SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
A
REORGANIZAÇÃO
DA REDE
URBANA
Fig. Trânsito intenso em Lisboa.
Fig. Braga passou de 93 mil habitantes em 1991 para 131 mil em 2011.
REORGANIZAÇÃO DA REDE URBANA
As assimetrias territoriais, assim como os desequilíbrios da rede
urbana nacional potenciam problemas como a má ocupação do espaço
e as deseconomias de aglomeração.
Pág. 141
Fig. Cidade de Castelo Branco.
O PAPEL DAS CIDADES MÉDIAS
Fig. Cidades médias que não se incluem nas Áreas
Metropolitanas de Lisboa e do Porto (2011).
O contributo das cidades com uma dimensão média é fundamental para
criar dinamismo económico e social, proporcionando as vantagens das
economias de aglomeração, que atraem as atividades económicas e
criam condições para a fixação populacional sem as desvantagens da
concentração excessiva.
Pág. 142
Fig. Cidade da Guarda.
O PAPEL DAS CIDADES MÉDIAS
CENTROS URBANOS DE MÉDIA DIMENSÃO
Redução das assimetrias territoriais
 Dinamizam as respetivas áreas de influência.
 Estendem os benefícios do seu desenvolvimento às
áreas rurais envolventes.
 Oferecem serviços essenciais para a qualidade de vida
da população e o desempenho das empresas.
Redistribuição da população e atividades económicas
Programa Polis / PROSIURB
 Capacidade de criar emprego.
 Oferecer diversidade e qualidade de bens.
 Disponibilizar serviços qualificados em áreas como a
saúde, educação ou inovação e formação profissional.
 Valorização de potencialidades regionais e recursos endógenos.
 Investimento em atividades económicas, equipamentos e
infraestruturas que elevem a qualidade de vida.
Pág. 143
REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO
Fig. Conetividade interurbana, 2001.
Um maior equilíbrio territorial exige a
reorganização e o desenvolvimento de
uma rede urbana policêntrica e
equilibrada, em que exista
articulação e complementaridade
funcional de proximidade entre
centros urbanos de diferentes
dimensões.
Pág. 144
REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO
O reforço da articulação da rede urbana pressupõe também a
especialização dos diferentes centros, de modo a tirar melhor partido
dos recursos.
Fig. Cidade de Leiria.
Pág. 144
Fig. Cidade de Guimarães.
REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO
A melhoria das ligações rodoviárias e ferroviárias interurbanas
Complementaridade dos centros nas redes de proximidade.
ECONOMIAS DE ESCALA.
Gestão mais eficaz dos recursos disponíveis
Pág. 145
Fig. Cidade de Viana do Castelo.
REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO
Para o desenvolvimento de condições que favoreçam o equilíbrio da rede
urbana, torna-se necessário que exista uma coordenação entre os
diferentes níveis de decisão e de planeamento e ordenamento do
território, desde o central ao local.
Pág. 145
Fig. Cidade de Évora.
A INSERÇÃO NA REDE URBANA EUROPEIA
A dinâmica económica das regiões depende muito da capacidade que as
cidades têm para se afirmarem internacionalmente, projetando a região
e o país.
Pág. 146
Fig. Cidade de Aveiro.
A posição hierárquica das cidades mede-se:
 dimensão demográfica;
 capacidade para atrair população;
 importância das funções que contribuem para o seu dinamismo;
