SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Projeto Nós propomos! Cidadania, Sustentabilidade e Inovação
na Educação Geográfica 2014/15
Escola Secundária da Sertã
Sertã, o jardim do envelhecimento europeu? Que desafios?
4 de maio de 2015
Grupo: Inês Francisco, Liliana Mendes, Miguel Lourenço, Ricardo
Cardoso (alunos) Ilda Bicacro (professora)
Sumário
Localização da área estudada
Evolução da população do concelho, saldo natural, taxas de
natalidade, mortalidade e fecundidade
Fenómenos migratórios, saldo migratório, emigração e
êxodo rural na Sertã
Estrutura etária e projeções da população do concelho da
Sertã
Conclusões
Nós propomos!
Fundamentação e escolha do tema
Consideramos o envelhecimento da população um fenómeno que necessita de
ser tratado quer ao nível do nosso concelho quer ao nível nacional, sendo um
problema mediatizado e muito em destaque na atualidade.
Propusemo-nos conhecer o ritmo da evolução da população, mas também como
têm vindo a evoluir os níveis de fecundidade, de mortalidade e de migrações.
Queremos compreender o fenómeno para propor políticas ao nível autárquico,
mas também a nível nacional para minimizar um problema que ameaça o futuro
de todos nós.
Questões de investigação
Qual o estado de
envelhecimento da população
do concelho da Sertã?
Quais as grandes causas do
envelhecimento
populacional?
Que estratégias para
estancar o envelhecimento da
população?
Metodologia
I - Estudo
exploratório
da temática
II - Pesquisa
bibliográfica
e webgráfica
III -
Elaboração
de inquéritos
e entrevistas
IV -
Reportagens
fotográficas
V - Sessões
na CMS
sobre PDM
VI -
Tratamento
de dados
VII -
Conclusão e
proposta de
grupo
Localização da área estudada
O concelho da Sertã situa-se no sudoeste do
distrito de Castelo Branco, tendo integrado a região
do Pinhal Interior Sul - NUTS III e, desde a
publicação do Regime Jurídico da Administração
Local, de setembro de 2013, integrado na NUTS III
do Médio Tejo
Evolução da população no concelho da Sertã
10235
13456
20380
24057
27997
21503
18199
1672015880
0
5000
10000
15000
20000
25000
30000
1801 1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011
Evolução da população no concelho da
Sertã
Aumento populacional (1801 a 1960),
atingindo o pico em 1960 (27.997
habitantes)
Diminuição populacional (1960 até ao
presente). 2011- data do último
recenseamento registou-se 15.880
habitantes.
Taxa de natalidade, de mortalidade e saldo
natural
Taxa de natalidade (1992 -2012) Taxa de Mortalidade (1992-2012)
O concelho da Sertã regista uma taxa
de mortalidade próxima dos 15 por
mil – acima dos valores registados
em Portugal em igual período
Embora com picos em 1994,1997 e
2002, a taxa de natalidade sofreu
uma diminuição desde 1992 até à
atualidade.
Saldo natural
O saldo natural apresenta sempre valores negativos,
contribuindo para a diminuição da população –
consequência de forte diminuição da natalidade
Saldo Natural (1991-2012)
Saldo migratório e índice de envelhecimento
Regista-se um aumento progressivo do
envelhecimento da população:
resultado da diminuição da natalidade
e da diminuição da imigração.
O saldo migratório aumenta de 1991
até 2000 e desce desde essa data até
à atualidade – o concelho deixa de
atrair população
Estrutura etária da população
7 5 3 1 1 3 5 7
0-4
5-9
10-14
15-19
20-24
25-29
30-34
35-39
40-44
45-49
50-54
55-59
60-64
65-69
70-74
75-79
80-84
85+
Pirâmide Etária, Concelho da Sertã, 2011
Mulheres
Homens
A estrutura demográfica do concelho da Sertã, em 2011, evidencia grande
diminuição da taxa de natalidade (base muito estreita) e
elevado envelhecimento populacional (topo bastante alargado), resultado
de um aumento da esperança de vida.
Conclusões
● No nosso concelho, desde 1960 a população tem vindo sempre a
diminuir, registando 15 880 habitantes em 2011.
● Saliente-se o envelhecimento e a diminuição populacional da região
da Sertã.
● Deve salientar-se que embora seja notório o envelhecimento da
população no nosso concelho, o fenómeno pode ser contrariado com
políticas que favoreçam a natalidade.
● É necessário uma participação mais ativa dos jovens para que se
fixem neste conselho e pretendam constituir famílias numerosas.
Nós propomos!
A nível local:
Abertura de
programas de
reabilitação do centro
urbano da vila para
alojar famílias jovens e
numerosas (dois filhos
ou mais)
Prioridade na
atribuição de
empregos na vila
ou região a
pessoas com dois
ou mais filhos
A nível nacional:
Aumento do
abono de família
Aumento da
licença de
maternidade e
paternidade
Bonificação de
impostos para
famílias
numerosas
Fontes
http://www.cmserta.pt
http://sertaportodos.blogs.sapo.pt
www.ine.pt
www.pordata.pt
www.wikipédia.pt
www.sertaprincesadabeira.blogspot.comwww.mediotejo.pt
www.portugalfotografiaaerea.pt

