferrovias.Essa opção pelo rodoviarismo é explicada pelosseguintes fatores, EXCETO:a) As dimensões continentais do país aconselham ouso do transporte rodoviário, que consome menorquantidade de energia por volume.b) Os ônibus, os caminhões e os automóveisparticulares apresentam a vantagem da mobilidade eversatilidade, o que não se verifica nas ferrovias.c) O rodoviarismo é insubstituível em trajetos de curtadistância, já que é inviável a construção de estaçõesferroviárias e portos muito próximos uns dos outros.d) Os portos brasileiros e a navegação de cabotagemestão obsoletos e falta uma cultura de utilizaçãodesse meio de transporte no país.51. (Ufrn 2002) Hermano, aluno do ensino médio,pesquisou sobre os transportes dos grandes centrosurbanos. O estudo demonstrou um crescimento nonúmero de veículos, fato que interfere na organizaçãosocioespacial das cidades.Esse crescimento do número de veículosautomotores decorre, dentre outros fatores, daa) construção de vias expressas e da expansão dostransportes de massa.b) melhoria da infra-estrutura urbana e da reduçãodas tarifas do transporte coletivo.c) expansão física das cidades e do aumento dasdistâncias entre os locais de trabalho e de moradia.d) concentração dos condomínios fechados e daaquisição de automóveis por parte das camadaspopulares.52. (Pucrs 2002) Quanto aos meios de transporte noBrasil, é correto afirmar que:a) as ferrovias gaúchas ganham importância emrelação às rodovias nas primeiras décadas do séculoXX, devido à expansão da sojicultura.b) as rodovias são mais utilizadas no Brasil devido aobaixo custo em relação às hidrovias e às ferrovias,sendo que a grande maioria foi construída pelo poderpúblico na década de setenta do século passado.c) as multinacionais automobilísticas incentivaram odesenvolvimento das rodovias no Brasil, que estãocada vez mais atreladas ao consumo do petróleocomo fonte de energia.d) o sistema hidroviário brasileiro é considerado dequalidade comparável à do europeu, destacando-se ocaso gaúcho do Rio Jacuí, que transporta cargaspesadas desde a época colonial.e) o principal aeroporto do estado gaúcho estálocalizado em Porto Alegre, sendo o maior da RegiãoSul, embora tenha abrangência apenas nacional.53. (Fuvest 2002) As nações de grande extensãoterritorial têm nas hidrovias e ferrovias o centro deseus sistemas de transportes.No caso brasileiro, a ênfase é dada ao sistemarodoviário, responsável por 96% do movimento depassageiros e por 63% do transporte de carga.a) Explique a predominância do transporte rodoviáriono Brasil.b) Qual a região de maior densidade viária e de maiorfluxo de transporte considerando as cinco grandesregiões do IBGE? Justifique.
  13. 13. 13 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r54. (Ufes 2001) "As relações socioeconômicas nomundo moderno dependem sobremaneira do modocomo o espaço geográfico está organizado."OLIVA, J. e GIANSANTI, R. "Espaço emodernidade: temas da Geografia do Brasil". SãoPaulo: Atual, 1999.Para a análise do espaço geográfico é preciso avaliar,entre outros elementos, a quantidade e a qualidadedas relações socioeconômicas e o acesso à fluidezdo espaço.Em relação ao tema,a) cite os sistemas técnicos que dão fluidez aoespaço no Brasil e explique a forma como podeminfluenciar na quantidade das relaçõessocioeconômicas;b) justifique a afirmativa: "O alto grau de fluidezexistente em um território NÃO significa que toda apopulação aí existente possa alcançá-la".55. (Ufes 2001) "O destaque do Espírito Santo nocomércio externo não poderia dispensar um sistemade portos modernos e bem equipados. E isso oEstado tem.""A diversificação é muito grande e os terminais sãoespecializados, equipados para exportar minério deferro, celulose, placas de aço e soja".A SAGA do Espírito Santo. "A Gazeta",Vitória, 17/2/2000. Encarte, p. 8.Com base no texto anterior, responda:a) Qual a importância do sistema portuário para aeconomia estadual?b) Qual a importância do terminal de Grãos do Portode Tubarão para o Centro-Leste brasileiro?56. (Ufu 2001) O transporte ferroviário desempenhouum papel fundamental no desenvolvimentoeconômico e na organização territorial dos estados doRio de Janeiro e São Paulo, da segunda metade doséculo XIX até a década de 30 do século XX. Adecadência desse setor dos transportes ocorreudevido aos fatores citados abaixo, EXCETOa) orientadas no sentido interior-litoral