Ideia Projecto Planificacao

326 visualizações

Publicada em

Meios Transversais da Pintura. Linhas gerais estruturantes de um comunicação em seminário.
A Arte em geral, e a Pintura em particular, sob o ponto de vista da profissão é atravessada por uma linha plena de especificidades antecedente e sucedentes à obra.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ideia Projecto Planificacao

  1. 1. Organigrama de MTP
  2. 2. Definição do âmbito da unidade curricular. Os objetivos, os conteúdos, a metodologia, a avaliação e a bibliografia. José de Almada Negreiro, pintor com muitos meios Apresentação do programa Ideia, obra, matérias, apoios, convidar, expor, fazer, valor, apoios, públicos, noticiar, documentar.
  3. 3. NEGREIROS, José de Almada – Ensaios I, Lisboa, Editorial Estampa, 1971. www.meiotransversaisdapintura@blogspot.com goyapintor@gmail.com Compreender a Pintura como uma área do conhecimento e não apenas como uma tecnologia. Compreender que as tecnologias são meios disponíveis para a resolução dos problemas do fazer. Perceber que a obra construída tem a sua origem na natureza das «matérias» e tem sempre implicações estéticas nos «outros». Perceber a dinâmica do espaço de trabalho do artista-plástico / pintor nas épocas suas contemporânea. Distinguir, no âmbito da produção artística contemporânea, a conveniência de um trabalho individual da conveniência de um trabalho em grupo ou em equipa. Compreender a necessidade de se delimitar um campo de trabalho próprio. Conseguir uma autonomia de criação, de produção e realização artística. Explorar os meios informáticos para manipulação de fotografia, de desenho ou de texto. Dominar as ferramentas informáticas que permitem conceber, orientar, gerir e avaliar projetos. Saber intervir no espaço da Internet utilizando as redes sociais, os blogues e a construção de sites. Perceber os mecanismos da divulgação e da promoção atuais. Conhecer e aplicar os fundamentos e as metodologias da gestão de projetos Elaborar um projeto no domínio da Pintura
  4. 4. Avaliação Relatório 4: os meios logísticos (pesquisa). Currículo: exposição de competências impresso e na Internet. Blogue temático: com inserções adequadas aos objetivos da unidade curricular Meios Transversais da Pintura. Portefólio: mostrar o que se faz. Projeto: estruturar uma ideia ao longo do semestre com vista à sua realização. Relatório 1: modos de ser (pesquisa). Relatório 2: modos de fazer (pesquisa). Relatório 3: os saberes técnicos (pesquisa).
  5. 5. Bibliografia AA.VV., A Arte do Século XXI: A Humanidade das Tecnologias, coordenação de Diana Domingues, São Paulo: UNESP, 1997. LOGISTICS, Fine Art NLS: http://www.falnlc.com/ THEA, Carolee, On Curating: Interviews with Ten International Curators, Nova Iorque: Distributed Art Publishers, 2009. STILES, Kristine e SELZ, Peter, Theories and Documents of Contemporary Art, a Sourcebook of artists’ Writings. Londres, University of California Press, 1996. SALTEIRO, Ilídio «Matéria e Forma». In Com ou sem Tintas: Composição, Ainda? ,Coordenação de Isabel Sabino, Lisboa: CIEBA – FABUL, 2013, pp. 355-370. ROUGE, Isabelle de Maison, L'Art Contemporaine. Paris: Le Cavalier Bleu, 2002. FRIEDBERG, Anne, The Virtual Window, from Alberti to Microsoft. Londres: The MIT Press, 2009. NEGREIROS, José de Almada, Ensaios I, Lisboa, Editorial Estampa, 1971. OBRIST, Hans Ulrich, Uma Breve História da Curadoria, São Paulo: BEI São Paulo, 2002. MOUREAU, Nathalie, Le Marché de l'Art Contemporaine. Paris: La Découverte, 2006. CAUQUELIN, A., L'Art Contemporain (1992). Paris: PUF, 2002. BERKUN, Scott, Making Things Happen: Mastering Project Management, Cambridge, O’Reily Media, 2008. AA.VV., Percepção Estética e Públicos da Cultura, Conde, Idalina, org., Lisboa, FCG, Acarte, 1992.
  6. 6. Exercício 1 Selecionar 10 trabalhos pessoais. Porquê? Como mostrá-los?
  7. 7. Semana 2
  8. 8. Estudo Pesquisa Investigação Quando? PROJECTO IDEIAS O quê? Porquê? Para quê? Como? Quem? PLANIFICAÇÃO Referências: bibliográficas, artísticas, sociais. Calendarização Metodologia Objetivos Justificação Descrição Designação, titulo, tema, assunto
  9. 9. Apoios: Logos institucionais: Brazão (?!!!), UL (Ex.), FBAUL (Ex.). Logos económicos: CGD (Ex.) PLANIFICAÇÃO ORGANIGRAMA Pôr no plano Plantar Da visão à luz. Perspetiva. Ponto de vista. Euclides, Galileu Galilei, Newton. MAQUETA, PROTÓTIPO, MODELO, GEOMETRIA DESCRITIVA, ENSAIO, DISSERTAÇÃO. O quê? Dimensões :cm, pixeles ou inches Tamanho: kg, byte. Resolução (ppp) Matéria: sólidas, líquidas, gasosa, plásmicas. Matéria atómica, matéria negra, energia negra, antimatéria. Materialidade, imaterialidade e sustentabilidade. Suportes: meios direitos, indiretos. Logística. Espaço: interior, exterior, superfície, volume, tempo. Cálculos de viabilidade: Orçamentos.
  10. 10. PESQUISA Estudo, procura de soluções, encontro Referências Estado da “arte”?
  11. 11. Exercício 2 apresentação pp publica Exercício 1 Continuação da apresentação dos 10 trabalhos

×