Divulgação de resultados 4T11

452 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
452
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Divulgação de resultados 4T11

  1. 1. Divulgação de Resultados 4T11
  2. 2. DisclaimerEsta apresentação pode conter referências e declarações que representemexpectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras doBI&P.Essas referências e declarações estão baseadas em suposições e análises doBanco e refletem o que os administradores acreditam, de acordo com suaexperiência, com o ambiente econômico e nas condições de mercadoprevisíveis. Estando muitos destes fatores fora do controle do Banco, podemhaver diferenças significativas entre os resultados reais e as expectativas edeclarações aqui eventualmente antecipadas.Esses riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados a: nossa habilidadede perceber a dimensão dos aspectos econômicos brasileiros e globais,desenvolvimento bancário, condições de mercado financeiro, aspectoscompetitivos, governamentais e tecnológicos que possam afetar tanto asoperações do BI&P quanto o mercado e seus produtos. Portanto,recomendamos ler os documentos e demonstrações financeirasdisponibilizados através da CVM e de nosso site de Relações com Investidores(www.indusval.com.br/ri) e efetuar sua cuidadosa avaliação.
  3. 3. Destaques Carteira de Crédito Expandida cresceu cerca 13% no 4T11 e 31% em 2011: ‒ Corporate: 28% da Carteira de Crédito, +47% no 4T11 e +150% em 2011; ‒ Middle Market: volume mantido, mesmo com saída de créditos de menor qualidade. Carteira de Middle Market retomará crescimento, em linha com a estratégia de equilíbrio da carteira de crédito de 45% Corporate e 55% Middle ao final de 2012. Novas captações a menores taxas com melhora de rating, diversificação de produtos de captação e base de aplicadores. Lucro Líquido cresceu 41% no trimestre, com ligeira evolução na margem líquida e recuperação dos índices de rentabilidade. Processo de migração para o Nível 2 da BM&FBovespa em fase final de execução. No 4T11 finalizamos boa parte das mudanças de pessoal, bem como a implantação de novos produtos, sistemas e controles definidos no plano estratégico. Grande foco no fortalecimento das equipes e na construção de uma cultura meritocrática voltada à excelência e foco em resultados.1
  4. 4. Evolução da Carteira de CréditoCrescimento com Ativos de Qualidade 2.534 2.248 2.109 1.941 1.994 R$ milhões 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 Empréstimos em Reais Trade Finance Garantias Títulos Agrícolas (CPRs) Notas Promissórias (NPs) 2
  5. 5. Com Oferta Multi-Produtos23 produtos novos ou reformulados 3
  6. 6. Carteira de CréditoParticipação por Grupo de Produtos Participação de operações de CPRs e Garantias NPs empréstimo e descontos em Reais emitidas 5% mantida, com expressivo 6% crescimento no segmento Corporate. Outros 1% BNDES Carteira de trade finance de 8% US$265 milhões cresceu 3,8% no Emprést. e Trade Descontos 4T11, apesar da escassez de linhas Finance em Reais externas. 18% 62% Carteira de títulos agrícolas (CPRs) passou de R$40 milhões no 3T11 para R$114 milhões no 4T11. 4
  7. 7. Carteira de CréditoMantida estratégia de equilíbrio entre Corporate e Middle até final de 2012 Outros 3% Definição de segmento: Corporate 28% • Middle Market: empresas com faturamento anual entre R$40 milhões e R$400 milhões; 4T11 • Corporate: empresas com faturamento anual superior a R$400 milhões até R$2 bilhões. Middle Market Clientes Corporate já respondem por 28% da 69% Carteira de Crédito com crescimento de 47% no trimestre e 150% no exercício. Outros Corporate 3% Carteira Middle Market com volume mantido, 21% mesmo com expressiva saída de créditos de menor qualidade. 3T11 Mantemos a estratégia de equilibrar a Middle proporção de 45% a 55% entre as carteiras de Market crédito Corporate e Middle até o final de 2012. 76% 5