para escoar aprodução agrícola, as ferrovias não integraram asregiões do país entre si.b) a ocorrência de bitolas diferentes não permitia aintegração das ferrovias existentes.c) a perda da importância do setor ferroviário nomundo, principalmente nos países desenvolvidos,como Alemanha, EUA e França, o que não propiciouavanços tecnológicos necessários à suamodernização.d) os elevados custos de implantação emodernização das ferrovias, com retorno demoradodo capital investido, desestimularam os investidoresprivados.57. (Ufu 2001) Etapa avançada da integração entreos transportes e a economia no Brasil, os chamados"corredores de exportação" são:a) Regiões agrícolas que se formam no entorno dasgrandes cidades, dotadas de terminais intermodais detransporte.b) Áreas dotadas de terminais intermodais e estaçõesaduaneiras que utilizam a infra-estrutura ferroviáriapara escoar a produção agrícola com destino àsprincipais cidades brasileiras.c) Áreas dotadas de infra-estrutura que envolve otransporte, a armazenagem e a comercialização deprodutos, desde as áreas produtoras até os portos deexportação.d) Cidades portuárias que recebem produtos dediversas regiões do país, exportando-os por meio danavegação de cabotagem para diversos mercadosconsumidores do mundo.
  14. 14. 14 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r58. (Ufsm 2001) Assinale a alternativa relacionada àscaracterísticas do Superporto de Rio Grande.a) Configura-se como porto livre às atividades deexportação/importação paraguaia desde 1965, o queé possível em virtude de sua ligação rodoviária aAssunção.b) Apresenta importantes vantagens em relação aoporto de Buenos Aires, como a localização em maraberto e a menor latitude, que, entre outros fatores,reduzem os custos das operações e do transporte.c) Constitui um importante corredor de exportação,centralizado nos produtos agropecuários, sobretudocafé, algodão, soja óleos vegetais e madeira.d) Estando próximo de centros urbanos e industriais,destaca-se pela exportação de manufaturados e pelaimportação de produtos de indústria tecnológica.e) Servido pelo moderno sistema rodoferroviário, éespecializado na exportação das produções mineraise dos produtos da indústria siderúrgica e petrolífera.59. (Ufrrj 2001) A febre viária dos anos 50 e 60 nãomudou apenas a forma - aparência do Rio de Janeiro;passou a exigir também transformações no seuconteúdo. Com efeito, a busca de melhoracessibilidade interna e externa ao núcleometropolitano trouxe de volta a antiga prática dacirurgia urbana, cujos efeitos se fizeram sentir nosbairros que estavam no caminho das novas viasexpressas, túneis e viadutos...Texto adaptado de OLIVA, Jaime eGIANSANTI, Roberto. "Temas da Geografia doBrasil". São Paulo, Atual, 1999. p.298.Os problemas urbanos retratados no texto sãodecorrentesa) do êxodo rural, na época, que fez crescerdemasiadamente a população da cidade.b) do número excessivo de viadutos e vias expressasconstruídos nos anos 50 e 60, na cidade.c) da "vaidade" urbana da prefeitura da cidade,preocupada com a aparência da metrópole.d) da falta de planejamento urbano associada aocrescimento do transporte rodoviário.e) do número crescente de trabalhadores quepassaram a morar no núcleo metropolitano.60. (Mackenzie 2001) O BNDES planeja ressuscitar otransporte ferroviário de passageiros no Brasil.Inicialmente, nove regiões deverão ser beneficiadascom a implantação de trens em trechos com extensãoentre 60km e 200km, ligando ao menos duas cidadesde no mínimo 100 mil habitantes. A idéia é aproveitaros trilhos ferroviários que aqui vêm sendoabandonados (...)("Folha de São Paulo" - 07/08/2000)Associando o texto aos conhecimentos que se têmdas redes ferroviária e urbana do Brasil, éINCORRETO afirmar que:a) a implantação deverá privilegiar a fachada litorâneado país.b) o sistema poderá integrar o litoral ao interior dopaís.c) a região Sudeste oferece boas condições para aimplantação.d) a Zona da Mata Nordestina atende às exigênciasnecessárias para a implantação.e) o sistema poderá integrar as regiões Sudeste eSul.61. (Ufc 99) O crescimento do turismo no litoralcearense tem acarretado diferentes mudanças noespaço geográfico. Com relação à infra-estrutura detransporte atualmente existente, cite quais são osimpactos positivos e negativos sobre o espaçogeográfico provocados pelos meios de acesso àsprincipais áreas turísticas.
