Imunidade Adquirida - Humoral

84.881 visualizações

Publicada em

Imunidade Adquirida - Imunidade Humoral, acção dos linfócitos B.

3 comentários
30 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
84.881
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18.863
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.616
Comentários
3
Gostaram
30
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imunidade Adquirida - Humoral

  1. 1. Introdução: O sistema imunitário engloba o conjunto de defesas contra microrganismos e células estranhas ao nosso organismo. Constituído por duas linhas de defesa: específica e não específica 2 IL 2010
  2. 2. Sistema imunitário: 3 O sistema imunitário é essencialmente composto por estruturas, tecidos e órgãos linfóides, onde são fabricados e amadurecidos os principais elementos defensivos - os glóbulos brancos ou leucócitos. IL 2010
  3. 3. Imunidade Baseia-se na capacidade que alguns linfócitos adquirem de reconhecerem determinados Constituída por uma elementos estruturais do agente estranho série de mecanismos (antigénios), o que os leva a activarem uma série de defesa contra os de mecanismos celulares e humorais com vista a agentes infecciosos destrui-los ou desactivá-los. presentes desde o nascimento. Efectuada por vários Imunidade Humoral tipos de leucócitos e Imunidade algumas proteínas do celular sangue. Linfócitos T Linfócitos B 4 IL 2010
  4. 4. Imunidade adaptativa 5 Órgão linfóides primários – timo, medula vermelha dos ossos (diferenciação e maturação de linfócitos) IL 2010
  5. 5. Imunidade adaptativa 6 Órgãos linfóides secundários ou periféricos – baço, gânglios linfáticos, amígdalas e tecido linfático organizado IL 2010
  6. 6. Imunidade adquirida Diferenciação dos linfócitos em diferentes locais a partir de linfoblastos, células precursoras, produzidas na medula vermelha dos ossos. Após aquisição/desenvolvimento dos respectivos receptores → Células Imunocompetentes Linfócitos T Linfócitos B Migram e adquirem IL 2010 receptores no Timo Adquirem receptores na medula 7
  7. 7. 8 Resposta Imunitária específica • As moléculas ou células estranhas são identificadas pelos linfócitos (possuidores de Reconhecimento receptores específicos para essas moléculas) • Preparação dos agentes específicos que vão Reacção fazer a sua intervenção no processo • Os agentes do sistema imunitário neutralizam e Acção /ou destroem as células ou moléculas estranhas IL 2010
  8. 8. 9 Imunodeficiência congénita: Tipos de deficiências no sistema imunitário:  Geralmente, manifesta-se desde o nascimento.  As deficiências do sistema imunitário costumam ser hereditárias.  As infecções causadas por microorganismos fracos tornam-se persistentes e graves.  Recuperação incompleta de uma doença ou resposta inadequada ao tratamento.  Maior probabilidade de aparecer cancro e outros tumores. IL 2010
  9. 9. 10  Os efectores da imunidade humoral são os linfócitos B.  Activo contra agentes que circulam nos humores (sangue)  Efectivo contra bactérias, toxinas produzidas por bactérias, vírus e moléculas solúveis  Receptores na membrana - imunoglobulinas IL 2010
  10. 10. 11 Activação de linfócito B por um antigénio Proliferação clonal desse linfócito Diferenciação em plasmócitos Segregação de anticorpos pelos plasmócitos Anticorpos ligam-se aos antigénios (que activaram o linfócito) IL 2010
  11. 11. Qual a constituição de um anticorpo 12 A região variável •é responsável pela especificidade dos anticorpos •local onde se liga aos determinantes antigénicos Inactivação dos agentes patogénicos • Neutralização • Aglutinação • Precipitação de antigénios solúveis • Activação sistema complemento IL 2010
  12. 12. Classes de Imunoglobulinas 13 Anticorpo - Características estruturais da molécula (pequenas diferenças na região constante do anticorpo IgG, IgM, IgA, Igd, IgE IL 2010
  13. 13. Imunoglobulinas G (IgG) 14 Classe mais abundante no soro humano. Pode atravessar a placenta. Presente no colostro e leite materno. IL 2010
  14. 14. Imunoglobulinas M (IgM) 15 Função aglutinante e citolítica. Ex.: aglutininas anti-A e anti-B IL 2010
  15. 15. 16 IL 2010
  16. 16. Imunoglobulinas A (IgA) 17 Presente nas lágrimas, saliva, secreção nasal, no suor, no leite, no suco intestinal e no muco que reveste as mucosas. Baixa concentração no soro IL 2010
  17. 17. Imunoglobulinas D (IgD) 18 Presente na superfície dos linfócitos B, funcionando como receptor antigénico. Baixa concentração no soro IL 2010
  18. 18. Imunoglobulinas E (IgE) 19 Liga-se a mastócitos pela extremidade oposta ao local de reconhecimento de antigénios*. Responsável por alergias. Muito baixa concentração no soro. *Caso entrem em contacto com os seus antigénios (alérgenos) específicos, promovem a libertação do conteúdo celular para o meio extracelular, desencadeando processos alérgicos. Os pacientes alérgicos apresentam uma elevada concentração de IgE e de eosinófilos. IL 2010
  19. 19. 20 Exercícios: Manual - Páginas 154, 156, 157, 158 IL 2010

×