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estatísticas Demográficas 2015
Estatísticas Demográficas 2015Estatísticas Demográficas 2015
Estatísticas Demográficas 2015Idalina Leite
 
Distribuição da população agrupado
Distribuição da população agrupadoDistribuição da população agrupado
Distribuição da população agrupado8acv
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosIlda Bicacro
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaIlda Bicacro
 
Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...
Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...
Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...A. Rui Teixeira Santos
 
10 atual populacao
10 atual populacao10 atual populacao
10 atual populacaoIlda Bicacro
 
Evolução população portuguesa
Evolução população portuguesaEvolução população portuguesa
Evolução população portuguesaLuigi J. Montieri
 
Envelhecimento 2011
Envelhecimento 2011Envelhecimento 2011
Envelhecimento 2011Ilda Bicacro
 
Análise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de PortugalAnálise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de PortugalAna Vale Costa
 
Evolução da população portuguesa – 1950/2008
Evolução da população portuguesa – 1950/2008Evolução da população portuguesa – 1950/2008
Evolução da população portuguesa – 1950/2008Idalina Leite
 
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).pptAs estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).pptIlda Bicacro
 
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesaOs principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesaMaria Rebelo
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaAna Pais
 
Evoluçao demografica em portugal
Evoluçao demografica em portugalEvoluçao demografica em portugal
Evoluçao demografica em portugalRita Ribeiro
 
População Portuguesa: evolução
População Portuguesa: evoluçãoPopulação Portuguesa: evolução
População Portuguesa: evoluçãoIdalina Leite
 
A População Portuguesa 2º Ano
A População Portuguesa   2º AnoA População Portuguesa   2º Ano
A População Portuguesa 2º Anoabarros
 

Mais procurados (20)

POPULAÇÃO
POPULAÇÃOPOPULAÇÃO
POPULAÇÃO
 
Estatísticas Demográficas 2015
Estatísticas Demográficas 2015Estatísticas Demográficas 2015
Estatísticas Demográficas 2015
 
Distribuição da população agrupado
Distribuição da população agrupadoDistribuição da população agrupado
Distribuição da população agrupado
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficos
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesa
 
Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...
Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...
Conferência do Grupo Parlamentar do MpD "Diáspora Cabo-verdiana: Desafios e O...
 
10 atual populacao
10 atual populacao10 atual populacao
10 atual populacao
 
RevisõEs Para O Teste
RevisõEs Para O TesteRevisõEs Para O Teste
RevisõEs Para O Teste
 
Resumos
ResumosResumos
Resumos
 
Evolução população portuguesa
Evolução população portuguesaEvolução população portuguesa
Evolução população portuguesa
 
Envelhecimento 2011
Envelhecimento 2011Envelhecimento 2011
Envelhecimento 2011
 
Análise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de PortugalAnálise Demográfica de Portugal
Análise Demográfica de Portugal
 
Evolução da população portuguesa – 1950/2008
Evolução da população portuguesa – 1950/2008Evolução da população portuguesa – 1950/2008
Evolução da população portuguesa – 1950/2008
 
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).pptAs estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
 
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesaOs principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
Os principais problemas sociodemográficos da população portuguesa
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesa
 
Evoluçao demografica em portugal
Evoluçao demografica em portugalEvoluçao demografica em portugal
Evoluçao demografica em portugal
 
Resumos
ResumosResumos
Resumos
 
População Portuguesa: evolução
População Portuguesa: evoluçãoPopulação Portuguesa: evolução
População Portuguesa: evolução
 
A População Portuguesa 2º Ano
A População Portuguesa   2º AnoA População Portuguesa   2º Ano
A População Portuguesa 2º Ano
 

Semelhante a Envelhecimento População Sertã

Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)Idalina Leite
 
População portuguesa_Estatísticas Demográficas
População portuguesa_Estatísticas DemográficasPopulação portuguesa_Estatísticas Demográficas
População portuguesa_Estatísticas DemográficasIdalina Leite
 