  15. 15. 15 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r62. (Ufes 2000) "A greve expôs falhas no sistema detransportes [...]. O Brasil depende demais dasestradas. Cerca de 65% da carga transportada nopaís viaja por rodovias e pouca coisa é feita sem ocaminhão.""Veja", 4/8/99, p. 38.Sobre a questão dos transportes e com base no textoacima, NÃO é correto afirmar quea) a deterioração e a necessidade de asfaltamentosistemático das estradas brasileiras sãopreocupações constantes que atingem o governo emrelação à segurança dos meios de transporte e àdiminuição do tempo de percurso dos fluxos de bens.b) o atual modelo de desenvolvimento econômicobrasileiro propiciou o crescimento do transporterodoviário, gerando distorções técnicas, econômicase éticas.c) a falta de uma política agrícola mais coerente emtermos de alimentos para o mercado interno propiciafluxos que contrariam qualquer política econômica,uma vez que os produtos agrícolas "passeiam" pelasestradas do país.d) o transporte rodoviário transfere produtosperecíveis, em equipamentos muitas vezes nãoespecializados, a enormes distâncias, cruzandoregiões de clima tropical e equatorial.e) a queda das taxas de crescimento fez com que aindústria automobilística brasileira deixasse de serfornecedora hegemônica para o sistema de transportede carga brasileiro.63. (Pucpr) A importância do porto de Paranaguápara a economia do Estado do Paraná, na década de1990, deve-se:a) ao tipo de produção agrícola voltada para aexportação implantada no Estado.b) aos investimentos realizados pelo governoestadual no setor industrial, transformando o Estadodo Paraná no primeiro pólo industrial do Mercosul.c) à sua boa situação geográfica (do porto deParanaguá) que atrai ferrovias e rodovias deescoamento, integradas ao anel rodoferroviário doEstado e interligadas com Santa Catarina.d) aos custos portuários baixos e excelente estruturade armazenagem.e) à situação geográfica da região metropolitana deCuritiba, próxima ao litoral.64. (Fgv 2002) Os projetos de infra-estrutura para oescoamento da produção também começam a sair dopapel, como as hidrovias dos rios Madeira eAraguaia, as estradas que ligarão a região ao Pacíficoe aos portos do Norte do país e a expansão dostrilhos da Ferronorte.Fonte: adaptado de Figueiredo, Lucas."Revista Primeira Leitura", nŽ 02, abril de 2002, p.46.O texto faz referência:a) à expansão da fronteira agrícola em direção àAmazônia ocidental, em função da crescentedemanda por madeira e extratos vegetais no mercadomundial.b) à estruturação da Região Centro-Oeste comoimportante pólo agropecuário exportador, integradoaos grandes mercados mundiais de soja e carnes.c) aos efeitos do Mercosul, que intensificou o fluxo deprodutos agrícolas brasileiros, como a laranja e acana-de-açúcar, para países da América Latina.d) aos projetos governamentais de integração quevisam à consolidação do Merconorte, tendo aVenezuela e o Chile como corredores de exportação.e) às estratégias geopolíticas e controle das fronteirasNorte e Oeste do país através da expansão eintegração das vias de circulação.