 qualificação da mão de obra;
 relevância das atividades de investigação e desenvolvimento.
A INSERÇÃO NA REDE URBANA EUROPEIA
Pág. 147
A INSERÇÃO NA REDE URBANA EUROPEIA
Fig. Nível de
internacionalização
das cidades europeias
(2007).
Na rede urbana da
União Europeia, o
sistema urbano
português, destaca-se
apenas pelas cidades
de Lisboa e Porto
Pág. 147
POSIÇÃO INTERNACIONAL DE LISBOA E PORTO...
A abertura económica ao exterior constitui também uma das formas de
internacionalização e projeção externa das cidades.
Fig. Rede de
cidades a um
dia de viagem
em transporte
ferroviário.
Fig. Rede de
cidades a um
dia de viagem
em transporte
aéreo.
Lisboa e Porto constituem as cidades portuguesas com maior
expressão internacional.
Fig. Praça de Lisboa, Porto. Fig. Vista sobre a cidade de Lisboa.
Pág. 148
POSIÇÃO INTERNACIONAL DE LISBOA E PORTO...
Porém, no contexto
europeu, a posição
geográfica periférica,
dificulta a interação com
outras cidades e regiões
ou a integração em
dinâmicas de regiões
urbanas mais
desenvolvidas.
Fig. Regiões europeias de redes de conhecimento (2007).
Pág. 148
Fig. Feira Internacional de Lisboa.
... E OPORTUNIDADES PARA AS CIDADES MÉDIAS
O poder de atração das cidades avalia-
se pela capacidade de atrair sedes de
empresas multinacionais.
Fig. Posição de Lisboa no ranking das melhores
cidades para localização de empresas (2010).
Pág. 149
Lisboa é ainda a única cidade portuguesa
representada no ranking das melhores
cidades para localização de empresas.
Embora surgindo a meio da tabela nas
melhores cidades europeias para
negócios, a sua posição é fraca no que
respeita a alguns fatores essenciais:
 facilidade de acesso aos mercados;
 ligações interurbanas e
internacionais.
Fig. Cidade de Coimbra.Fig. Funchal, Madeira.
... E OPORTUNIDADES PARA AS CIDADES MÉDIAS
As cidades médias podem também promover-se a nível nacional e
internacional.
 Aveiro, Braga e Coimbra, com a aposta na inovação e
desenvolvimento científico, ligada aos núcleos universitários.
 Faro e Funchal, com dinâmicas e eventos de promoção do turismo. muitas cidades portuguesas que participam em redes como as
cidades sustentáveis ou as cidades solidárias, a nível comunitário.
Pág. 149
Fig. Cidade de Faro.
... E OPORTUNIDADES PARA AS CIDADES MÉDIAS
 A melhoria das redes de transporte.
 Articulação entre os diferentes centros do sistema urbano nacional.
 Interligação aos grandes eixos urbanos europeus.
 Estabelecimento de alianças interurbanas regionais.
 Participação em redes internacionais de cooperação interurbana.
 A emergência de novas dinâmicas de desenvolvimento.
 Reconhecimento do papel das novas tecnologias.
 Influência local e regional dos polos de ensino superior.
FORMAS DE PROMOÇÃO
Pág. 149
Pág. 141 a 149
Verificar resposta
ATIVIDADE:
1 – Elabore um pequeno texto sobre a
importância dos centros urbanos de média
dimensão.
O PAPEL DAS CIDADES MÉDIAS
Fig. Cidades médias que não se incluem nas Áreas
Metropolitanas de Lisboa e do Porto (2011).
FIM DA
APRESENTAÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Rede Urbana Nacional
A Rede Urbana NacionalA Rede Urbana Nacional
A Rede Urbana NacionalMaria Adelaide
 
As fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agráriosAs fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agráriosIlda Bicacro
 
eografiaA organização das áreas urbanas
eografiaA organização das áreas urbanaseografiaA organização das áreas urbanas
eografiaA organização das áreas urbanasbruno oliveira
 
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...713773
 
A agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comumA agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comumIlda Bicacro
 
A organização das áreas urbanas
A organização das áreas urbanasA organização das áreas urbanas
A organização das áreas urbanasIlda Bicacro
 
Geografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - TransportesGeografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - TransportesRaffaella Ergün
 
A inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeiasA inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeiasIlda Bicacro
 
As novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas ruraisAs novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas ruraisIlda Bicacro
 
As características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º Ano
As características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º AnoAs características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º Ano
As características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º Ano713773
 
Rede urbana rel_cidade-campo
Rede urbana rel_cidade-campoRede urbana rel_cidade-campo
Rede urbana rel_cidade-campoIlda Bicacro
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteIlda Bicacro
 
áReas funcionais
áReas funcionaisáReas funcionais
áReas funcionaisPocarolas
 
As áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºanoAs áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºanoRita Pontes
 
A distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicaçãoA distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicaçãoIlda Bicacro
 
As áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º ano
As áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º anoAs áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º ano
As áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º ano713773
 

Mais procurados (20)

A Rede Urbana Nacional
A Rede Urbana NacionalA Rede Urbana Nacional
A Rede Urbana Nacional
 
As fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agráriosAs fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agrários
 
eografiaA organização das áreas urbanas
eografiaA organização das áreas urbanaseografiaA organização das áreas urbanas
eografiaA organização das áreas urbanas
 
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
 
A agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comumA agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comum
 
A organização das áreas urbanas
A organização das áreas urbanasA organização das áreas urbanas
A organização das áreas urbanas
 
Geografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - TransportesGeografia A 11 ano - Transportes
Geografia A 11 ano - Transportes
 
A inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeiasA inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeias
 
As novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas ruraisAs novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas rurais
 
As características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º Ano
As características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º AnoAs características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º Ano
As características da rede urbana: o caso de Portugal - Geografia 11º Ano
 
As Cidades Cbd
As Cidades CbdAs Cidades Cbd
As Cidades Cbd
 
Rede urbana rel_cidade-campo
Rede urbana rel_cidade-campoRede urbana rel_cidade-campo
Rede urbana rel_cidade-campo
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporte
 
Geografia11ºano
Geografia11ºanoGeografia11ºano
Geografia11ºano
 
Cidades médias
Cidades  médiasCidades  médias
Cidades médias
 
áReas funcionais
áReas funcionaisáReas funcionais
áReas funcionais
 
As áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºanoAs áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºano
 
Características da agricultura portuguesa
Características da agricultura portuguesaCaracterísticas da agricultura portuguesa
Características da agricultura portuguesa
 
A distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicaçãoA distribuição espacial das redes de comunicação
A distribuição espacial das redes de comunicação
 
As áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º ano
As áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º anoAs áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º ano
As áreas metropolitanas de Lisboa e Porto - Geografia 11º ano
 

Destaque

Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsIlda Bicacro
 
Areas urbanas
Areas urbanasAreas urbanas
Areas urbanasmanjosp
 
As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeia
As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeiaAs regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeia
As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeiaIlda Bicacro
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoIlda Bicacro
 
A valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitária
A valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitáriaA valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitária
A valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitáriaIlda Bicacro
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosIlda Bicacro
 
A OrganizaçãO Das áReas Urbanas
A OrganizaçãO Das áReas UrbanasA OrganizaçãO Das áReas Urbanas
A OrganizaçãO Das áReas UrbanasMaria Adelaide
 
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - GeografiaAna Vilardouro
 
O papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficos
O papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficosO papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficos
O papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficosIlda Bicacro
 
A expansão urbana
A expansão urbanaA expansão urbana
A expansão urbanaIlda Bicacro
 
2ºconselho eco16 17
2ºconselho eco16 172ºconselho eco16 17
2ºconselho eco16 17Ilda Bicacro
 
Território português
Território portuguêsTerritório português
Território portuguêsIlda Bicacro
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosIlda Bicacro
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaIlda Bicacro
 
Os desafios para portugal do alargamento da união europeia
Os desafios para portugal do alargamento da união europeiaOs desafios para portugal do alargamento da união europeia
Os desafios para portugal do alargamento da união europeiaIlda Bicacro
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticosIlda Bicacro
 
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)Ilda Bicacro
 
Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)Ilda Bicacro
 

Destaque (19)

Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
 
Areas urbanas
Areas urbanasAreas urbanas
Areas urbanas
 
As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeia
As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeiaAs regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeia
As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da união europeia
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
 
A valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitária
A valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitáriaA valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitária
A valorização ambiental em portugal e a política ambiental comunitária
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
 
A OrganizaçãO Das áReas Urbanas
A OrganizaçãO Das áReas UrbanasA OrganizaçãO Das áReas Urbanas
A OrganizaçãO Das áReas Urbanas
 
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
 
O papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficos
O papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficosO papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficos
O papel das tic no dinamismo dos diferentes espaços geográficos
 