População_Estatísticas Demográficas 2014.2015
População_Estatísticas Demográficas 2014.2015População_Estatísticas Demográficas 2014.2015
População_Estatísticas Demográficas 2014.2015Idalina Leite
 
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdfEscola E.B.2,3 de Jovim Gondomar
 
Santa Marinha
Santa MarinhaSanta Marinha
Santa Marinhaana pinho
 
Esserta despovoamento do interior
Esserta despovoamento do interiorEsserta despovoamento do interior
Esserta despovoamento do interiorIlda Bicacro
 
Desequilíbrios Regionais-Coimbra
Desequilíbrios Regionais-CoimbraDesequilíbrios Regionais-Coimbra
Desequilíbrios Regionais-CoimbraJoana Aguamel
 
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)Idalina Leite
 
16 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,32
16 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,3216 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,32
16 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,32Maria Paredes
 
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transiçõesPopulação: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transiçõesRicardo de Sampaio Dagnino
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularArtur Lara
 
Evolução população portuguesa
Evolução população portuguesaEvolução população portuguesa
Evolução população portuguesaLuigi J. Montieri
 
Trabalho de geo
Trabalho de geoTrabalho de geo
Trabalho de geosss
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoRaffaella Ergün
 
Aljustrel 2014 abril
Aljustrel 2014 abril Aljustrel 2014 abril
Aljustrel 2014 abril DigitEmotions
 
População Portuguesa - HGP 6º ano - Tema F
População Portuguesa - HGP 6º ano - Tema FPopulação Portuguesa - HGP 6º ano - Tema F
População Portuguesa - HGP 6º ano - Tema FCandida64
 
GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL - 2004/2013
GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL -  2004/2013GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL -  2004/2013
GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL - 2004/2013GRAZIA TANTA
 
População e Povoamento: evolução e distribuição espacial
População e Povoamento: evolução e distribuição espacialPopulação e Povoamento: evolução e distribuição espacial
População e Povoamento: evolução e distribuição espacialIdalina Leite
 

Semelhante a Envelhecimento População Sertã (20)

Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
Retrato Territorial de Portugal (Ano de Edição 2017)
 
População portuguesa_Estatísticas Demográficas
População portuguesa_Estatísticas DemográficasPopulação portuguesa_Estatísticas Demográficas
População portuguesa_Estatísticas Demográficas
 
População_Estatísticas Demográficas 2014.2015
População_Estatísticas Demográficas 2014.2015População_Estatísticas Demográficas 2014.2015
População_Estatísticas Demográficas 2014.2015
 
Envelhecimento
EnvelhecimentoEnvelhecimento
Envelhecimento
 
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
1.1-A POPULAÇÃO EVOLUÇÃO E DIFERENÇAS REGIONAIS (parte 1).pdf
 
Santa Marinha
Santa MarinhaSanta Marinha
Santa Marinha
 
Portugal 2016
Portugal 2016Portugal 2016
Portugal 2016
 
Esserta despovoamento do interior
Esserta despovoamento do interiorEsserta despovoamento do interior
Esserta despovoamento do interior
 
Desequilíbrios Regionais-Coimbra
Desequilíbrios Regionais-CoimbraDesequilíbrios Regionais-Coimbra
Desequilíbrios Regionais-Coimbra
 
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)As pessoas 2016 8retratos demográficos)
As pessoas 2016 8retratos demográficos)
 
16 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,32
16 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,3216 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,32
16 17 trab.sel.f-12_lh2_grp4_pl+m_03,11,20,32
 
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transiçõesPopulação: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
População: Elementos demográficos para compreender o Brasil e suas transições
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
 
Evolução população portuguesa
Evolução população portuguesaEvolução população portuguesa
Evolução população portuguesa
 
Trabalho de geo
Trabalho de geoTrabalho de geo
Trabalho de geo
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - População
 
Aljustrel 2014 abril
Aljustrel 2014 abril Aljustrel 2014 abril
Aljustrel 2014 abril
 
População Portuguesa - HGP 6º ano - Tema F
População Portuguesa - HGP 6º ano - Tema FPopulação Portuguesa - HGP 6º ano - Tema F
População Portuguesa - HGP 6º ano - Tema F
 
GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL - 2004/2013
GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL -  2004/2013GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL -  2004/2013
GANHOS E PERDAS DE PODER DE COMPRA NAS TERRAS DE PORTUGAL - 2004/2013
 