  16. 16. 16 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r65. (Fgv 2003) Leia o texto a seguir."Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro deGeografia e Estatística (IBGE) revelou que 12,6% doslares brasileiros contavam com um microcomputadorno ano passado, sendo que a maior concentraçãodos equipamentos era no sudeste do País e a menorno nordeste."(Fonte: http://www.networkexpress.com.br)Assinale a alternativa que se relaciona diretamente aotexto apresentado.a) A Região Nordeste tem-se tornado o destino deindústrias de mão-de-obra intensiva, que saem daRegião Sudeste em busca de incentivos fiscais,terrenos baratos, baixo custo de vida e salários.b) A extensão do território brasileiro é, em si, um fatorimportante na análise das diferenças nos padrões dedistribuição dos contingentes populacionais e dasformas de apropriação da natureza.c) O território brasileiro diferencia-se quanto àdensidade de sua rede técnica, que apresenta maiorfluidez nas regiões de economia integrada aos fluxosinternacionais e menor fluidez nas áreas de economiaestagnada.d) A Região Sudeste vive um processo dereestruturação do espaço produtivo, com a expansãoda indústria, na direção dos eixos viários que ligam ointerior à capital, e a formação de novos pólosindustriais.e) As diferenças climáticas verificadas no territóriobrasileiro são responsáveis pelos contrastes naturaisverificados entre as Regiões Sudeste e Nordeste, emespecial as diferenças quanto aos índicespluviométricos.66. (Ufrrj 2003) Nos últimos 50 anos, o Brasil deuprioridade ao transporte rodoviário, tanto parapassageiros quanto para cargas. Sendo assim, essetipo de transporte é predominante, na atualidade, nosistema viário nacional.Sobre o transporte rodoviário, pode-se afirmar quea) é mais vantajoso que o transporte ferroviáriodevido à rapidez e aos baixos custos operacionais.b) cresce aceleradamente, tanto em quilometragempavimentada quanto em número de veículos, comoresultado de auto-suficiência da produção nacional decombustíveis.c) possui custos mais baixos devido ao uso decombustíveis renováveis e peças de reposiçãobaratas.d) o baixo potencial hídrico do país justifica aexportação elevada dos transportes rodoviários.e) foi contemplado com maiores investimentos para asua expansão e conservação da frota e das estradas.67. (Fgv 2004) Pesquisas recentes afirmam queconstrução do Rodoanel deverá transferir para ointerior paulista boa parte da poluição da metrópole. Aanálise dessa problemática coloca em evidênciainúmeros conflitos presentes na gestão do espaçourbano de São Paulo, especialmente:a) A necessidade de fluidez no tráfego urbano de SãoPaulo que traz, por conseqüência, a deterioração daqualidade do ar devido ao aumento da emissão degases pelos automóveis.b) As limitações impostas ao crescimento da cidadede São Paulo, cuja expansão é barrada por umalegislação ambiental mais rígida das cidades dointerior, que preservam sua qualidade de vida.c) O processo conhecido como "interiorização dodesenvolvimento", iniciado após a melhoria do tráfegopesado e do transporte de cargas perigosas peloRodoanel.d) A crescente conurbação entre São Paulo e ointerior do Estado, caracterizada pelo aumento dosfluxos viários e movimentos pendulares entre a capitale os municípios mais distantes.e) O aumento no custo dos transportes demercadorias e pessoas, como resultado dodeslocamento do tráfego da cidade de São Paulopara o interior, acompanhando a melhoria viária.
