SomosTodosEspeciaisEscola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Santo AntónioFunchal1ª Categoria Ano Letivo: 2012/2013
Onde estamos?
- Fica situada no concelho do Funchal.- É constituída por seis pisos, dois polidesportivos e umginásio. Junto ao amplo esp...
As características do meio em que a escola estáinserida (zona economicamente desfavorecida e rodeadapor oito bairros socia...
Além dos currículos oficiais existem várias áreas decomplementos à formação dos alunos, tais como:clubes, salas de ativida...
1 - N.º de alunos com N.E.E.: 712 - N.º total de alunos: 735A Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António…1 2
Naquilo em que acreditamos…O que nos marca é a diferença….
Na forma como mostramos aquilo quesabemos…
Em como colocamos em prática aquiloque aprendemos…
Na forma como nos divertimos…
Na forma como captamos o mundoque nos rodeia…
Na forma como a escola nos tornaainda mais felizes…
No modo em como nos mantemosinformados…
Na forma como procuramos chegar aosoutros…
Valorizando pequenos grandes gestos…
No modo como nos empenhamos emtudo aquilo que fazemos…
Na forma como acreditamos e sabemosque é possível...
Atingir os nossos objetivos!
História a váriasmãosElaborada pelos alunos da turma dePercursos Curriculares Alternativosdo6.º ano
Num reino encantado, viviam pessoasespeciais. As casas eram bem bonitas, cheiasde alegria e tinham um encanto mágico, pois...
Davam grandes passeios pelosjardins, conversavam, riam e divertiam-se muitojuntos.Até que chegou a vez de Margarida contar...
De súbito, começou a ouvir a voz dopássaro, que lhe dizia para não ficar triste, poisiria ajudá-la a resolver a situação.O...
Foi então que o animal surpreendeu toda agente. Retirou uma das suas mais belas penase, por arte de magia, quebrou o desen...
Porém, o pássaro amigo, ao arrancar a suapena, iniciou a contagem decrescente para oseu fim.A Margarida, quando percebeu o...
Barreiras e SoluçõesPequena rampa
Barreiras e SoluçõesAcesso ao Conselho ExecutivoCadeira elevatória
Barreiras e SoluçõesAcesso ao Gabinete de Educação EspecialOutro espaço
Barreiras e SoluçõesPiso em borracha
Barreiras e SoluçõesPorta da biblioteca, a abrir para fora Porta automática
Barreiras….Rua principal de acesso à escolaRua sem passeios ou rampas
E SOLUÇÕES?
… e Soluções?• A escola já comunicou à Câmara Municipal doFunchal a necessidade urgente da construçãode um passeio e de um...
AcessibilidadesEntrada da escolaA saída do Pátio de Recreio eentrada para o sexto andar.
O pavimento de fácil acesso àpapelaria e à reprografia, paraos alunos com cadeira derodas.Rampa de fácil acessopara o camp...
AcessibilidadesRampa de acesso ao campo de futebol.
Incluindo crianças e jovens com N.E.E. na Escola• Turmas de ensino regular;• Turma de Percursos Curriculares Alternativos;...
O que a nossa escola tem ainda para nos oferecer…• Clube de Pintura;• Modalidades Artísticas vertente teatro;• Modalidades...
Sou uma pessoa. Estou aqui. Este é o meu MUNDO. Deixem-mepertencer, estar, ser, participar…
A realidade em que vivemos, oscila entre igualdades edesigualdades, direitos e deveres, cada um de nós écorresponsável pel...
 Docentes da turma dos Percursos Curriculares Alternativos Professor Rafael Freitas Professor Marco Catarino Professor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Somos todosespeciais final

1.074 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Somos todosespeciais final

  1. 1. SomosTodosEspeciaisEscola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Santo AntónioFunchal1ª Categoria Ano Letivo: 2012/2013
  2. 2. Onde estamos?
