SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 94
estratégia, melhor idade e
    design de verdade

Horácio Soares - @horaciosoares
Todos querem o melhor osso…




Mulher com notebook em sinal de ok
                                     Cachorrinho caregando um enorme osso.
estratégia
“Uma conspiração
 para o sucesso”
desafio 1:

identificar objetivos e necessidades…
Para onde vamos?




http://voluntariadomococa.files.wordpress.com/2009/09/tarifas-taxi.jpg
Onde devemos mirar?
Desafio 2:
           Como atender ao mesmo tempo
           os objetivos e as necessidades?




         Marte                         Vênus
Objetivos e metas da empresa   Necessidades dos usuários
Objetivos            Reais
e metas      necessidades
do projeto    dos usuários
Um caminho: modelagem participativa
a busca
do equilíbrio
empresa
 Objetivos
e metas do
  projeto     Necessidades
                  dos
                usuários
         usuários
idade
Seu
site/sistema/aplicação
     tem a melhor
         IDADE?
}
Acessibil



                IDADE
}
Acessibil
 Usabil


                IDADE
X
Comercial
       Mercado Livre
“Eu compro o
 que quiser, 2011
senão quiser,
 não compro”
Comercial do Mercado
    Livre 2011
}
Acessibil
  Usabil
Simplic

                IDADE
ESPN Brasil– abril 2010
X
ESPN Brasil– abril 2010
}
 Acessibil
   Usabil
  Simplic
Interativ
                 IDADE
}
Acessibil
   Usabil
  Simplic
 Interativ
  Veloc          IDADE
X
X
}
    Acessibil
       Usabil
      Simplic
     Interativ
        Veloc
Encontrabil          IDADE
X
}
  Acessibil
     Usabil
    Simplic
   Interativ
      Veloc
Encontrabil        IDADE
   Atrativ
X
X
}
  Acessibil
     Usabil
    Simplic
   Interativ
      Veloc
Encontrabil        IDADE
     Atrativ
       Util
Case apresentado por Rodrigo Tigre, POPULIS - Content Marketing Digitalks Rio de Janeiro Abril2012
Case apresentado por Rodrigo Tigre, POPULIS - Content Marketing Digitalks Rio de Janeiro Abril2012
Case apresentado por Rodrigo Tigre, POPULIS - Content Marketing Digitalks Rio de Janeiro Abril2012
Case apresentado por Rodrigo Tigre, POPULIS - Content Marketing Digitalks Rio de Janeiro Abril2012
Case apresentado por Rodrigo Tigre, POPULIS - Content Marketing Digitalks Rio de Janeiro Abril2012
}
  Acessibil
     Usabil
    Simplic
   Interativ
      Veloc
Encontrabil        IDADE
     Atrativ
        Util
     Facil
Acessibil
  Usabil
Simplic
}
  Acessibil
     Usabil
    Simplic
   Interativ
      Veloc
Encontrabil        IDADE
     Atrativ
        Util
       Facil
 Portabil
         …
A melhor idade vem da:




}
     Investigação
     Observação
     Colaboração
        Análise
       Avaliação
       Validação
design de verdade
chega de faz de conta
Se pergunte,
melhores práticas para quem?
Boas práticas funcionam aqui?
Foto: Rosenfield Media
É provável que não, mas será
 preciso testar para saber…
chega de prometer uma experiência…
e entregar…
Chega de copiar e colar…
Chega de
maquiagem…
Chega de
maqueagem…
Não é dessas
experiências
que precisamos…
Acessibilidade para inglês ver...
Nesse mundo da internet das
    coisas, precisamos de
estratégia, de IDADE elevada
  a “n” e design de verdade
Como o Luli mesmo falou no Digitalks no Rio:




“Nesse mundo Mobile, somos
 todos daltónicos e sofremos
    do Mal de Parkinson”
Estratégia, IDADE elevada e design de verdade para o sucesso

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Estratégia, IDADE elevada e design de verdade para o sucesso