  17. 17. 17 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r68. (Unicamp 2004) Nas recentes políticas detransportes traçadas pelo Governo Federal éprioridade a exploração do transporte hidroviário, umavez que o país possui cerca de 42.000 quilômetros devias navegáveis.a) Cite duas hidrovias dentre as que vêm sendopriorizadas pelo Governo Federal.b) Por que o transporte hidroviário passou a servalorizado recentemente no Brasil?c) Aponte uma facilidade e uma dificuldade de caráterfísico-natural ou econômico para a implantação dehidrovias no Brasil.69. (Uerj 2004) FERROVIAS TÊM MAISINVESTIMENTOS QUE RODOVIASO setor ferroviário ultrapassou o rodoviário na corridapor investimentos. Um levantamento concluído nestasemana pela Agência Nacional de TransportesTerrestres (ANTT) mostra que as concessionáriasprivadas de estradas de ferro já garantiram R$ 2,5bilhões de recursos para 2003 e 2004. Do outro lado,dados do Ministério dos Transportes mostram que asrodovias federais devem receber este ano R$ 1,2bilhão. No ano que vem não devem receber muitomais que isso.(O Estado de São Paulo, 12/10/2003)Apesar das perspectivas promissoras apontadas nareportagem, o setor ferroviário brasileiro, privatizadonos anos 90, tem apresentado modestos indicadoresde crescimento do transporte de cargas.Entre os fatores que têm contribuído para esse baixodesempenho, podemos citar:a) diferenças de bitolas entre as linhas férreas etraçados desiguais nas diferentes regiões do paísb) reduzida demanda para o transporte de cargas nosetor e fracasso do modelo de gestão privadac) inexistência de fábricas de material ferroviário epreferência das transportadoras pela navegação decabotagemd) custos mais baixos do transporte rodoviário paragrandes distâncias e reduzida conexão ferroviáriaentre interior e litoral70. (Ufrrj 2004) Considere as afirmações abaixo sobreos transportes no Brasil.I - O desenvolvimento da rede rodoviária foi uma dasestratégias utilizadas pelo Governo Federal paraatrair as indústrias automobilísticas internacionais apartir da década de 1950.II - O sistema de transportes do Brasil é consideradoeficiente e atende adequadamente à demanda,elegendo o transporte rodoviário para interligar oPaís.III - A extensão das ferrovias praticamente estacionoudesde o seu auge na época do café e corresponde aapenas 22% do transporte de cargas no País.IV - O transporte hidroviário é o mais econômico,porém esse tipo de transporte, incluindo o marítimo,movimenta apenas 17% das cargas que circulam noterritório brasileiro.Estão corretasa) I, II e III.b) II, III e IV.c) I, II e IV.d) I, III e IV.e) I, II, III e IV.71. (Ufrs 2004) Em relação aos portos marítimosbrasileiros, é correto afirmar quea) o porto catarinense de Tubarão é o principalresponsável pela exportação de minério de ferro,carvão e soja.b) o porto de Santos é responsável pela exportaçãode soja, inclusive a produzida no Paraguai,manufaturados e café.c) o porto de Paranaguá se destaca pela exportaçãode produtos industrializados, sendo um dos principaisportos brasileiros nessa função.d) o porto de Belém se caracteriza pela exportação decastanha, madeira, borracha e bauxita.e) o porto de Rio Grande, o terceiro em volume deexportação no Brasil, se destaca pela exportação decalçados, soja e arroz produzidos no Rio Grande doSul.
  18. 18. 18 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r72. (Ufv 2004) O transporte de mercadorias é umelemento fundamental na construção do espaçogeográfico dos países. Historicamente, na maior partedos países industrializados, o processo demodernização privilegiou as ferrovias e o transportehidroviário. No Brasil, ao contrário, privilegiou-se otransporte rodoviário, o que se reflete no preço dematérias-primas e mercadorias. Entre as afirmativasabaixo, assinale aquela que NÃO representa astransformações na rede de transportes no Brasil.a) As ferrovias representaram o transporte típico daeconomia cafeeira agroexportadora, o que apareceno traçado do interior em direção ao litoral.b) O processo de industrialização renovou a rede detransporte ferroviário com a ampliação da malhaferroviária e a introdução de trens modernos.c) O sistema hidroviário brasileiro, apesar desubutilizado, tem recebido investimentosgovernamentais para possibilitar o escoamento daprodução agrícola.d) O Estado, durante o processo de industrialização,encampou as ferrovias que tinham se tornadodeficitárias, e, nos anos 90 do século XX, privatizouparte da malha ferroviária.e) A opção pelo modelo rodoviário coincidiu com acriação da Petrobrás e com o desenvolvimento daindústria automobilística.73. (Ufrrj 