O COMPUTADOR COMO RECURSO TECNOLÓGICO PARA INSTIGAR A MOTIVAÇÃO NA APRENDIZAGEM

2.713 visualizações

Publicada em

APRESENTAÇÃO DO GRUPO DE PESQUISA PARA O CURSO DE INTEGRAÇÃO À EDUCAÇÃO DIGITAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA
PROGRAMA NACIONAL DE TECNOLOGIA
PROINFO INTEGRADO
 
 PROJETO DE PESQUISA E APRENDIZAGEM

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.713
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.004
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O COMPUTADOR COMO RECURSO TECNOLÓGICO PARA INSTIGAR A MOTIVAÇÃO NA APRENDIZAGEM

  1. 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA PROGRAMA NACIONAL DE TECNOLOGIA PROINFO INTEGRADO CURSO DE INTEGRAÇÃO À EDUCAÇÃO DIGITAL PROJETO DE PESQUISA E APRENDIZAGEMO COMPUTADOR COMO RECURSO TECNOLÓGICO PARA INSTIGAR A IMAGINAÇÃO E A MOTIVAÇÃO NA APRENDIZAGEM AUTORES Claudine Abuharoun Dennis Brandão Monte Pires Lilian Herculano Sonia Kotinda Carvalho Tutora: Profª Jacqueline Arruda Profª Colaboradora: Luciane Collares SÃO PAULO MAIO DE 2012
  2. 2. O COMPUTADOR COMORECURSO TECNOLÓGICOPARA INSTIGAR AMOTIVAÇÃO NAAPRENDIZAGEM
  3. 3. A TECNOLOGIA DA EDUCAÇÃO COMO AUTO CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO INTERDEPENDÊNCIA AUTO-ORGANIZAÇÃO AUTO CRIAÇÃO DIALOGO• Competência é a faculdade de mobilizar um conjunto de recursos cognitivos (saberes, capacidades, informações, etc) para solucionar uma série de situações". (PERRENOUD, 2000)• As 10 novas competências para ensinar: 1) Organizar e dirigir situações de aprendizagem; 2) Administrar a progressão das aprendizagens; 3) Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação; 4) Envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho; 5) Trabalhar em equipe; 6) Participar da administração escolar; 7) Informar e envolver os pais; 8) Utilizar novas tecnologias; 9) Enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão; 10) Administrar a própria formação
  4. 4. O BLOG É UMA FERRAMENTA DIFERENTE, COM POTENCIAL PARA REINVENTAR O TRABALHO PEDAGÓGICO, CONSTRUIR REDES SOCIAIS E REDES DE SABERES. COM A TECNOLOGIA NA SALA DE AULA, PROFESSORES E ALUNOS TÊM POSSIBILIDADE DE UTILIZAR A LEITURA E ESCRITA PARA ESCREVER E DESCREVER SUAS IDEIAS, COMUNICAR-SE, TROCAR EXPERIÊNCIAS E PRODUZIR TEXTOS, NA CONDIÇÃO DE COMPETENTES LEITORES E ESCRITORES. Fonte://eproinfo Mudanças Paradigmas Educação-Slide 7
  5. 5. RELAÇÃO ENTRE O PROFESSOR E AS NOVAS TECNOLOGIASNa construção do conhecimento doaluno, o professor assume o papel domediador e orientador.- O processo de aprendizagem étrabalhado de maneira equilibrada aorientação intelectual, a emocional ea gerencial (Moran, J., 2000) de ensi-no utilizando as tecnologias digitais,com isso o aluno construirá estruturasmentais que darão suporte para o uso da ferramenta tecnológica em qualquersituação.-O professor, assim, como mediador, facilitador do processo de aprendizagem,faz uso das ferramentas eletrônicas para desenvolver em sua prática pedagógicaas novas tecnologias.FONTE: http://blog:imaginaram.blogspot.com.brhttp://www.webartigos.com/artigos/sociedade-dos-poetas-mortos-interagindo-com-a-pedagogia-de-paulo-freire/66205/
  6. 6. OS PAIS DEVEM SER UMA FONTE DEINFORMAÇÃO PARA SEUS FILHOS, E NÃOAPENAS O GOOGLE
  7. 7. A TECNOLOGIA E A EDUCAÇÃO ESPECIAL• As Tecnologias da Informação e da Comunicação vem se tornando, cada vez mais, instrumentos de inclusão, uma vez que viabilizam a interação do sujeito com o mundo. As Ajudas Técnicas e Tecnologias Assistivas que serão utilizadas têm que partir de um estudo minucioso das necessidades e potencialidades de cada um. Pois têm a finalidade de atender o que é específico dos alunos com necessidades educacionais especiais, buscando recursos e estratégias que favoreçam seu processo de aprendizagem, habilitando-os funcionalmente na realização de tarefas escolares.
  8. 8. A comunicação é umprocesso contínuo, queocorre ao longo de todasas atividades diárias.A comunicação ampliada alternativa é umamodalidade de tecnologia assistiva, queatende às pessoas sem fala ou escritafuncional, ou, ainda, com defasagem entre suanecessidade comunicativa e sua habilidade emfalar e/ou escrever.
  9. 9. Os recursos de baixatecnologia são pranchasde comunicação,construídas comsimbologia gráfica(desenho representativode ideias), fotografias, objetos tridimensionais,letras ou palavras escritas, para expressar seussentimentos e pensamentos.