A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014
A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014
A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014Horácio Soares
 
UX em Projetos Digitais
UX em Projetos DigitaisUX em Projetos Digitais
UX em Projetos DigitaisLaura Lessa
 
FrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design MobileFrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design MobileHorácio Soares
 
Palestra Marketing Pessoal
Palestra Marketing PessoalPalestra Marketing Pessoal
Palestra Marketing PessoalAlexandre Conte
 
A importância da UX para o consumo de conteúdo digital
A importância da UX para o consumo de conteúdo digitalA importância da UX para o consumo de conteúdo digital
A importância da UX para o consumo de conteúdo digitalHuge
 
Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)
Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)
Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)Agile Trends
 
SemanAcademicaUFUMonteCarmelo
SemanAcademicaUFUMonteCarmeloSemanAcademicaUFUMonteCarmelo
SemanAcademicaUFUMonteCarmeloIgor Rosa Macedo
 
Mercado, carreiras e escolhas no mercado de T.I
Mercado, carreiras e escolhas no mercado de T.IMercado, carreiras e escolhas no mercado de T.I
Mercado, carreiras e escolhas no mercado de T.IDaniel Marcos
 
WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06
WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06
WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06Leandro Alves
 
Empreendedorismo nas Redes Sociais
Empreendedorismo nas Redes SociaisEmpreendedorismo nas Redes Sociais
Empreendedorismo nas Redes SociaisFlux
 
Empreendedorismo Peoplebased Diego Monteiro
Empreendedorismo Peoplebased Diego MonteiroEmpreendedorismo Peoplebased Diego Monteiro
Empreendedorismo Peoplebased Diego MonteiroDiego Monteiro
 
Marketing na Web / 2012 / Aula 1
Marketing na Web / 2012 / Aula 1Marketing na Web / 2012 / Aula 1
Marketing na Web / 2012 / Aula 1Paulo César Silva
 
Design Sprint - Método Google para Inovação - by Erica Marques
Design Sprint - Método Google para Inovação - by Erica MarquesDesign Sprint - Método Google para Inovação - by Erica Marques
Design Sprint - Método Google para Inovação - by Erica MarquesErica Marques
 
UXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - ReviewUXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - ReviewRafael Burity
 
Tudo sobre Design de Interação
Tudo sobre Design de InteraçãoTudo sobre Design de Interação
Tudo sobre Design de InteraçãoMarcello Cardoso
 
Palestra ESPM Empreendedorismo Digital
Palestra ESPM Empreendedorismo DigitalPalestra ESPM Empreendedorismo Digital
Palestra ESPM Empreendedorismo DigitalJoão Kepler Braga ®
 

Semelhante a Estratégia, IDADE elevada e design de verdade para o sucesso (20)

APP/API e Mobile: o que usar e quando
APP/API e Mobile: o que usar e quandoAPP/API e Mobile: o que usar e quando
APP/API e Mobile: o que usar e quando
 
A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014
A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014
A Experiência como Vantagem Competitiva (UX) - Goiânia 2014
 
Prototipação
PrototipaçãoPrototipação
Prototipação
 
UX em Projetos Digitais
UX em Projetos DigitaisUX em Projetos Digitais
UX em Projetos Digitais
 
FrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design MobileFrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
FrontinBH - Os dasafios do Design Mobile
 
Palestra Marketing Pessoal
Palestra Marketing PessoalPalestra Marketing Pessoal
Palestra Marketing Pessoal
 
A importância da UX para o consumo de conteúdo digital
A importância da UX para o consumo de conteúdo digitalA importância da UX para o consumo de conteúdo digital
A importância da UX para o consumo de conteúdo digital
 
Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)
Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)
Transformação digital: os mais aptos sobrevivem - Léo Vitor Redondo (Softplan)
 
SemanAcademicaUFUMonteCarmelo
SemanAcademicaUFUMonteCarmeloSemanAcademicaUFUMonteCarmelo
SemanAcademicaUFUMonteCarmelo
 