2005) O sistema de transportes de um paísé um dado do território que proporciona maior oumenos fluidez, dependendo de sua qualidade equantidade."As ferrovias brasileiras testemunharam o períodopré-industrial do Brasil. Paradoxo histórico: o trem foio maior símbolo da Revolução Industrial na Europa enos Estados Unidos, enquanto aqui esteve a serviçoda economia agrícola."OLIVA, J.; GIANSANTI, R. "Temas daGeografia do Brasil". São Paulo: Atual, 1999. p. 134.Quando a industrialização brasileira se consolidou, aferroviaa) involuiu, sendo substituída, em grande parte, pelarodovia.b) expandiu-se por novas áreas do território nacional.c) consolidou-se a exemplo da ferrovia norte-americana.d) expandiu-se apesar da concorrência rodoviária.e) passou a ligar as principais cidades brasileiras.74. (Fatec 2005) Dos 42.000 km de rios navegáveisno Brasil, apenas 8.500 km são efetivamenteutilizados.("Anuário Exame" - 2004/05 - infra-estrutura,p. 230)Sobre os dados apresentados pode-se afirmar quea) além de muitos dos rios navegáveis estaremsituados em áreas economicamente pobres, otransporte hidroviário é pouco priorizado no país.b) os maiores rios navegáveis brasileiros estãosituados no Sul e Sudeste, fato que deve representaruma melhor utilização das hidrovias em futuropróximo.c) as hidrovias atualmente utilizadas já transportamcerca de 40% da carga comercial, devendo superaras rodovias, com a implantação da hidrovia do rioParaguai.d) atualmente, a malha hidroviária utilizada no país jápode ser considerada como uma das maiores domundo ocidental.e) desde o início da década de 1990, os 8.500km derios utilizados são os principais responsáveis pelotransporte de produtos industriais do país.
  19. 19. 19 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r75. (Ufrs 2000) Em 1988, a Argentina, a Bolívia, oBrasil, o Paraguai e o Uruguai realizaram a PrimeiraReunião Internacional para o Desenvolvimento daHidrovia Paraguai-Paraná. O projeto prevê aimplantação de uma via navegável de 3.440 km deextensão, com início no rio Paraguai, em Cáceres(MT), e término em Nueva Palmira (Uruguai), noEstuário Platino. Segundo estudos preliminares, noprojeto estão incluídas várias intervenções antrópicas,tais como: alteração e regulação de cursos dágua,dragagem, correção e estabilização dos canais denavegação e obras de engenharia hidráulica, queprovocarão um grande impacto ambiental na área eno seu entorno. Estes impactos ambientais podemser classificados em diretos ou indiretos.Considere os itens abaixo, relativos aos possíveisimpactos ambientais que ameaçam a área emquestão.I - Perdas na biodiversidade local e regional, comalterações das cadeias alimentares nos ecossistemasfluviais.II - Alteração do regime hídrico e prejuízos para aqualidade da água, devido à navegação.III - Maior povoamento ao longo do traçado dahidrovia.IV - Maior erosão dos solos e contaminação daságuas pela utilização de agrotóxicos, em decorrênciada expansão da agricultura.Quais das alternativas apresentam impactosambientais diretos relacionados à implantação dahidrovia?a) Apenas I e II.b) Apenas I e III.c) Apenas II e III.d) Apenas II e IV.e) Apenas III e IV.76. (Pucmg 2004) As hidrovias apresentam custosoperacionais reduzidos, em comparação com outrosmodais, mas sua utilização depende da regularidade,efetividade e confiabilidade. Assim, considerando apolêmica dos inúmeros projetos de transposição daságuas do rio São Francisco e o seu conhecimentosobre a realidade desse rio, assinale a alternativaINCORRETA.a) O rio encontra-se em estágio avançado dedegradação hídrica e ambiental e não suportaprojetos expressivos de utilização e/ou transposiçãode suas águas sem um planejamento efetivo de suaprévia recuperação.b) O rio tem 70% de seu volume de água originadoem Minas Gerais, exigindo que quaisquer medidaslevem em consideração esse espaço e o resgate desua condição de rio da integração nacional.c) A revitalização da navegação fluvial pode-seconstituir em um elemento indutor de um processo detransformação do rio em agente de desenvolvimentoeconômico regional.d) A modernização a que foram submetidos os portosmineiros do São Francisco, com apreciável potencialde carga, é garantia para a realização do projeto detransposição de suas águas.77. (Unesp 98) As regiões Centro-Oeste e Nortecorrespondem ao grande espaço pouco povoado doBrasil. Entretanto, a Região Centro-Oeste apresentaalgumas características que facilitam a ocupaçãohumana.a) Destaque dois aspectos indicativos desta maiorfacilidade.b) Indique as principais bacias hidrográficas daRegião Centro-Oeste e suas condições denavegabilidade.