População e Povoamento: evolução e distribuição espacial
População e Povoamento: evolução e distribuição espacialPopulação e Povoamento: evolução e distribuição espacial
População e Povoamento: evolução e distribuição espacial
 

Mais de Ilda Bicacro

unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfIlda Bicacro
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfIlda Bicacro
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...Ilda Bicacro
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxIlda Bicacro
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfIlda Bicacro
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxIlda Bicacro
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das criançasIlda Bicacro
 
ESS_Trocas e Baldrocas.pdf
ESS_Trocas e Baldrocas.pdfESS_Trocas e Baldrocas.pdf
ESS_Trocas e Baldrocas.pdfIlda Bicacro
 
Cernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdf
Cernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdfCernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdf
Cernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdfIlda Bicacro
 
Respeita a diferenca.pdf
Respeita a diferenca.pdfRespeita a diferenca.pdf
Respeita a diferenca.pdfIlda Bicacro
 
ESS_EspacosExterioresESS.pdf
ESS_EspacosExterioresESS.pdfESS_EspacosExterioresESS.pdf
ESS_EspacosExterioresESS.pdfIlda Bicacro
 
ESS_Dar vida as Ribeiras .pptx
ESS_Dar vida as Ribeiras .pptxESS_Dar vida as Ribeiras .pptx
ESS_Dar vida as Ribeiras .pptxIlda Bicacro
 
ESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptxESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptxIlda Bicacro
 
ESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptxESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptxIlda Bicacro
 
ESS_Org Transito Serta.pptx
ESS_Org Transito Serta.pptxESS_Org Transito Serta.pptx
ESS_Org Transito Serta.pptxIlda Bicacro
 
ESS_Campismo Caravanismo.pptx
ESS_Campismo Caravanismo.pptxESS_Campismo Caravanismo.pptx
ESS_Campismo Caravanismo.pptxIlda Bicacro
 
AES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdf
AES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdfAES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdf
AES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdfIlda Bicacro
 
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdfAES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdfIlda Bicacro
 
ESS_Mudar De...A Vida.pdf
ESS_Mudar De...A Vida.pdfESS_Mudar De...A Vida.pdf
ESS_Mudar De...A Vida.pdfIlda Bicacro
 

Mais de Ilda Bicacro (20)

unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das crianças
 
ESS_Trocas e Baldrocas.pdf
ESS_Trocas e Baldrocas.pdfESS_Trocas e Baldrocas.pdf
ESS_Trocas e Baldrocas.pdf
 
Cernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdf
Cernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdfCernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdf
Cernache do Bonjardim em (re)construcao NP 2022.pdf
 
Respeita a diferenca.pdf
Respeita a diferenca.pdfRespeita a diferenca.pdf
Respeita a diferenca.pdf
 
Pos Sec Serta.pdf
Pos Sec Serta.pdfPos Sec Serta.pdf
Pos Sec Serta.pdf
 
ESS_EspacosExterioresESS.pdf
ESS_EspacosExterioresESS.pdfESS_EspacosExterioresESS.pdf
ESS_EspacosExterioresESS.pdf
 
ESS_Dar vida as Ribeiras .pptx
ESS_Dar vida as Ribeiras .pptxESS_Dar vida as Ribeiras .pptx
ESS_Dar vida as Ribeiras .pptx
 
ESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptxESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptx
 
ESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptxESS_multiculturalidade.pptx
ESS_multiculturalidade.pptx
 
ESS_Org Transito Serta.pptx
ESS_Org Transito Serta.pptxESS_Org Transito Serta.pptx
ESS_Org Transito Serta.pptx
 
ESS_Campismo Caravanismo.pptx
ESS_Campismo Caravanismo.pptxESS_Campismo Caravanismo.pptx
ESS_Campismo Caravanismo.pptx
 
AES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdf
AES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdfAES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdf
AES_ BARCOS-SUSTENTÁVEIS-DA-SERTA-5C-21-22.pdf
 
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdfAES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
AES_ Uso Excessivo Tecnologia.pdf
 
ESS_Mudar De...A Vida.pdf
ESS_Mudar De...A Vida.pdfESS_Mudar De...A Vida.pdf
ESS_Mudar De...A Vida.pdf
 