A expansão urbana
A expansão urbanaA expansão urbana
A expansão urbana
 
2ºconselho eco16 17
2ºconselho eco16 172ºconselho eco16 17
2ºconselho eco16 17
 
Território português
Território portuguêsTerritório português
Território português
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficos
 
Problemas urbanos
Problemas urbanosProblemas urbanos
Problemas urbanos
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
 
Os desafios para portugal do alargamento da união europeia
Os desafios para portugal do alargamento da união europeiaOs desafios para portugal do alargamento da união europeia
Os desafios para portugal do alargamento da união europeia
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
 
Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)
 

Semelhante a A reorganização da rede urbana

A reorganizacao da_rede_urbana
A reorganizacao da_rede_urbanaA reorganizacao da_rede_urbana
A reorganizacao da_rede_urbanaIlda Bicacro
 
A reorganização da rede urbana.ppt
A reorganização da rede urbana.pptA reorganização da rede urbana.ppt
A reorganização da rede urbana.pptGinaEspenica1
 
11 app-características rede urbana (1)
11 app-características rede urbana (1)11 app-características rede urbana (1)
11 app-características rede urbana (1)bruno oliveira
 
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansãoIdalina Leite
 
GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...
GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...
GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...SusanaP5
 
Ficha de revisoes cidades medias etc
Ficha de revisoes cidades medias etcFicha de revisoes cidades medias etc
Ficha de revisoes cidades medias etcCacilda Basto
 
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo AulaVídeo Aulas Apoio
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - Urbanização
 www.videoaulagratisapoio.com.br - Urbanização www.videoaulagratisapoio.com.br - Urbanização
www.videoaulagratisapoio.com.br - UrbanizaçãoVideo Aulas Apoio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Urbanização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Urbanizaçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Urbanização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - UrbanizaçãoAulasEnsinoMedio
 
CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?
CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?
CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?Idalina Leite
 
Correção teste5 fev
Correção teste5 fevCorreção teste5 fev
Correção teste5 fevmanjosp
 
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIOEQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIOCláudio Carneiro
 
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIOEQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIOCláudio Carneiro
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
UrbanizacaoAlmir
 
A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...
A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...
A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...Prefeitura de Olinda
 
Apresentação3 revisão provão 2 ano
Apresentação3 revisão provão 2 anoApresentação3 revisão provão 2 ano
Apresentação3 revisão provão 2 anoMatheus Boniatti
 

Semelhante a A reorganização da rede urbana (20)

A reorganizacao da_rede_urbana
A reorganizacao da_rede_urbanaA reorganizacao da_rede_urbana
A reorganizacao da_rede_urbana
 
A reorganização da rede urbana.ppt
A reorganização da rede urbana.pptA reorganização da rede urbana.ppt
A reorganização da rede urbana.ppt
 
11 app-características rede urbana (1)
11 app-características rede urbana (1)11 app-características rede urbana (1)
11 app-características rede urbana (1)
 
gA expansão urbana
gA expansão urbanagA expansão urbana
gA expansão urbana
 
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
9ºano: Cidades, critérios de definição e formas de expansão
 
GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...
GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...
GEOGRAFIA 8 ANO. MANUAL MAPA MUNDOcidades_ principais áreas de fixação humana...
 
Ficha de revisoes cidades medias etc
Ficha de revisoes cidades medias etcFicha de revisoes cidades medias etc
Ficha de revisoes cidades medias etc
 
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aulawww.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
www.centroapoio.com - Geografia - Urbanização - Vídeo Aula
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - Urbanização
 www.videoaulagratisapoio.com.br - Urbanização www.videoaulagratisapoio.com.br - Urbanização
www.videoaulagratisapoio.com.br - Urbanização
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Urbanização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Urbanizaçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Urbanização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Urbanização
 
CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?
CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?
CIDADES INTELIGENTES, "SMART CITIES", um novo paradigma urbano?
 