  20. 20. 20 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r78. (Puccamp 99) No Pantanal, numa área dotamanho da Inglaterra, existem apenas cinco cidadeshabitadas por menos de meio milhão de pessoas.Recentemente, este panorama de tranqüilidade vemsendo alterado: engenheiros, homens de negócios,diplomatas e consultores têm sido vistos com grandefreqüência na região envolvidos em um projeto dea) instalação de grandes complexos agroindustriais,destinados a produzir para o Chile e Argentina,países de maior poder aquisitivo.b) industrialização do manganês e da bauxitaexistentes em grande quantidade na região.c) instalação de uma hidrovia destinada a agilizar ebaratear as trocas comerciais entre os países doMercosul.d) construção de inúmeras hidrelétricas de médioporte destinadas a suprir as carências energéticas doSudeste brasileiro.e) reflorestamento destinado a produzir celulose epapel jornal não só para o Mercosul, como tambémpara toda a América Latina.79. (Furg 96) A questão a seguir refere-se ao textoadiante:"A hidrovia é um projeto que envolve os governos doBrasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia, com oobjetivo de melhorar as condições de navegabilidadeentre os portos de Cáceres e Nova Palmira (...). Taisobras poderão aumentar a velocidade do fluxo daágua do rio com conseqüências danosas ao meioambiente. Uma delas seria a aceleração domovimento dos baceros ou batumes, verdadeirasilhas flutuantes, cuja base é formada por aguapés".("Ciência Hoje", julho de 1995).Qual bacia hidrográfica a que texto faz referência?a) Amazônica.b) São-franciscana.c) Araguaia-Tocatins.d) Platina.e) Nordestina.
  21. 21. 21 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b rGABARITO1. 01 + 02 + 16 = 192. 01 + 04 + 16 = 213. [C]4. [B]5. a) Sistema viário que permite, através de rodoviasespecialmente planejadas, o contorno da regiãometropolitana de São Paulo, sem que os veículoscortem seu centro.b) Um dos problemas citados:- congestionamentos.- desperdício de combustível.- poluição atmosférica.c) - Revalorização imobiliária.- Reordenamento da ocupação espacial com novoseixos de crescimento urbano.6. [E]7. [B]8. a) A modernização da agricultura tem provocadoaumento da produção e expansão geográfica dasfronteiras agrícolas. Como a base dos transportes nopaís é rodoviária, temos encarecimento do produto aoconsumidor final. O incremento da produção implicaem forte demanda por escoamento, sendo apropriadaa expansão ferroviária e hidroviária.b) A expansão agrícola provoca desmatamento,erosão e lixiviação.O uso indiscriminado de pesticidas polui os solos, osrios e os lençóis freáticos.9. a) Posição geográfica no centro da América do Sul,espaço natural vocacional para o desenvolvimento daagropecuária com expansão da produção.b) A crescimento agrícola recente exige aimplementação de redes de infra-estrutura para darvazão à produção, atendendo às demandas peladiversidade de produtos e destinos específicos.10. - Quadrilátero Ferrífero - MG, consumo interno,exportação EF Vitória-Minas para porto de Tubarão -ES.- Serrados Carajás PA, exportação EF Ponta daMadeira - Carajás para porto de Itaqui - MA.11. Política adotada nos anos 20 devido aosucateamento das ferrovias e expandida nos anos 50devido à indústria automobilística. Cria dependênciade importação de petróleo.12. [A]13. [D]14. [E]15. [A]16. [E]17. [D]18. Evolução do setor no país, a partir de cafeiculturae seu declínio com incentivos a outros setores.19. [E]20. [B]21. Um sistema de transportes coletivos com o deCuritiba, otimiza a utilização de espaço e facilita ocotidiano de cidadão.22. [E]23. Escoa a produção agrícola do c. oeste para o MAnecessitando remoção para navios em direção aocentro-sul; altos custos em relação aos benefícios.24. [C]25. [A]26. NE - Válida, rios intermitentesAmazônia - Não válida, principal meio de locomoçãoe integração regional.
