Análise Critica do texto 
Aprendendo a ler o mundo 
A Geografia nos anos iniciais do ensino fundamental. 
O texto trata da...
Geografia Tradicional em um mundo que está a todo tempo mudando é 
necessário, construir referenciais teóricos em que o al...
U n iã o M e t r o p o l i ta n a d e E d u c a ç ã o e C u l t u r a 
UNIME – UNIÃO METROP OLITANA DE EDUCAÇÃO E CULTURA ...
Aprendendo a ler o mundo segunda versão
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aprendendo a ler o mundo segunda versão

332 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aprendendo a ler o mundo segunda versão

  1. 1. Análise Critica do texto Aprendendo a ler o mundo A Geografia nos anos iniciais do ensino fundamental. O texto trata da geografia no começo de sua escolarização e que como ocorreram muitas mudanças na educação; e a Geografia como parte do currículo tradicional também se modificou; portanto se faz necessário pensar o papel da Geografia como parte importante já que trata da leitura de mundo por meio da leitura do espaço que vai além da cartografia,e é fundamental para que possamos compreender a sociedade que pode ter modificado aas paisagens em que vivemos e exercitar nossa cidadania. Para que a criança consiga pensar o espaço através é necessário aprender a ler o espaço é de como é importante que ocorra uma “Alfabetização Cartográfica” e isso ocorre quando as crianças reconhecem os lugares. A Geografia tradicional que trabalha espaços fragmentados e desconexos, dada a complexidade espaço geográfico que é o mundo. A escola tradicional do Ensino Fundamental, através das aulas de estudos sociais entende que deve se partir do sujeito, família, rua, escola... E ir ampliando espacialmente o conteúdo a ser dado, o artigo trata justamente dessa forma de ensinar, pois em um mundo em que a informação é rápida, o ensino não pode ser fechado a círculos hierarquizados. (Segundo o PCN) Tanto a Geografia Tradicional quanto a Geografia Marxista ortodoxa negligenciaram a relação do homem e da sociedade com a natureza em sua dimensão sensível de percepção do mundo: o cientificismo positivista da Geografia Tradicional, por negar ao homem a possibilidade de um conhecimento que passasse pela subjetividade do imaginário; o marxismo ortodoxo, por tachar de idealismo alienante qualquer explicação subjetiva e afetiva da relação da sociedade com a natureza. (PCN ,P 22 1998) Tratar a geografia não partindo do “eu” mais compreender o “eu” no mundo e as complexidades da forma de viver do homem, pois como na Pedagogia que considera a aprendizagem como social e acontece na comunicação do sujeito estando próximos ou distantes e que para superar a
  2. 2. Geografia Tradicional em um mundo que está a todo tempo mudando é necessário, construir referenciais teóricos em que o aluno possa analisar o espaço geográfico, percebendo que faz parte desse espaço, o professor e suas concepções de educação e de geografia podem fazer a diferença, a clareza teórico –metodológica é necessária para que o professor possa contextualizar os seus saberes,o dos seus alunos e o de todos em sua volta, o ideal é que isso ocorra de forma interdisciplinar,não apenas com justaposição mas de forma que cada uma implique as demais regiões do saber. Nesse ponto o artigo trata da possibilidade do cruzamento entre Geografia e educação torna-se muito importante num mundo em ebulição, tornar concreto o espaço vivido onde as relações sociais acontecem; trabalhar a realidade de forma não linear olhar o local com os olhos do mundo, e ir além da leitura da palavra, o mais importante é que a criança consiga fazer a leitura do mundo, fazendo a leitura da palavra através da leitura do mundo através da Alfabetização Espacial,partindo do fato de que a gente lê o mundo, como ler o mundo ,partindo do lugar considerando a realidade concreta do espaço vivido considerando que os lugares ,são pois o mundo que eles reproduzem de modos específicos.O olhar espacial significa dar conta de estudar ,analisar e compreender o mundo através da Leitura de paisagem pois as paisagens mostram a história de quem vive ali ,os recursos naturais,O estudo de lugar por meio das questões que são globais pois cada lugar tem sua história;a cultura pois a cultura de cada sociedade representa suas marcas, e a cartografia através de um outro processo de alfabetização assim não basta ler o espaço é importante também saber representá-lo, a geografia nos anos iniciais da alfabetização contribui pois encaminha a criança para aprender a ler o mundo.
  3. 3. U n iã o M e t r o p o l i ta n a d e E d u c a ç ã o e C u l t u r a UNIME – UNIÃO METROP OLITANA DE EDUCAÇÃO E CULTURA CURSO DE PEDAGOGIA Zélia de Jesus Assunção Análise critica Lauro de Freitas 2014

×