  3. 3. - Fica situada no concelho do Funchal.- É constituída por seis pisos, dois polidesportivos e umginásio. Junto ao amplo espaço do jardim está situada acasa antiga da Quinta Josefina onde funcionam algunsserviços desta escola, nomeadamente: os serviçosadministrativos, a sala de Direção de Turma e o gabinetedo Conselho Executivo.- O terreno onde se encontra tem um declive muitoacentuado, daí a diferença de pisos nas alas. Este factocondiciona muito o funcionamento da escola uma vezque implica a circulação na vertical pelo interior daescola.A Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António…
  4. 4. As características do meio em que a escola estáinserida (zona economicamente desfavorecida e rodeadapor oito bairros sociais) e o nível etário dos alunosexigem que, a par do rigor que a educação terá sempreque ter, haja também alguma flexibilidade que facilite aintegração, a interação e a aceitação da própria escola nomeio que a rodeia. Esta é uma escola que oferece umrazoável desenvolvimento tecnológico.A Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António…
  5. 5. Além dos currículos oficiais existem várias áreas decomplementos à formação dos alunos, tais como:clubes, salas de atividades e concursos. A sua missão -educar os alunos para os valores e prepará-los para a vidaativa e/ou para ensino secundário, permitindo-lhes assimuma integração plena na sociedade - obriga a que a escolaesteja atenta ao meio que a envolve, fomentando ainclusão e combatendo o insucesso e o abandono escolardos alunos.A Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António…
  6. 6. 1 - N.º de alunos com N.E.E.: 712 - N.º total de alunos: 735A Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António…1 2
  7. 7. Naquilo em que acreditamos…O que nos marca é a diferença….
  8. 8. Na forma como mostramos aquilo quesabemos…
  9. 9. Em como colocamos em prática aquiloque aprendemos…
  10. 10. Na forma como nos divertimos…
  11. 11. Na forma como captamos o mundoque nos rodeia…
  12. 12. Na forma como a escola nos tornaainda mais felizes…
  13. 13. No modo em como nos mantemosinformados…
  14. 14. Na forma como procuramos chegar aosoutros…
  15. 15. Valorizando pequenos grandes gestos…
  16. 16. No modo como nos empenhamos emtudo aquilo que fazemos…
  17. 17. Na forma como acreditamos e sabemosque é possível...
  18. 18. Atingir os nossos objetivos!
  19. 19. História a váriasmãosElaborada pelos alunos da turma dePercursos Curriculares Alternativosdo6.º ano
  20. 20. Num reino encantado, viviam pessoasespeciais. As casas eram bem bonitas, cheiasde alegria e tinham um encanto mágico, poisnesse reino liam--se muitas históriascarregadas de fantasia.Cada dia, uma criança diferente narrava umahistória. Mas se uma criança se esquecesse decontar a sua história, todas as outras perdiamos seus dons especiais.Certa vez, uma menina muito bonita passeavapor uma rua ladeada de flores quandoencontrou um pássaro belíssimo.A Margarida, porque era assim que ela sechamava, ficou radiante com o seu novo amigoe quis levá-lo para casa. O animal tinhacaracterísticas especiais e a admiração damenina foi enorme quando percebeu que opássaro falava. Com o passar dos dias, os doistornaram-se inseparáveis.
  21. 21. Davam grandes passeios pelosjardins, conversavam, riam e divertiam-se muitojuntos.Até que chegou a vez de Margarida contar ahistória. No entanto, como andava muitoocupada com o seu novocompanheiro, esqueceu-se do seu dever.Por essa razão, o reino encantado ficou sem oseu encanto. Tudo ficou escuro e todosenvelheceram de repente.Entretanto, a menina deu-se conta da desgraçaque tinha causado a todos oshabitantes, incluindo a si própria.Como deixou de haver luz, tudo começou amudar. As plantas começaram a morrer e oshabitantes deixaram de ter alimentos paracomer. Deixaram de conseguir mover-se peloreino, pois além de não conseguirem ver, porterem falta de luz, estavam velhos.
  22. 22. De súbito, começou a ouvir a voz dopássaro, que lhe dizia para não ficar triste, poisiria ajudá-la a resolver a situação.O pássaro, sabendo que tinha um dommágico, resolveu utilizá-lo para a sua amigaespecial. Assim, mandou reunir todos oshabitantes na biblioteca local.Na hora marcada, todos estavam presentes.Foi difícil a comunicação entre o pássaro e aspessoas, pois todos estavam revoltados com aave.Achavam-na culpada por toda aquela situação.E a menina, muito curiosa para saber o que opássaro iria dizer, ficou atrás de uma árvore aescutar. O seu amigo dizia a todos que a culpadaquilo que tinha acontecido era dele e não dasua amiga, que sempre fora fiel ao seu povo.