  22. 22. 22 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r27. [E]28. [B]29. [A]30. [C]31. [C]32. [D]33. [D]34. [E]35. a) Baseava-se na rodovia, que tem altos custosoperacionais próprios como combustível (petróleo,importado) e longas distâncias a percorrer, comcustos em construção e manutenção de vias. Alémdos custos com impostos.b) sistema hidroviário, pois tem a maior capacidadede carga utilizando a mesma quantidade de energiaempregada nos outros sistemas. Ex.: Hidrovia Tietê-Paraná integrando o Mercosul navegação decabotagem ao longo da costa.36. [D]37. [D]38. [D]39. [E]40. [D]41. [B]42. [B]43. [B]44. 01 + 04 + 16 = 2145. 08 + 16 = 2446. a) Ferro: grande capacidade de carga, baixoscustos operacionais.Hidro: baixo valor de frete, maior capacidade decarga, principalmente na modalidade marítimo.b) Dinâmico e rápido, com boa mobilidade, ideal paracurtas distâncias.47. [D]48. [D]49. [C]50. [A]51. [C]52. [C]53. a) - opção política na década de 1920 paraenfrentar o rápido sucateamento das ferrovias;- entrada da indústria automobilística no Brasil a partirda década de 1960;- pressão do setor sobre o planejamento da infra-estrutura para privilegiar a expansão do sistemarodoviário.b) Região sudeste devido a sua maior concentraçãoeconômica demandando transportes.54. a) Meios de transportes e desenvolvimento dainformática. As aerovias e as infovias precisam serdinâmicas para atender às necessidades de umaeconomia rápida e integrada.b) As desigualdades sociais se refletem no acesso àstécnicas e a economia moderna tem ampliado adistância entre ricos e pobres.55. a) O porto de Tubarão, especializado noescoamento de ferro e aço, atraiu a instalação desiderúrgicas, além de escoar a produção agrícolalocal.b) Trata-se de um corredor de exportação. Além deescoar metais, escoa também a produção de grãos,principalmente de café, que tem aumentado emMinas Gerais e Espírito Santo.
  23. 23. 23 | P r o j e t o M e d i c i n a – w w w . p r o j e t o m e d i c i n a . c o m . b r56. [C]57. [C]58. [B]59. [D]60. [B]61. Aspectos negativos: poluição dos corpos hídricos,degradação de ambientes devido a embarcações deturismo e expansão da rede rodoviária.Aspectos positivos: desenvolvimento do setor comdiversidade de atividades desdobrando em aumentode oferta de colocações, maior circulação de capital.62. [E]63. [E]64. [B]65. [C]66. [E]67. [A]68. a) Rio Madeira, bacia Amazônica; rio Tietê, baciado Paraná; bacia do Tocantins.b) O sistema hidroviário passou a fazer parte daestratégia de investimentos governamentais no setordevido ao crescente aumento da produção agrícolado interior do país, notadamente no Brasil Central.Além disso trata-se de um sistema de baixos custosoperacionais e com grande capacidade de carga.c) facilidade: grandes sistemas hídricos, rios perenes.Dificuldades: regime tropical sujeito a períodos debaixo volume de água nos rios; predomínio deterrenos acidentados, principalmente no Centro-sul,onde se concentra a maior produção econômica.69. [A]70. [D]71. [D]72. [B]73. [A]74. [A]75. [A]76. [D]77. a) Relevo com formas suaves, vegetação de fácilpenetração, clima tropical (chuvas) grandesextensões de terra pouco ocupadas, vocaçãoagropecuária.b) Bacia do Paraná: Hidrovia Tietê-Paraná(MERCOSUL) com destaque para a bacia do RioParaguai (Corumbá).78. [C]79. [D]

×