  8. 8. Carteira de CréditoExposição por cliente e prazos das operações 10Concentração Demais maiores 24% 17% por cliente 60 maiores clientes representam 49% da Carteira de Crédito, ante 51% no 11 - 60 3T11 e 52% no 4T10. 32% 61 - 160 27% Exposição Média por cliente: • Middle Market = R$ 2,7 milhões • Corporate = R$ 7,2 milhões +360 dias 26% Até 90 dias 73% das operações permanecem comPrazo 40% vencimentos em até 360 dias. 181 a 360 dias 15% 91 a 180 dias 19% 6
  9. 9. Carteira de CréditoRepresentatividade de setores ligados ao Agronegócio e Alimentos 8% 2% 17% Agropecuário 2% Alimentos e Bebidas 2% Construção 2% Automotivo 3% Têxtil, Confecção e Couro 3% Geração e Distribuição de Energia Papel e Celulose 3% Química e Farmacêutica 15% Serviços Financeiros 3% Transporte e Logística Metalurgia 3% Educação Derivados Petróleo e Biocombustíveis 4% Comércio - Atacado e Varejo Pessoa física 4% Publicidade e Editoração 14% Instituições Financeiras 4% Outros Setores 5% 6% 7
  10. 10. Qualidade da Carteira de Crédito 89,7% 4T11 86,9% 3T11 85,8% 4T10 AA A B C D-H Créditos classificados em D-H compreendem: – R$ 119 milhões em curso normal de pagamento = 5,3% da carteira de crédito – R$ 114 milhões em atraso superior a 60 dias = 5,0% da carteira de crédito Inadimplência ainda relacionada a operações com empresas de médio porte realizadas em anos anteriores. Queda de 1,3 p.p. no índice de inadimplência de 60 dias na comparação com 3T11. Provisões constituídas cobrem 133% dos créditos vencidos há +90 dias.8
  11. 11. CaptaçãoGarante liquidez e suporta o crescimento da carteira de crédito 2.533 2.420 2.247 2.230 2.031 R$ milhões 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 em Reais em Moeda Estrangeira 9
  12. 12. CaptaçãoDiversificação de fontes para redução de custos Repasses no país Fontes em moeda local respondem por 82% das 9% Depósitos a captações totais. prazo Emp. no (CDBs) Houve ligeira redução no custo das novas captações Exterior 29% 18% locais devido a: Dep.Interf − melhora na percepção de risco do banco pelo 3% mercado, evidenciado pela elevação do rating Depósitos a pela Standard & Poors, em 3 graus, para vista BB/estável/brA+; 2% DPGE LCA/ LF 30% − ampliação do mix de instrumentos de captação 9% (LCAs); − aumento e diversificação na base de aplicadores. Captação Externa – US$ milhões 90% das captações em moeda estrangeira estão relacionadas à carteira de Trade Finance. 247 Apesar das captações externas continuarem 195 contraídas, nossas captações em moeda estrangeira totalizaram US$247 milhões em Dez/2011 ante US$196 milhões em Dez/2010, com crescimento de 26,6% no período. 4T10 4T1110
  13. 13. Liquidez & Gestão de Ativos e Passivos Caixa Livre Gestão de Ativos e Passivos Ativos Passivos 1.027 1.087 923 914 887 959 733 642 620 474 415 R$ milhõesR$ milhões 335 253 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 90 dias 180 dias 360 dias +360 dias Caixa Livre equivalente a 48% dos Depósitos e 154% do Patrimônio Líquido 11
  14. 14. Rentabilidade Margem Financeira Líquida NIM NIM(a) 7,9% 6,5% 6,3% 6,6% 5,9% 5,2% 4,8% 4,6% 4,6% 3,7% 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 Margem Financeira Líquida 4T11 3T11 4T11/ 3T11 4T10 4T11/ 4T10 2011 2010 2011/2010 A. Resultado Int. Financeira antes PDD 49,3 45,0 9,5% 47,6 3,6% 170,6 190,2 -10,3% B. Ativos Remuneráveis Médios 4.205,8 3.971,7 5,9% 3.036,4 38,5% 3.961,2 2.869,3 38,1% Ajuste Ativos Médios sem Remuneração 1 (1.139,7) (1.058,9) 7,6% (561,5) 103,0% (1.071,3) (546,7) 96,0% B.a Ativos Remuneráveis Médios Ajustados 3.066,1 2.912,8 5,3% 2.474,9 23,9% 2.889,9 2.322,6 24,4% Margem Financeira Líquida (NIM) (A/B) 4,8% 4,6% 0,2 p.p. 6,4% -1,6 p.p. 4,2% 13,7% -9,5 p.p. Margem Fin. Líq. Ajustada (NIMa) (A/Ba) 6,6% 6,3% 0,3 p.p. 7,9% -1,3 p.p. 5,7% 8,4% -2,7 p.p.1 Operações compromissadas com volume, prazos e taxas equivalentes no ativo e passivo 12