Mercado, carreiras e escolhas no mercado de T.I
Mercado, carreiras e escolhas no mercado de T.IMercado, carreiras e escolhas no mercado de T.I
Mercado, carreiras e escolhas no mercado de T.I
 
WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06
WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06
WPI – Pós Design de Interação IEC PUC Minas aula06
 
Empreendedorismo nas Redes Sociais
Empreendedorismo nas Redes SociaisEmpreendedorismo nas Redes Sociais
Empreendedorismo nas Redes Sociais
 
Empreendedorismo Peoplebased Diego Monteiro
Empreendedorismo Peoplebased Diego MonteiroEmpreendedorismo Peoplebased Diego Monteiro
Empreendedorismo Peoplebased Diego Monteiro
 
Marketing na Web / 2012 / Aula 1
Marketing na Web / 2012 / Aula 1Marketing na Web / 2012 / Aula 1
Marketing na Web / 2012 / Aula 1
 
Design Sprint - Método Google para Inovação - by Erica Marques
Design Sprint - Método Google para Inovação - by Erica MarquesDesign Sprint - Método Google para Inovação - by Erica Marques
Design Sprint - Método Google para Inovação - by Erica Marques
 
Service Design Thinking
Service Design Thinking Service Design Thinking
Service Design Thinking
 
UXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - ReviewUXconf 2017 - Review
UXconf 2017 - Review
 
Tudo sobre Design de Interação
Tudo sobre Design de InteraçãoTudo sobre Design de Interação
Tudo sobre Design de Interação
 
QUEBRA TUDO no 13o Coner
QUEBRA TUDO no 13o ConerQUEBRA TUDO no 13o Coner
QUEBRA TUDO no 13o Coner
 
Palestra ESPM Empreendedorismo Digital
Palestra ESPM Empreendedorismo DigitalPalestra ESPM Empreendedorismo Digital
Palestra ESPM Empreendedorismo Digital
 

Mais de iMasters

O que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani Monteiro
O que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani MonteiroO que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani Monteiro
O que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani MonteiroiMasters
 
Postgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio Telles
Postgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio TellesPostgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio Telles
Postgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio TellesiMasters
 
Por que minha query esta lenta? - Suellen Moraes
Por que minha query esta lenta? - Suellen MoraesPor que minha query esta lenta? - Suellen Moraes
Por que minha query esta lenta? - Suellen MoraesiMasters
 
Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...
Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...
Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...iMasters
 
ORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalves
ORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalvesORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalves
ORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalvesiMasters
 
SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...
SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...
SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...iMasters
 
Arquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra Martins
Arquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra MartinsArquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra Martins
Arquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra MartinsiMasters
 
O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...
O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...
O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...iMasters
 
Desenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana Chahoud
Desenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana ChahoudDesenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana Chahoud
Desenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana ChahoudiMasters
 
Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza Leite
 Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza Leite Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza Leite
Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza LeiteiMasters
 
Entendendo os porquês do seu servidor - Talita Bernardes
Entendendo os porquês do seu servidor - Talita BernardesEntendendo os porquês do seu servidor - Talita Bernardes
Entendendo os porquês do seu servidor - Talita BernardesiMasters
 
Backend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana Arnos
Backend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana ArnosBackend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana Arnos
Backend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana ArnosiMasters
 
Dicas para uma maior performance em APIs REST - Renato Groffe
Dicas para uma maior performance em APIs REST - Renato GroffeDicas para uma maior performance em APIs REST - Renato Groffe
Dicas para uma maior performance em APIs REST - Renato GroffeiMasters
 
7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle Monteiro
7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle Monteiro7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle Monteiro
7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle MonteiroiMasters
 
Quem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio Maujor
Quem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio MaujorQuem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio Maujor
Quem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio MaujoriMasters
 
Service Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da Silva
Service Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da SilvaService Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da Silva
Service Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da SilvaiMasters
 
