Nasceu a 2 de Maio de 1806

Local: Fain-les-Moutiers
(uma cidade da Borgonha)

Oitava dos 10
filhos vivos do casal Labouré.
A irmã mais velha sai de casa para se
juntar às religiosas de São Vicente de
Paulo (ser irmã);

Aos 12 anos, Catarina assu...
Aos 20 anos vai para Paris e ai emprega-
se como cozinheira e servente. Aí
descobre a miséria do seu povo.

Decide então d...
Entra na comunidade das Filhas da
Caridade em 1830 (Abril) para se tornar
irmã, quase a completar 24 anos .

Passa o tempo...
A sua oração passa a ser mais forte.

O seu entusiasmo por Deus era tão grande que, de
uma maneira privilegiada, ela encon...
Após o tempo de formação, em 1831 é enviada
para um bairro pobre no sudoeste de Paris, onde
irá servir idosos num Asilo.

...
Cuida dos doentes, paga a renda das casas e
recolhe os refugiados durante as revoluções
(de 1848 a 1871);

Querem prendê-l...
Após 45 anos de humildes serviços,
morre a 31 de Dezembro de 1876.

Em Maio 1933 é proclamada “bem-aventurada”;
Em Julho d...
Primeira aparição: 18 de Julho de 1830
              Catarina acorda com a voz dum rapazinho que
              a chama e l...
Primeira aparição: 18 de Julho de 1830

 Ajoelha-se e coloca as mãos no colo da Virgem;

 Nª Sª orienta-a em como deve
 pr...
Primeira aparição: 18 de Julho de 1830
  Maria diz-lhe que o mundo será perturbado por
  grandes desgraças, mas as graças ...
Segunda aparição: 27 de Novembro de 1830
 Catarina vê a aparição do seu lugar, enquanto reza,
 ninguém percebe o que está ...
Raios de luz: as Graças que NªSª derrama
                    ç
sobre as pessoas que as pedem

Inscrição: Ó Maria concebida...
Estrelas: os 12 Apóstolos / Tribos de Israel
O M: Significa Maria. Esse M sustenta o
travessão e a Cruz, que representam o...
Cerca de 2 anos depois das Aparições as medalhas são cunhadas
Nessa época há uma terrível epidemia de cólera, que vai faze...
C:\Fakepath\N S Gracas Emrc
C:\Fakepath\N S Gracas Emrc
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

C:\Fakepath\N S Gracas Emrc

548 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado pelo aluno Daniel espanca, no âmbito da disciplina de Ed. Moral e Religiosa Católica.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
548
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
185
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

C:\Fakepath\N S Gracas Emrc

  1. 1. Nasceu a 2 de Maio de 1806 Local: Fain-les-Moutiers (uma cidade da Borgonha) Oitava dos 10 filhos vivos do casal Labouré.
  2. 2. A irmã mais velha sai de casa para se juntar às religiosas de São Vicente de Paulo (ser irmã); Aos 12 anos, Catarina assume o seu lugar na quinta. É ela que faz as tarefas domésticas.
  3. 3. Aos 20 anos vai para Paris e ai emprega- se como cozinheira e servente. Aí descobre a miséria do seu povo. Decide então dedicar a sua vida àqueles que são pequenos, abandonados, pouco considerados…
  4. 4. Entra na comunidade das Filhas da Caridade em 1830 (Abril) para se tornar irmã, quase a completar 24 anos . Passa o tempo de formação (seminário) na casa Mãe que se encontra na Rua do Bac, em Paris.
  5. 5. A sua oração passa a ser mais forte. O seu entusiasmo por Deus era tão grande que, de uma maneira privilegiada, ela encontra Maria, em duas ocasiões. Nossa senhora transmite-lhe uma mensagem para o mundo.
  6. 6. Após o tempo de formação, em 1831 é enviada para um bairro pobre no sudoeste de Paris, onde irá servir idosos num Asilo. Passa a sua vida neste lar, num bairro popular, onde há muita miséria. Ajuda todas as pessoas de todas as maneiras.
  7. 7. Cuida dos doentes, paga a renda das casas e recolhe os refugiados durante as revoluções (de 1848 a 1871); Querem prendê-la; Mesmo ameaçada, continua a agir da mesma forma. Os pobres do bairro impedem a sua prisão.
  8. 8. Após 45 anos de humildes serviços, morre a 31 de Dezembro de 1876. Em Maio 1933 é proclamada “bem-aventurada”; Em Julho de 1947 é reconhecida como “santa”; O seu corpo incorrupto está na Capela da Rua do Bac, em Paris.
  9. 9. Primeira aparição: 18 de Julho de 1830 Catarina acorda com a voz dum rapazinho que a chama e lhe diz que a Santíssima Virgem a espera; Ela levanta-se, veste-se e segue-o até à igreja; Chega à capela e ouve um barulho semelhante ao farfalhar de um vestido de seda; O seu guia diz que se trata da Santíssima Virgem.
  10. 10. Primeira aparição: 18 de Julho de 1830 Ajoelha-se e coloca as mãos no colo da Virgem; Nª Sª orienta-a em como deve proceder com o seu director espiritual e outras coisas, entre as quais como deve mandar cunhar uma medalha;
  11. 11. Primeira aparição: 18 de Julho de 1830 Maria diz-lhe que o mundo será perturbado por grandes desgraças, mas as graças serão abundantes para quem as pedir com confiança; Comunica-lhe que quer o projecto de uma associação de Jovens; Catarina não sabe ao certo quanto tempo esteve ajoelhada aos pés de Maria.
  12. 12. Segunda aparição: 27 de Novembro de 1830 Catarina vê a aparição do seu lugar, enquanto reza, ninguém percebe o que está acontecer, apesar de estar muita gente na Capela; Maria revestida de luz entra na igreja Catarina vê como dois quadros vivos unidos entre si, serão as faces da medalha.
  13. 13. Raios de luz: as Graças que NªSª derrama ç sobre as pessoas que as pedem Inscrição: Ó Maria concebida sem pecado: rogai por nós que recorremos a vós Serpente: Maria luta contra o que estraga o coração: o pecado simbolizado pela serpente
  14. 14. Estrelas: os 12 Apóstolos / Tribos de Israel O M: Significa Maria. Esse M sustenta o travessão e a Cruz, que representam o calvário O coração trespassado pela espada: É o Imaculado Coração de Maria, inseparável do de Jesus O coração cercado de espinhos: É o Sagrado Coração de Jesus.
  15. 15. Cerca de 2 anos depois das Aparições as medalhas são cunhadas Nessa época há uma terrível epidemia de cólera, que vai fazer mais de 20.000 mortos! As Filhas da Caridade começam a distribuir as 2.000 primeiras medalhas, em Junho. As curas multiplicam-se, bem como as protecções e conversões. Paris chama-lhe : a “medalha milagrosa”! Até 1835 mais de um milhão de medalhas é distribuída no mundo inteiro. Em 1839, a medalha é distribuída a mais de dez milhões de pessoas.

×