  10. 10. Os recursos de altatecnologia, como osvocalizadores, que sãopranchas com voz sinteti-zada (em que o texto étransformado eletronicamente em voz) ou gravada(em que as mensagens podem ser gravadas peloparceiro de comunicação), que ajudam acomunicação das pessoas em seu dia a dia. Ou,ainda, os computadores que, com software ehardware especiais, podem se transformar empotentes recursos de comunicação, com vocabulárioilimitado.
  11. 11. Alguns avanços da tecnologiasão encontrados na comuni-cação interpessoal (sistemasCAA - comunicação ampliadaalternativa- com e sem auxílioexterno), mouse adaptado,teclado alternativo (expandidos ou reduzidos,órteses de digitação e ponteiras de cabeça e de boca,softwares com teclados virtuais e síntese de voz.
  12. 12. Há uma grande variedade de materiais erecursos pedagógicos que podem serutilizados para o trabalho na Sala deRecursos Multifuncionais ou até na salade aula regular, entre eles destacam-se:
  13. 13. jogos - os jogos pedagógicos que valorizam os aspectoslúdicos, a criatividade e o desenvolvimento deestratégias de lógica e pensamento; os jogos adaptados, como aqueles confeccionadoscom simbologia gráfica, utilizada nas pranchas decomunicação correspondentes à atividade propostapelo professor;
  14. 14. livros digitais- livros didáticos e paradidáticos impressos em letraampliada, em Braille, digitais em Libras, livros dehistórias virtuais, livros falados; recursos específicoscomo reglete, punção, soroban, guia de assinatura,material para desenho adaptado, lupa manual,calculadora sonora, caderno de pauta ampliada,mobiliário adaptados e muitos outros.
  15. 15. AVALIAÇÃOQUANDO FALAMOS EM TECNOLOGIAS, ÉNECESSÁRIO QUE NÓS, PROFESSORES,TENHAMOS ABERTURA E FLEXIBILIDADE PARAREAVALIAR AS NOSSAS PRÁTICAS EESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS, COM VISTAS APROPICIAR AO ALUNO A CONSTRUÇÃO E ARECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. O NOSSOCOMPROMISSO EDUCACIONAL COMOPROFESSOR É JUSTAMENTE SABER O QUÊ,COMO, QUANDO E POR QUE DESENVOLVERDETERMINADAS AÇÕES PEDAGÓGICAS.
  16. 16. PROCURAR ADAPTAR A AULA PARA O USO DASFERRAMENTAS QUE AS TECNOLOGIAS NOS OFERECEMAPROXIMA O EDUCADOR DO EDUCANDO, POIS OSMESMOS PODEM TROCAR MENSAGENS COM DÚVIDAS EINFORMAÇÕES COMPLEMENTARES. ASSIM O ENSINO E AAPRENDIZAGEM GANHAM COM ISSO UM NOVO RITMODINÂMICO E INOVADOR. O ALUNO SENTE-SE VALORIZADOAO VER SUA PESQUISA OU TRABALHO REGISTRADO EDIVULGADO POR MEIO DE FOTOGRAFIAS OU RELATOS EMREDES DE COMPARTILHAMENTO COMO UM BLOG, POREXEMPLO, SENDO COMPARTILHADO E OBSERVADO PELOSCOLEGAS, O QUE TORNA A TROCA DE IDEIAS E ASOCIALIZAÇÃO DO GRUPO CADA VEZ MAIS CONSTANTE,APROXIMANDO TAMBÉM A FAMÍLIA DO EDUCANDO DETODO O PROCESSO .
  17. 17. O PRODUTO FINAL DOS TRABALHOSREALIZADOS COM O USO DASFERRAMENTAS DAS NOVASTECNOLOGIAS, NOS APRESENTARAM,ATÉ O MOMENTO UM SALDO MUITOPOSITIVO.
  18. 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASDEMO, Pedro. Questões para Teleducação. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998. 365p.FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. Saberes necessários à prática educativa. 7ed. SãoPaulo: Paz e Terra, 1998. 159p.MORAN, José Manuel, MASETTO, Marcos T., BEHRENS, Marilda A. Novas tecnologias emediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000. 133p.MORAN, José Manuel. Ensino e aprendizagem inovadores com tecnologias. Artigo disponívelonline http://www.eca.usp.br/prof/moran Consultado em 06/02/2001SETZER, Valdemar W. Uma revisão de argumentos em favor do uso de computadores naeducação elementar. Artigo disponível online http://www.ime.usp.br/~vwsetzer Consultado em30/10/2000.http://www.youtube.com/watch?v=Pz4vQM_EmzI&feature=player_embedded. Acessado em maio de 2012.http://eproinfo Mudanças Paradigmas Educação-Slide 7 Acessado em maio de 2012.http://blog:imaginaram.blogspot.com.br Acessado em maio de 2012.http://www.webartigos.com/artigos/sociedade-dos-poetas-mortos-interagindo-com-a-pedagogia-de-paulo-freire/66205 Acessado em maio de 2012.
  19. 19. Grupo e seus respectivos contatos: incluirdigital@gmail.comDennis Brandão Monte Pires - profdennis@uol.com.br Claudine Abuharoun – claudine_abh@yahoo.com.br Lilian Herculano - lilianherc@hotmail.comSonia Kotinda Carvalho - soniakcarvalho@yahoo.com.br

×