Erros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto Pascutti
Erros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto PascuttiErros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto Pascutti
Erros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto PascuttiiMasters
 
Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance - Rubens G...
Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance  - Rubens G...Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance  - Rubens G...
Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance - Rubens G...iMasters
 
Construindo aplicações mais confiantes - Carolina Karklis
Construindo aplicações mais confiantes - Carolina KarklisConstruindo aplicações mais confiantes - Carolina Karklis
Construindo aplicações mais confiantes - Carolina KarklisiMasters
 
Monitoramento de Aplicações - Felipe Regalgo
Monitoramento de Aplicações - Felipe RegalgoMonitoramento de Aplicações - Felipe Regalgo
Monitoramento de Aplicações - Felipe RegalgoiMasters
 

Mais de iMasters (20)

O que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani Monteiro
O que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani MonteiroO que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani Monteiro
O que você precisa saber para modelar bancos de dados NoSQL - Dani Monteiro
 
Postgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio Telles
Postgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio TellesPostgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio Telles
Postgres: wanted, beloved or dreaded? - Fabio Telles
 
Por que minha query esta lenta? - Suellen Moraes
Por que minha query esta lenta? - Suellen MoraesPor que minha query esta lenta? - Suellen Moraes
Por que minha query esta lenta? - Suellen Moraes
 
Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...
Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...
Relato das trincheiras: o dia a dia de uma consultoria de banco de dados - Ig...
 
ORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalves
ORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalvesORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalves
ORMs heróis ou vilões dentro da arquitetura de dados? - Otávio gonçalves
 
SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...
SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...
SQL e NoSQL trabalhando juntos: uma comparação para obter o melhor de ambos -...
 
Arquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra Martins
Arquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra MartinsArquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra Martins
Arquitetando seus dados na prática para a LGPD - Alessandra Martins
 
O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...
O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...
O papel do DBA no mundo de ciência de dados e machine learning - Mauro Pichil...
 
Desenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana Chahoud
Desenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana ChahoudDesenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana Chahoud
Desenvolvimento Mobile Híbrido, Nativo ou Web: Quando usá-los - Juliana Chahoud
 
Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza Leite
 Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza Leite Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza Leite
Use MDD e faça as máquinas trabalharem para você - Andreza Leite
 
Entendendo os porquês do seu servidor - Talita Bernardes
Entendendo os porquês do seu servidor - Talita BernardesEntendendo os porquês do seu servidor - Talita Bernardes
Entendendo os porquês do seu servidor - Talita Bernardes
 
Backend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana Arnos
Backend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana ArnosBackend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana Arnos
Backend performático além do "coloca mais máquina lá" - Diana Arnos
 
Dicas para uma maior performance em APIs REST - Renato Groffe
Dicas para uma maior performance em APIs REST - Renato GroffeDicas para uma maior performance em APIs REST - Renato Groffe
Dicas para uma maior performance em APIs REST - Renato Groffe
 
7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle Monteiro
7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle Monteiro7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle Monteiro
7 dicas de desempenho que equivalem por 21 - Danielle Monteiro
 
Quem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio Maujor
Quem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio MaujorQuem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio Maujor
Quem se importa com acessibilidade Web? - Mauricio Maujor
 
Service Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da Silva
Service Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da SilvaService Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da Silva
Service Mesh com Istio e Kubernetes - Wellington Figueira da Silva
 
Erros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto Pascutti
Erros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto PascuttiErros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto Pascutti
Erros: Como eles vivem, se alimentam e se reproduzem? - Augusto Pascutti
 
Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance - Rubens G...
Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance  - Rubens G...Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance  - Rubens G...
Elasticidade e engenharia de banco de dados para alta performance - Rubens G...
 