  15. 15. Índice de Eficiência 79% 79% 78% 73% 74% 71% 67% 65% 61% 63% 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 Eficiência Eficiência Normalizado Índice de Eficiência Normalizado contempla ajustes gerenciais para: • eliminar receitas e despesas não recorrentes da reestruturação societária e organizacional; • normalizar efeitos do ajuste retroativo a setembro do dissídio coletivo dos bancários pago no 4T11 e da remuneração variável da diretoria não provisionada ao longo do exercício; e • expurgar as receitas de vendas e custos de produtos agrícolas da atividade da subsidiária adquirida da Sertrading para apurar o índice de eficiência da atividade financeira.13
  16. 16. Recursos Humanos Crescimento da força de trabalho de 385 funcionários no 3T11 para 421 profissionais no 4T11, incluindo: – Contratação de 10 trainees; – Efetivação de 10 estagiários. Não contemplamos aumento relevante de quadro em 2012. Foco na renovação e capacitação das equipes. Treinamento de liderança, gestão de pessoal e melhores práticas de recursos humanos. Avaliação 360º com curva forçada para identificar e premiar melhores performances. III Programa de Trainees: 3.500 candidatos, entre os quais 10 foram selecionados.14
  17. 17. Rentabilidade Lucro Líquido - R$ milhões O lucro líquido do 4T11 apresentou alta de 40,7%, em decorrência do crescimento da carteira, da redução do custo de captação 10,3 local e da recuperação de créditos 5,9 5,1 7,3 observada no trimestre. O resultado líquido de 2011 foi impactado 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 principalmente pelo reforço nas provisões para devedores duvidosos, com despesa foi de R$101,6 milhões no 1T11. Retorno sobre PL Médio (ROAE) - % Retorno sobre Ativo Médio (ROAA) - % 7,3 1,0 5,6 5,2 0,7 0,7 3,6 0,5 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 4T10 1T11 2T11 3T11 4T1115
  18. 18. Estrutura de Capital Patrimônio Líquido – R$ milhões Alavancagem Carteira de Crédito / PL 564 567 578 577 426 4,6 4,4 3,7 3,9 3,5 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 Índice de Basileia (Tier I) Alto índice de capitalização. 23,7% Baixa alavancagem permite crescimento 21,6% 21,1% saudável de carteira. 17,6% 18,2% Disciplina no acompanhamento de estratégia e metas para crescimento com melhor eficiência, margens e rentabilidade. 4T10 1T11 2T11 3T11 4T1116
  19. 19. Distribuição do Capital e Remuneração ao Acionista Investidores Investidores Estrangeiros Institucionais 30% 14% Administração 1% Tesouraria 1% Grupo de Controle Pessoa Física 34% 20% Posição em 31.12.2011 2008 2009 2010 2011 Ações em Circulação1 43.000.001 42.048.101 40.466.187 62.358.840 JCP bruto distribuído (R$ milhões) 25,5 27,0 25,1 27,8 JCP bruto por Ação distribuído (R$) 0,59 0,64 0,61 0,53 Preço / Valor Patrimonial por Ação 0,38 0,81 0,75 0,73 Valor de Mercado (R$ milhões) 171,6 348,6 321,7 420,9 1 Ações Emitidas - Ações em Tesouraria17
  20. 20. Ratings Agência Classificação Último Relatório Global: BB/ Estável/ B Standard & Poors Dez 2011 Nacional: brA+/ Estável/ brA-1 Global: Ba3/ Estável/ Not Prime Moody’s Nov 2011 Nacional: A2.br/ Estável/ BR-2 FitchRatings Nacional: BBB/ Estável/ F3 Dez 2011 Índice: 10,08 RiskBank Jan 2012 Baixo risco para curto prazo18

×