Último

geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 

Último (20)

geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 

Envelhecimento População Sertã

  • 1. Projeto Nós propomos! Cidadania, Sustentabilidade e Inovação na Educação Geográfica 2014/15 Escola Secundária da Sertã Sertã, o jardim do envelhecimento europeu? Que desafios? 4 de maio de 2015 Grupo: Inês Francisco, Liliana Mendes, Miguel Lourenço, Ricardo Cardoso (alunos) Ilda Bicacro (professora)
  • 2. Sumário Localização da área estudada Evolução da população do concelho, saldo natural, taxas de natalidade, mortalidade e fecundidade Fenómenos migratórios, saldo migratório, emigração e êxodo rural na Sertã Estrutura etária e projeções da população do concelho da Sertã Conclusões Nós propomos!
  • 3. Fundamentação e escolha do tema Consideramos o envelhecimento da população um fenómeno que necessita de ser tratado quer ao nível do nosso concelho quer ao nível nacional, sendo um problema mediatizado e muito em destaque na atualidade. Propusemo-nos conhecer o ritmo da evolução da população, mas também como têm vindo a evoluir os níveis de fecundidade, de mortalidade e de migrações. Queremos compreender o fenómeno para propor políticas ao nível autárquico, mas também a nível nacional para minimizar um problema que ameaça o futuro de todos nós.
  • 4. Questões de investigação Qual o estado de envelhecimento da população do concelho da Sertã? Quais as grandes causas do envelhecimento populacional? Que estratégias para estancar o envelhecimento da população?
  • 5. Metodologia I - Estudo exploratório da temática II - Pesquisa bibliográfica e webgráfica III - Elaboração de inquéritos e entrevistas IV - Reportagens fotográficas V - Sessões na CMS sobre PDM VI - Tratamento de dados VII - Conclusão e proposta de grupo
  • 6. Localização da área estudada O concelho da Sertã situa-se no sudoeste do distrito de Castelo Branco, tendo integrado a região do Pinhal Interior Sul - NUTS III e, desde a publicação do Regime Jurídico da Administração Local, de setembro de 2013, integrado na NUTS III do Médio Tejo
  • 7. Evolução da população no concelho da Sertã 10235 13456 20380 24057 27997 21503 18199 1672015880 0 5000 10000 15000 20000 25000 30000 1801 1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011 Evolução da população no concelho da Sertã Aumento populacional (1801 a 1960), atingindo o pico em 1960 (27.997 habitantes) Diminuição populacional (1960 até ao presente). 2011- data do último recenseamento registou-se 15.880 habitantes.
  • 8. Taxa de natalidade, de mortalidade e saldo natural Taxa de natalidade (1992 -2012) Taxa de Mortalidade (1992-2012) O concelho da Sertã regista uma taxa de mortalidade próxima dos 15 por mil – acima dos valores registados em Portugal em igual período Embora com picos em 1994,1997 e 2002, a taxa de natalidade sofreu uma diminuição desde 1992 até à atualidade.
  • 9. Saldo natural O saldo natural apresenta sempre valores negativos, contribuindo para a diminuição da população – consequência de forte diminuição da natalidade Saldo Natural (1991-2012)
  • 10. Saldo migratório e índice de envelhecimento Regista-se um aumento progressivo do envelhecimento da população: resultado da diminuição da natalidade e da diminuição da imigração. O saldo migratório aumenta de 1991 até 2000 e desce desde essa data até à atualidade – o concelho deixa de atrair população
  • 11. Estrutura etária da população 7 5 3 1 1 3 5 7 0-4 5-9 10-14 15-19 20-24 25-29 30-34 35-39 40-44 45-49 50-54 55-59 60-64 65-69 70-74 75-79 80-84 85+ Pirâmide Etária, Concelho da Sertã, 2011 Mulheres Homens A estrutura demográfica do concelho da Sertã, em 2011, evidencia grande diminuição da taxa de natalidade (base muito estreita) e elevado envelhecimento populacional (topo bastante alargado), resultado de um aumento da esperança de vida.
  • 12. Conclusões ● No nosso concelho, desde 1960 a população tem vindo sempre a diminuir, registando 15 880 habitantes em 2011. ● Saliente-se o envelhecimento e a diminuição populacional da região da Sertã. ● Deve salientar-se que embora seja notório o envelhecimento da população no nosso concelho, o fenómeno pode ser contrariado com políticas que favoreçam a natalidade. ● É necessário uma participação mais ativa dos jovens para que se fixem neste conselho e pretendam constituir famílias numerosas.
  • 13. Nós propomos! A nível local: Abertura de programas de reabilitação do centro urbano da vila para alojar famílias jovens e numerosas (dois filhos ou mais) Prioridade na atribuição de empregos na vila ou região a pessoas com dois ou mais filhos A nível nacional: Aumento do abono de família Aumento da licença de maternidade e paternidade Bonificação de impostos para famílias numerosas