Construindo aplicações mais confiantes - Carolina Karklis
Construindo aplicações mais confiantes - Carolina KarklisConstruindo aplicações mais confiantes - Carolina Karklis
Construindo aplicações mais confiantes - Carolina Karklis
 
Monitoramento de Aplicações - Felipe Regalgo
Monitoramento de Aplicações - Felipe RegalgoMonitoramento de Aplicações - Felipe Regalgo
Monitoramento de Aplicações - Felipe Regalgo
 

Estratégia, IDADE elevada e design de verdade para o sucesso

Notas do Editor

  1. É garantir que a informação esteja disponível e acessível a qualquer hora, local, ambiente, dispositivo de acesso e por qualquer tipo de visitante/usuário, independente de sua capacidade motora, visual, auditiva, mental, computacional, cultural ou social.
  2. design universal: princípios Connell - 1997 Princípio 1: Uso eqüitativo O design é útil e pode ser vendido para pessoas com habilidade diversas. Princípio 2: Flexibilidade no uso O design acomoda uma grande variedade de preferências e habilidades individuais. Ex.: Menu Globo e Esportes Globo Apresentação de Amanda Meincke Melo http://www.todosnos.unicamp.br/acessibilidade/pub/JAI7_SBC2005/
  3. design universal: princípios Connell - 1997 Princípio 1: Uso eqüitativo O design é útil e pode ser vendido para pessoas com habilidade diversas. Princípio 2: Flexibilidade no uso O design acomoda uma grande variedade de preferências e habilidades individuais. Ex.: Menu Globo e Esportes Globo Apresentação de Amanda Meincke Melo http://www.todosnos.unicamp.br/acessibilidade/pub/JAI7_SBC2005/
  4. design universal: princípios Connell - 1997 Princípio 1: Uso eqüitativo O design é útil e pode ser vendido para pessoas com habilidade diversas. Princípio 2: Flexibilidade no uso O design acomoda uma grande variedade de preferências e habilidades individuais. Ex.: Menu Globo e Esportes Globo Apresentação de Amanda Meincke Melo http://www.todosnos.unicamp.br/acessibilidade/pub/JAI7_SBC2005/
  5. design universal: princípios Connell - 1997 Princípio 1: Uso eqüitativo O design é útil e pode ser vendido para pessoas com habilidade diversas. Princípio 2: Flexibilidade no uso O design acomoda uma grande variedade de preferências e habilidades individuais. Ex.: Menu Globo e Esportes Globo Apresentação de Amanda Meincke Melo http://www.todosnos.unicamp.br/acessibilidade/pub/JAI7_SBC2005/
  6. design universal: princípios Connell - 1997 Princípio 1: Uso eqüitativo O design é útil e pode ser vendido para pessoas com habilidade diversas. Princípio 2: Flexibilidade no uso O design acomoda uma grande variedade de preferências e habilidades individuais. Ex.: Menu Globo e Esportes Globo Apresentação de Amanda Meincke Melo http://www.todosnos.unicamp.br/acessibilidade/pub/JAI7_SBC2005/
  7. design universal: princípios Connell - 1997 Princípio 1: Uso eqüitativo O design é útil e pode ser vendido para pessoas com habilidade diversas. Princípio 2: Flexibilidade no uso O design acomoda uma grande variedade de preferências e habilidades individuais. Ex.: Menu Globo e Esportes Globo Apresentação de Amanda Meincke Melo http://www.todosnos.unicamp.br/acessibilidade/pub/JAI7_SBC2005/
  8. Teoria das Janelas Quebradas aplicada à web Fator W – Walmar A ndrade http://fatorw.com/2007/06/27/teoria-das-janelas-quebradas/
  9. design universal: princípios Connell - 1997 Princípio 1: Uso eqüitativo O design é útil e pode ser vendido para pessoas com habilidade diversas. Princípio 2: Flexibilidade no uso O design acomoda uma grande variedade de preferências e habilidades individuais. Ex.: Menu Globo e Esportes Globo Apresentação de Amanda Meincke Melo http://www.todosnos.unicamp.br/acessibilidade/pub/JAI7_SBC2005/