  23. 23. Foi então que o animal surpreendeu toda agente. Retirou uma das suas mais belas penase, por arte de magia, quebrou o desencantoque se instalara naquele lugar devido ànegligência de Margarida. A escuridãodesapareceu, as plantas começaramrapidamente a crescer e os homens e mulheresdo reino voltaram a possuir as suas antigascaracterísticas.O encanto tinha regressado e todos tinham asua felicidade de volta. Então, os residenteschamaram a menina para se juntar a eles ecelebrarem toda aquela felicidade.
  24. 24. Porém, o pássaro amigo, ao arrancar a suapena, iniciou a contagem decrescente para oseu fim.A Margarida, quando percebeu o que estava aacontecer ao seu amigo, não pôde evitar aslágrimas, que começaram a cair em cima doanimal moribundo.Este, ao sentir o quanto ela o amava, iniciouum conjunto de transformações.Deitado no chão, no lugar dopássaro, encontrava-se agora um lindojovem, pelo qual se apaixonou e com quemviria a casar para ser feliz para o resto da suavida.
  25. 25. Barreiras e SoluçõesPequena rampa
  26. 26. Barreiras e SoluçõesAcesso ao Conselho ExecutivoCadeira elevatória
  27. 27. Barreiras e SoluçõesAcesso ao Gabinete de Educação EspecialOutro espaço
  28. 28. Barreiras e SoluçõesPiso em borracha
  29. 29. Barreiras e SoluçõesPorta da biblioteca, a abrir para fora Porta automática
  30. 30. Barreiras….Rua principal de acesso à escolaRua sem passeios ou rampas
  31. 31. E SOLUÇÕES?
  32. 32. … e Soluções?• A escola já comunicou à Câmara Municipal doFunchal a necessidade urgente da construçãode um passeio e de uma alteração ao trânsito(um sentido único).• Aguardamos por uma resposta por parte destaentidade.
  33. 33. AcessibilidadesEntrada da escolaA saída do Pátio de Recreio eentrada para o sexto andar.
  34. 34. O pavimento de fácil acesso àpapelaria e à reprografia, paraos alunos com cadeira derodas.Rampa de fácil acessopara o campo de futebol.Acessibilidades
  35. 35. AcessibilidadesRampa de acesso ao campo de futebol.
  36. 36. Incluindo crianças e jovens com N.E.E. na Escola• Turmas de ensino regular;• Turma de Percursos Curriculares Alternativos;• Cursos de Educação em Formação(Eletricidade, Práticas Comerciais, Informática)• Currículos Específicos Individuais• Experiências pré-profissionais celebradasatravés protocolos com empresas ouinstituições (serviçosgerais, agricultura, jardinagem, lavandaria).
  37. 37. O que a nossa escola tem ainda para nos oferecer…• Clube de Pintura;• Modalidades Artísticas vertente teatro;• Modalidades Artísticas vertentecordofones;• Modalidades Artísticas vertente pintura;• Clube Europeu;• Educação e Prevenção Rodoviária;• Educação para a Sexualidade e Afetos;• Projeto Atlante;• Desporto Escolar;• Projeto das Ciências;• Projeto Ecoescolas;• Rede de Bufetes Saudáveis;• Projeto de Animação Cultural;• Construmatic;• Baú de Leitura.
  38. 38. Sou uma pessoa. Estou aqui. Este é o meu MUNDO. Deixem-mepertencer, estar, ser, participar…
  39. 39. A realidade em que vivemos, oscila entre igualdades edesigualdades, direitos e deveres, cada um de nós écorresponsável pela construção de uma sociedade para todos.
  40. 40.  Docentes da turma dos Percursos Curriculares Alternativos Professor Rafael Freitas Professor Marco Catarino Professor João Abílio Gonçalves Alexandre Camacho José Virgílio MendonçaTrabalho realizado por: Alunos da turma dos Percursos Curriculares Alternativos do 6.º ano Alunos do Curso de Educação e Formação de Informática Docentes de Educação EspecialColaboradores:

×