A ExpansãO Urbana
A ExpansãO UrbanaA ExpansãO Urbana
A ExpansãO Urbana
 
Geografia – brasil rede urbana 01 – 2014
Geografia – brasil rede urbana 01 – 2014Geografia – brasil rede urbana 01 – 2014
Geografia – brasil rede urbana 01 – 2014
 
Correção teste5 fev
Correção teste5 fevCorreção teste5 fev
Correção teste5 fev
 
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIOEQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
 
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIOEQUIPAMENTOS  E INFRA-ESTRUTURAS  DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
EQUIPAMENTOS E INFRA-ESTRUTURAS DE VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
 
9º ano_Aula nº3
9º ano_Aula nº39º ano_Aula nº3
9º ano_Aula nº3
 
A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...
A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...
A Visão de Futuro: Visão de Cidade e a Construção do Plano de Mobilidade Urba...
 
Apresentação3 revisão provão 2 ano
Apresentação3 revisão provão 2 anoApresentação3 revisão provão 2 ano
Apresentação3 revisão provão 2 ano
 

Mais de Ilda Bicacro

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptxProjeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptxIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...Ilda Bicacro
 
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"Ilda Bicacro
 
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptxESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptxIlda Bicacro
 
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! SertãConstrução (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! SertãIlda Bicacro
 
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfIlda Bicacro
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfIlda Bicacro
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...Ilda Bicacro
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxIlda Bicacro
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfIlda Bicacro
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxIlda Bicacro
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das criançasIlda Bicacro
 

Mais de Ilda Bicacro (20)

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptxProjeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
 
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
 
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
 
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
 
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptxESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
 
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! SertãConstrução (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
 
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das crianças
 

Último

Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarDouglasVasconcelosMa
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdflbgsouza
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.FLAVIA LEZAN
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 

Último (20)

Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 

A reorganização da rede urbana

  • 2. Fig. Trânsito intenso em Lisboa. Fig. Braga passou de 93 mil habitantes em 1991 para 131 mil em 2011. REORGANIZAÇÃO DA REDE URBANA As assimetrias territoriais, assim como os desequilíbrios da rede urbana nacional potenciam problemas como a má ocupação do espaço e as deseconomias de aglomeração. Pág. 141
  • 3. Fig. Cidade de Castelo Branco. O PAPEL DAS CIDADES MÉDIAS Fig. Cidades médias que não se incluem nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto (2011). O contributo das cidades com uma dimensão média é fundamental para criar dinamismo económico e social, proporcionando as vantagens das economias de aglomeração, que atraem as atividades económicas e criam condições para a fixação populacional sem as desvantagens da concentração excessiva. Pág. 142
  • 4. Fig. Cidade da Guarda. O PAPEL DAS CIDADES MÉDIAS CENTROS URBANOS DE MÉDIA DIMENSÃO Redução das assimetrias territoriais  Dinamizam as respetivas áreas de influência.  Estendem os benefícios do seu desenvolvimento às áreas rurais envolventes.  Oferecem serviços essenciais para a qualidade de vida da população e o desempenho das empresas. Redistribuição da população e atividades económicas Programa Polis / PROSIURB  Capacidade de criar emprego.  Oferecer diversidade e qualidade de bens.  Disponibilizar serviços qualificados em áreas como a saúde, educação ou inovação e formação profissional.  Valorização de potencialidades regionais e recursos endógenos.  Investimento em atividades económicas, equipamentos e infraestruturas que elevem a qualidade de vida. Pág. 143
  • 5. REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO Fig. Conetividade interurbana, 2001. Um maior equilíbrio territorial exige a reorganização e o desenvolvimento de uma rede urbana policêntrica e equilibrada, em que exista articulação e complementaridade funcional de proximidade entre centros urbanos de diferentes dimensões. Pág. 144
  • 6. REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO O reforço da articulação da rede urbana pressupõe também a especialização dos diferentes centros, de modo a tirar melhor partido dos recursos. Fig. Cidade de Leiria. Pág. 144
  • 7. Fig. Cidade de Guimarães. REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO A melhoria das ligações rodoviárias e ferroviárias interurbanas Complementaridade dos centros nas redes de proximidade. ECONOMIAS DE ESCALA. Gestão mais eficaz dos recursos disponíveis Pág. 145
  • 8. Fig. Cidade de Viana do Castelo. REDES DE TRANSPORTE E ARTICULAÇÃO DO SISTEMA URBANO Para o desenvolvimento de condições que favoreçam o equilíbrio da rede urbana, torna-se necessário que exista uma coordenação entre os diferentes níveis de decisão e de planeamento e ordenamento do território, desde o central ao local. Pág. 145
  • 9. Fig. Cidade de Évora. A INSERÇÃO NA REDE URBANA EUROPEIA A dinâmica económica das regiões depende muito da capacidade que as cidades têm para se afirmarem internacionalmente, projetando a região e o país. Pág. 146
  • 10. Fig. Cidade de Aveiro. A posição hierárquica das cidades mede-se:  dimensão demográfica;  capacidade para atrair população;  importância das funções que contribuem para o seu dinamismo;  qualificação da mão de obra;  relevância das atividades de investigação e desenvolvimento. A INSERÇÃO NA REDE URBANA EUROPEIA Pág. 147
  • 11. A INSERÇÃO NA REDE URBANA EUROPEIA Fig. Nível de internacionalização das cidades europeias (2007). Na rede urbana da União Europeia, o sistema urbano português, destaca-se apenas pelas cidades de Lisboa e Porto Pág. 147
  • 12. POSIÇÃO INTERNACIONAL DE LISBOA E PORTO... A abertura económica ao exterior constitui também uma das formas de internacionalização e projeção externa das cidades. Fig. Rede de cidades a um dia de viagem em transporte ferroviário. Fig. Rede de cidades a um dia de viagem em transporte aéreo. Lisboa e Porto constituem as cidades portuguesas com maior expressão internacional. Fig. Praça de Lisboa, Porto. Fig. Vista sobre a cidade de Lisboa. Pág. 148
  • 13. POSIÇÃO INTERNACIONAL DE LISBOA E PORTO... Porém, no contexto europeu, a posição geográfica periférica, dificulta a interação com outras cidades e regiões ou a integração em dinâmicas de regiões urbanas mais desenvolvidas. Fig. Regiões europeias de redes de conhecimento (2007). Pág. 148
  • 14. Fig. Feira Internacional de Lisboa. ... E OPORTUNIDADES PARA AS CIDADES MÉDIAS O poder de atração das cidades avalia- se pela capacidade de atrair sedes de empresas multinacionais. Fig. Posição de Lisboa no ranking das melhores cidades para localização de empresas (2010). Pág. 149 Lisboa é ainda a única cidade portuguesa representada no ranking das melhores cidades para localização de empresas. Embora surgindo a meio da tabela nas melhores cidades europeias para negócios, a sua posição é fraca no que respeita a alguns fatores essenciais:  facilidade de acesso aos mercados;  ligações interurbanas e internacionais.
  • 15. Fig. Cidade de Coimbra.Fig. Funchal, Madeira. ... E OPORTUNIDADES PARA AS CIDADES MÉDIAS As cidades médias podem também promover-se a nível nacional e internacional.  Aveiro, Braga e Coimbra, com a aposta na inovação e desenvolvimento científico, ligada aos núcleos universitários.  Faro e Funchal, com dinâmicas e eventos de promoção do turismo. muitas cidades portuguesas que participam em redes como as cidades sustentáveis ou as cidades solidárias, a nível comunitário. Pág. 149
  • 16. Fig. Cidade de Faro. ... E OPORTUNIDADES PARA AS CIDADES MÉDIAS  A melhoria das redes de transporte.  Articulação entre os diferentes centros do sistema urbano nacional.  Interligação aos grandes eixos urbanos europeus.  Estabelecimento de alianças interurbanas regionais.  Participação em redes internacionais de cooperação interurbana.  A emergência de novas dinâmicas de desenvolvimento.  Reconhecimento do papel das novas tecnologias.  Influência local e regional dos polos de ensino superior. FORMAS DE PROMOÇÃO Pág. 149
  • 17. Pág. 141 a 149 Verificar resposta ATIVIDADE: 1 – Elabore um pequeno texto sobre a importância dos centros urbanos de média dimensão. O PAPEL DAS CIDADES MÉDIAS Fig. Cidades médias que não se incluem nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto (2011).